segunda-feira, janeiro 03, 2011

Porto 1 x 2 Nacional

Quando cheguei a casa, depois de ver os primeiros 70 minutos do jogo, e me disseram que o Porto tinha perdido, eu confesso que fiquei bastante admirado. Não percebia como é que uma equipa que, mesmo com várias alterações no seu onze inicial, tinha dominado o encontro e sido suficientemente competente para justificar a vitória, se tinha deixado surpreender, depois de se ter colocado em vantagem, por um Nacional que passara os minutos que eu vi da segunda parte encostado às cordas. Então, contaram-me. Contaram-me que Kieszek, ainda repleto de espírito natalício, resolveu servir aos nacionalistas uma canja de galinha. E que um tal de Anselmo gostou tanto que voltou para repetir a dose. Já não havia frango, mas havia um tenro Sereno que não deve ter ido nada mal como sobremesa.

Assim foi a primeira derrota do Porto, esta temporada. Não é caso para grandes indigestões (embora eu tenha uma certa pena de ver o meu clube a continuar a investir pouco numa prova que nunca conquistou), desde que, no próximo sábado, a equipa reaja da melhor forma e regresse ao seu registo habitual.

littbarski

15 comentários:

Grilo Falante disse...

Derrota no momento certo, na competição certa. Assim a modos que para ver se não se acomodam e se abrem a pestana. Há males que vêm por bem, e este pode ser bastante benéfico.

EK disse...

O Benquerença ainda tentou resolver mas o Sereno e o Kieszek não deixaram. Andou desacompanhado na frente de ataque aquele filho da puta.

Mr. Shankly disse...

Algum dia havia de ser, e concordo plenamente com o Grilo Falante.

Pedro Almeida disse...

2 lances de penalty "duvidoso":
A favor do FCP - Marcado
Contra o FCP - Não Marcado

E tem sido assim em praticamente todos os jogos desta época.

Pelo menos neste critério há sintonia entre os arbitros...

Grilo Falante disse...

Em quatro comentários dois discutem futebol e dois discutem arbitragem. Cada vez mais estou convencido que os portugueses não gostam de futebol, gostam de discutir arbitragens para poderem insultar e descarregar as frustrações próprias nos adeptos dos outros clubes. Somos o país que somos, temos o povo que temos...

Mr. Shankly disse...

Onde é que vives, Grilo? Num museu? :)

miguel_canada disse...

Grilo, cada vez estas mais convencido??? Eu não tenho duvidas nenhumas!
De resto subscrevo o teu primeiro post.

Perdemos este jogo de uma forma ridícula!
O que vi, foi um Porto a tentar jogar rápido, a chegar com alguma facilidade a área contraria e depois a falhar estupidamente o ultimo passe ou a ultima recepção ou mesmo o remate de forma infantil.

Reparei numa equipa nervosa a querer fazer as coisas depressa demais e a ver suplentes a tentar demonstrar serviço de forma atabalhoada mas no entanto, com o domínio total e absoluto do jogo.

Depois veio o "penaltie duvidoso*" como algum ceguinho atrás referiu e achei que havíamos conquistado finalmente a tranquilidade para arrumar com a questão. Puro engano! Duas contratações inexplicáveis que o FCPorto fez este ano, em dois pormenores deliciosos deitaram tudo a perder.

* Pedro Almeida, um dia o José Mourinho catalogou a tua forma ver o futebol de "prostituição intelectual".

miguel_canada disse...

Pedro Almeida:

"62' É bem assinalada a grande penalidade por falta de Felipe Lopes sobre Walter?

Jorge Coroado
O braço direito de Felipe Lopes puxou o ombro direito de Walter. Falta inequívoca para grande penalidade.

Pedro Henriques
Felipe Lopes, ao saltar, coloca a mão e agarra Walter, acabando por derrubá-lo. Correctas a decisão do assistente e a confirmação do árbitro.

Paulo Paraty
Sim. É claro que Felipe Lopes salta sobre Walter, impedindo-o de ganhar posição para atacar a bola. Boa ajuda do árbitro assistente e bem decidida a grande penalidade."

Sem mais comentários.

Pedro Almeida disse...

Momento mais complicado
88' Ficou por assinalar grande penalidade por falta de Sereno sobre Pecnik?

