quinta-feira, junho 18, 2009

Curtas de mercado

Cantinho do Vitória Jorge Gonçalves constitui a primeira contratação que garante qualidade ao plantel vitoriano. À quinta, estamos mal. Pior ficamos quando já é o segundo que vem por empréstimo. Aproximamo-nos de terrenos pantanosos quando se começa a falar numa potencial venda de Sereno.

Porto segura baliza O melhor guarda-redes da última edição da Liga junta-se ao plantel dos campeões nacionais.

master kodro

38 comentários:

!nsurrecto disse...

ainda bem que o Rui Costa não trabalha para a SAD portista... senão esta contratação do Beto dava direito no mínimo a 12 "Rui Costa report's"

Zé Luís disse...

"Melhor g.r.", mas não para o JJ...

Mr. Blue disse...

Espero que o Beto, com a capacidade que lhe reconheço, mostre no FCP que a selecção tem GR para os próximos anos.
Óptima contratação.

Gabriel disse...

Não gosto do Pimparel... apesar do bom campeonato que fez, no entanto espero enganar-me por 2 razões: pelo futuro dele no meu clube e pelo futuro da selecção.

Red_Devil disse...

Beto no Fc. Porto? A sério????

"Só há uma explicação para estas coisas: a malta da Cofina tem capacidades mediúnicas acima da média, embora não passem de uma cambada de caluniadores da instituição que querem tomar a presidência através de um golpe de estado."

É que a malta da Cofina noticiou esta ainda antes de ter noticiado o Jorge Jesus. Estás a ver porque me ando a rir tanto, Master Kodro? Fazes figurinhas fantásticas.

leaoconselheiro disse...

1. O JGonçalves garante qualidade de facto. Mas, MK, não é com jogadores de qualidade desconhecida que se fazem as grandes contratações nos clubes médios portugueses. Repara, Ruben Micael, Nene, Maicon, Douglas, Cristiano, Cissokho, etc, etc, eram tudo contratações "sem garantia". O que deves, na minha opinião, exigir é que quem escolhe no teu clube tenha a capacidade de escolher bem, não escolher apenas o que já se conhece...

2. Continuas a não querer ver o que se passa no futebol português. Achas que o Porto quer o Beto para a sua baliza?! Só se o Jesualdo estivesse vesgo! Nem à frente do Nuno joga!(podes escrever para me "cobrar" mais tarde) Provavelmente será emprestado para ver se alguém oferece alguma coisinha por ele. O Porto comprou a um preço que mais ninguém comprava. O Leixões precisa de ter equipa para o próximo ano e o Porto tem muitos jogadores para emprestar. Já reparaste que estas aquisições nunca têm o valor anunciado na CMVM? Porque será?

É uma vergonha! Queria ver se fosse o Benfica a fazer isto, a festa que já para aqui ia (e eu gosto bem menos do Benfica do que de Porto)...

leaoconselheiro disse...

"não é com jogadores de qualidade conhecida que se fazem as grandes contratações"

jose disse...

leaoignorante, as SADs só são obrigadas a revelar aquisições e vendas relevantes, ou seja, quando o valor da aquisição ou alienação ultrapassa um valor em euros pré-determinado pela CMVM.

JLC disse...

Kodro, queres fazer um pequeno exercício de futurismo, e tentar dizer quantos jogos o Beto vai fazer nas antas esta época?

Eu digo que faz 1.

leaoconselheiro disse...

Obrigado pelo insulto gratuito, josé!

Tenho pena, no entanto, que não sejas tão hábil no raciocinio.

É precisamente aí que reside o problema de tudo isto.

Agora lê tudo outra vez, pensa de novo, faz um desenho, e, faz 1 de duas coisas:

- se voltares a não perceber, torna a manifestar a tua capacidade intelectual com um insulto fácil.

- se, contra todas as probabilidades, chegares lá, então podes argumentar normalmente...

