domingo, agosto 23, 2009

Vitória 0 x 1 Benfica

Grande jogo do Vitória. Nelo Vingada percebeu finalmente (à segunda jornada não é mau) as mensagens que o plantel insistia em transmitir-lhe e encontrou um sistema híbrido à medida do adversário. Um sistema perfeito que possibilitou que o Vitória se superiorizasse durante a maior parte do jogo. Até quando estiveram reduzidos a 10, os vitorianos conseguiram criar as duas melhores oportunidades (as únicas criadas nesse período, acrescente-se): Targino ao poste, depois de oferta de Quim (atrapalhado com um remate de Andrézinho); e o mesmo Targino a deixar-se antecipar por David Luiz depois de se ter isolado, após ultrapassar Luisão com inteligência. Foram duas oportunidades de ouro para garantir a vitória, já depois de na primeira parte Sereno ter obrigado Quim a uma grande defesa. Paciência. Targino tem que aprender em campo com os erros. Pior seria se não conseguisse criar as oportunidades.

Excelente jogo de Nuno Assis, excelente jogo de Targino a que só faltou um golo, até Andrézinho esteve muito bem (aproveitando o novo desenho de Nelo Vingada que ajuda a mitigar as suas limitações defensivas), brilhante exibição colectiva que não permitiu que o adversário construísse nada, à excepção de um magnífico passe de Di Maria que Aimar desperdiçou.

E mesmo assim o Vitória acabou derrotado, reduzido a 9 e Nilson ainda teve que defender um penalty por mão de Flávio Meireles, num lance inofensivo, com direito a segundo amarelo. E eu fiquei extremamente satisfeito com o jogo e tenho que dar os parabéns a Nelo Vingada e aos jogadores, a todos, por esta excelente exibição e pela atitude demonstrada. Tenho que admitir que não estava nada à espera disto, mesmo com os alas em campo.

ps - Como sabem não discuto lances, apenas leis e critérios. E estava com curiosidade para saber se a - aparentemente nova - directiva de os protestos veementes valerem amarelo continuaria em vigor, tal como esteve em todos os jogos do campeonato. Fiquei surpreso ao perceber que não. Targino foi o primeiro (num lance banal) e não viu cartão; Aimar foi o segundo (a pedir penalty depois de sentir um toque de Ramires na costas...) e não viu cartão; Nuno Assis foi o terceiro, viu amarelo e acabou expulso numa discussão com Coentrão. Aquilo que, à partida, parecia uma boa medida, transformou-se em mais uma bomba discricionária nas mãos dos árbitros. Já deu que falar com Hulk e, pela amostra, vai ser um espectáculo daqui para a frente.

pps - Lá está. Raúl Meireles pediu penalty. Amarelo. Voltou a vigorar. Isto vai ser lindo.

master kodro

45 comentários:

condor disse...

Recuamos no tempo!Estamos em 2005!

katanec disse...

Mau jogo do Benfica. Previsível no ataque, errático na defesa. Os avançados estão num momento mau, é inegável: Cardozo não pode falhar 2 penalties em 3, Keirrison foi nulo, Saviola idem. Penso que a saída do Aimar também não ajudou. Muito coração, pouco discernimento, valeu outra vez Coentrão, Ramires (bom jogo) e bastante sorte. Resultado injusto.

Como já prevejo que venha aí uma enxurrada por causa da arbitragem, deixo só duas notas: concordo com o MK, acho que esta história dos amarelos por protesto dá azo a todo o tipo de arbitrariedade; coerência precisa-se.

Sim, Proença esteve mal, somando más decisões, mas a pior de todas ocorreu aos 94 minutos (expulsão de Assis), não tendo por isso sido decisivo no jogo. Quanto ao lance do penalty, é duvidoso e acho que qualquer pessoa honesta o reconhecerá. Em todo o caso, recordo que o Benfica não marcou nesse lance. Pronto, agora comecem o festival: pode ser que assim vos lave a alma do caos em que o(s) vosso(s) clube(s) se encontram.

