segunda-feira, novembro 09, 2009

Benfica 1 x Naval 0

Sem tempo para escrever, resta-me ficar por algumas breves notas, registando que, depois da vitória notável em Liverpool (contra um miserável Everton, já sabemos), o Benfica volta a obter um triunfo importantíssimo. Registo além do mais - e com particular agrado - que o futebol praticado continua a ser de qualidade inquestionável. Tento aliás lembrar-me de uma má exibição e só recordo Guimarães (e parte em Leiria). Claro que as dificuldades sentidas neste e noutros jogos recomendam prudência, mas se há três meses alguém me dissesse que o Benfica seria líder ex-aequo à 10ª jornada, com mais 5 pontos que Porto e 11 que Sporting, eu recomendaria internamento imediato do fulano.

De resto, hoje a vitória só não é indiscutível mesmo para quem não viu. Jogo de sentido único (e curiosamente a Naval esteve perto do golo!), com pelo menos uma dezena de oportunidades. Duas bolas nos postes e uma exibição prodigiosa de Peiser adiaram um triunfo justo, num golo daquele que é, para mim, o melhor jogador deste campeonato até ao momento: Javi Garcia (Aimar, Alan, Hugo Viana e Cardozo fechariam um top 5). A cultura táctica deste indivíduo é verdadeiramente impressionante.

Nas notas individuais, destaque para Saviola, Di Maria (apesar dos mergulhos para a piscina, que já irritam) e David Luiz. Nuno Gomes em noite desastrada, como também Maxi, que me parece uns furos abaixos da época passada.

katanec

92 comentários:

jose reyes disse...

Desculpa arrefecer o teu entusiasmo mas o benfica não é líder ex-aequo. O líder é o Sporting de Braga. Se o campeonato terminasse hoje o campeão seria o Sporting de Braga e o 2º classificado seria o benfica com os mesmos pontos do vencedor.

rearviewmirror disse...

ok reyes.

Entusiasmo comletamente arrefecido.

frp disse...

É isso Reyes, continua assim e se calhar daqui a uns tempos tás a comentar na Sport Tv com o outro amigo que disse por várias vezes: "A equipa da Naval está a fazer um excelente jogo táctico". Ele que tome juízo, uma equipa que aos 90 minutos tinha 28% de posse de bola devia ser abolida do campeonato ou ser renegada directamente para a segunda liga. É por causa de treinadores como o Augusto Inácio (não vou falar do resto do seu trabalho do qual confesso ter algum desconhecimento), que a Liga Portuguesa é aquilo que é. E também é por causa de treinadores que encaram os jogos com uma atitude que é tudo menos pró-futebol (finalmente talvez o Sporting também comece a jogar á bola, Adeus Paulo Bento) que o futebol português é a merda que é.

Rui Cunha disse...

Não fossem os mergulhos para a piscina do Di Maria e não havi Javi Garcia para ninguém

JNF disse...

Mergulha, mas é agarrado. E a falta existe. Temos pena.

frp disse...

Rui Cunha, abre o olho até ao branco e toma juízo.

Sérgio_alj disse...

Como é que o Braga era campeão se ainda tem de jogar na Luz?

Está à frente no confronto directo, no entanto ainda não se jogaram os dois jogos entre as duas equipas...

Infante disse...

FRP, deixa-te de tretas. Se a Naval entrasse na Luz de peito feito, o mais certo era sair de lá com 7 ou 8 na bilha.

Desculpem a falta de romantismo, mas os Inácios e por aí fora não estão aqui para dar espectáculo. Quem quer espectáculo vê o Barcelona ou o Arsenal, não vê a Naval ou o Leiria. Os treinadores têm é que assegurar que a sua equipa consiga o melhor resultado possivel. E o melhor resultado possivel para uma equipa pequena num estádio de um grande tem que vir com jogo defensivo, não há outra maneira. São mundos diferentes, tendo em conta que havia jogadores no banco do Benfica que valiam mais que todo o plantel da Naval. Vai para lá tu jogar ao ataque !

A Liga Portuguesa é "a merda que é" por razões que nem têm a ver com futebol (ou antes, razões que fazem com que o futebol jogado seja o que é). A saber: país de esmagadora maioria de adeptos em 3 clubes, os outros clubes sem adeptos, sem patrocinios, sem apoios, sem dinheiro = sem qualidade. O mau futebol vem muito, muito depois.

Hugo disse...

Agora querem comparar os meios que o Benfica tem com os da Naval...

frp disse...

Infante fala do que sabes e do que vês. Nenhuma equipa com a atitude da Naval ganha um jogo na Luz seja ela qual for. Meios?! Obviamente que o Benfica tem muito melhor equipa que a Naval, mas por amor de Deus, não são jogadores profissionais de futebol do primeiro escalão nacional? Eu não disse para a Naval jogar ao ataque na Luz, disse que independentemente da discrepância de valor entre as duas equipas, não considero bom para o futebol a maneira como foi abordado o jogo. 28% de posse de bola?! Isso nem acontece nos jogos de computador meu deus. Aqui ao lado, o Real Madrid levou 4-0 de uma equipa chamada Alcóron, e o Real Madrid tem jogadores que não jogaram que valem mais que a equipa toda do Benfica. Uma equipa como a do Naval tem sempre que jogar futebol, vai ver as estatisticas e diz-me o que raio é aquilo. Qualquer treinador por mais merdosa que seja a equipa tem de ser minimamente ambicioso e o Augusto Inácio não o foi, ponto final. O que transformou o jogo no circo que foi. E não me venham dizer que a equipa do Naval não tem mais para dar porque tem. Cheio de tretas és tu com essa conversa dos patrocinios e dos clubes, que apesar de não dizer que não tens razão, porque tens, mas porque não consegues simplesmente compreender o que te disse e aceitá-lo porque é verdade. No inicio do jogo são 11 contra 11.

frp disse...

Hugo ninguém quis fazer comparações, mas isso não é nem pode ser desculpa para aquilo que aconteceu naquela hora e meia de futebol.

rearviewmirror disse...

O meu pai contou-me que antigamente era uma vitória perder por 1-0 na Luz.

Voltámos ao passado ;)

rearviewmirror disse...

Só uma coisa: No sapo videos esta o resumo do jogo, sem comentários. Não se poderia fazer um qualquer tipo de abaixo assinado para podermos ver o jogo da nossa equipa, seja ele qual for, só com o som do estádio??
Como espectadores, deveriamos ter essa opção.
Ouçam e comentem porque é qualquer coisa de incrivel, e aí não teriamos de estar a levar com os comentadores mediocres que temos.

http://videos.sapo.pt/CNpzzFDvTs7dfpjEN2lC

Littbarski disse...