Fredy disse...

se o helton for para o barça (lolol) faz mais que 1 :p

mas não acho que o beto seja redes para o Porto ou para um grande! ele é bom sim senhor, mas faz-me lembrar o quim! são pequenos demais para serem "enormes"!

à dias falou-se que o preudomme até era mais baixo uns centimetros, mas o preudomme ra fora de serie! tinha uma agilidade incrivel! algo que nem beto e quim têm por exemplo!

JLC disse...

O Quim é o tal que agora é pequeno para ser guarda redes, mas que durante um certo europeu era um guarda redes enorme?

O meu avô também diz que está cada vez mais pequeno, mas andava longe de imaginar que se começasse a minguar logo aos 20 e poucos anos de idade.

Pedro Reis disse...

Se calhar o Beto vai fazer mais jogos pelo FCP do que o Jesus pelo Benfica...

Como (quase) sempre digo é mais um caso de esperar para ver. Só os iluminados é que falam sempre antes de ver (e depois passam a vida com sapos entalados na garganta). Entretanto, não me admirava que o Helton saísse ou que o Nuno pendurasse as luvas.

Littbarski disse...

Leaoconselheiro, o Porto cometeu algum crime ao contratar o Beto? É uma vergonha porquê? Porque ele passou pelas escolas de formação do Sporting? É isso que te incomoda? Dizes que o Porto comprou a um preço que mais ninguém comprava. Por quanto é que o Sporting o vendeu?

cparis disse...

1. Acho que estás errado a queixar-te do modo como Jorge Gonçalves foi contratado - empréstimo com opção de compra. Para mim, é a melhor maneira do clube que compra se defender.

2. Achas que Beto foi melhor do que Helton na época passada? Ou que lhe tira o lugar? :S

Francisco disse...

Vale o que vale, mas não deixam de ser indicadores interessantes:

Cardozo é o mais valioso da liga, de acordo com estudo de consultora económica - http://www.record.pt/noticia.aspx?id=ac796480-1b10-42c5-8014-61eeeb21443f&idCanal=00000006-0000-0000-0000-000000000006

Ricardo disse...

- Jorge Gonçalves é uma boa aquisição. Vir por empréstimo tem vantagens e desvantagens. Talvez seja a única hipótese de vir para Guimarães.

- Boa solução para a baliza. É um bom GR, português e com potencial para melhorar ainda mais num grande. Ao contrário dos que por aqui falam, acho que o Beto vai jogar bastantes vezes.

No entanto, gostava de elogiar o primeiro comentário do leãoconselheiro, no que se refere à sua dissertação sobre a forma como o Porto contrata em Portugal. Passa também por aqui a sua hegemonia: na influência que tem junto dos clubes mais pequenos. Se é o Porto, leva os jogadores e treinador por tuta e meia; se é o Benfica ou o Sporting, têm de penar mundos e fundos (veja-se Salvador com a novela Jesus - atenção que aceito perfeitamente que o Presidente do Braga defenda os interesses do clube, só acho que, se fosse o Porto, a saída de Jesus teria sido muito mais tranquila). Isto afecta a verdade desportiva. Os pequenos, amigos do Porto, também deviam receber tarjas de campeões nacionais.

Littbarski disse...

A saída de Jesus para o Benfica também podia ter sido muito mais tranquila. Bastava que os dirigentes encarnados aceitassem mais cedo pagar ao Braga aquilo que o clube pedia. O Porto pagou 1 milhão de euros para ter Jesualdo.

leaoconselheiro disse...

O Porto não comete crime legal nenhum, mas eticamente é reprovável e muito mau para o nosso futebol que isto se passe...

É assim um bocado como os 'capos': "fazes o que eu quero e eu garanto a tua sobrevivência". Não tenho dúvidas que dê resultado.

Preocupado ficaria se o Beto tivesse sido aposta do Sporting. Não tem categoria para um grande, e nós não teriamos o desconto do Porto..

Littbarski disse...

