quarta-feira, fevereiro 16, 2011

O mundo ao contrário

Não sei o que se passa no mundo. Ontem, foi em Milão. Uma equipa (que continua na luta pelo pódio da Premier League) a que as sagradas escrituras reservaram a descida aos infernos, ganhou fora, ao AC Milan, na primeira mão dos oitavos-de-final da Champions League, prova em que os 16 melhores da Europa lutam para chegar ao top8.

Hoje foi em Londres. A minha mulher achava que tinha sido o meu filho, mas assegurei-lhe que não: "Enganas-te, foi mesmo o Guardiola que se borrou de medo".

master kodro

68 comentários:

PB disse...

Ainda n vi o jogo. Que se passou com o Guardiola?
abraço

MM disse...

Em Barcelona levam 3 ou 4. O Arsenal nao criou tantas oportunidades quanto isso e o Barcelona a jogar benzinho (ou mauzinho, consoante a perspectiva) conseguiu criar mais oportunidades do que o adversario.
O jogo foi algo parecido com o do ano passado, a diferenca e que o Arsenal empata dentro dos ultimos 15 minutos. Ja depois do 2-1, em meros 6 ou 7 minutos, o Barcelona cria 2 ocasioes para empatar o jogo e ele so nao apareceu por mero acaso. Desacerto do Messi. O Arsenal - frente ao Barcelona - nao tem essa capacidade, e muito menos na Catalunha ...

Mas foi bom. Isso garante que os catalaes entrarao a todo o gas na 2'a mao. Esta na calha uma boa 2'a mao, por isso.

Quem e que compara muito o Barcelona com o Carnide? Ouviram as declaracoes do Guardiola no fim do jogo? Tem tudo a ver com as do Jesus, "O Estugarda pode estar assustado com os últimos jogos do Benfica. A forma como o Benfica jogou frente ao V. Guimarães assusta", tudo a ver, principalmente na parolice de quem diz isto depois de perder 2 jogos com 1 equipa alema e de num desses jogos - em casa - ter-se dado por satisfeito de nao ter encaixado 3 ou 4.

Oscar-r disse...

Não é nada fácil ganhar ao Barcelona e o Arsenal consegui-o! Jogou melhor na segunda parte e mereceu o prémio!

Guardiola viu a sua equipa a perder o domínio do jogo e reforçou o meio-campo, na altura que Wenger reforçou o ataque! Agora podemos dizer que se borrou, mas se calar viu bem o que a equipa precisava! Talvez não contasse com o Frango do Valdéz e o ter-se lançado na procura do golo permitiu um contra-ataque perfeito ao Arsenal!

Se argumentar como alguns o fazem também posso dizer que se o Barcelona perdeu em casa, salvo erro, com o Hércules, também pode perder com o Arsenal. Até posso dizer que por essa razão nunca poderá ser uma grande equipa, afinal perdeu com uma bem pequenininha...

Ricardo disse...

Ganhou o Tottenham e ganhou muito bem. É impressão minha ou o San Siro já não assusta como antes?

Não percebi. O Guardiola teve medo porquê? Acho que há que dar mérito ao Arsenal, é também ela uma excelente equipa.

Dois grandes jogos para a segunda mão. Ninguém está eliminado.

MM disse...

"Dà-me cà a impressao que o littbarski, de acordo com o seu discurso enviezado, està a precisar de um bom aconselhamento matrimonial. Serà a maneira de liberta-se dos demònios interiores que o assolam e começar a enfrentar a vida como ela é.
històrias da carochinha normalmente sao para os meninos, litt. Nao para um graùdo como tu. Acreditar nelas entao é o apogeu da cegueira mental."

Que ordinarice. Mete-se numa conversa que nao tem nada com ele porque ninguem lhe passa cartao algum, para dizer uma coisa destas.
Pequenino ordinario.

Pedro Almeida disse...

Não houve aí uma vez um clube qualquer que levou 12 golos em duas prestações de um clube alemão?
Ai, como é que se chama esse clube...
Qualquer coisa dos Viscondes Falidos ou lá que é.

MM disse...

Ricardo,
Nao e so o San Siro. O futebol italiano, equipas italinas, aquilo nao diz nada parece. Estadios meio sem-vida, jogos insonsos, tudo muito pobrezinho.

qualquercoisa disse...

http://futebolfilosofal.blogspot.com/2011/02/o-mais-solido-canditato-presidente-do.html

Ricardo disse...

Certo, MM, mas ainda assim, mesmo com o decréscimo de qualidade do futebol italiano, o San Sito sempre foi um templo sagrado, muito difícil para qualquer equipa (o ano passado o excelente Barcelona sofreu lá 3, por exemplo). Lembro-me da vitória do Porto lá, há uns 15 anos, e foi, de facto, um feito notável, até porque nessa altura o San Siro era ainda mais "inquebrável" do que há 2, 3 ou 5 anos.