O que vale é que hoje não vale a pena falar de arbitragem. Porque se valesse a pena falar de arbitragem, alguém teria de dizer que o Benfica foi mais uma vez favorecido. Mas como o resultado acabou em mais uma goleada, construída a 1 minuto do fim, e o penalty perdoado ao Benfica foi aos 41 minutos, quando o jogo estava 0-0, não vale a pena falar de arbitragem.

luis disse...

Littbarski,

Se nem o conceito de goleada dominas, nao se pode discutir lances de arbitragem contigo.

Infante,

"os outros clubes sem adeptos, sem patrocinios, sem apoios, sem dinheiro = sem qualidade"

Sem patrocínios? Sem apoios? Em que país vives? Portugal? De certeza?

Mr. Shankly disse...

Notável, Littbarski. Absolutamente notável.

cparis disse...

katanec,

Há um outro jogador da Naval que merece - Diego Angelo. Não sei se o seu custo está dentro do orçamento do SCP, mas que parece (foi o primeiro jogo completo que vi dele)ser melhor do que qualquer um que o SCP lá tem, isso parece.

Gostava de ter acesso às estatísticas individuais deste jogador no jogo de ontem. Esteve simplesmente intransponível.

Deus...anteriormente conhecido como... disse...

Luis dixit:
Littbarski,

Se nem o conceito de goleada dominas, nao se pode discutir lances de arbitragem contigo...

Pois, sim...que existe penalty é claro, que a Naval poderia ficar na frente tb é claro, que este é mais um lance a beneficiar o SLB tb é claro.
Agora a táctica é outra, não se marca os penatys simulados para não não dar nas vistas, mas tb não se marcam os penaltys contra.
Uma curiosidade: não foi este o famoso arbitro que viu mão na bola numa final de uma taça de uma cerveja qualquer. Coincidencias.

O Anti Lampião disse...

mais uma vitória notável

http://oantilampiao.blogspot.com/2009/11/mais-um-roubo-na-catedral-da-corrupcao.html

rui disse...

Ai houve um penalti...muito me contam voces...e outra coisa...kd foio belenenses no dragao, não vi ng aki chocado pela forma como o belenenses jogou...ganhem juizo...

Ruibonga

pitons na boca disse...

Tambem não marcou o pontapé que deram na cabeça do Saviola, dentro da area navalista, portanto...

Mr. Shankly disse...

Penalty? Ficam "penaltys" desses por assinalar em todos os jogos. Contra o Nacional foram dois, por exemplo. Gostava de ver o que se diria se assinalassem aquele "penalty" a favor do Benfica. Por curiosidade, há um lance igualzinho sobre o Ruben Amorim, na Luz, na época passada contra...a Naval. Não tenho acesso às caixas de comentários desses posts, mas suponho que o littbarski, o deus não sei quê, o ruibonga e o antiglorioso a tenham enchido com comentários indignados pelo erro do árbitro.

Pedro disse...

ò aquela mão na bola à entrada da área da Naval q depois levou à falta q deu o amarelo ao Maxi.

Penalty do Maxi...LOLOLOL

Allez Sporting disse...

estes vanglorizam-se com vitórias a cheirar a corrupção
tenham vergonha

Valdemar disse...

Ver os Benfiquistas exultar com o bom futebol praticado pela equipa, ainda vá, (embora ontem não tenha sido exemplo disso),

e abominar o futebol praticado pela Naval, e já agora, pelo Sporting de Paulo Bento,

é no mínimo hilariante.

Concerteza o futebol praticado nos últimos anos, onde se inclui com facilidade o Benfica campeão de Trappattoni, foi do mais alto quilate.

Isso e couves...

Mr. Shankly disse...

"estes vanglorizam-se "
Não, estes "vangloriam-se". Tem vergonha.

Daniel disse...

Não concordo com as críticas à Naval.

Meteram o autocarro mas se não fosse o Peiser em noite inspiradíssima tinham levada dois ou três.

E ao contrário de outros não fizeram anti-jogo.

Mr. Shankly disse...

Em relação à atitude, concordo com o Daniel. A Naval fez um jogo leal, com as armas de que dispunha. Aqui vai a opinião do D'Arcy, com a qual concordo palavra por palavra: "Ao contrário do que tem sido habitual nos nossos adversários, não houve jogadores a simular lesões, houve dureza mas não violência, e não vi os nossos adversários em constantes provocações e quezílias com os nossos jogadores. A oposição que a Naval nos fez foi puramente em termos tácticos, e leal, já que lutou com as armas que tinha. Começa a ser uma raridade na nossa liga, e por isso julgo que merece ser mencionada."

Littbarski disse...

Luis, se nem o conceito de ironia dominas, realmente, fizeste muito bem em não dizer nada.

Littbarski disse...

Shankly, não te atrapalhes, o Benfica ganhou bem. Está na frente do Porto porque está a jogar melhor. Ponto. Eu simplesmente pensei, depois do jogo de Braga (que o Braga venceu com justiça), que fosse nestes jogos equilibrados que valia a pena falar de arbitragem. Foi só isso. Pelos vistos, enganei-me.

luis disse...

Litt,

se nem o conceito de ironia dominas, realmente, fizeste muito bem em não dizer nada.

Olha, vai lá divertir-te com os teus dirigentes corruptos, se faz favor (sem ironia).

Allez Sporting disse...

ui ui
cometi um erro de português

se o calabote Lucílio pode errar ..

Mr. Shankly disse...

É notável, allez. O Lucílio beneficiou o Benfica num jogo (a tal final) e prejudicou o Sporting no mesmo. No resto da carreira, fez o contrário. E tu achas que é corrupto e comprado pelo Benfica. Espectáculo.

Littbarski, não acho que o Braga tenha vencido com justiça. Mas não acho que tenha sido pelo árbitro. O jogo correu-lhes bem.

Grilo Falante disse...

Mais uma alegria mais uma vitória...corrupta! Este ano definitivamente cheira à época de 2004-2005.
O orgão oficial so slb, mais conhecido pela "a bola", continua a fazer capas rídiculas: "goleada de emoções". Afinal luis parece que sempre houve ontem uma goleada na luz...parece é que foi de estupidez e afectou os gajos da "bola".

Pedro disse...

faz cri cri faz...

Grilo Falante disse...

Não pedro, faço só no fim da época quando voltarmos a ser campeões, apesar da vossa batotice intrínseca e da vossa proverbial bazófia e mau ganhar.

Gonçalo Cabral disse...

