sábado, agosto 03, 2013

Outra vez os penalties?

Pelos vistos, continuamos a não ter marcador de penalties nem substituto para o Alex Sandro. A entrada de Mangala para o lado esquerdo da defesa não só destruiu aquele flanco, em termos ofensivos, como deu (com duas faltas) as duas melhores oportunidades para marcar ao Galatasaray, uma delas convertida por quem não tem problemas na marca dos 11 metros.

2 comentários:

miguel.ca disse...

Infelizmente não vi o jogo porque aqui no Canadá foi muito cedo e ao sábado gosto de por o sono em dia mas pelo que fui lendo parece que jogamos malzote.
Não podendo portanto fazer ainda qualquer analise deixo apenas aquilo que acho que esteja a acontecer ao Paulo Fonseca.
Depois de uns anos a treinar equipas secundarias e de uma primeira experiência na primeira liga ao comando do Paços de Ferreira, creio que formatar um 11 nunca tenha sido muito complicado para o Paulo pela evidente escassez de jogadores de verdadeira qualidade pelo que o processo acontecia de forma mais ou menos natural.
Ao chegar ao FCPorto, o treinador deparou-se com algo verdadeiramente novo. Tem agora ao seu dispor jogadores de uma qualidade acima de tudo o que viu até então e qualquer um deles seria titular indiscutível no Paços pelo que se está a tornar complicado dividi-los em titulares, suplentes e dispensáveis.
Faltam 7 dias para a supertaça e não há um 11 minimamente definido, formatado e a dar sinais de entrosamento e temos de chegar a esse estado o mais rapidamente possível porque a liga começa daqui a nada e toda a gente sabe que nas primeiras 10 jornadas o benfas vai ser empurrado para ver se "este ano é que é".
A minha fé na sua qualidade como treinador continua inabalada, só acho e que o tal 11 tem de ser programado ontem.

littbarski disse...

Miguel, não jogámos assim tão mal. Pelo menos, na primeira parte, quando fomos superiores. Na segunda, entrou o Mangala e o Licá e flanco esquerdo do Porto, que foi o mais activo na primeira parte, pura e simplesmente, desapareceu. O Lucho e o Defour também baixaram muito de rendimento, a pressão do Galatasaray foi mais forte e quem tem Drogba consegue criar perigo do nada (ou de erros de um lateral adaptado que ainda precisa de crescer como central). Depois, houve a questão dos penalties, que tem de ser resolvida. Não podemos andar mais uma época nisto.

Nove dos onze titulares vêm da época passada (a não ser que Jackson saia, o que criaria um problema de difícil resolução). É uma boa base para começar. Depois, logo se vê. Creio que as dúvidas de Paulo Fonseca serão mais em relação à formação do plantel, nomeadamente do meio-campo.