MM disse...

Recordo esse jogo vivamente. Gostei imenso do Lula, do Artur e da forma como o Oliveira jogou esse jogo. 3 centrais, Conceicao a direita e Fernando Mendes a esquerda, Barroso no meio, Artur, Edmilson e os outros nao recordo.
Artur, jogo perfeito.
Jardel entra na 2'a parte, e foi a primeirissima vez que ficamos a saber do que era capaz. Salvo erro, foi o jogo de estreia dele pelo Porto, ou se nao foi a estreia nao tera andado longe disso. 2 toques na bola, 2 golos.
Jorge Costa no fim do jogo leva uma cabecada do Weah como resposta a uma pisadela. Pisadela na mao que rasgou um dedo ao liberiano.
Grande resultado, 3-2 em San Siro e nesses anos a atmosfera do San Siro era de facto gigante.
Mas sim ainda e esse tempo sagrado claro. Barcelona, Real, Milao, Bayern e Manchester estao sempre num top qualquer cuja visita aos seus estadios deve provocar sempre uma arrepio qualquer nos seus adversarios.
Salvo erro era o clube do sonho do Mourinho. Ser treinador do Milan.

MM disse...

Templo*
Ja agora, nesse ano, o Porto visita Old Trafford nos quartos-de-final e sai de la com 4 na gaveta. Belo jogo do Beckam, ainda muito muito jovem. Ele e o Solskjaer era os meninos-prodigio daquela equipa. 1996. O campeao europeu nesse ano salvo erro foi a Juventus ... nao? Sim, Juventus, com o Paulo Sousa. 1996 Juventus, 1997 Dortmund, tambem com o Paulo Sousa. Curiosamente, para mim, esses anos, 95 e 96 marcam uma especie qualquer de transicao. Para tras deles o futebol era muito melhor. Dai para ca, muito pior. Em tracos globais. Ate 95 havia muitos emblemas fortes, personalizados, 3 grandes do futebol portugues incluidos. Equipas europeias que tinham sempre 3 ou 4 jogadores perfeitamente identificados com os clubes e seus emblemas. A partir dai, comecaram as dancas das transferencias (Bosman, 94 salvo erro, a lei) e o futebol perdeu muita da sua beleza. Deixaram de haver referencias, pura e simplesmente. No futebol portugues entao nem se fala.

MM disse...

Correccao>
Weah parte o nariz ao Jorge Costa nas Antas, no final do jogo nas Antas, como represalia por este ter-lhe rasgado o dedo no jogo em Milao. Lembram-se disso? O Jorge Costa com o nariz todo rebentado na sala de imprensa das Antas, so para mostrar a imprensa o que tinha acontecido.
O Porto sempre gostou muito de vitimizar-se, qualquer oportunidade era agarrada. Nesses anos era frequente o Porto passar meia epoca em black-out, e o Oliveira tinha sempre um discurso meio estranho. Levava 17 ou 18 pontos de vantagem e no entanto todas as semanas fazia guerra permanente nas conferencias de imprensa. Diferenca abissal na postura, deste para o Robson. Mas repito, gostei muito do Porto europeu desse ano. Exibicao fenomenal em San Siro e um resultado que fica seguramente para a historia. Obtida por uma equipa portuguesa.

Ricardo disse...

Não se era melhor, MM, mas concordo que foi uma fase de transição. Tenho uma cassete de puto do Mundial de 90 em Itália e às vezes revejo-a. Ou as finais do Benfica dos campeões europeus do Benfica, em 88 e 90. Aquele futebol era outra coisa, ainda mantinha uma certa inocência, apesar de tudo. E, sim, os clubes tinham referências, tinham os núcleos duros que suportavam toda a estrutura e transmitiam a mística a quem chegava ao clube. Mantinham-se, assim, as idiossincrasias muito próprias de cada um e facilmente indetificávamos um tipo de futebol diferente em cada equipa. Hoje em dia, acho que o futebol está melhor, no sentido da evolução do próprio jogo, ou seja, acho que evoluiu positivamente, criando novos desafios e dificuldades aos técnicos, aos jogadores, aos dirigentes (que necessitam de uma maior compreensão sobre o jogo para fazerem melhores escolhas desportivas se quiserem ter sucesso) e até aos adeptos que se interessam pela compreensão e especificidades do fenómeno. Digamos que o futebol evoluiu para as universidades, tornou-se tema de estudo, de pós-graduações, de mestrados mas perdeu talvez, não na totalidade mas em certos aspectos, a sua essência de desporto selvagem, intuitivo, instintivo, mais coração e menos razão. Hoje em dia, não. Há estatísticas, tens câmaras em todos os lados, estudas a quilometragem feita por cada jogador, os espaços em que se movem mais em gráficos térmicos, surgiu um novo vocabulário (por vezes, pedante ao máximo), até os intérpretes tornaram-se modelos em vez de pedreiros com bigode. O jogador é hoje um privilegiado, já não é visto como um atrasado mental que sabe chutar umas bolas, o treinador veste-se bem, fatos caros, postura de herói de cinema, barba por fazer de dois dias, cuidada, cabelo arranjado, como companheiras mulheres de revista e não as Marias Adelaides da cozinha ou as Amélias Marias da costura.