Alguém dizia que o problema do nosso futebol é que há muitas Navais(muitOS navais - diria JJ) a jogarem com o autocarro lá atrás e isso não é futebol. Alguém respondeu que o problema é que só há adeptos de três clubes o que não deixa que os outros clubes possam ser minimamente competitivos em compração aos outros. Mas há dúvidas?

Os valores de hoje são apenas e só o da vitória. Quer-se um clube que encha a auto-estima, que dê alegrias faceis, que dê assunto para discutir com os amigos. Perdoem-me a falta de modéstia, mas quem torce por um não estarola está pelo menos um passinho à frente nisto tudo.

Eu não sei o que leva alguém a ser do Vitória, do Sporting, do Porto, do Benfica, do Nacional, o que seja. Sei as razões que me levam a ser da Académica, e essas não as trocava por vitória nenhuma.

Voltando atrás, os apoios são escassos fora dos grandes. Ainda há tempos se queixava o presidente de um clube de meio da tabela de como é complicado arranjar patrocinios. "Dizem-nos que já investiram no Sporting, outros no Benfica, outros no Porto, outros nos três, e que a estratégia deles passa por aí".

É esse o cancro do futebol. O futebol não é uma porcaria porque a Naval mete o autocarro na luz! O futebol é uma porcaria porque a Naval não tem dinheiro para contratar dois ou três jogadores que possam jogar de igual para igual com o Benfica. É que não é o dobro do orçamento, são 10 ou 15 equipas da Naval que se pagavam com o orçamento do Benfica.

E falam-me em jogar de igual para igual? Se eu tiver uma fisga e o meu adversário uma cacadeira eu vou por-me frente a frente? Algum dia? Se não tenho hipóteses de arranjar uma cacadeira também... vou ter de me esconder e tentar apanha-lo desprevenido, é o que toda a gente faz, o que todos nós fariamos naquele lugar.

O cancro que cada um de vocês fala e diz mal do nosso futebol, começa loguinho aí, na frente do vosso computador.

Saudações

Quetzal Guzman disse...

É sempre divertido ler um portista a mencionar o "mau ganhar" de outros.

Vitória sofrida e justa. Ontem muita gente (benfiquistas incluíoas) terá percebido a real importância do Cardozo. Pelo estilo de jogo é fácil menorizar a sua importância, mas o certo é que a sua falta se faz sempre sentir. Já em Leiria fora assim. Aposto que qualquer quarteto (ou quinteto) defensivo nacional, se qusetionado, afirmaria preferir defrontar o Benfica sem Cardozo em campo.

Não vou criticar a Naval porque cada um joga com as armas que tem. E acho que se devia elogiar o Inácio por não ter recorrido a artimanhas ridículas e pelo seu discurso pos-jogo.

Jorge disse...

O jogador do Benfica nao faz a carga de ombro ao tentar jogar a bola, mas empurra o jogador para fora da jogada com o ombro para depois jogar a bola.
E falta... Raramente e apitada, mas isto nao e a NHL.

frp disse...

Começo a ficar escandalizado com a dose de burrice a que cheiram estes comentários.

Gonçalo Cabral disse...

Realmente... parece o estádio da luz às vezes

rearviewmirror disse...

Ontem esgotou-se o stock de Rennie em Portugal.

Littbarski disse...

Isso dos treinadores se queixarem dos veículos automóveis para transporte colectivo tem que se lhe diga. Por exemplo, alguém está a imaginar o Jesualdo (ainda por cima da forma que o Porto está a jogar) a pedir ao Ancelotti para não estacionar o autocarro no Dragão? Tomara ele que os ingleses fiquem lá atrás quietinhos...


ps - Por onde tem andado o Sam? Vi há tempos, num blog aqui sugerido pelo master kodro, esta excelente sugestão musical. O vídeo era outro, melhorzinho, mas desapareceu tão enigmati©amente como o Porto dos Barreiros. Ou seja, sem mistério nenhum.

Luciano Rodrigues disse...

Só vi o resumo e acompanhei na net em texto, ficam as minhas notas:
- vitória merecidíssima do Benfas
- não foram outros 5 ou 6 por milagres
- o Peiser fez uma boa exibição, mas a grande maioria das defesas foi mais para a foto que para a segurança
- há um penalty enorme do Maxi sobre o Camora (penso) na 1ª parte
- a defesa do Benfas continua uma tremideira, a Naval pouco atacou e mesmo assim esteve perto do golo em 2 ou 3 ocasiões

Luciano Rodrigues disse...

Só agora vi os comentários, e tiro o chapéu ao Gonçalo Cabral! Brilhante!

Vamos lá ver uma coisa, eu na Europa já vi Portos, Benficas e Sportings meterem tantos autocarros contra os Milan's e Manchester's desta vida. Cada um usa as armas que tem.

E sim, se o futebol em Portugal é fraco (eu pessoalmente não acho, acho que é tacticamente fortíssimo, técnicamente interessante e fisicamente fraco), deve-o à tacanhez de 95% dos portugueses que "só podem" ser de 3 clubes, mesmo que nasçam a 500km do Estádio da Luz ou do Dragão. É saloice. É parolice. É Portugal.

Em relação aos apoios aos "grandes", devo acrescentar que a diferença significativa não está nos patrocínios, pois esses a maioria das vezes revestem-se de suporte de retorno para acontecerem ou não. O problema está nas "ajudas", nos PDMs que se alteram, nos terrenos que se oferecem, nas acções que se aceitam, nos centros de estágios pagos pelo banco estatal a troco de nada.

Diego Armés disse...

Não costumo comentar, mas hoje vou fazê-lo.

Antes de mais, a estratégia da Naval. Já aqui foi dito: jogaram limpinho. Se defendem com um máximo de 11 na área, não há nada nas leis que os impeça. Não fizeram a vergonha que o Leixões fez nem passaram 50% do jogo no chão, como o Marítimo (na Luz). Defenderam razoavelmente, tiveram uma sorte imensa. E ainda se acrescentaram dois detalhes: o Cardozo não jogou... e o Nuno Gomes jogou no lugar dele.

O futebol português não é "a merda" que pintam. Prefiro 20 vezes ver um Benfica - Naval a ver o Inter - Juventus (salvo raríssimas excepções em que aquilo até se parece com futebol). Há ligas muito subvalorizadas, mas que têm bom futebol - a portuguesa e a francesa são bons exemplos. Quando se chega à Europa, aí sim, vem o poderio dos ricos e então fazemos nós de Naval 1.º de Maio - o que nunca foi indigno para ninguém.