Se os pequenos merecem tarjas de campeões, que dizer do Benfica, que não soube aproveitar Jesualdo. Ou Mourinho (nesse caso, as tarjas teriam de ser de campeao europeu).

Ricardo disse...

Littbarski,

tudo a ver. Obrigado por discutires o assunto em causa e não desconversares.

Littbarski disse...

Leaoconselheiro, ou o Beto não tem valor para um grande e é natural que seja comprado com desconto, ou tem valor para um grande e não devia vir com desconto. As duas coisas é que não.

Por vezes, quem garante a sobrevivência e êxito do Porto são os clubes rivais, que não aproveitam os jogadores e treinadores que têm. Em vez disso, preferem, todas as épocas, procurar motivos externos para justificarem os seus insucessos. Por exemplo, o Robson foi duas vezes campeão no Porto. Que culpa é que os dirigentes portistas têm de que o Sporting não tenha sabido aproveitá-lo? Eu sei, eu sei, estou a desconversar...

Ricardo disse...

Claro que estás. O que dizes é verdade, a questão é que não era isso que estava a ser discutido.

É como tu perguntares:

- Ricardo, não achas que os dentes do Cissokho estão assim porque nasceu com os dentes encavalitados?

E eu digo:

- Pois, pois, falas muito disso mas não te lembras que uma das razões para os dentes do Cissokho estarem assim é o facto de a mãe dele não ter tido dinheiro para os tratar.

Mas continua. Estavas quase a convencer-me.

leaoconselheiro disse...

Littbarski,

Achas que os jogadores sem qualidade para um grande não têm mercado? Não têm um preço? Há vários jogadores sem qualidade para 1 grande que custam milhões de euros. O Leixões podia fazer o mesmo que faz, por exemplo, o Nacional ou o Braga e aproveitar a valorização dos jogadores para realizar encaixes bons. O desconto é para o Porto e só para o Porto, porque é o único que tem 50 jogadores para emprestar (Beto será em breve mais 1). Não é para "um grande".

Eu não disse que é por causa disto que o Porto ganha. Apenas disse que é uma vergonha para o futebol português que isto se passe.

E sim, falar de um treinador que se mudou do Sporting para o Porto ha 15 anos é desconversar...

Littbarski disse...

Ricardo, tu disseste "se fosse o Porto, a saída de Jesus teria sido muito mais tranquila".

Eu respondi: "A saída de Jesus para o Benfica também podia ter sido muito mais tranquila. Bastava que os dirigentes encarnados aceitassem mais cedo pagar ao Braga aquilo que o clube pedia. O Porto pagou 1 milhão de euros para ter Jesualdo."

Se achas que isto é desconversar, continua a divertir-te com os dentes do Cissokho. Eu vou parar por aqui, não vá às vezes convencer-te daquilo que não quero.

Littbarski disse...

"O desconto é para o Porto e só para o Porto, porque é o único que tem 50 jogadores para emprestar (Beto será em breve mais 1). Não é para "um grande"."

Leaoconselheiro, o Sporting formou o jogador e dispensou-o. E, segundo tu dizes, ainda bem que não apostou nele. Então, estás a reclamar de quê? O Sporting, dos três grandes, era o clube que podia ter o Beto mais barato.

leaoconselheiro disse...

Littbarski,

Já vi que não queres perceber.

Para finalizar a conversa, pergunto-te se achas que os dirigentes do Porto são estúpidos?

É que o Porto tem uma ficha salarial muito elevada e isso em parte acontece pelo número de jogadores que tem sob contrato e que nunca virão a fazer parte das opções principais do plantel. Se o Porto reduzisse esse leque de jogadores em vez de o alargar, como faz, podia, ou pagar menos, ou sustentar mais um craque na primeira equipa.

Ou seja, das duas, uma:

- Ou são estupidos e continuam a pagar jogadores que nunca virão a fazer parte da equipa (Esta parece ser a tua tese)

- Ou têm um objectivo por detrás desta estratégia de manter e contratar jogadores sem qualquer hipóteses (realistas) de fazer parte do plantel principal.