Como jogo, tornou-se mais complexo, o futebol. Mas, ao mesmo tempo, mais presunçoso e elitista.

É também por isso que gosto mais do Messi do que do Ronaldo.

Hugo disse...

O Barça desapareceu na segunda parte e a troca do Villa pelo Keita ainda veio piorar mais a situaçao.
O Arsenal tambem é uma grande equipa e provou que subiu mais um degrau em relacao à época passada

Mr. Shankly disse...

Grande, grande jogo. Irritante o Freitas Lobo e a sua "poesia" e "talento à solta", mas nem uma palavra para um dos melhores: Wilshere. Que classe, que ritmo, que desassombro deste puto de 19 anos recém cumpridos.
O Arsenal mereceu vencer porque nunca desistiu, mesmo a perder com a melhor equipa do Mundo. O Barça pareceu-me sobranceiro, mas em Camp Nou não vai ser, e o Arsenal pode sair de lá com mais 4. Desde que jogue sem medo, pelo menos teremos outro grande jogo.

Hugo disse...

Totalmente de acordo Shankly. Grande Wilshere e voltei a gostar do jovem guarda redes húngaro.

low desert puke disse...

"Que ordinarice. Mete-se numa conversa que nao tem nada com ele porque ninguem lhe passa cartao algum, para dizer uma coisa destas.
Pequenino ordinario."

Entao MM, que aconteceu às velhas màximas da "nao pessoalizaçao", do "nao ao insulto gratuito", ou do "meter-se numa conversa que nao tem nada a ver com ele"?

Estavas sozinho em casa e querias festa ontem à noite, confessa là..

Francis disse...

a mim impressionou-me o ritmo do jogo, brilhante, e ninguém se faz à falta, nem ninguém faz faltas deliberadas...assim dá gosto ver a bola.

o guarda redes do arsenal é do melhor.
o valdés numa outra equipa qualquer era vulgarissimo, só mesmo uma grande equipa ganha tanto com um guarda redes destes.

Joao disse...

o jogo foi interessante, creio que o Messi não estava nos seus dias...
Penso que o Arsenal não vai conseguir jogar assim na Catalunha mas espera-se mais um belo jogo de futebol...

as declarações de Jorge Jesus são bestiais, só mesmo uma "besta" para as fazer!

Tenho pena, sinceramente tenho pena que o Benfica não tivesse encontrado o Barcelona na Liga dos Campeões...

Mr. Shankly disse...

Arsenal-Barcelona. O Benfica não jogou. O post é sobre o A-R-S-E-N-A-L e o B-A-R-C-E-L-O-N-A. Mas há quem não consiga resistir à raiva que os consome. Que não consigam disfrutar de um jogo destes por terem a mente toldada de ódio é algo que só posso lamentar.

Joao disse...

Jesus por diversas vezes compara o Benfica ao Barcelona, talvez não seja assim de todo descabido tentar perceber nos jogos que vamos vendo se há alguma coisa a comparar entre estas duas equipas...

Zé Luís disse...

MK, exageras de forma flagrante. O Guardiola sentiu o Arsenal mais forte e quis precaver-se. O frango do Valdés muda tudo. O Barça esteve mais perto de ganhar. Mas o Arsenal jogou muitíssimo bem, encurtou linhas e foi incisivo, ainda que com muita sorte.

O Messi marcou 4 na época passada, ontem falhou 4. A diferença começa aí.

Mas a atitude menos aventureira do Arsenal ajudou a equilibrar. Muito acerto posicional, nunca se desunindo nem quando deu o 0-1 nem quando a derrocada parecia iminente com outro golo.

E um Arsenal na máxima força é um perigo, mas raramente está na máxima força. E joga quase tão bem quanto o Barça. Aliás, em tempos até foi Mourinho a lançar a discussão em Inglaterra: "ok, o Arsenal joga muito bonito mas o que ganha?".

No que acho mal no Guardiola foi considerar que desta vez criou mais golos do que há um ano no Emirates. Nada mais falso, o 2-2 foi um engano ainda maior do que este 2-1, porque o Barça podia então ter marcado uns 10 golos, tal a supremacia. E eu via isso ontem, melhor e mais perigoso, apesar de uma contenção e calculismo do Arsenal como nunca lhe vi recentemente.

Creio que em Barcelona a história será diferente. Se o Messi não falhar 4 golos idolado...

Ricardo disse...

