quarta-feira, junho 27, 2012

Balas perdidas e o euromilhões

Só há duas vertentes do jogo que estes fabulosos espanhóis não dominam em absoluto: balas perdidas e euromilhões. Paulo Bento montou a equipa - e muito bem - para potenciar as balas perdidas e o euromilhões. É muito interessante a conversa de que para combater esta Espanha é preciso posse de bola e ataque, mas toda a gente já o tentou e falhou, nos últimos 4 anos (a jogar a sério). Até os alemães, com o seu futebol pragmático, nunca se escondendo de atacar e assumir o jogo, acabam sempre encostados às cordas, com um número de ínfimo de remates.

Portugal jogou para contrariar o jogo espanhol. Abdicou completamente da construção apoiada, para organizar o ataque a partir de passes longos. São passes de risco do ponto de vista atacante (porque muitos são falhados, tornando-se óbvio que o risco de falhar é muito maior), mas são passes que, quando falhados, acabam do outro lado do campo, traduzindo-se em importantes balões de oxigénio defensivo (quando a defesa funciona bem, mecanizada e solidária, como foi o caso).

Não vejo qualquer sinal de fraqueza - pelo contrário, é inteligência - em mudar o cariz do nosso jogo (os espanhóis fizeram o mesmo quando perceberam que não estava a resultar o habitual), em matar-se um jogo (porque é contra esta Espanha) e entregar a sorte do mesmo às poucas oportunidades criadas/sofridas, principalmente quando temos do nosso lado o melhor jogador da Europa. Ronaldo não conseguiu aproveitar as poucas oportunidades que teve? Paciência. Iniesta e os outros também não. Passámos à segunda ronda do euromilhões e perdemos. Mas criámos uma táctica que nos permitiu discutir o jogo contra a melhor selecção do mundo e criar a dúvida no adversário e a incerteza no resultado. Parabéns aos finalistas e parabéns aos nossos bravos jogadores, em especial a Pepe e Moutinho (considerando todo o torneio).

master kodro

28 comentários:

Joao disse...

Acima de tudo uma participação extraordinária da selecção nacional...

Tivéssemos um Llorente em vez de um Postiga, Hugo Almeida ou Nelson Oliveira e as coisas poderiam ter sido diferentes...

Hoje, na segunda parte acho que teria substituído Hugo Almeida por um extremo (talvez Quaresma) e punha o Ronaldo como avançado, para jogarmos fundamentalmente em contra ataque e sacar algumas faltas...

Mas, um grande bem-haja ao Paulo Bento que conseguiu fazer da selecção uma boa equipa de futebol...

Rearviewmirror disse...

Eu só gostava de saber o que é preciso o MOutinho não fazer mais, para sair primeiro que o Miguel Veloso e que o Meireles.

Amigos meus Sportinguistas disseram-me que no Sporting, PB nunca substituiu Moutinho. Não sei se é verdade.
Nao perdemos o jogo no prolongamento graças ao Patrício, porque as 3 substituições de Paulo Bento foram simplesmente aterradoras... oferecemos completamente a bola e o nosso meio campo aos espanhois.

Fizemos um grande Europeu dizem-me...
Perdemos contra a Alemanha e ESpanha, ganhámos ás poderosas selecções da Dinamarca e da REpublica Checa (que juntas têm uns 2\3 jogadores de alguma classe, como CEch e Bendtner), e vencemos a Holanda a jogar num fabuloso 4-1-1_4, em que a derrota por um golo nos chegava para passarmos em frente.

OU seja,andamos todos contente porque fizemos um bom jogo contra a Holanda, ganhámos 2 jogos a selecções fraquissimas onde as suas maiores estrelas jogam no Sunderland (uma) e São guarda-redes ( outra) e valem no total um... Bruno Alves e perdemos normalmente contra as equipas do PLatini.
A nossa seleccao , só o 11 titular vale (porque pagaram por isso) mais de 200M€!
200M€!!!!!!