Pedro disse...

O penalty duvidoso? Em q aspecto????

Bom jogo do Vitória q fechou os caminhos ao Benfica. Apesar de controlarmos o jogo fomos inofensivos. Depois Aimar falha aquele golo feito e isso podia sair muito caro.

Reduzidos a 10 o Vitória fez o q pode e ía conseguindo a vitória à conta de fifias de Luisão e Quim. Se Aimar tem ficado em campo, com mais um jogador, penso q o jogo teria sido totalmente diferente. Mas Jesus não tem dons e adivinho. Para se ser campeão é preciso ganhar estes jogos. Hoje ganhámos. Venha o próximo.

Deixa Tar Que Eu Faço disse...

Concordo contigo MK, o vitoria fez uma bela exibição anulando completamente o benfica. em relaçao á arbitragem, o penalty é um pouco estupido e duvidoso, o assis mal expulso, mas nao e um roubo de igreja como ja se fala por aí.. em relação á lei que dizes na minha opiniao faz sentido, os jogadores tem que aprender a ter a boca fechada e jogar á bola, mas é como diz o Katanec tem que haver coerencia por parte dos arbitros e bom senso...realmente isto vai ser um circo...
cumprimentos

LT

condor disse...

Do caos em que o(s)vosso(s)clube(s)
se encontram!?
Oh Katana,podes nomear esses clubes,já que tambem contemplas o plural,ou tens medo de cair no ridiculo?

condor disse...

Do caos em que o(s)vosso(s)clube(s)
se encontram!?
Oh Katana,podes nomear esses clubes,já que tambem contemplas o plural,ou tens medo de cair no ridiculo?

JLC disse...

Já há mais kodro... já há mais.

Red_Devil disse...

Falaste cedo demais, Corrupto, falaste cedo demais.

rui disse...

o ke? eu vi um penalti clarissimo no dragao bem marcado. ou agora só quando é a favor do benfica é que é bem marcado??

agora a serio, é muito duvidoso, mas pelo teor de penaltis ja marcados a favor do benfica é bem marcado...ah e ja agora nao se eskeçam que houve um na primeira parte sobre o mariano semelhante à falta fora da area ke o nuno gomes sofreu o ano passado na amadora (ke toda a gente concordou que havia falta, mas fora da area)...só para por as coisas em perspectiva...por isso se realmnt houve um erro da segunda vez, compensou o primeiro.

Ah e master kodro, isso da coerencia é so quando for o hulk...por isso o resto é palhaçada...


Ruibonga

david disse...

Ruibonga, pareces o pelé a falar de futebol.

A tripeirada em 2 jogos 3 pontos oferecidos, a lampionagem, em 2 jogos 2 pontos oferecidos, a lagartagem, nem 1 ponto haviam de ter pela triste vergonha que apresentam em campo.

Fredy disse...

david: LOL

acorda para a vida!

JNF disse...

Acordem todos para a vida!

O Benfica venceu e não foi graças à arbitragem. Foi limpinho. O Coentrão é puxado. Os jogadores são bem expulsos e o penalty é bem assinalado, assim como o do Cléber também é penalty e o do Moisés, ontem também.

O Vitória foi melhor e mais esclarecido em quase todo o jogo e os avançados do Benfica estão muito lentos. A verdade é esta.

Nuno disse...

"encontrou um sistema híbrido à medida do adversário"

Sim, a competência de um treinador vê-se na capacidade para encontrar sistemas híbridos à medida dos adversários. Faz sentido, sim senhor...

"e o mesmo Targino a deixar-se antecipar por David Luiz depois de se ter isolado, após ultrapassar Luisão com inteligência."

Misturar as palavras "Targino" e "inteligência" na mesma frase já é estúpido, dizer que ele passou pelo Luisão com inteligência quando apenas teve que abrir a passada e recorrer ao seu único atributo, a velocidade, é demência. Sobretudo quando depois de ter ultrapassado o Luisão foi burro o suficiente para puxar a bola para o pé esquerdo e perder tempo necessário para que o outro central do Benfica recuperasse.