Shanlkly, completamente. Eu até gosto geralmente das coisas que ele escreve mas, como outros, é um resultadista de primeira. Até ao primeiro golo do Arsenal - e numa fase em que os ingleses já estavam por cima e adivinhava-se se não golos pelo menos um final empolgante e perigoso para o Barça - era só elogios à melhor equipa do Mundo, sem nada que o fundamentasse verdadeiramente porque o Arsenal estava, de facto, por cima e criava a sensação de poder fazer um golo a qualquer momento. Depois, golo do Arsenal, muda agulha a 180 e começa a deliciar-se com os "fantásticos" jogadores da frente dos de Wenger, sem nunca fazer uma referência a esse rapazinho que é uma pérola se Sua Majestade.

Mas, enfim, ainda assim é dos poucos que não entra no exagero claro.

Oscar-r disse...

Pelos comentários apercebo-me que optei pela transmissão certa. Nem sabia que o jogo dava na RTP, mas mesmo tendo como comentador um tal, que antes de entrar em sinal aberto se diverte a gozar com os intervenientes do jogo que vai comentar, os seus comentários acabam por ser melhores que os do prof. Martelo do Futebol.

É que eu desde o início me fartei de ouvir elogios à tal pérola inglesa, e o jornalista de serviço considerou-o mesmo o melhor em campo, o que achei de toda a justiça!

Vi um grande jogo, bem relatado e bem comentado - o que neste último caso foi uma grande surpresa!

MM disse...

Cala o bico triste. Tem vergonha da merdinha de gente que és. Nunca vi o Littbarski ser ofensivo para ninguém para que viesses aqui falar em matrimónios. És um pedacinho de trampa sem qualquer expressão, ordinareco pequenino.

Ricardo,
É muito isso, mas por isso mesmo é que para mim era melhor. Não consigo ver futebol como um jogo, apenas. Sinto falta dessas tais grandes equipas, personalizadas, e sinto falta do tempo em que eram mais do que 4 ou 5, como hoje. Futebol, equipas, emblemas. História. Tudo aquilo que vai para além de um simples jogo. Futebol é mais do que um jogo, bem mais. Antes tínhamos o Milan, Juventus, Bayern, Dortmund, Ajax, Barcelona, Real, Atlético durante um par de anos, Manchester, Dynamo Kiev, e tudo isto numa fase decadente já. Últimos anos em que o futebol ainda guardava vestígios de pluralismo na sua expressão geográfica e não se fixava em 4 ou 5 equipas de 2 campeonatos. Hoje são 2 apenas, nem o italiano sobrevive a este encolhimento. Nesses anos, já era mau. Para trás - tempo que infelizmente não pude ver - haviam muito mais. Steaua, Forest, Hamburgo, Spartak, tudo equipas que hoje seria impensável atingirem a glória europeia. Nível de selecções, a mesmíssima coisa. 4 anos depois desse Itália 90 que falas assisitmos ao último grande Mundial que houve com uma Bulgária, Roménia, Suécia, Egipto e Holanda em grande estilo. Ao nível de jogadores, mesmíssima coisa, porque o futebol não era esta coisa complicada que é hoje em que tudo se decide na melhor táctica, naqueles que se desconcentram menos, ou naqueles que muitas vezes defendem melhor livres, cantos, e são muito bons em bolas paradas.
O jogo quando era esse fenómeno mais instintivo e alegre que falas era muito melhor, dava muito mais prazer, e os jogadores eram reais ídolos. Nada como estes metrosexuais que falas, gente que não inspira respeito a ninguém.

O jogo não evoluiu, regrediu, porque o jogo é muito mais do que esses "simples" domínios das suas actuais complicações. Ricardo é como a tecnologia. Hoje em dia inventam-se aparelhos que fazem tudo e mais alguma coisa e cabem num bolso muito pequeno. São engenhosos? Difíceis de criar? Hinos à impossibilidade? Sem dúvida. Fazem-nos falta, acrescentam realmente algo? Nada.

O futebol é mais complicado, compreendo perfeitamente o que dizes por evolução mas, para mim, não evoluiu.

MM disse...

E se o futebol não perde mais adeptos do que aqueles que vai perdendo - porque está a perde-los - pode e deve agradecer aquilo que tanta vez é criticado: a clubite. Para muita gente o consumo do futebol relaciona-se directamente com o amor a um clube. Caindo nalgum exagero: pelo jogo em si, beleza do fenómeno, haveria desportos bem mais interessantes, talvez.

MM disse...

Ricardo, não entendas isto como provocação. Não resisto em partilhar:
http://bancadadeimprensa.blogspot.com/2011/02/ex-capitao-benfiquista-o-problema-e.html
Aquilo que tantos dizem ser o problema do Benfica. E aquilo que um dos que lá esteve dentro confirma.

MM disse...