Fomos eliminados no nosso 1 grande teste.Naturalmente.
Nada de estranhar quando em POrtugal se idolatra um jogador que não consegue fazer um remate de jeito á baliza adversária em 480 mim de jogo, que no Ranking Recorde é o melhor médio do Europeu, e no ranking UEFA/Castrol é o 8° melhor jogador... português...
Quando se idolatra a mediocridade, é nisto que dá. O "trabalho invisível" de uns roça sempre a perfeição!
Que se foda o trabalho invisível, eu quero é um gajo no meio campo que resolva jogos, como o Maniche, Deco e Rui Costa resolviam. Não quero um gajo que só sabe passar a bola para trás e para o lado. Michael Thomas há muitos!
Mas em Portugal jogadores mediocres com bons padrinhos, chegam sempre longe.

Haja paciência para estes compadrios instalados... rejeitamos 35M€ por aquilo... estão a falar a serio???? Lo

Valha-me deus...

Jota Pê disse...

Montinhos de merda...

master kodro disse...

Rearview, tenho que confessar que normalmente não te compreendo, porque falamos linguagens claramente distintas, mas hoje percebo-te ainda menos:

1. Acabaste de escrever que perdemos com naturalidade contra uma selecção superior; eu acrescento que conseguimos equilibrar um jogo com uma selecção superior, ou seja, superámos a diferença que reconheces que existe, ao ponto de levarmos aos penalties o jogo das meias-finais de um europeu, contra o campeão europeu e mundial. Isso é mau, normal ou bom?

2. Ganhámos a todas as selecções inferiores, ou seja, não falhámos nunca com as selecções inferiores. Ganhámos os jogos todos que tínhamos "obrigação" de ganhar, mesmo quando não tínhamos que ganhar...

3. Quem é que foram os malandros dos apadrinhados, filhos dos compadrios da UEFA que escolheram o Moutinho para candidato a melhor médio centro do torneio? As duas assistências para golo foram em passes para trás e para o lado? O Moutinho está em 51.º no ranking Castrol. O Pirlo está 5 lugares acima. Mas o Mellberg está no top10. Queres mesmo falar do ranking Castrol?

master kodro disse...

Tenho dúvidas que fosse muito diferente com um Llorente, João. A selecção está montada para o Ronaldo (que não tem qualquer responsabilidade que não seja tentar marcar (por isso, é, de longe, o jogador com mais remates do torneio), portanto precisas de alguém que segure a bola e lha dê seja por cima (Almeida) ou por baixo (Postiga). Não estou a dizer que concorde com isto, mas parece-me que é exactamente assim, para o bem e para mal (que não consigo perceber onde começa e acaba).

Infante disse...

Bem, ainda me lembro quando se dizia que já era uma sorte passarmos do grupo. A Dinamarca, que há umas semanas era temível, passou de repente a ser uma porcaria porque perdeu pela segunda vez (e à rasquinha) nos ultimos 6 jogos connosco; a Holanda, finalista do último mundial também já é horrível.

MK, não há nada que ter vergonha na forma como jogámos, concordo, e até a sugestão de que deveríamos ter vergonha é ridícula (e eu sei que não é tua). Foi um jogo muito bem preparado, a todos os níveis, pela equipa técnica. O resto é o que se passa lá dentro.

Impressionante os tipos da SIC a tentarem justificar a nossa menor posse de bola, como se isso fosse um indicador natural de quem "merece" ganhar. Ridículo.

Chegámos às meias, algo em que ninguém acreditava há 3 semanas e perdemos nos penalties depois de termos secado, na medida do possível, uma selecção que pouquíssimos conseguiram secar, uma selecção que, apesar de um estilo de jogo cada vez mais irritante (eu se fosse espanhol tinha tido 5 ataques cardíacos só com os ronhonhós espanhois na defesa) é ainda uma das melhores selecções do mundo, veremos no domingo se é ainda a melhor. Uma selecção que não tem titularíssimos a jogar no Genova, Zaragoza ou Besiktas, uma selecção em que praticamente todos jogam a um nivel de altíssima competição, uma selecção feita no essencial de jogadores daqueles que são de longíssimo os dois melhores clubes do mundo. Realmente, perder nos penalties com estes tipos é vergonhoso!

Gabriel disse...