Quanto a patrocínios, meus amigos: it's money we're talking about. O capitalismo liberal é assim, auto-regula-se. Ninguém investe numa marca sem retorno. É uma consequência da forma como o futebol em Portugal cresceu, apenas isso. As pessoas juntaram-se em torno de um clube e mais dois, em vez de olharem para as equipas que lá tinham na terra... Acontece. Não é mau nem é bom, nem errado nem certo: é assim e pronto. A paixão vem não se sabe de onde (ao amigo de Coimbra: eu vibrava com os Lakers na NBA e vivo a uns bons 10 mil quilómetros de distância, sendo que o meu desporto de eleição é o futebol... faz de mim um estúpido?). E não tem de ser explicada. Ainda assim, assinale-se o (ainda lento, ok...) crescimento de adeptos "locais" de clubes como o Braga (sim, quando se ganha é fácil...) e, sobretudo, do Guimarães e da Académica. Assistências razoáveis no campeonato português.

Ainda sobre assistências, é de registar a preocupante atitude dos adeptos sportinguistas (de um modo geral). Os que vão ao estádio reclamar e protestar... ao menos, ainda lá vão. Mas quando os adeptos deixam um estádio às moscas, isto é motivo de preocupação. Pensei que o "sportinguismo" fosse ainda uma paixão forte. Mas começo a ver que são cada vez menos os verdadeiros sportinguistas. É um sintoma de alguma coisa. Escuso-me a especular sobre o assunto, debata-o quem for do Sporting.

Regressando ao Benfica - Naval. É triste - às vezes, irritante - assistir a certos comentários que, em certos casos (o do Allez Sporting, por exemplo), se repetem em todos os fóruns e blogues que frequento. Sim, pode ter havido penalty do Maxi. E? Isso faz com que o Benfica esteja onde está injustamente? Como assim? Já foram vários os jogos em que o Benfica foi prejudicado. Desta vez, houve este erro do Lucílio Baptista. Mas também houve livres perigosos por assinalar a favor do Benfica, por exemplo (especulemos: falta sobre o Coentrão à entrada da área aos 14'. O Peiser ainda estava "a frio". O Javi dali é especialista. E se desse golo? E no penalty, se o Quim o defendesse? Vocês, que se lembram da "mão" do Lucílio na final da Taça da Liga não se lembram das mãos do Quim que, no mesmo dia, vos tirou 3 penalties? Que raio de memória selectiva vocês têm...).

A desonestidade e a imoralidade ficam à consciência e responsabilidade de cada um. Se querem convencer-se a vocês mesmos de que o Benfica vai ao colo, pois, obviamente estão no vosso direito. Mas façam um favor a quem sabe ver bola e gosta realmente deste desporto: poupem-nos a essas opiniões. Não as publiquem. Partilhem-nas com os fanáticos que vos forem mais próximos. Nós não somos todos "cretinos". Perceberam?

rearviewmirror disse...

Grandes comentário Diego.

francis disse...

está a dar nas noticias que morreu o robert enke, ex gr do benfica.

rearviewmirror disse...

Robert Enke morreu aos 32 anos. O guarda-redes ter-se-á atirado para uma linha de comboio em Hanover, informa a polícia germânica.

RIP :(

Luciano Rodrigues disse...

Diego, a parte dos patrocínios percebo e tens toda a razão, tal como eu refiro no comentário anterior. A questão são as outras ajudas: PDMs, Governos Regionais, Camaras Municipais, benesses fiscais ou empréstimos a fundo perdido de milhões de contos do banco estatal.

Mas não tens razão ao encarar com naturalidade esta aberração que se passa em Portugal relativamente a 95% das pessoas apoiarem 3 clubes. É preocupante e único no mundo. É sinal de uma sociedade bacôca e fechada, de tentar superar os falhanços pessoais e sociais com a cenoura da vitória fácil. Historicamente faz sentido, mas o 25 de Abril foi há 35 anos e mentalmente ainda não nos libertámos.

JNF disse...

Saviola leva um pontapé na cara na grande área quando o jogo está a zeros. Como é?

Diego Armés disse...

Luciano, isto agora dava pano para mangas - da estatística à sociologia, muito haveria a dizer. No entanto, não só não creio nos 95% de apoiantes de 3 clubes (penso que serão menos) como tenho a certeza de que os apoiantes a sério de clubes de futebol (sócios, público assíduo, etc.) são uma fatia residual da população - ou, pelo menos, não muito significativa (por jornada, temos cerca de 100 mil adeptos nos estádios das divisões profissionais, a não ser que os 3 grandes joguem em casa; quando isso acontece, o número aumenta, sim, mas em 30 a 40 mil adeptos...). Ou seja, o mal não será tanto a distribuição atípica dos adeptos, para isso necessitaríamos de estádios que comportassem 400 mil nos jogos dos grandes; penso que o que temos é poucos adeptos assíduos, de um modo geral... e calha acontecer (e com naturalidade) que os dos 3 grandes, sendo mais, acabam por ter mais presenças nos estádios... Enfim, isto são teorias. Não estou com isto a dizer que não tens a tua razão, é mais que certo que em Portugal é raro aquele que gosta de futebol e não é do união desportiva futebol clube daqui e dacolá E também do Benfica. Sócio e tudo. Só defendo que esse não é o maior problema (nem sei se será um verdadeiro problema...).

Numero Dez disse...

O Blog Sector Ofensivo procura alguém que esteja interessado em representar o F.C.Porto.
Os requisitos mínimos são dinâmica, disponibilidade e boa escrita!
Se estás interessado em fazeres parte do nosso painel, diz nos o que achas que poderás acrescentar ao Settore e deixa na caixa de correio.
http://sectorofensivo.blogspot.com/

Gonçalo Cabral disse...

Diego:

Não podes tirar o número de pessoas que realmente gostam de futebol pelas assistências nos estádios.

Eu vivi muito tempo na Serra da Estrela, em Seia mais precisamente, e sei de poucos rapazes da minha idade que não fossem grandes fans de futebol. Assim de repente, quero lembrar-me da minha turma do 10º ano. Todos os rapazes tinham clube, todos discutiamos os casos à segunda, (a maioria daqueles aficcionados que sabem os nomes e as posições de 70% dos jogadores da Liga) mas tirando eu(por ser da Académica e poder ir "à bola" regularmente), eles iam ao futebol uma vez por ano, que era quando a Académica recebia o Benfica e como fica ali a uma hora de caminho faziam o esforço. Nem é só pelo dinheiro, é que fazer 3 ou 4 horas de caminho para ver um jogo em casa do clube, gastar uns 100 euros e ainda chegar a casa a um Domingo às 3 da manhã com dia de trabalho a seguir...é dose!

Eu não sei onde tu vives, não sei se será o caso, mas em Lisboa tem-se a mania que o país se resume a Lisboa e o resto é paisagem, mas não é, Lisboa é menos de 10%. Há muitas "Seia's" espalhadas por aí, e se calhar o problema é maior do que parece.