2º jogo do Benfica que vejo esta temporada. Algumas coisas, independentes do resultado:
- O Benfica não joga um futebol avassalador. Joga bem, tenta jogar bem, mas não mete medo.
- Não compreendo os extremos elogios ao Gaitan e Sálvio. Pormenores bons mas 75% das jogados que o Benfica tenta criar morrem nos seus pés.
- Muita distância entre os 4 defesas e Javi, para o resto da equipa. Comparar este Benfica ao Barcelona é ridículo. Se o Benfica não sai pelo Coentrão, bem que podiam os defesas trocar a bola entre si e o Javi que nunca iam a lado nenhum.
- Jara, uma nulidade.
- Cardozo, a sua simples presença entre os centrais alemães causa mais alarme do que o Jara.
- Aimar, continua a atirar-se para o chão. A forma como tenta ganhar um penalty na 1ª parte é patética.
- Cardozo, antes do Aimar. A forma como também tenta ganhar um penalty é própria de um jogador falso, desonesto. Patético.
- Coentrão, penalty agora não assinalado. Lá está, fosse o Benfica uma equipa honesta e se calhar se-lo-ia. Pagam os justos pelos pecadores.

Sobre o resultado:
- Confirma-se mais uma vez, jogos europeus são outra coisa. O Benfica não tinha nível para a LC, claramente, uma vez que volta novamente a sofrer com uma equipa média europeia. É hábito no Benfica. As equipas médias costumam ser-lhe superiores, 9 em cada 10 vezes.
- Confirma-se também a tolice e espírito bimba que foram as palavras do Jesus antes do jogo. Falta de hábito pura e duro. Arrogância sem motivo, baseada em coisa nenhuma. Há muitos jogadores dos campeonatos alemão, francês, inglês e outros que não conhecemos, que alinham em equipas que não ocupam os lugares de topo dos seus campeonatos mas são jogadores belíssimos: a jogada e finalização no golo alemão são soberbos. Soberbos.

Fim da 1ª parte. No último canto mais 2 tentativas ridículas de ganhar penalties. Incrível. Se tem sido este o campeonato do Benfica, este comportamento explica de facto muita coisa ...

MM disse...

Ah só mais uma coisa:
O Maxi continua o mesmo jogador de sempre. Numa escala de 0 a 10, é um 6 em tudo. Jogador de Rio Ave ou Beira Mar. O Benfica precisa de solução melhor para aquele lugar.

E já agora:
Roberto. Mal batido no golo alemão? Talvez. Talvez não. Golo à Roberto. Mas já houve muito pior atenção ... por isso nem se pode criticar muito.

MM disse...

Faltou dizer, óbvio:
O Fernando Meira falou muito bem do Cacau mas o Estugarda tem 4 jogadores claramente muito acima dele. Alguns bons jogadores, 3 ou 4, mas nada de especial enquanto conjunto. Ou melhor, nada de especial se estivessem a jogar contra uma equipa mais habituada, porque mesmo a jogar com uma equipa como o Benfica parecem algo inofensivos. O Estugarda para seguir em frente precisa de muito acerto e precisa que 1 ou 2 jogadores tenham momentos de inspiração. O Benfica, em tese, é superior. Mas lá está, é um jogo europeu, e há muita memória negra associada ao Benfica que o impede de soltar-se e nadar livremente rumo à vitória. O século XXI foi muito negativo para a esfera europeia do Benfica enquanto clube: permanente luta. Não há jogos fáceis. Os jogos em casa são todos eles difíceis e sofridos.

Mas com alguma sorte pode ser que a 2ª parte traga ventos favoráveis. Esperemos que sim, a bem do futebol português. Boa sorte para a 2ª parte. É possível dar a volta.

MM disse...

Este Javi Garcia não tem muita habilidade para ser jogador de futebol. Já o Cacau, se tivesse um bocadinho da habilidade do Saleiro e o Benfica estava em maus lençóis por esta altura.

Não sei até que ponto não seria má ideia tirar o Roberto e tentar guardar este resultado ...

MM disse...

E pronto, felizmente a reviravolta fez-se. Subida de produção, Maxi a fazer um jogo bem acima das suas possibilidades o que ajudou imenso o Benfica, Jara continuou a ser uma nulidade, Coentrão jogou ainda mais do que na 1ª parte e o Estugarda sem pernas recuou muito.

Ainda bem, porque isso permitiu ao Benfica jogar um jogo onde as suas fragilidades ficaram bem menos expostas. Ainda assim, os alemães tiveram 4 ou 5 lances de imenso perigo o que diz muito sobre a incapacidade do Benfica em fazer um jogo seguro.

Coentrão:
Excelente. Excelente. Os seus colegas que ponham os olhos nele e aprendam como jogar limpo dá sempre muito melhor resultado. Especialmente Gaitan, Aimar e Cardozo (não se atirou para o chão feito pateta, rematou e fez golo, fica sempre mais fácil quando assim é ...).