Vamos ser sérios... Portugal tinha um dos piores trios de Ponta de Lanças (pior só a Grécia e a Irlanda) qualquer um dos outros Pontas de Lança das outras selecções seria titular no ataque de Portugal, em alguns dos casos (como a Espanha) até Pontas de Lança como o Soldado que nem convocado foi era titular na selecção de Portugal.
O Miguel Veloso é um bom trinco (em especial com bola) mas é muito mole, não tem nervo para ganhar o meio campo.
O Raul Meireles e o João Moutinho apesar de os adorar acho que só são ambos titulares porque não existe um verdadeiro 10 na selecção (uma falha tão grave como a falta de Ponta de Lança a sério).
O João Pereira tem muita garra mas está longe de ser um jogador de nível mundial como foram os seus predecessores na selecção (Paulo Ferreira, Bosingwa, Miguel, até mesmo o Abel Xavier).
Com uma selecção assim era muito difícil fazer melhor, não ganharam mas provaram que podem deixar o país orgulhoso. A mim deixaram.

Grilo Falante disse...

O João Moutinho fez um jogo enorme hoje e fez um torneio absolutamente brilhante.
O João Pereira jogou uns furos acima do que sabe fazer.
O Coentrão esteve enorme.
O Nani esteve bem, mas faltou-lhe dar tudo o que pode.
O CR7 fez o que pôde após uma época absolutamente desgastante.
O Miguel Veloso superou-se em alguns momentos.
O Pepe,nem há palavras, enorme.
Os aziados do costume já passaram por aqui. Para o caralho com eles e com os espanhóis. PQP ambos.

miguel_canada disse...

Rear, no seguimento do que tem sido as tuas participações absolutamente desastrosas no que toca à apreciação de um jogo de futebol e dos seus intervenientes, esta foi apenas mais uma! A profunda ignorância com que vives o futebol chega a ser confrangedora!
Uma pessoa que não é capaz nem sequer de observar o trabalho exaustivo que o João Moutinho desenvolve no meio campo da selecção nacional deveria ter ao menos o pudor e a auto-estima de se abster de fazer comentários sobre algo que notoriamente não domina ou desconhece profundamente.
É essa visão deturpada e artificial do futebol que te permite escrever as barbaridades que vamos aqui lendo ao longo das épocas desportivas e é essa mesma visão deturpada do futebol que alimenta a tua paixão pelo benfiquismo sórdido que nada mais é que o mais perfeito sinonimo da total ignorância no que ao futebol diz respeito.
Foi hilariante reparar que os únicos comentários disparatados sobre o tema pertencem a gente afecta ao SLB. (que novidade!!!)

Os mais sinceros e orgulhosos parabéns ao Paulo Bento, aos jogadores e restantes técnicos que foram capazes de superar todas as espectativas criadas em torno desta nossa participação no Euro 2012.

Hugo disse...

Rear dá-me desses ácidos que eu também quero.

galvao99 disse...

Fdx retrovisor, o Moutinho fez um jogo do crl, melhor em campo de caras, abre a pestana...

Filipe disse...

O Moutinho tem que ser penalizado pela falta de convicção a marcar o penalti. Falhar o penalti tem que deixar marca na avaliação do jogador: no momento decisivo falhou. O Pepe, por exemplo, não vacilou.

É um bocado revelador não termos marcado a Alemanha e Espanha. A nossa pecha é na falta de um jogador de área. Teria sido melhor levar o Nuno Gomes que qualquer um dos três que foram convocados.

N. disse...

Até eu acho que é absurdo criticar o Moutinho... Jogou como nunca durante todo o Europeu.

O único problema foi ter falhado como sempre nos penaltys, mas se pensarmos bem isso já aconteceu a Beckhams, Baggios, Ronaldos e até ao próprio artolas do Sérgio Ramos que ontem se lembrou de sacar um penalty daqueles.

Costa disse...

@Rearviewmirror,

O Paulo Bento também podia ter refrescado o ataque português para os últimos 40 minutos.

Por exemplo, poderia ter tirado o H. Almeida e colocado outro avançado, sei lá... por exemplo aquele miúdo das orelhas proeminentes.