"brilhante exibição colectiva que não permitiu que o adversário construísse nada, à excepção de um magnífico passe de Di Maria que Aimar desperdiçou."

Antes desse lance, eu vi outro, em transição rápida (a principal virtude deste Benfica), com muitos passes de primeira e fazer a bola chegar a Ramires, descaído para a direita, que rematou para boa defesa de Nilson. Também conta ou nem por isso?

MK no seu melhor...

JNF disse...

""encontrou um sistema híbrido à medida do adversário"

Sim, a competência de um treinador vê-se na capacidade para encontrar sistemas híbridos à medida dos adversários. Faz sentido, sim senhor..."

Mas alguém falou em competência do treinador? Ele simplesmente disse que esteve bem... enfim.

LC disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
camarao disse...

Dois erros de análise e um de soberba:

1. Não foi Aimar que desperdiçou, mas sim Nilson a fazer uma excelente defesa. O árbitro não deu canto, porque fez uso da bomba discricionária que tem em mãos.

2. Assis não levou amarelo por pedir nada. Tivesses ido ao Estádio e perceberias o que se passou.

Pedro disse...

Aimar desperdiçou pq bateu mal na bola. Inexplicável é o árbitro de frente para o lance não reparar q o Nilson defende a bola...

master kodro disse...

Ponto número 1: não há um único ponto em que o autor do post fala de qualquer prejuízo na arbitragem.

Ponto número 2: Se lerem o mágico slb ainda vão perceber que se há um prejudicado foi o Benfica.

Ponto número 3: Claro que já há mais, JLC. Um árbitro expulsa dois jogadores (um directo e um por acumulação) consoante o que eles tinham e o Nacional acaba com 9 e um penalty nas mãos. É exactamente o que está escrito no post.

Ponto número 4: LC, foi o teu último comentário no 442. Aqui só pessoas civilizadas.

Ponto número 5: Quando falas em estupidez e demência presumo que aches que estás a falar com alguém da tua família, Nuno. Mas não estás.

Ponto número 6: um jogador com a classe de Aimar, isolado com um guarda-redes pela frente, não consegue ultrapassá-lo? Experimenta ler, camarao: "Nuno Assis foi o terceiro, viu amarelo e acabou expulso numa discussão com Coentrão.". Sabes o que é 'soberba'? Não, pois não. E pedir? Então cala-te.

Mr. Shankly disse...

"Quanto ao lance do penalty, é duvidoso e acho que qualquer pessoa honesta o reconhecerá."

Como? Está tudo louco.

Nuno disse...

Master, no dia em que te convenceres que não percebes nada de futebol, estarás curado. Até lá, pertences a um grupo largo de pessoas que acha que de futebol todos podem falar. Mas não podem. No dia em que perceberes que aquilo que dizes sobre futebol é de uma infecundidade absoluta e que não tens competência para falar sobre certas coisas, talvez haja esperança. Até lá, é meu dever afirmar, por o reconhecer com facilidade, que maior parte do que dizes é estúpido. Como tal, presumiste de forma errada que falava com a minha família, embora grande parte dela também não tenha competência para falar de futebol. A principal diferença, nesse caso, é que não têm um blogue e não acham que a sua opinião vale o registo escrito. O lixo das tuas opiniões e a presunção de que podes dizer coisas sobre um assunto de que não entendes vale o título de demência. Dir-te-ia o mesmo qualquer astrofísico se te pusesses aqui a dar opiniões sobre astrofísica.

master kodro disse...

Uau, Nuno. O lixo das minhas opiniões. Infecundidade absoluta. Estúpido. Título de demência. A presunção de que posso dizer coisas. Pertenço ao grupo largo de pessoas que pensam que podem falar de futebol mas não podem.

Ainda bem que tu podes. Porque se não pudesses os meus clientes diários não teriam oportunidade de rir tantas vezes.

Só estranho a tua presença constante neste antro infecundo impregnado de estupidez. Não sei o que isso fará de ti, mas desconfio.