Uma boa vitória do Benfica. Uma vitória surpreendente que apesar de muito curta abre boas perspectivas para a 2ª mão. A Jesus pede-se apenas uma coisa: mais tino e comedimento nas palavras. Que hoje tenha servido de lição. A ver se não é uma lição que afastará o Benfica da Liga Europa.

Filipe disse...

O mundo está mesmo ao contrário, o MM a «sofrer» pelo Benfica?

low desert puke disse...

Mais tino nas palavras seria algo que nao faria bem somente ao Jesus. Simplòrio.

low desert puke disse...

O Jalò està em campo? Isto vai ser giro hoje.

low desert puke disse...

Bom remate do postiga a 58 metros da baliza. Mas é sempre mais fàcil quando é para a bancada.

MM disse...

Filipe,
Não diria sofrer mas sim, estou a fazer um esforço e tentei elaborar uma análise correcta. Julgo que o objectivo foi atingido ...

Repito, se aquela 1ª parte é um espelho do Benfica no campeonato, então o Benfica tem uma grave problema de dependência dos árbitros e isso explica muita coisa sobre essa psicose que os seus adeptos manifestam pelos juízes das partidas. O Benfica não deveria precisar do conforto e ajuda dos árbitros, mas pelos vistos estão viciados nisso ...

1ª parte: 4 tentativas patetas de ganhar penalty.
2ª parte: jogaram, e deram a volta.
Lição a reter: criar hábito de vitória assente em futebol e não em ajudas do apito.

low desert puke disse...

Sinceramente sò vi o Coentrao a ser tocado, mas ainda assim jà tinha encolhido as pernas. Teria sido um penalty forçado.

Quanto às outras 3 tentativas, nao é que estàs novamente a extrapolar uma coisa, qualquer coisa para ti, que tenha a ver com o Benfica sò para o poderes minorizar como é teu vicio?

"Anàlise correcta" e Benfica" na mesma frase...escrita por ti...mas quem é que pensas que tentas enganar?...Simplalhão.

Filipe disse...

MM a única tentativa pateta foi mesmo a do Coentrão e o amarelo foi bem mostrado.

Quanto ao jogo, os alemães viram com atenção o jogo Benfica-Vitória e montaram uma espécie de teia a meio campo baseada no poderio físico. Resultou 40 minutos, depois perderam gás.

MM disse...

Filipe,
Eu vi o jogo. Eu vi.
1º - Cardozo, de costas para a baliza.
2º - Aimar, ainda primeira parte e entrando na área pelo seu vértice esquerdo.
3º e 4º - No último pontapé de canto da partida. Uma pelo Luisão, a outro não vi que jogador era.

4 quedas em que foram pedidos penalty. O do Cardozo, houve inclusive simulação de dor, ficando a queixar-se de um toque na cabeça.

Esse do Coentrão não sei que lance foi, mas se foi aquele que o comentador disse que foi penalty, dei de barato que sim, que foi.
E repara o problema é esse: mesmo que tenha sido penalty, o Benfica nunca seria prejudicado. Porquê? Porque tentou enganar o árbitro 4 vezes antes dele. Por exemplo, se foi isso que aconteceu em Guimarães, então enfim. Olha no fim do jogo de hoje, podem ficar a dever 3 penaltyes ao Benfica na 2ª mão, que continuará a não ter sido prejudicado. Para mim 1 simulação de penalty equivale a -1 penalty que tenha existido e não tenha sido assinalado.

Simular um penalty é do maior anti-jogo que pode haver. E haver uma equipa a fazer anti-jogo desse tipo, com tamanha frequência, numa prova europeia, envergonha-me enquanto português. Muito ...


Finda a noite europeia:
Porto, brilhante, uma vez mais.
Sporting, praticamente nos 8ºs. Pena o empate entre Lille e PSV.
Benfica, terá de suar na Alemanha.

Joao disse...

o Jesus ao intervalo deve ter ido um bocado assustado com a coisa...

low desert puke disse...

porto brilhante? em obter, mais uma vez, um resultado positivo alicerçado num erro brutal da arbitragem? Pois sim.

Nao viste o jogo, palhaço. Senao, e fazendo uma "anàlise correcta", sò poderias dizer que a partir dos 20 minutos de jogo sò deu Sevilha...

Tao entulhado que este nosso amigo é.

Nuno disse...

Grande VITÓRIA!!!

Um Porto competente e eficaz.

O resultado mais certo seria o empate mas uma vitória sabe bem melhor!

Sevilha é mesmo nossa!:D

Saudações

cc disse...

"porto brilhante? em obter, mais uma vez, um resultado positivo alicerçado num erro brutal da arbitragem?"

??

Explicas, por favor?

Ah, e dou de barato que o Porto não fez m jogo brilhante. O empate porventura adequava-se mais ao que se passou.

Mas qual foi o erro brutal?

Nuno disse...

"Mas qual foi o erro brutal?"

O erro brutal foi do Porto ter ganho.


