sexta-feira, junho 29, 2012

A Mamona e a pergunta

- Patrícia Mamona conquistou a medalha de prata no triplo salto, em mais uma extraordinária exibição, com record nacional na prova mais importante da vida da atleta, nos Europeus de atletismo. Da caminha com amor, Marco Fortes é o quinto melhor lançador de peso europeu (numa prova em que o alemão vencedor ganhou com um metro de vantagem sobre o segundo...).

- Tem vindo a ser alimentado há semanas por toda a gente, e como ainda não me conseguiram explicar e a questão voltou a ser abordada hoje, volto a perguntar com esperança que alguém me mostre: quais foram os dois momentos - quero as palavras - em que Carlos Queiroz terá posto em causa o planeamento desta fase final. É importante sabermos isto. Recordo as palavras de Carlos Queiroz sobre a preparação para o Europeu da responsabilidade de Paulo Bento, depois dos maus resultados nas últimas partidas de preparação:

"Os nossos jogadores têm experiência e qualidade suficientes e, quando chegar a hora, metem a 5.ª e a 6.ª - há jogadores em seleções que ainda só meteram a 1.ª e a 2.ª - e as coisas voltarão ao normal. Infelizmente, há grandes estrelas do futebol que, depois de épocas fatigantes, não conseguem recuperar totalmente. Neste momento, as seleções estão a preparar os jogadores, o quanto possível, para depois os 'libertarem' na velocidade máxima"

"Os jogadores e Paulo Bento sabem disso: as altas velocidades têm de ser guardadas para a fase final. Numa fase de preparação não podemos apertar com os jogadores, numa fase em que é preciso regenar e refrescar. Estou confiante que os jogadores e equipa técnica vão pôr em prática um pensamento estratégico para se qualificar para a 2.ª fase"

master kodro 

4 comentários:

jose garcia disse...

http://desporto.publico.pt/Euro2012/noticia/queiroz-reforca-criticas-de-manuel-jose-ao-circo-na-seleccao-1549190

Não são criticas ao Paulo Bento, mas são criticas ao planeamento...

master kodro disse...

Essa eu já conhecia. Queiroz diz o seguinte: "Não me surpreende que as declarações do Manuel José possam ter fundamento" e explica a razão baseada na sua experiência enquanto técnico na selecção, em 2010 e não em 2012, com Paulo Bento.

Aliás, coloca a culpa dessas situações em pessoas que não são o seleccionador, dado que ele próprio diz que as sentiu. Fala em agentes e patrocinadores. Agentes e patrocinadores.

E foi a partir desta frase que, mais uma vez, se queimou o homem em público durante 1 mês, com o alto patrocínio de toda a comunicação social que se juntou solidária, até à entrevista final de Paulo Bento.

Este país é inacreditável.

Todo o texto:

"Não me surpreende que as declarações do Manuel José possam ter fundamento, porque eu próprio me confrontei com uma tentativa muitas vezes absurda e até ridícula de exactamente transformar a selecção num circo", afirmou Carlos Queiroz, em declarações à rádio TSF.

"Nós convivemos com os patrocinadores e com os agentes. Por exemplo, uma das iniciativas que me foi proposta antes do Mundial era a de, como a selecção portuguesa ia levar 23 jogadores para o Mundial, você escolhe 22 e dê-nos um para escolher e a gente vai fazer aqui uma festa gira, jeitosa, pomos a malta toda a votar e o 23.º jogador é escolhido pelo povo", contou o antigo seleccionador.

Queiroz deixa ainda entender que Gilberto Madaíl cedeu a pressões de patrocinadores e agentes: "Quem se opõe em Portugal, como o presidente da federação dizia: 'O senhor está a meter-se com pessoas com muito poder, olhe que são pessoas muito fortes, olhe veja lá o que é que está a fazer...' Mas como eu me opus a determinadas iniciativas e chamei a atenção que determinadas acções eram prejudiciais à selecção nacional, mais tarde foram as pessoas que ele depois me disse 'Olhe que são as mesmas pessoas, que têm muita força, têm muito poder e que agora estão a dizer que o senhor tem de se ir embora e eu, coitado, não posso fazer nada, porque são eles que mandam'. Mas eu até hoje tenho tentado procurar o dr. Madaíl e o dr. João Rodrigues para me explicarem quem é que são as pessoas, mas eles não querem dizer".

master kodro disse...

Por outro lado ignorou-se completamente a única entrevista que Queiroz deu sobre o planeamento, que é o texto que está no post.

jose garcia disse...

Mesmo achando que Queiroz foi um pouco inconveniente (deve ter umas boas contas para ajustar...), concordo contigo em praticamente tudo.