Volta sempre e traz o Farnerud contigo.

Bruno Ribeiro disse...

Ó Nuno elucida-nos a todos nós leigos com os teus conhecimentos únicos e especiais sobre futebol até agora escondidos.

Portanto, um jogador que passa por outro utilizando a sua principal característica não é ser inteligente. De certo terá sido burro, porque inteligente seria passar pelo adversário não recorrendo à sua principal característica.

Mas atenção que se calhar eu também não posso falar sobre futebol. Mas preciso de saber quais são os pré-requisitos.

Já agora, só vi os últimos 15 minutos do jogo e a uma distância considerável do ecrã, mas a falta sobre o Coentrão pareceu-me ser 'forçada' para ser simpático. Alguém tem imagens do lance? É que os resumos da tv esquecem, falta de espaço certamente, de mostrar o lance, passando logo para a cobrança da falta. Como não gosto de tecer juízos definitivos sem ver o lance, se tiverem link ou algo do género agradeço.

Mr. Shankly disse...

Bruno, vê-se claramente que a camisola é puxada. É falta clara. E mesmo que não fosse, é como diz o mk: até os lançamentos de linha lateral discutimos.

Mr. Shankly disse...

Bruno,

4'46''

http://www.youtube.com/watch?v=lRB37_prfTA

Não quero que te falte nada.

Gabriel disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gabriel disse...

O que eu acho engraçado é na semana passada os Benfiquistas queixarem-se que foram prejudicados por uma pretensa mão na área, e esta semana o Sporting também, mas ontem num lance que dizem igual, dizem que o Porto é beneficiado. Ou seja, se o lance é igual contra nós é roubo, a nosso favor é pra ser marcado. Coerência precisa-se

Nuno disse...

Já te disse o que venho aqui fazer, Master. Venho gozar contigo. E é sempre muito estimulante observar a estupidez dos outros. Aliás, não imaginas o que se aprende com a estupidez das pessoas. Este espaço tem a virtude de me manter constantemente em contacto com a mediocridade do comum adepto de futebol. Serve esse intuito.

Bruno Ribeiro, os pré-requisitos são iguais aos pré-requisitos para outra área qualquer. Um pasteleiro não está habilitado a dar opiniões sobre informática, pois não? Aliás, muitos informáticos não estão habilitados a dar opiniões sobre informática. O único pré-requisito para se dar opiniões sobre o que quer que seja é saber alguma coisa sobre o que se dá opiniões. Infelizmente, toda a gente pensa que pode dar opiniões sobre futebol pelo simples facto de que todos vêm futebol. Mas ver futebol não é estar habilitado a falar sobre futebol. Da mesma maneira que ser capaz de olhar para o céu não dá a ninguém conhecimentos sobre astrofísica.

Mr. Shankly disse...

Gabriel, é isso: coerência precisa-se. Dois lances iguais ajuizados de forma diferente não é coerência. Para mim são ambos penalty.

Mr. Shankly disse...

nuno, já agora, que pré-requisitos é que tu tens? Quer dizer, costumo concordar com muito do que escreves, mas a tua superioridade torna-te, como é que posso dizer isto? insuportável.
Se me puderes dizer o que é que tens a mais que a malta, era fixe.

Bruno Ribeiro disse...

Mr. Shankly,

agradecido. É falta sem dúvida.

E quanto ao que o MK diz, é bem diferente atribuir um lançamento de linha lateral erroneamente do que assinalar uma falta que dá em golo. Neste caso em concreto, se não tivesse havido falta era motivo para discussão. Como há falta, não há nada para discutir. Também acho que se fala demais em erros de arbitragem, mas isso não significa que não se fale quando se deve falar.

Nuno, o único requisito para se dar opiniões sobre qualquer assunto é ter uma opinião. Estás a confundir o direito de emitir uma opinião, com a fidedignidade da mesma. Basicamente as diferenças entre um leigo e um 'expert'. Todos podem emitir as suas opiniões, apenas algumas são mais válidas do que outras. Mas ainda não sei quais os pré-requisitos que colocas.

