sábado, abril 07, 2012

Curtas

Sporting do Sá Faz história no Sporting (e no futebol português) com uma qualificação para a meia-final da Liga Europa. O futebol português, tão mal tratado pelos seus, assegurou o quinto lugar no ranking da UEFA, à custa dos franceses, uma liga em que, só de receitas televisivas, todos os clubes recebem pelo menos 12,5 milhões de euros anuais.

Vitória do Rui Perdeu, mas fez tudo para ganhar, pelo menos na segunda parte. Na primeira, o Vitória esteve ocupado a ter um jogador expulso, ainda antes da meia hora de jogo, e a tentar marcar um golo mas o árbitro, aparentemente, gosta de beneficiar o infractor. Com menos um, foi muito bom tudo o que se conseguiu criar na segunda parte. Não chegou e abriram-se crateras atrás. Felizmente que o nosso Targino rematou tão mal como costuma rematar quando joga do lado de cá.

Violência em Guimarães São acontecimentos absolutamente inqualificáveis, que merecem condenação pública imediata e inequívoca por parte dos dirigentes do Vitória. Se forem sócios, devem ser expulsos. Se forem maiores, devem ser presos. Nada justifica estes actos, muito menos associados a uma partida de futebol. Isto tem que acabar em todos os campos nacionais.

master kodro

13 comentários:

Pedro Almeida disse...

Sim, uma equipa portuguesa chegar às meias-finais da Liga Europa é histórico...o ano passado só chegaram três, parece que à final chegaram mesmo duas e por incrível que pareça houve mesmo uma que a ganhou.

Não te cansas de escrever tanta merda?

LDP disse...

«Preciso algum controlo antes de falar. Tenho a perfeita noção que em condições normais tínhamos vencido este jogo. Os meus jogadores foram campeões. Jogámos 70 minutos com menos um jogador, lutámos contra todas as adversidades e não merecíamos este resultado."
Normalmente escrevem-se posts e comentários jocosos quando Jesus relembra que a arbitragem erra. Será que Rui Vitória terá o mesmo tratamento?

Quanto aos actos de violência, em assembleias do clube já aconteceram situações igualmente patéticas, em que a força policial teve de ser chamada para proteger ou sócios ou jornalistas ou outros...portanto comportarem-se assim agora contra adversários é peanuts.

master kodro disse...

Pedro Almeida, acho que não preciso de te explicar a diferença entre fazer história (quinta meia-final europeia da história do Sporting) e alcançar algo inédito. E se calhar preciso e isso é que é preocupante...

LDP, quando o Rui Vitória começar a falar do Platini num jogo em que o árbitro tiver acertado nos lances mais importantes, vai ter o mesmo tratamento. Mas o Rui Vitória (ainda) não acha que tem direito divino ao benefício, como tu achas. Quando tu perceberes a diferença, então, será dia de festa.

Relativamente à violência, só tenho a dizer: e eu condeno-a sempre veementemente, principalmente a dos meus. E tu?

Antonio Silva disse...

A parolada continua com anglicismos for give me that straw.

João disse...

LDP, é capaz de me lembrar em que assembleia é que isso aconteceu?

Pedro disse...

Caro João,

Penso ser esta a assembleia que o LDP falava:

http://www.tsf.pt/PaginaInicial/Desporto/Interior.aspx?content_id=964683

Cumprimentos escoltados;)

Pedro Almeida disse...

Tens razão, Korno, é como a tua falta de honestidade intelectual, nunca é inédita, mas entra sempre para a história...da filha da putice.

Alberto Leite disse...

Master foste ver os Juniores??? Se foste não parece, quando escrevemos temos de escrever tudo que vemos não só o que ouvimos, os miudos do braga fartaram-se de provocar os adeptos, apontando contantemente para os genitais, sou contra a violencia mas deviam-lhes ter partido o pescoço a todos. Não te esqueças do outro lado quando lá vamos fazem pior, até aos miudos batem, e por dirigentes do braga, isso eu sei por que vi, não li e não me contaram. MORTE AOS MARROQUINOS.

Infante disse...

"à custa dos franceses, uma liga em que, só de receitas televisivas, todos os clubes recebem pelo menos 12,5 milhões de euros anuais."


Pois, a questão é que lá há mais clubes que interessam do que apenas os 3 dos costume e um "outsider" de vez em quando.

E a liga portuguesa é, de facto, maltratada pelos seus. Especialmente os que não percebem que, gostemos ou não, os jogadores estrangeiros (e brasileiros sobretudo) são parte essencial desse crescimento e até mesmo um dos grandes trunfos do campeonato português em relação a outros de segundo plano.

(e eu nem estou a falar de ti, MK, que até compreendo os teus argumentos naquelas discussões de há umas semanas, mas sim nos comentadores a quem deu agora em dizer que o Athletic Bilbao "é um exemplo a seguir por proibir jogadores estrangeiros". A sério, curtia muito que banissem os jogadores estrangeiros todos; era fixe voltar aí ao 12º lugar do ranking).

Grilo Falante disse...

A indigência intelectual do Pedro Almeida é algo que começou por ser risível, mas agora é apenas cansativa.

miguel_canada disse...

LOL, Grilo... e mais um daqueles a quem Deus abençoou com o perfil perfeito para ser benfa...

Manuel disse...

A violência é condenável, mas atenção: é preciso condená-la sempre, mesmo quando é em Braga, como aconteceu ontem, e já tinha acomntecido no jogo de juniores da primeira volta, em que os adeptos do Braga não se limitaram em apedrejar o autocarro mas agrediram mesmo alguns espetadores vitorianos que se deslocaram a Braga

master kodro disse...

Sem dúvida, Manuel.