Jorge Coroado
+

Sereno jogou a bola na frente de Pecnik, e foi este que foi tropeçar no portista. O lance foi rápido, mas reconheça-se a legalidade do mesmo.

Pedro Henriques
+

Sereno entra em "tackle" deslizante sobre Pecnik. O facto é que, mesmo com diversas repetições, não é certo que tenha havido infracção, por isso dou o benefício da dúvida à decisão do árbitro.

Paulo Paraty
-

Televisivamente, não há evidências totais. Só o árbitro assistente número dois terá a melhor visão da situação, mas tudo leva a crer que Pecnik terá sido rasteirado no seu pé direito por Sereno.


A favor do FCP nunca há dúvidas, marca-se.
Contra o FCP dá-se sempre o beneficio da dúvida, não se marca.
Já vai em quantos o rácio de penaltys a favor do FCP esta época???

Tinha mais mérito ganhar os jogos sem esta "ajuda"?
Tinha, mas depois a fruta estragava-se e era um prejuízo grande para o Reinaldo.

EK disse...

Parece-me líquido que se deva discutir futebol quando se trata de futebol. Quando não passa de arbitragens encomendadas para jogos de futebol sabe bem discutir as arbitragens também.

Ricardo disse...

Não vi o jogo mas não me surpreende este resultado. O Porto tem vindo a perder qualidade nos últimos dois meses. Por isso mesmo há uns dias atrás disse-te que era exagerado considerar o futebol da equipa "empolgante", como lhe chamaste. Desta vez perdeu mesmo mas já por outras três ou quatro vezes poderia ter empatado ou perdido jogos. Teve alguma sorte e, sim, apesar de os portistas não gostarem que se fale no asssunto, ajudas dos árbitros.

Estou curioso para ver o mês de Janeiro do Porto e a reacção a esta derrota. Por outro lado, nem tudo é mau para os portistas: a perder algum jogo, este seria sem dúvida alguma o jogo perfeito: não põe em causa a passagem às meias-finais da Taça da Liga e pode aprender a ser mais humilde e menos distante da realidade. O discurso de Villas-Boas parece sugerir que a estrutura não desmoronou.

miguel_canada disse...

Ricardo, talvez fosse oportuno recordar que tivemos em campo 7 não titulares, mais de meia equipa. Toda a gente sabe que a grande vantagem de qualquer treinador é obter o mais rapidamente o seu 11 base para que rapidamente se ajustem os processos.
Quando a 11 se retiram 7, isso causa obviamente alguma perturbação na dinâmica da equipa e o jogo de ontem demonstrou isso no seu esplendor.

Olha, deixa lá a cantiga dos árbitros. Não te esqueças da teoria dos telhados de vidro! Assim de repente vem-me a memoria a supertaça, o Olhanense e o Paços de Ferreira, compreendes? Ou os pontos que nos gamaram em Alvalade...

No entanto dou-te alguma razão quando dizes que o Porto tem perdido algum fulgor.

Pedro Almeida, na época passada o SLB chegou a esta altura com, exactamente, o mesmo numero de panalties a favor que o FCP tem actualmente.
Isto merece-te algum comentário?

Paulo P. disse...

Que conversa e' essa dos pontos que nos gamaram em Alvalade?
O Sporting marcou um golo estava zero zero e quem marcou um golo proveniente de falta sobre o Maniche foi o Porto... o suposto fora de jogo de posicao do Valdes nao se justifica marcar, a bola nao foi para a sua area de accao e foi depois a vossa defesa a meter agua...
Uma mentira dita muitas vezes ate' pode parecer verdade mas nao e'!!

Jorge disse...

Nao se devia falar de coisas sem um minimo de conhecimento da materia. O comentario do Paulo P. mostra um desconhecimento quase absoluto da regra de fora de jogo, que poderia ser remediado atraves de uma simples busca na internet.
Infelizmente nao e o unico exemplo neste blog aonde se escreve muito sem primeiro tentar obter informacao sobre aquilo de que se esta a falar. Nao sei se e preguica ou incapacidade intelectual.

condor disse...

Assim os analfabrutos de a bilia já podem escrever com toda a propriedade que o Futebol Clube do Porto afinal não é invencivel!
Esta derrota é apenas um modesto contributo da nossa equipa para a alfabetização dos pasquineiros da capital!
Quanto aos penaltys desta época os da epoca passada é que eram bons não foram?