Não quero dizer que toda a gente de Seia devia ser da Académica, nada disso. O problema começou quando as pessoas começaram a borrifar-se para os clubes da terra ou da zona, o tal problema de auto estima, da procura da vitória fácil. Hoje já não há nada de especial para ali escolher(só clubes regionais), mas o problema que temos começou há anos, quando as pessoas já só queriam saber de Benfica e afins estarolas.

Gouveia, Viseu e Guarda chegaram há não muitos anos a ter boas equipas na liga de Honra. Houvesse outros apoios a esses clubes, houvesse clubismo(no sentido mais verdadeiro da palavra), bairrismo, o que quiserem, hoje quem vive na zona tinha um clube perto para ir ver futebol. Quem gostasse de futebol na zona, não tinha de gastar 100 euros para ir ver um jogo(desses 100 para o clube vão uns 15 - só).

Fala-se tanto do caso de Guimarães que é bom de se ver(do Braga é fantochada, quando há vitórias toda a gente traz adeptos, há meia dúzia de anos tinham o estádio às moscas como os outros), aquele adepto que diz "assim sim, estádio cheio, vejam o Guimarães!" e depois quando se vai a ver é um algarvio Portista. Mas querem milagres?

Resumindo (que já me alonguei demais): sim, é um problema essa centralização de poderes. Os estarolas(desculpem, nunca digo grandes) tudo podem e não há falta de adeptos que queiram futebol, há é falta de condições para esses adeptos, por culpa própria diga-se.

Isto não é um problema. É "o" problema de base do nosso futebol. Nunca será corrigido? Talvez não, pelo menos não tão cedo, mas não deixa de ser um problema.

Só a titulo de curiosidade. Vê a quantidade de assinaturas da Sporttv. Há um ano o seu director dizia que tinha 600 mil e que o futebol era o desporto preferido de 92% dos assinantes. Esta gente paga 20 euros por mês(ou qq coisa assim, nao sou eu que pago :) ) para ver futebol. Como tu dizes, só 5% é que vão ao estádio. E os 95%? Serão todos por perguiça ou terei alguma razão no que disse em cima?

Sinceramente, penso que sim.

Saudações a todos

Gonçalo Cabral disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Hugo disse...

1º Braga e Benfica lideram com todo o mérito.

2º Lei Katanec -Só vale a pena falar de arbitragem quando os jogos são equilibrados e o Benfica perde.

Allez Sporting disse...

"Sim, pode ter havido penalty do Maxi. E? Isso faz com que o Benfica esteja onde está injustamente? Como assim? "

bem representativo da mentalidade benfiquista
roubou e gosto de roubar

"Já foram vários os jogos em que o Benfica foi prejudicado."
claro
Nacional
Leiria
Naval

chega?

Allez Sporting disse...

ou querem mais benefícios ?

rearviewmirror disse...

Allez, fala do Sporting.

Deixa a grandeza do Benfica para os benfiquistas.

Luciano Rodrigues disse...

Diego, como é óbvio não digo que 95% da população é adepta do futebol. Pelas minhas contas, em Portugal o mercado do futebol terá de 1,5 a 2 milhões de consumidores, ou seja, gente disposta a gastar dinheiro numa base regular com o futebol. É uma percentagem muito alta da população ainda assim.

Desses, 90 ou 95% são adeptos dos 3 estarolas. Tirando os 3, terás qq coisa como:
Belenenses - 150 mil
Académica - 100 a 150 mil
Guimarães - 50 mil
Vitória Setúbal - 25 mil

Diego Armés disse...

Luciano, vejo que, afinal, a tua perspectiva das coisas acaba por ser distorcida e portanto não me alongarei mais.

Em Lisboa "temos a mania" disto e daquilo. Pois, está bem... Lamento muito que a tua Académica não tenha mais adeptos, mas não posso fazer nada - ralha com o povo.

E quanto à aassiduidade dos adeptos: começaste por comparar o futebol português com outros. Ora, em "outros", como Ingalterra (provavelmente, o melhor exemplo do mundo) as pessoas preferem ir ao futebol do que pagar a SportTV. Como disse, não defendo que esteja certo ou errado. É um fenómeno, cresceu assim. Queremos explicá-lo? Procuremos nas ciências sociais e humanas. Especular sobre estarolices parece-me um pouco palerma... E de pouco adianta.

Allez, esqueceste-te de citar uma parte importante. Mas eu repito, tenta recordar-te dela no futuro:

"A desonestidade e a imoralidade ficam à consciência e responsabilidade de cada um. Se querem convencer-se a vocês mesmos de que o Benfica vai ao colo, pois, obviamente estão no vosso direito. Mas façam um favor a quem sabe ver bola e gosta realmente deste desporto: poupem-nos a essas opiniões. Não as publiquem. Partilhem-nas com os fanáticos que vos forem mais próximos. Nós não somos todos "cretinos"."

Percebeste? Não me obrigues a repetir uma vez mais, por favor. É cansativo e há, seguramente, outros comentários a merecer muito mais atenção (minha e dos restantes). Um abraço.

Jorge disse...

Diego:

Eu ate estava a gostar da discussao e nao me parece claro que tenhas razao, mas mesmo que seja assim se nao gostares do rumo que a conversa esta a ter poderiar terminar a tua participacao de uma forma civilizada, porque o que irrita realmente sao pessoas arrogantes cujo melhor "argumento" acaba por ser o insulto.

Jorge disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Diego Armés disse...

Não percebi, Jorge. Em que parte é que leste um insulto meu? De resto, não pretendo "ter razão"; já disse, há pontos que o Luciano defende que são razoáveis (não sei se explicam, não sei explicá-los: mas são factos). Há outros - e aqui o argumento das "manias dos lisboetas" sobressai - que são, esses sim, um pouco mais insultuosos. De qualquer forma, não vim para aqui incomodar ninguém. Civilizadamente entrei e é assim que saio.

mago disse...

Diego, acho que confundiste o Luciano com o Gonçalo...

Diego Armés disse...

Tens razão, Mago. Peço desculpa aos visados.

Luciano Rodrigues disse...

Pois é Diego, exijo conferência de imprensa com um mea culpa! :P

Littbarski disse...

Diego Armés, a insolência vem desde o teu primeiro comentário, último parágrafo, o qual fizeste questão de repetir. Basicamente, no meio desse discurso que apregoa a moral, a honestidade e o verdadeiro gosto pelo futebol, típico de uma pseudo-elite que se acha dona do direito de opinião e de toda a sabedoria, acabaste chamando, mais ou menos implicitamente, fanáticos e cretinos aos comentadores que acham que o Benfica está a ser favorecido de uma forma decisiva pela arbitragem e palerma a quem não explica a assiduidade dos adeptos recorrendo às ciências sociais e humanas. Desculpa lá a maçada.

