sábado, junho 19, 2010

Da Sérvia à Inglaterra

1. Os outros também jogam à bola. Analistas, comentadores e treinadores ressentidos (sim, estou a falar de Manuel José) descobriram nos últimos dias que afinal equipas fortes podem empatar (ou até perder, imagine-se) com formações menos cotadas, apesar de não serem treinadas por Carlos Queiroz. Aconteceu assim com a Alemanha, uma das melhores na primeira jornada, mas ontem manietada por uma Sérvia coesa e atrevida q.b., com um irrequieto Jovanovic e um desequilibrador Krasic. Registe-se porém que a arbitragem miserável, os falhanços de Podolski e as defesas de Stojkovic (donde conheço este nome?) ajudaram à festa...

2. Ao fim do dia, outra surpresa (e Queiroz novamente ausente deste filme), depois de prestação degradante da Inglaterra. É verdade que os argelinos foram compactos e muito solidários, que têm um magnífico lateral-esquerdo (Beladjh) e beneficiaram de uma óptima actuação de Yebda (até irritou ver quanto jogo cortou), mas deu pena assistir à total incapacidade dos ingleses em responder a estes desafios. Não há quem planeie manobras ofensivas, não há cruzamentos de qualidade, não há tabelas, não há desequilíbrios colectivos, não há génio individual. E, acima de tudo, não há alma. Quo vadis, Inglaterra?

3. Pelo meio, partida vibrante entre EUA e Eslovénia, com resultado justo. Primeira parte muito boa dos europeus, com um excelente Birsa e um notável aproveitamento do muito espaço concedido pela retaguarda americana. O segundo tempo trouxe uns EUA mais equilibrados no meio-campo e decididos a inverter o resultado - o que foi possível sobretudo pelos méritos de Donovan (ainda um grande jogador) e de Altidore (a forma como domina a bola e arrasta os defesas pode fazer deste avançado um caso sério). Continuo a achar que os americanos vão passar, mas os eslovenos estão claramente na corrida.

katanec

7 comentários:

Petinga disse...

Excelente post.

So queria discordar ligeiramente do ponto 3: a meu ver os EUA foram claramente superiores a Eslovenia durante a maior parte do encontro e so nao ganharam porque o arbitro decidiu anular o 3-2 por motivos que ainda hoje nao compreendo. Alguem percebeu?

master kodro disse...

Realmente faz impressão que uma equipa que, entre outros, apresenta Gerrard, Lampard e Rooney no onze não consiga produzir a ponta de um corno em dois jogos. Senti-o ainda mais quando, num canto, vi o Lampard a marcar o Yebda e o Terry a marcar o Halliche. Fiquei deprimido.

Quanto aos EUA, adorei a exibição do Bradley, independentemente do golo. Grande jogador.

Petinga, ninguém percebeu. Mas também ninguém percebeu como é que o Dempsey não foi expulso no primeiro minuto. Foi uma má arbitragem, tal como a do tipo do Alemanha x Sérvia, com um critério apertadíssimo, que não seguiu até ao fim. Condicionou muito o jogo.

Jorge disse...

Arbitragem pessima do Maliano que nao sabia o que e que andava ali a fazer.
Acho que o Dempsey deveria ter levado um amarelo no lance que o MK descreve mas erros desses sao normais.
O que nao e normal e que tenha mostrado um amarelo a um jogador Esloveno quando e clarissimo que nem falta faz sobre o Altidor num lance mesmo em frente do fiscal de linha.
Mostra um amarelo ao Lindsey (?) por este levar com uma bolada na cara na sequencia de um canto.
Cada vez que via jogadores abracados na area Eslovena na sequencia de cantos e livres marcava falta contra os EUA, o que se veio a repetir no golo anulado. Nesse caso talvez apercebendo-se da forma de actuar do arbitro havia quatro ou cinco jogadores americanos abracados pelos Eslovenos.
Sao os criterios da FIFA que alem das vuvuzelas e uma bola com caracteristicas diferentes tambem quer embelezar o jogo com arbitragens sui generis.

Jorge disse...

Tenho gostado dos comentarios sobre a qualidade das "outras" seleccoes.
Ainda ha quem nao perceba que o futebol e essencialmente um jogo de equipa, que os jogadores presentes teem boas condicoes de treino e que ja nao veem ao campeonato para fazer turismo.

. disse...

Sabendo que são aficionados pela NBA como eu, aconselho a se quiserem comprar material oficial da nba vão ao site www.leiloes.net e procurem por "NBA".

cparis disse...

Na tua crítica ao Manuel José, estás em desacordo com o que ele disse, ou sobre o facto de ele ter falado?

joão disse...

discordo completamente quando consideras a inglaterra uma grande seleção é verdade que tem, tinha 6 7 jogadores absolutamente fantasticos, gerard, ferdinand, lampard, ronney, mas o resto do plantel é muito fraco e desiquilibrado, tem alas de baixa qualidade excepto cole e tem guarda redes e pontas de lanças simplesmente pateticos.

as arbitragens são do pior que já tenho visto mas quando da europa foram 10 arbitros e nesses esta o olarapio acho que esta tudo dito.

os comentarios são ridiculos mas não são só no mundial no campeonato nacional são igualmente ridiculos mas só a clubite empede de ver o quanto são ridiculos.
tambem se confunde um jogo emotivo mas mal jogado com o ser espectacular.