Não sei se o PB nunca substituía o Moutinho no scp, sei é que ele viu sempre como primeira opção neste Euro, um gajo que no campeonato português (de altíssimo nível como reconheces...) foi o 186.ª melhor marcador da prova (houve 185 tipos que marcaram golos).

Já dizia Einstein:
Existe 2 coisas infinitas: O Universo e a estupidez de um encornado, se bem que relativamente à primeira tenha algumas dúvidas...

Costa disse...

Lá está o 'sistema' a promover o Moutinho:
http://deportes.elpais.com/deportes/2012/06/26/eurocopa_futbol/1340741528_409559.html

O PC nem sabe o poder que tem...
Basta levantar o dedo e a imprensa espanhola derrete-se logo em elogios ao jogador que não consegue fazer um remate de jeito á baliza adversária em 480 mim de jogo, que no Ranking Recorde é o melhor médio do Europeu, e no ranking UEFA/Castrol é o 8° melhor jogador... português..

G. disse...

O Moutinho não joga nada, não vale nada e é uma nulidade completa:

«O melhor jogador de Portugal? Sem dúvida, João dínamo Moutinho.»
Eugénio Queirós, Record, 27/06/2012

«O melhor de Moutinho estava no entanto reservado para o jogo com a Espanha. A colocação foi espantosa, a forma como doseou o esforço, de jogador maduro. Os cortes a meio do campo, preciosos. E depois foi lá e falhou o penalty, o que, já sabemos, acontece aos melhores.
Se tivesse de hierarquizar os melhores de Portugal no Euro-2012, o top 5 ficaria assim:
1. João Moutinho
2. Pepe
3. Cristiano Ronaldo
4. Fábio Coentrão
5. Miguel Veloso»
Luís Sobral, Maisfutebol, 28/06/2012

Os Portugueses, os Espanhóis e essa Europa fora não percebe nada de futebol. Quem sabe é o Rear.

Rearviewmirror disse...

http://www.uefa.com/uefaeuro/season=2012/statistics/castroledge/ranking/index.html

Para alguns "iluminados" (que não eu) o João "dinamo" Moutinho foi o 9º melhor jogador português da competição. O que é que eles não viram que vocês viram? Não percebo...

Conseguimos fazer a proeza de sermos a segunda equipa do Europeu (depois dos checos contra nós) que não fizemos um ÚNICO REMATE Á BALIZA, e acham que isto foi um espectáculo, correu tudo maravilhosamente, foi tudo incrivel...

master kodro disse...

Rearview, se calhar não leste tudo... O índice estatístico patrocinado pela Castrol diz que o Pirlo é o 46.º "melhor jogador" do torneio.

master kodro disse...

A UEFA escolheu o Moutinho como candidato a melhor médio centro (com mais dois), no fim das 3 primeiras rondas.

G. disse...

Faz-se um desenho, pode ser que ajude.

Mordomo do Império disse...

Oh retrovisor,

Em português simples e claro: ou não pescas absolutamente nada da bola, ou gostas de levantar ondas porque sim.

Acredita que eu tenho MUITO mais razões para não gostar do Moutinho mas o homem esteve muitíssimo bem durante o torneio e enorme no jogo de ontem. Isto é unânime. Como se sabe isto? Basta olhar para o jogo.

Estes tipos armados em 'exigentes' nem sabem o que é 'criar linhas de passe', 'cortar linhas de passe', 'ocupar espaços', etc...só vêm passes para o lado e falta de remates. Isto é duma ignorância atroz do que é o jogo.

Também é de total ignorância achar que, passar um grupo com Holanda, Alemanha e Dinamarca, passar uns quartos sem mínima preocupação com uma Rep.Checa, empatar e perder nos penalty's com o campeão Mundial e Europeu, é 'obrigação'. Belos parâmetros, pá.

Sim, gostaria muito de fazer posse de bola e estar sempre em cima dos espanhóis, afinal, tantas equipas fizeram isso no passado...ah, espera...

Isto já vai longo, mas o post do retrovisor representa tudo o que mais repudio em quem, supostamente, gosta de bola: exigência suportada num total e completo desconhecimento do jogo.