Diego Armés disse...

Interpreta como quiseres. Mas posso dar-te umas dicas - fui insolente o suficiente? Por exemplo, há aqui quem ache que "o povo português" é tacanho e saloio e atrasado porque incrivelmente se distribui sobretudo pelos 3 clubes grandes. (Para que não haja confusões: eu não defendo que isto seja bom - pela enésima vez; só me parece que os termos são abusivos.) Não chamei palerma a ninguém, não distorças. Disse que era "palerma", sim, especular sobre estarolices - estarolas, foi assim que um dos comentadores (já estou confuso) chamou aos três clubes grandes (sim, sem aspas, porque eles são mesmo grandes, em comparação com os restantes).

Não chamei cretino a quem acha e propala que o Benfica vai carregado ao colo. Chamei desonesto e acrescentei que a moralidade é coisa que diz respeito a cada indivíduo; aproveitei para deixar um conselho (aliás, um pedido): que não publicassem essas opiniões persistentemente, tentando convencer os outros de algo que é absolutamente faccioso e que está barbaramente distorcido. Acrescentei que eu, tal como outros, não sou cretino (como quem diz "podem repetir essa ideia até à exaustão, continuarei a saber que me estão a mentir"). Pelo menos, não me tenho como tal. Mas tu lá terás a tua opinião. E estás desculpado, não foi maçada nenhuma. Há coisas muito mais chatas na vida.

rearviewmirror disse...

Littbarski

Estamos a ver o mesmo campeonato?? É que não parece...
Prejudicado foi o Benfica nos 2 jogos que não ganhou, mas nem quero entrar por aí.

Alguém daqui tem duvidas que o Benfica é a equipa que mais joga á bola neste nosso Portugal, a léguas de todos os outros (tirando o Braga)?

rui disse...

Peço desculpa por me intrometer, mas não posso deixar de concordar quando se diz "o povo português é tacanho e saloio e atrasado porque incrivelmente se distribui sobretudo pelos 3 clubes grandes". E falo por mim...O clube da minha terra que agora nao tem seniores, chegou a estar na segunda B, a fazer a vida negra ao sporting (AHHHH quim berto!!!) e a receber as selecções nacionais jovens...E agr fechou pk?? Porque exactmente nao houve o verdadeiro "bairrismo".

Onde é que se já viu ser adepto de um clube que está sediado a 300 km de distância??...e o clube da terra dele? Isso faz-me lembrar quando o braga aqui ha umas semanas poes bilhetes po braga benfica a preços proibitivos e a malta do benfica reclamou logo toda...o que ng percebeu é que eles so eram proibitivos (escandalosos mm) para quem não era do ...braga...
Se apoiassem o clube da terra já podiam ir ver a bola gastando muito menos...E se fosse comigo era o ke eu faria sp em todos os jogos...Sim se calhar esse clube comigo nao durava muito tempo mas que raio: os jogos em casa são para os adeptos da casa...isso aplica-se com todos os clubes. Se o derby regional entre o passarinhos da ribeira e o rechousa for no passarinhos há que cobrar couro e cabelo aos do rechousa...sim somos uns saloios pk deveriamos apoiar o clube da nossa terra, que é aquele que nos representa...se querem ser do benfica que vao la viver para lisboa, do sporting idem aspas, do porto ide po porto!! O não apoiar o clube da terra deveria ser a excepção e nao a regra...

O clube da minah terra tb seria grande se tivessem aceite acções nao cotadas em bolsa como comprovativo de pagamento de dividas às financças, se estivesse num centro de estagio a treinar pagando uma ninharia por mês, e se lhe tivessem dado dinheiro para fazer um estadio novo e terrenos para bombas de gasolina...

E vocês ainda são mais parolos pk não conseguem ver isso...eu sou adepto de um dos 3 "grandes" e sei ver realmnt como as coisas são...sei que sou parolo, sei que se tivesse apoiado o clube da minha terra quando ele precisou, sabe se lá onde ele poderia estar agora...e por isso muito admiro quem é do paços, da academica, belenenses olhanenses e por ai fora...

A verdade é só esta (e vocês são um exemplo): o povo portugues nao gosta de futebol, gosta do seu clube da bola...por iss é que em inglaterra as coisas sao como sao e nao, como aki alguem disse "porque gastam o dinheiro nao nas sporttv's mas nos estadios..."...os ingleses vibram mais com o clube da sua terra do que com o clube adepto que está na primiership... Voces são parolos pk nem seker sabem provavelmnt o nome do clube da vossa terra, provavelmnt nunca puserem os pes la no campo...

Eu posso ser um palerma (que sei ke fui e que sou) no que diz respeito ao apoio dado por mim ao futebol mas ao menos sou homem suficiente para admiti-lo...


como eu compreendo o gonçalo cabral..


Ruibonga

rearviewmirror disse...

FEz-se luz.

Ruibonga = palerma

;)

Luciano Rodrigues disse...

Rui Bonga, parabéns, dificilmente algum adepto de um dos 3 clubes consegue ter uma visão tão inteligente das coisas.

Sim Diego, fui eu que chamei parolos e saloios à grande maioria dos portugueses. Em mais nenhum país do mundo, nenhum, se passa isto. Claro que em todo o lado as pessoas têm um clube preferido entre os que estão no topo, mas normalmente são de um clube ao qual têm uma ligação (proximidade, valores, laço familiar). É saloice e parolada, desculpa que te diga, mas é um facto. Mas que todo o mal fosse esse, na realidade somos um país saloio e parolo. Olha, eu vivo no concelho de Oeiras, teoricamente o concelho com melhor nível de literacia a nível nacional, excelente qualidade de vida e uma população jovem e dinâmica. E isso não nos impediu de eleger para presidente um corrupto condenado.

Portanto, no futebol, como na política e em tudo o resto, temos o que merecemos. Somos um país atrasado, saloio, parolo, com a mania que é muito à frente.

Ah, e sim, os portugueses não gostam de futebol. Gostam de 3 clubes. E toldados pela cegueira clubística, acabam na sua maioria por parecer nada perceber de futebol.

frp disse...

Fico muito feliz por testemunhar um reconhecimento tão intrínseco e reflectido como esse Rui. É de palermas como tu que Portugal precisa (ainda bem que és do Porto). Viva os palermas, Viva Portugal! Mas dou-te um conselho, como normalmente costumo dar aos palermas que conheço: Não percas muito tempo a pensar e sobretudo a tentar explicar uma coisa que desconheces.