JNF disse...

Prossegue a feira de vaidades...

master kodro disse...

Fico elucidado ao saber que é a estupidez que te estimula e que te move, Nuno. Eu já desconfiava e o Farnerud também.

Hugo disse...

Tenho uma dúvida. Será que posso falar de futebol?

master kodro disse...

Acho que não, Hugo. Vamos falar do tempo. Como é que está aí? Aqui está um pouco nublado.

Nuno disse...

Alto! Alto! Vocês não podem falar do tempo porque não percebem nada do assunto! Onde é que pensam que trabalham? No Instituto de Meteorologia? Népia. Calou! Estúpidos-infecundos-dementes!

master kodro disse...

Bolas, Hugo. O que é que nos resta? Sinto-me absolutamente inferiorizado perante tamanha demonstração de superioridade intelectual.

Hugo disse...

Também eu. Também eu. Nem me aguento.

Hattori Hanzo disse...

Gabriel, o que a maioria dos benfiquistas estava a dizer é que se na primeira parte a mão tinha sido para grande penalidade, na segunda também seria. Se queres a minha opinião nenhum dos lances desta semana é penalti, tal como na semana passada não era. Em Portugal agora apareceu a regra de quando há mão é para ser marcada, quando me parece que a lei ainda é a mão só deve ser marcada quando há toque intencional com a mão. Bom jogo do Guimarães que não merecia ter perdido: Targino não pode falhar oportunidades daquelas, tal como o Benfica não pode continuar a ter um gr que está constantemente a dar brindes, e um defesa que julga ser um Maradona. Também me parece que em dois jogos o "mestre da táctica" não se superiorizou aos seus antagonistas e que as substituições deles ontem nem foram muito boas.

Fredy disse...

LOLOLO

este Nuno tá cada vez melhor!!

ele diz:"Até lá, pertences a um grupo largo de pessoas que acha que de futebol todos podem falar. Mas não podem."

ao ler isto percebo que o Nuno não tá aqui a falar de futebol..é como ele diz..ele deve é ser comediante!! ele bem para aqui fazer rir as pessoas! então finge que percebe de futebol e diz as coisas mais estupidas e ridiculas que se lembra hehe

e ele este ano tá on-fire!!

tiraste algum curso com os Gatos ou os Contemporaneos este verão foi nuno?? :):)

JNF disse...

"Aragonés é horrível!"

Nuno disse...

Mr. Shankly diz: "nuno, já agora, que pré-requisitos é que tu tens? Quer dizer, costumo concordar com muito do que escreves, mas a tua superioridade torna-te, como é que posso dizer isto? insuportável.
Se me puderes dizer o que é que tens a mais que a malta, era fixe."

Na minha terra chama-se inteligência.

Bruno Ribeiro diz: "Nuno, o único requisito para se dar opiniões sobre qualquer assunto é ter uma opinião. Estás a confundir o direito de emitir uma opinião, com a fidedignidade da mesma. Basicamente as diferenças entre um leigo e um 'expert'. Todos podem emitir as suas opiniões, apenas algumas são mais válidas do que outras."

Não estou a confundir nada. Toda a gente tem o direito democrático de dizer o que quer. O que eu digo é que quem não percebe de certas coisas não deve falar de certas coisas. É uma questão de bom senso. Quem não o faz, quem fala de coisas de que não percebe, demonstra estupidez. É isso que digo. Se eu defender a teoria da expansão do universo, sem ter competência para tal, só porque me parece que isso deve ser defendido, também estaria a ser estúpido. Resumindo, opiniões gratuitas, sem competência, são demonstrações de estupidez.

"Mas ainda não sei quais os pré-requisitos que colocas"

Já disse. O único pré-requisito é saber do que se está a falar. Não estou a falar de cursos específicos, de se ser treinador, de se ter jogado futebol. Nada disso garante sabedoria. Tem a ver com leituras, reflexão, experiências, capacidade de raciocinar, etc.