Riga/V-1-Boy disse...

realmente portugal tinha um grupo fraquinho: tipo o vice campeão eurpeu, o vice campeão mundial e uns tipos que nos dois ultimos apuramentos ficaram a nossa frente as 2 vezes e nos ultimos 4 ou 5 jogos conseguimos ganhar 1, passamos os quartos de final contra uma equipa que quer queiramos quer nao nao ganhou o grupo onde estava.

e sim ainda estou para saber quanl foi a ultima equipa desde que a espanha joga eta forma que teve mais posse de bola do que eles e que tenham conseguido jogar relativamente o jogo pelo jogo.( é que mal ou bme ontem chegamos a ter fases de posse de bola e de obrigar a espanha ao pontape para a frente e neste europeu nao viste mais ninguem a obriga-los a isso).

quanto ao moutinho ser uma merda pr nao marcar um golo e por ter falhado um penalty, bem por esse prisma jogadores com o arshavim, kerzakov, rosicky, benzema, modric, robben, sneidjer , etc sao uma merda porque tambem nao marcaram nenhum golo, e se a deculpa for o penalty, entao t~em de me dizer um grane jogador que nunca falhou um penalty na carreira.

para mim o moutinho, pepe, coentrao,e ronaldo forma os melhores jogadores da equipa no europeu pelo que produziram no geral e num segundo plano colocarios os restantos jogadores mais utilizados.

Antonio Silva disse...

Têm que perceber o Retrovisor, ele é muito exigente porque é do Benfica. Contenta-se com pouco.

Tá habituado a ganhar títulosna Europa e de ser campeão nacional, sei lá, umas 3 ou 4 vezes seguidas.

littbarski disse...

A primeira coisa que eu ouvi, após os penalties, foi «caímos de pé», seguido de um «que injustiça» saído dos lábios de Ronaldo. Quando regressei do quarto de banho, lembrei-me da selecção russa, de como conseguiu colocar a armada espanhola em sentido (para, no fim, não conseguir mais do que cair igualmente de pé), e do Chelsea, que fez ao Barcelona sensivelmente o mesmo que nós fizemos à Espanha, mas contando com uma dose consideravelmente superior de sorte. Ora, como nós não temos a sorte de ter alguém capaz de a fazer voar lá para dentro, em vez de ficar a lamentar a injustiça que foi a bola fugir para a bancada, julgo que o desfecho do jogo estava mais ou menos traçado, à partida, até porque, conforme sabemos, há duas coisas fatalmente ligadas ao destino de Portugal: a queda (de pé, sempre de pé) e a falta de sorte.

Era uma fatalidade, sempre que tropeçava morria.
Até que um dia, farto de tanto morrer, levantou-se e disse: hoje, não morro!
E encheu-se de coragem e enfrentou a situação.
E encheu-se de coragem e enfrentou a situação.
Ao fim do dia, morreu.
Morreu de valentia.


Qualquer coisa assim.

master kodro disse...

Ando a mentir descaradamente... O Mellberg não é top10... É o 15.º do índice Castrol, em que o Pirlo é 46.º. Assim sim. O Modric é 125.º.

Rearviewmirror disse...

Mellberg é 32º
Pirlo 21º
Modric apesar da sua qualidade não fez um europeu nada de especial.
Tudo normal portanto.

Mas fico feliz por já teres ido à página da UEFA ver o ranking e ver como funciona.

Pode ser que saias dessa box onde o Moutinho é um fenómeno.
O tal jogador que tem 1 golo e 4 assistências pela selecção em 1700 minutos de jogo.

É obra.

Antonio Silva disse...

Fenómeno é o Nelson Oliveira que no campeonato passado marcou ZERO golos... e é avançado.

master kodro disse...

Eu sei perfeitamente como é que o índice Castrol funciona ,e gostando de estatística como gosto, dói-me ver a péssima aplicação prática que se dá num sistema estatístico desta natureza.

O Mellberg é 32.º, agora, porque o ranking foi actualizado depois do Alemanha x Itália. O Pirlo é 21.º. Repito. Queres mesmo falar de um ranking em que o Pirlo é 21.º do Euro?