Gonçalo Cabral disse...

A tasca para mim fechou quando se começou no insulto fácil.

FELIZMENTE SOU DA ACADÉMICA.

Saudações a todos.

frp disse...

Senhor Gonçalo, também não precisa de ser assim, eu só estava na brincadeira.

psergio disse...

isto aqui está muito engraçado.

Ora pensem lá comigo,

Não pensem que estou a criticar a vossa conversa, pelo contrário,estou a gostar bastante.

Mas esta quantidade de comentários (75), esta relacionada com um post sobre um jogo do Benfica, quando, a maioria deles dizem respeito a uma discussão sobre os problemas do futebol português e a mentalidade dos seus adeptos.

Este é apenas um aparte, porque depois lê-se comentários a dizer que quando o Benfica joga a caixa de comentários entope.

Ps. Este aparte, não tem nada a ver com a conversa. Apenas achei uma situação engraçada, porque já não é a primeira vez que leio comentários de Alguns tristes a congratularem-se por a caixa de comentários encher só quando o clube deles joga. E na realidade a maioria dos comentários dizem respeito a um assunto totalmente diferente.
PS. Podem continuar a conversa à vontade.....

rui disse...

Que conversa...quando se tenta argumentar de forma racional, aparecem logo quem so aproveita do discurso o que lhes interessa...e se querem insultar, insultem à vontade...não é isso que vai fazer com que akilo que eu disse seja mentira...


Ruibonga

Quetzal Guzman disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Quetzal Guzman disse...

O que eu acho piada é que há sempre alguém a falar nas "manias lisboetas". Confesso o meu desconhecimento sobre essas manias, embora oiça a expressão há muitos anos. Talvez por ainda hoje desconhecer o que é um lisboeta. Eu, que passei década e meia no perímetro suburbano, passei essa década e meia sem saber se era ou não lisboeta, já que o epíteto variava consoante a necessidade argumentativa.
Se lisboeta é quem nasceu e reside dentro das fronteiras urbanas de Lisboa, então poucos há (até os bairros tradicionais estão invadidos por genets de fora). E duvido que seja a esses que o Gonçalo Cabral se refere. Se fala da totalidade dos residentes, entre tamanho caldo cultural parece-me difícil estabalecer a origem de tais "manias". A percentagem de estrangeiros (mesmo descontando ilegais) é consoderável e a restante população vem de todos os recantos deste País. Conheço, por exemplo, muita gente tripeira nesta cidade e não os sinto em nada diferentes aos que ainda residem na cidade do Porto. Serão, porventura, imunes ao virús das "manias". Mas se o Gonçalo se refere a todos os que "vivem" Lisboa, trabalhadores e estudantes, da Margem Sul ao Ribatejo, da Amadora a Cascais, Sintra e Loures, a coisa complica-se muito... É que já vamos perto dos 3 milhões de habitantes, o que limita outro conceito: o da insignificância da capital dada a sua escassa representatividade demográfica.
Agora armo-me em Gonçalo e invento as "manias dos que não são lisboetas", aqueles que insistem em olhar Lisboa como um fenómeno alheio ao País, quando a capital é, precisamente, a fiel generalização deste País.

Gonçalo Cabral disse...

Quetzal:

Eu não sou de Lisboa mas neste momento até vivo na zona. A frase que dedicaste o teu comentário são só um aparte, duas linhas do que escrevi, mas tudo bem.

Eu não ofendi ninguém. Simplesmente, disse que quem passa o dia a dia por estes lados tem tendência a achar que tudo o que interessa é Lisboa, depois são só mais meia dúzia de terriolas por aí espalhadas. Atenção que é normal! Tudo o que se passa de importante passa-se aqui realmente, conferências, artes, negócios, tudo, até o futebol cá está centrado quer queiramos quer não.

O que eu tentei dizer foi que não se pode generalizar aos lisboetas que não vão ao estádio, esses a maioria só não vão porque não querem. Mas quem vive no interior (meia dúzia de pessoas sim, mas que na maior parte das vezes por falta de outras distracções sentem mais o futebol do que a generalidade), mas ía eu a dizer, que quem vive no interior não vai a um estádio a 300km, sente o clube só na televisão, não se pode fazer mais, é financeira e pessoalmente dificil.

Alguém me respondeu que em Inglaterra as pessoas preferem ir ao futebol do que pagar sporttv, como se isso tivesse alguma coisa a ver. Eu vou ao futebol sempre que posso e não é por isso que abdicava da SportTv. E volto a dizer, a maior parte das pessoas que tem Sporttv, tem porque não pode ir ao estádio, porque não vive em Lisboa nem num local perto do futebol que elas gostam, por culpa própria, nunca(!) porque não gostam de futebol ou porque não preferissem ir ao estádio.

E aí entra o factor da mentalidadee, da divisão clubistica, etc que já tinha explicado em cima, mas que de beneficio ao futebol traz muito pouco, parece-me a mim. Mais do que os preços dos bilhetes (absurdos às vezes) , mais do que o crédito perdido por dirigentes (mas ninguém que eu conheca deixou de ir por isso) o futebol está podre porque não há assistências e isso, para mim pelo menos é um reflexo desta mentalidade que não considero nem mesquinha nem tacanha, é uma mentalidade que não favorece o futebol, só.

Saudações

Quetzal Guzman disse...

Também não sou de Lisboa. Embora português, nasci fora do País, comecei por residir fora do distrito de Lisboa, depois num concelho anexo a Lisboa e só recentemente vim residir para a capital. Comentei apenas a expressão porque só ela me interessava, porque me parece desprovida de sentido. É daquelas expressões que se atiram frequentemente ao ar e que de tão comuns raramente são pensadas. Diz-se aquilo porque sim.
Não contestei o teu comentário, ou não me interessou comentá-lo no geral, porque nem tu, nem o Luciano, nem o Diego têm a total razão. Mas todos, em parte, estão certos.

Mas já agora, agarrando no teu último comentário, perante a afirmação de que tudo o que é importante se passa em Lisboa, contesto o "tudo". Acho que neste século não faz sentido utilizar o "tudo". Há, obviamente, coisas que se continuam a centrar na capital porque há coisas que só fazem sentido que aconteçam na capital de um País. Mas há muita coisa a acontecer lá fora. A nível cultural, por exemplo, que é uma área que me interessa bastante, é habitual ter que me deslocar para fora de Lisboa para ter acesso a alguns acontecimentos e, em mais que uma ocasião, já cheguei a sítios onde havia mais lisboetas presentes que locais. O que há, isso sim, é um esquecimento do interior do País em função do litoral. Mas isso são outros quinhentos. Quanto ao futebol profisisonal, curiosamente, há muito que as coisas estão centradas a Norte.