Hugo diz: "Tenho uma dúvida. Será que posso falar de futebol?"

Poder, podes. Mas toda a opinião estúpida está sujeita à crítica. E é isso que maior parte das pessoas que tem opinião não percebe. A liberdade de expressão acarreta consequências. Tens de te responsabilizar pelo que dizes. Quem diz porcaria, sujeita-se. Quem se melindra com isto é que não sabe o que é liberdade de expressão.

"Vamos falar do tempo. Como é que está aí? Aqui está um pouco nublado."

Master, há uma diferença enorme. É que, ao falares de como está o tempo, estás a verificar uma coisa. Tu podes fazer verificações. Tens olhos e sabes falar. Verificar factos não custa. O que custa é raciocinar, chegar a conclusões, etc. Podes verificar que o tempo está nublado, mas não tens competência para falar de anticiclones ou para prognosticar o tempo para amanhã. Em futebol, é a mesma coisa. Enquanto adepto comum, estás habilitado a falar de resultados, a verificar coisas empíricas. Não tens é competência para mais nada. Seria um sinal de inteligência este espaço limitar-se a dizer trivialidades. Sempre que começa a especular coisas mais complexas, sempre que começa a tentar perceber alguma coisa de futebol, só saem asneiras.

Fredy, uma das coisas mais cómicas - já que falaste em comédia - é ver e ouvir pessoas que não têm competência nenhuma numa determinada área falar dessa área. Em Portugal, há duas ou três áreas em que toda a gente pensa que pode meter o bedelho: a política e o futebol são as mais evidentes. Toda a gente pensa que pode dizer o que vai mal no Governo e toda a gente pensa que pode falar de futebol. Enganam-se... De facto, como verificaste, não estava a falar de futebol. Estava a falar de um problema social que é transversal a várias áreas, sendo o futebol uma delas.

master kodro disse...

Nuno, mas eu ia desenvolver - erradamente, como é óbvio - um raciocínio sobre o anticlone dos Açores quando tu me interrompeste com toda a tua sabedoria preventiva. Obrigado.

"Enquanto adepto comum, estás habilitado a falar de resultados, a verificar coisas empíricas. Não tens é competência para mais nada. Seria um sinal de inteligência este espaço limitar-se a dizer trivialidades."

Obrigado, Nuno. Continua, a sério.

Mr. Shankly disse...

"Na minha terra chama-se inteligência."

E quem é que tem inteligência e quem é que não tem? Tu tens, obviamente. O mk já percebi que não. Já agora, quem é que decide? Existe uma espécie de Ordem (para além da Mensa)? Uma associação profissional? Ou és tu que, magnanimamente, assumes todo o trabalho de indicar quem tem inteligência suficiente para falar de...futebol?

Eu pensei que não fosse questão de inteligência, mas de preparação específica. Pelo menos é o que dás a entender. Einstein podia discutir futebol?

master kodro disse...

O Nuno já te respondeu, shankly:

"Não estou a falar de cursos específicos, de se ser treinador, de se ter jogado futebol. Nada disso garante sabedoria. Tem a ver com leituras, reflexão, experiências, capacidade de raciocinar, etc."

Ele decide, como Deus. E julgo que o etc é o mais importante da teoria.

Mr. Shankly disse...

A mim o que me lixa é a parte das leituras, mk. Leio quem? Como é que eu sei se a pessoa que estou a ler é um dos eleitos? Por exemplo, há montes de gajos que eu sei que foram de facto inteligentes, mas raramente (alguns nunca!!) falam de futebol. É difícil. De facto isto não é para todos.

JNF disse...

Manifestações da dita "inteligência":

"[Del Piero] É o melhor marcador de livres de que me recordo, à excepção de David Beckham"

E o Juninho?

"Foi o melhor médio-defensivo português a nível posicional desde Paulo Sousa"

Adivinhem de quem ele fala...

"Achar que este sueco não tem qualidade é a melhor ilustração possível da falta de inteligência de quem fala de futebol."