Saudações

pitons na boca disse...

cc e Nuno,

expliquem o primeiro golo do Porto. Podem até nem explicar o fora de jogo, que esse percebe-se facilmente, mas expliquem só o porquê da repetição do livre.

Joao disse...

nem mais Nuno!

expliquem lá esse erro brutal se faz favor...

Filipe disse...

Não vi o jogo do FCP, preferi ver o Sporting. Vi apenas o resumo. Segundo a marca

«lo cierto es que el colegiado anuló un tanto que parecía legal a Luis Fabiano y concedió el de Rolando, que no debió valer.»

O primeiro do FCP é um fora de jogo claríssimo, não se percebe como foi validado.

Oscar-r disse...

A luz cega, A luz ofusca...

O Mundo é dos Bárbaros...

Pena que num blogue com tão competente escriba, apareceram os espertos e alienados que acham que, como sabem que tudo sabem, enganam os outros, descem o nível convencidos que o fazem porque são inteligentes e só querem provocar!

Nada mais mentiroso. O ódio que os corrói está-lhes nas veias, corre continuamente e não lhes dá descanso!

Assim, mal têm oportunidade, libertam a veia literária, que julgam possuir e, como se acham inteligentes, julgam gozar com todos os outros.

Como o sofrimento é atroz, precisam de estar em constante catarse, a auto-convencerem-se que as coisas são como eles gostariam que fossem, apesar de justificarem a si mesmo que apenas estão a provocar!

Que gente tão ridícula e mesquinha!!!

Filipe disse...

Óscar e escrever um comentário só para dizer mal dos outros é o quê?

miguel_canada disse...

Oh Puke...claro que tu só viste o golo do Rolando que estava em fora de jogo 0.0005 milímetros.
Mas a falta grosseira do Kanoute sobre o Otamendi no golo do sevilha já não viste, pois não? CLARO QUE NÃO!!! porque ÉS UM PALHAÇO AUTENTICO! Foi por isso.

Quase que perdias como ULTIMO do campeonato alemão em casa e tens a eliminatória MUITO TREMIDA. Preocupa-te com isso. O FCPorto é areia demais para o teu camião.

Hugo disse...

Este pessoal que até nos jogos europeus apenas se preocupa em vislumbrar possíveis erros de arbitragem a favor do Porto, ainda por cima ignorando os que não lhes convêm, só podem ser doentes

Oscar-r disse...

Filipe, o comentário que escrevi tinha um só destinatário, é que normalmente esse ser mesquinho escreve os seus comentários sempre para insultar milhões...

Podes estar certo que não és tu o destinatário...

A razão é que eu detestar xenófobos!

Filipe disse...

Oscar eu percebo o desabafo, mas comentários desses não ajudam. Quando muito permite aos atingidos armarem-se em vítimas.

Eu tenho a vaga impressão que em tempos nos comentários deste blog se discutia futebol sem partir sempre para o insulto fácil. A culpa deve ser da crise, mas nesse caso seria mais adequado chamar palhaços aos políticos.

Joao disse...

Podem discutir à vontade:

http://www.ojogo.pt/27-49/artigo912989.asp

tp disse...

Há uns tempos ia de vez em quando ao Blog do Boronha. Até que aquilo foi tomado de assalto por um inacreditável bando de labregos benfiquistas. A única coisa que escrevem é alarvidades anti-portistas sobre arbitragens, arbitragens, corrupção, árbitros,arbitragens, conspirações, etc.Nunca mais lá voltei.

Por cá o melhor exemplo disso é o nosso magnífico Puke. Sem dúvida que se ele vivesse quando o Cretáceo estava pujante seria mesmo assim considerado um ser primitivo. Tinha que vir aqui falar sobre arbitragens a propósito do jogo de ontem do Porto. Há tipos obcecados mas outros abusam.Deve ser um tipo muito infeliz.

Nuno disse...

Pitons,

Em relação ao lance do golo,o Rolando está adiantado uns milimetros.
O motivo que leva o arbitro a repetir o lance isso é fácil de explicar...durante os 90m de jogo o árbitro optou sempre pela mesma bitola,marcar os livres nos lugares exactos e só depois de apitar é que permitia a marcaçao do mesmo.Não sei se te apercebeste disso?!
Agora pergunto eu,se desse livre isolasse um jogador do Porto será que vinhas com essa pergunta?

E o golo do Sevilha é limpinho :)

Saudações

Grilo Falante disse...

Porto mais uma vez em grande na Europa. Apesar do golo do Sevilha ser ilegal, falta claríssima sobre o Otamendi, o Porto conseguiu dar a volta demonstrando grande personalidade. Orgulho em ser Portista!!!

low desert puke disse...

tp, se ias ao blog do Boronha sabes certamente quem é que desde hà mais de dois anos, em cada post sobre o que quer que seja, fala do Benfica, calabotes e "mouros abjectos e afins"...Mudando constantemente de nick e tendo o pròprio Boronha por diversas vezes pedido que moderasse o discurso. Aproveitando, quando mudou o registo do blog, para passar para um dominio onde os ip's ficam gravados numa tentativa de controlar um pouco mais a coisas.

