segunda-feira, agosto 19, 2013

Quintero + 10

Se o resultado de um jogo de futebol fosse definido apenas pela entrega dos jogadores, o Vitória não teria perdido. Ramón Cardozo e Rafael Martins deram muito trabalho à meio adormecida defesa portista e a forma como a equipa da casa, mesmo em inferioridade numérica, foi à procura do empate merece destaque. Mas há mais do que entrega num jogo de futebol, como Quintero, acabado de entrar, demonstrou, com aquele remate indefensável que virou o resultado. Foi a classe do colombiano e do trio que ele formou com Josué e Jackson a fazer a diferença no Bonfim, por mais areia que José Mota nos queira atirar para os olhos (o penalty sobre Jackson é claro, a agressão de Kieszek a Josué é inequívoca e as dúvidas que existem numa eventual bola que entrou na baliza portista são as mesmas que existiram antes num golo salvo «in extremis» por Rúben Vezo.

PS - Serei só eu a achar que não faz sentido mandar regressar um jogador da Argentina, dar-lhe minutos relevantes de utilização (mais do que tiveram Licá e Ricardo, por exemplo), em todos os jogos da pré-temporada, excepto um (porque ele tinha jogado 90 minutos na véspera), aos quais ele correspondeu com algumas boas exibições, e depois não o convocar para nenhum jogo oficial?

13 comentários:

Joao disse...

Ainda estamos no início, o Porto têm um novo treinador e uma nova forma de jogar à bola e é natural que as coisas ainda não estejam no ponto...

Quintero é claramente o melhor reforço do Porto...

Pena que Iturbe ainda não esteja no planos do FC Porto.

Hugo disse...

Aquele Cardozo foi um monstro. Quintero vai dando um cheirinho da grande classe que tem.
Quanto ao Ps, de facto faz pouco ou nenhum sentido a exclusão do Iturbe, depois da pré-época

miguel.ca disse...

O Iturbe, por alguma razão que desconhecemos, conquista rapidamente a antipatia dos treinadores. Temo que esteja ali um prototipo de Quaresma elevado ao cubo.
O jogo foi o possivel. Inicio de epoca, Vitoria de Setubal todo atras da linha da bola e um péssimo relvado.
Quanto ao Quintero tenho de concordar com o MST: "espero que o PF. não fique na historia do FCP como o homem que deixava Quintero no banco para jogar um tal de Defour".

Grilo Falante disse...

Miguel,
o Defour estava a ser o melhor jogador do Porto até ter saído. Se alguém estava a mais na equipa não era o Defour certamente.

miguel.ca disse...

É a tua opinião, Grilo. Respeito-a embora discorde.

Hoje, ou ontem (a duvida prende-se com o facto da absoluta falta de pompa com que o rapaz aterrou em Lisboa), chegou ao benfica um antigo projecto de craque que falhou redondamente, chamado Funes Mori. Em Português deve ser qualquer coisa como Funil Mor, eheheheh.
Este rapazote, que ainda há dias deu uma entrevista a um jornal qualquer dizendo que tinha de sair do River Plate porque os adeptos o tinham tomado de ponta e era constantemente vaiado, decidiu prosseguir a carreira num clube onde o mais provável é que lhe volte a acontecer o mesmo, mas ate aqui, problema dele e de quem o contratou.
A parte hilariante disto tudo foi o momento "João Gabriel" na conferencia de imprensa de apresentação do jogador. Disse ele que teve uma proposta do FCPorto e outra do benfica mas que "preferiu o benfica por ser o maior clube de Portugal"..................................LOOOOOOOOOOOOL!!!!
Vocês não adoram estas lavagens cerebrais "pret-a-porter" em que "convidam" os miúdos a dizer estas alarvidades para, de uma certa forma, tentarem conseguir algum perdão da massa adepta menos inteligente após mais um desastre mais do que previsível na Madeira?
Eu recordo aqui que de facto, o FCPorto mostrou interesse neste jogador que chegou a ser observado e seguido atentamente nos variadíssimos jogos que ele fez pela selecção sub-19 da Argentina. Era um catraio promissor de quem se esperava muito mais do que aquilo que tem dado mas tudo isto foi........ há 3 anos!!!
Depois de concluir que o jogador não possuía as qualidades mínimas para integrar qualquer projecto relacionado com o FCPorto, o clube simplesmente desinteressou-se e nunca mais se ouviu falar do Funes Mori no Dragão. Desde há 3 anos atrás!!!
Benvindo a Portugal Funis, que tenhas sucesso e dures no benfica mais tempo que o Jorge Jesus.

Daniel Santos disse...

Acerca do ps talvés se estivesse presente nos treinos seria mais facil de perceber o porquê digo eu...

littbarski disse...

Pois, também me pareceu que os motivos estavam à vista de apenas alguns privilegiados. Só é pena que ninguém tenha avisado o treinador a tempo de ele não ter de esperar até à véspera do primeiro jogo oficial para perceber o que se passa nos treinos.

miguel.ca disse...

Litt, talvez o PF tenha testado o Iturbe dessa forma. "deixa lá fazê-lo pensar que faz parte da equipa, que é uma peça importante, que conto com ele, que há futuro para ele neste grupo e ver de que forma é que absorve essa informação, como é que a gere, que comportamentos processa perante essa realidade e no fim tomarei uma decisão. Resumindo, vou-lhe dar uma real chance. Se a aproveitar, fica. Se continuar a demonstrar comportamentos considerados inapropriados, pouco profissionais ou simplesmente de imaturidade competitiva, vai embora."
Deve ter falhado redondamente. Digo eu.

littbarski disse...

Miguel, eu vejo apenas aquilo que se passa dentro de campo. É com base nisso que eu posso comentar. O resto é especulação. O que me irrita é que se parta logo do pressuposto de que a culpa é do jogador, que é mau profissional, que tem a mania de que é vedeta, e outras coisas do género que eu ouço e leio por aí.

Podiam pensar noutros motivos. O treinador, tendo de escolher, prefere um jogador com menos potencial, mas que dê garantias mínimas, como o Licá, por exemplo, que tem ainda a vantagem de ser português e de não ser uma dor de cabeça para a lista da UEFA. Qualquer coisa assim, mais fácil de explicar e de perceber.

littbarski disse...

E, por favor, não chames a meia dúzia de jogos de pré-temprada uma verdadeira oportunidade. A verdadeira oportunidade foi-lhe negada assim que começou a época oficial.

Joao disse...

Creio que a decisão de não deixar Iturbe jogar estes primeiros jogos foi tomada pela direcção/administração do Porto e não pelo treinador...

Também não percebo porque é que o Porto continua no mercado por um extremo quando têm dois ou três putos (Iturbe, Atsu...) com qualidade suficiente para pelo menos serem opções credíveis...


miguel.ca disse...

João, o Atsu já foi "Encardozado".

littbarski disse...

Outra questão a que não se furtou foi a da existência de um novo caso Iturbe, outra vez fora das convocatórias. Algo negado frontalmente pelo técnico do FC Porto, que até elogiou o trabalho do jovem extremo argentino: «Não há caso nenhum. É um jogador que está a trabalhar bem, com todos os outros, mas só posso levar 18 para o jogo e tenho de fazer escolhas. Só por isso não foi convocado, mas está a trabalhar bem», sublinhou.