Sobre o seu amigo pessoal Farnerud.

"Embora não tenha conseguido materializar o seu futebol em golos, o jogo do Barça foi perfeito."

Lindo!

Durante o Euro-2008, foi um chorrilho de asneiradas:

"Há alguma lei que obrigue as equipas a jogar em 442 clássico? Uma táctica obsoleta há 15 anos, mas que é, provavelmente, a mais utilizada neste europeu. Desta feita, é a Espanha. Aragonés é horrível. O homem mal consegue abrir os olhos, quanto mais ter sinapses. Não bastava não ter levado artistas como Raúl, Joaquín, ou Guti, como ainda deixou de fora do onze titular Fabregas e teve de arrumar Iniesta à direita. Isto tudo para poder jogar em 442 clássico. Brilhante! As consequências disto foram as previsíveis: uma Espanha muito má com bola, a acabar por decidir o jogo através dos erros infantis dos russos e da capacidade individual dos homens da frente, principalmente Fernando Torres e David Villa. Para mim, que era a selecção que reunia melhor conjunto de individualidades, esta Espanha foi uma decepção. Vale pelas individualidades, que são do melhor que há neste campeonato, mas como equipa foi uma nulidade. Aquela segunda parte, com os russos a baixarem os braços, não pode ilustrar nada. A primeira parte foi inteiramente dos russos e só a má transição defensiva da equipa de Hiddink e um ou outro erro individual permitiu à Espanha marcar. As transições da equipa são do mais primitivo que há, tendo sentido muitas dificuldades sempre que os russos se arrumavam posicionalmente: não há passes verticais, não há jogo entre linhas, nada. Só as transições rápidas, a explorar a velocidade do duo da frente. Isso é muito pouco."

"Estão fechadas as contas dos quartos-de-final e exceptuando a Rússia, sou da opinião que passaram as equipas menos fortes. Agora, creio, ninguém se arriscará a prognosticar quem vencerá o Euro 2008 sem uma grande margem de erro."

Eu relembro: além da Rússia havia as fraquinhas Alemanha e Espanha. E ainda a Turquia.

"Aragonés é horrível. Por tudo. Que substituições suicidas foram aquelas? Ainda com 25 minutos para jogar, a ganhar apenas por 1-0, tira Xavi e Torres?? Já depois de ter ficado sem Villa? E esgota as substituições? Genial! Mas há mais. Ao lesionar-se, Villa deu lugar a Fabregas e a Espanha passou a jogar num 4231, com os 3 jogadores atrás de Torres sem posição predefinida. Isto implica que, se Aragonés não tivesse Villa, não jogaria em 442 clássico. Isto implica que Aragonés escolhe o modelo de jogo em função dos jogadores que tem ao seu dispor. Isto é primitivo... O modelo de jogo, isto é, aquilo que o treinador entende que é a melhor forma de ocupar os espaços no campo tem de ser anterior à escolha dos jogadores que vão interpretar esse modelo de jogo. Isto é evidente. Mas não para Aragonés."

"Era tão fácil pôr a Espanha a jogar num esquema racional. Num 433, num 442 losango, num 343 losango. Com a inteligência e a qualidade daqueles jogadores nem era preciso mais nada. Sugestão de um 343 losango: Casillas na baliza, Ramos, Puyol e Marchena na defesa, Senna ou Alonso a trinco, Xavi e Iniesta como interiores, Fabregas a 10 (ou Guti, se Aragonés tivesse tomado os comprimidos), Silva na esquerda, Villa na direita e Torres na frente. Tão fácil..."

Aragonés não toma os comprimidos e ainda assim é campeão europeu. Com tanto conhecimento admira-me que a Federação Espanhola não te tenha convidado para seleccionador.

A melhor do blog até nem foi do Nuno:

"Não dá para trocar o Rochemback e o Liedson pelo Josué Pesqueira?"

Marco Morais disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Grilo Falante disse...

Silogismo:
A ignorãncia é atrevida.
O Nuno é atrevido.
O Nuno é...