Mas adiante..

"Tinha que vir aqui falar sobre arbitragens a propósito do jogo de ontem do Porto." Le imediatamente antes, sobre o Benfica. Observa quem fala em arbitragens. Observa também quem mente, ou, na melhor das hipòteses, nao sabe ver futebol. "Porto brilhante", quando os pròprios portistas dizem que nao jogaram um charuto.

O puke sò vos responde, ou, tenta recordar-vos as contradiçoes de discurso. é que fica cà tudo gravado amigo, como bem sabes. E é tao fàcil comparar as vossas palavras em periodos diferentes e sentir quase tristeza com a vossa pujante hipocrisia.

Ainda hà uns dias assistimos à "hulk/mossorò situation" e foi ver o silencio patenteado pelos intervenientes. Se calhar é por isso que é fixe dizer mal do puke. é que o puke pisa alguns calos e um gajo depois tem de morder a lingua para nao vir para a caixa de comentàrios espernear.

Se alguma vez encontrares alguma situaçao parecida em que o puke se contradiga ou fique comodamente calado, dou-te a minha permissao para o publicares e anunciares com pompa e circunstancia.

low desert puke disse...

e jà que falo em hulk e mossorò, seja bem vindo, caro grilo.

Nao è falta. O Otamendi nao tem culpa de ter menos 20 cms de altura e tentar cabeçear o sovaco do adversàrio nao é falta, contra ou a favor.

Personalidade nao é ser controlado por 70 minutos e com o Sevilha a jogar com 4 titulares a menos. Dois dos defesas sevilhanos ontem estavam simplesmente a fazer o primeiro jogo europeu este ano...

pitons na boca disse...

"Agora pergunto eu,se desse livre isolasse um jogador do Porto será que vinhas com essa pergunta?"

As leis não obrigam a que o arbitro apite, a não ser que a equipa que o vai marcar peça a distancia da barreira (que não aconteceu) ou o arbitro esteja a mostrar um amarelo (também não foi o caso). De resto a bola estava no sitio correcto e estava parada, portanto não havia uma única razão para obrigar a repetir.
Mas pronto, acabou por ser melhor assim para a equipa portuguesa e os pontos no ranking já ninguém nos tira.


"E o golo do Sevilha é limpinho :)"
Folgo em ver que ainda há gente portista aqui com olhos na cara.
Parabéns (por isso e pela vitoria).



De resto, o meu comentário era para espicaçar alguns que aqui têm andado. É que tenho mesmo adorado as ultimas semanas deste blog, para rir que nem um desalmado. :)

cc disse...

E o erro brutal?

Vais-me explicar, puke?

Estou curioso.

Nuno disse...

Pois pitons mas como eu disse antes,o arbitro durante os 90m optou por apitar antes de serem marcadas as faltas e mtas vezes o vi a mostrar o apito aos jogadores.


Exacto, mais pontos para as equipas portuguesas aliás batemos o recorde de pontos da época 02/03 se as equipas portuguesas continuarem assim na epoca 2012/13 podemos ter 3 equipas na CL.


Saudações

cincoAzero disse...

o erro brutal é o golo em falta do Luis Fabiano.
essa é simples.
next-

MM disse...

"Há uns tempos ia de vez em quando ao Blog do Boronha. Até que aquilo foi tomado de assalto por um inacreditável bando de labregos benfiquistas."

TP, sabes porquê?
Porque são baratas. Metem-se em qualquer cantinho e propagam-se rapidamente. Não digas que sim, mente, mente. Não vá alguma galinha ignorante chamar-te xenófobo. Ou isso ou, leva à letra a máxima de que "o Benfica é uma nação ...".

PS, parabéns ao Porto. Já li que o golo foi obtido em fora-de-jogo mas parabéns. Ganhar 2-1 em Sevilha não é razão para menos. Tal como o Braga já havia feito aliás. Esse tipo de vitórias não acontecem tantas vezes quanto isso.

master kodro disse...

Continuo sem perceber porque é que, até na Europa, haja quem consiga ver e apontar (imagino que como "comprovativos da máfia corrupta") os erros a favor do Porto e não consiga mencionar os erros contra o Porto.

É bom lembrar-me porque é que me afastei dessas lides. Mas não tenho nada contra que se discutam essas coisas como se estivessem com a vida nas mãos.

Mr. Shankly disse...

kodro, é a única coisa que não percebes nesta caixa de comentários? Isto dava um estudo sociológico, pá! :)

miguel_canada disse...

"Nao è falta. O Otamendi nao tem culpa de ter menos 20 cms de altura e tentar cabeçear o sovaco do adversàrio nao é falta, contra ou a favor."

E este gajo quer discutir futebol? PQP!