Gonçalo Cabral disse...

Centradas a norte não, resistentes a norte. Mais de 60 ou 70% dos adeptos são dos clubes de Lisboa. No Norte há porém aquilo que tanto tenho vindo a falar, o bairrismo e o consequente clubismo que fazem com que as equipas da zona continuem a dar cartas, porque ainda há alguns apoios e sobretudo, ainda há quem ande ali por carolice em quase todos os clubes.

No interior, Alentejo e Algarve, em termos futebolisticos, secou tudo! Dois distritos (Guarda e Castelo Branco), penso que não há uma única equipa acima da antiga IIB, e mesmo nessas divisão são uma ou duas excepções.

Por isso ainda está centrado a norte (em termos de numero de clubes só), por isso que disse.

Gonçalo Cabral disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gonçalo Cabral disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gonçalo Cabral disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Infante disse...

Completamente de acordo com tudo o que o Luciano e Gonçalo escreveram, especialmente o ultimo ponto do Luciano:

"Ah, e sim, os portugueses não gostam de futebol. Gostam de 3 clubes. E toldados pela cegueira clubística, acabam na sua maioria por parecer nada perceber de futebol."


Quem discorda disto é porque nao conhece minimiamente o futebol português e acima de tudo não conhece Portugal. Saiam de Lisboa e vão ver que as outras cidades são mini-Lisboas. Os "clubes da terra" são as casas do Benfica e os nucleos do Sporting. É um problema de mentalidade e não há nada a fazer. E cada vez mais nas novas gerações, os que gostam verdadeiramente de futebol vão começar a prestar atenção aos melhores campeonatos europeus. Porque o campeonato português é acima de tudo um campeonato triste: 3 clubes a discutir quem é mais gordo enquanto os outros todos morrem de fome...

Quetzal Guzman disse...

Quando falei nas coisas estarem centradas a Norte, não me referia a adeptos, mas ao facto da AFP ser a mais poderosa associação nacional (por ter mais clubes, obviamente) e a LPFP ter sede no Porto. O Porto é a capital do futebol português há muito tempo.

Só não percebo que digas que as coisas estão mal por 70% dos portugueses apoiarem clubes de Lisboa e que o Norte é um óasis por causa do bairrismo. É que o bairrismo não impede que as pessoas apoiem clubes que nada têm a ver com a sua reagião. O Minho até tem duas cidades como bom exemplo (Guimarães e Barcelos) mas não é a toa que se diz ser encarnado. Trás-os-Montes está cheio de portistas. E o Douro Litoral, sendo sede de um dos grandes, tem uma percentagem, muito interessante de adeptos dos outros dois grandes. Tal como em Lisboa já existe uma considerável fatia de portistas. Parece-me que o bairrismo das pessoas acaba por contar pouco na hora da decisão pelo clube. E no Norte há tanto de carolice como de apoio autárquico. É fácil falar da autarquia de Lisboa, da autarquia do Porto e do Governo Regional da Madeira (embora aqui seja mais escandaloso), mas é raro o clube que não mamou, e bem, da gamela autárquica. Talvez o Luciano se possa queixar, porque o Belenenses tem ficado de fora destes ganhos, mas será uma mera excepção.

E atente-se no Algarve. As gentes de Olhão, Faro, Portimão são apaixonadas pelos seus clubes. Não foi pelos adeptos que o Algarve esteve tantos anos ausente da divisão principal.

António Pista disse...

E o melhor ainda está para vir, como anunciou Jesus ;)

Blog Águia de Ouro

Deus...anteriormente conhecido como... disse...

Mr. Shankly...eu não tenho de me preocupar com os que não são marcados a vosso favor, para isso voces têem o terror dos tuneis e teem aqueles que mesmo não sendo são marcados, tenho é de me preocupar com aqueles que não o são. Dps vem a teoria do SLB teve 5ou 6 oportunidades e o redes fez grande exibição e eu com isso. Até poderia ter milhares de oportunidades, que não passam disso mesmo oportunidades, não VALEM NADA. Agora um penalty gamado, 50% de chance de valer alguma coisa.
Em relação a épocas passadas, apenas recordemos os lances da Reboleira e da final da Taça da Cerveja...outro facto curioso é que o Vieira este ano, ainda não pediu a intervenção da Judiciária.

Mr. Shankly disse...

De épocas anteriores, lembras-te desses dois a favor do Benfica? Espectáculo. Eu sou benfiquista e lembro-me de mais. A favor do Benfica e de outros clubes também.

"Até poderia ter milhares de oportunidades, que não passam disso mesmo oportunidades, não VALEM NADA. Agora um penalty gamado, 50% de chance de valer alguma coisa."
Ou seja, branco é branco, mas branco também pode não ser branco. Lindo.

M. disse...

Allez sporting: os teus comentários são tão intragáveis que chateiam. Tudo bem que o teu clube vai em 8º e que estejas a menifestar o "complexo de inferioridade" que Paulo Bento referiu e ainda ninguém da estrutura verde negou, agora há coisas que chegam a uma anormalidade que mostra falta de cortex cerebral.
O Benfica com o Nacional levou um golo fora de jogo (é uma regra complicada, põe no google) e é-lhe mal anulado um golo também por fora de jogo (o que aprenderes no google aplica-se também neste lance), tendo sido beneficiado no lance de penalty sobre o Aimar. Dado que o golo do Nacional até representou na altura o 1-1 nem em importância relativa o erro a favor do Benfica ultrapassa os outros.
Só muita casmurrice insiste no lance de Leiria. É pouco comum o Jorge Sousa assinalar qualquer coisa a favor do SLB e ainda ninguém recuperou do choque. Mas o jogador do Leiria faz jogo perigoso com contacto físico na grande área. Mete no google também.
Com a Naval há penalty do Maxi, sim. Fomos beneficiados em 2 pontos. Os mesmos que nos foram roubados com o Marítimo (há um penalty a nosso favor).
É óbvio que isto deve ser facciosismo meu. Bem vistas as coisas o futebol do cerpotém está a ser espectacular, o Benfica está é com sorte e devíamos estar empatados na classificação.
Em 2004/2005, se a memória não me falha - e não falha - o Benfica foi vítima do roubo do golo do Petit na Luz contra os azuis e de três penalties perdoados em Penafiel a 3 jornadas do fim.
Mas é bonito que a Santa Aliança azul e verde continue nervosa e a espumar-se. É muito bom sinal para nós.
Agora é ir a alvalade com humildade e para ganhar. Estas equipas de meio da tabela esfolam-se sempre com o Glorioso.