Jorge disse...

O Porto tem um portfolio vasto de jogadores e se pensares nesse portfolio de uma forma semelhante a que farias relativamente a um portfolio de activos financeiros talvez percebesses a estrategia do Porto.

leaoconselheiro disse...

Pois é, Jorge. Louvo-te o esforço por veres o queres, mas um activo financeiro não custa dezenas de milhar de euros por mês...

Um jogador como Varela, Beto ou Miguel Lopes custa entre 200 a 300 mil euros/ano (sem prémios de assinatura ou valor de transferência). Todos sabemos que só uma época verdadeiramente excepcional como emprestados (em Portugal) os fará valer 1 milhão de euros. Portanto, eles só poderão ser lucrativos se singrarem no Porto.

Agora diz-se que os jogadores são "activos", mas eles também pesam do lado do passivo num balanço e estes jogadores todos que o Porto tem, são mais "passivo" do que "activo".

O benefício está no poder que o Porto consegue sobre os clubes em Portugal.

Outra pergunta interessante sobre isto: porque é que o Djalma, um dos jogadores mais talentosos e promissores do campeonato, não interessa?

jose disse...

leaoignorante, não é verdade que ignoravas que as SADs só são obrigadas a revelar aquisições e vendas relevantes?
O que te dói é saberes que o FC Porto pega em jogadores que o Sporting recusa, como o Pepe, e faz deles grandes jogadores.
Outra pergunta muito mais interessante: se o Djalma é assim tão bom, por que é que o Sporting não tenta comprá-lo?

leaoconselheiro disse...

Se quase 24 horas depois ainda não conseguiste perceber a questão, jose, o melhor favor que te faço é ignorar as tuas questões...

A gente fala quando o tema for mais simples.

Não leves a mal...

jose disse...

leaoignorante, o que tu apelidas de questão é uma parvoeira que só existe na tua cabeça rancorosa.
Não levo a mal as tuas constantes fugas, quer aos assuntos em debate, quer à realidade, afinal só cá andas para nos divertir.

Littbarski disse...

Leaoconselheiro, aquilo que eu te pretendi dizer é que acho que não faz sentido um sportinguista vir queixar-se do preço do Beto, dizendo que foi especial para o Porto e que o Sporting não teria direito ao mesmo desconto, esquecendo-se de que o Sporting só não tem o jogador porque não o quis. Dispensou-o, provavelmente, em condições mais vantajosas para o receptor (que julgo ter sido o Chaves) do que as que tem agora o Porto. E digo provavelmente, porque não sei por quanto é que o Sporting o vendeu (se é que o vendeu) e também não conheço os pormenores do negócio entre o Porto e o Leixões (já li várias versões, mas não há versão oficial). Tu, pelos vistos, conheces e até já adivinhas que o Beto não terá hipóteses de ter êxito no Porto. Argumentar com pessoas que conseguem adivinhar o presente e o futuro, como deves calcular, não é uma tarefa muito fácil.

Tu achas que o facto de o Porto ter jogadores emprestados resulta num domínio sobre os outros clubes. Acontece que não é só o Porto que empresta jogadores. Portanto, a existir esse domínio, ele é exercido também por outros clubes, nomeadamente por Benfica e Sporting, sobre os clubes a quem fazem empréstimos. Ora, tu não te insurgiste contra os empréstimos dos clubes. Revoltaste-te apenas com os empréstimos efectuados pelo Porto. O que me leva a estar convencido de que a tua argumentação serve, basicamente, para lançar a suspeição sobre um clube específico, no caso, o Porto.

Eu já disse o que pensava sobre a questão dos empréstimos. Acho que devia haver um limite do número de jogadores emprestados e que esses jogadores não deviam defrontar os clubes que os emprestam. Não sou a favor da solução mais radical (fim dos empréstimos) por vários motivos. Um deles é porque acho que essa solução não acabaria com (e duvido de que diminuísse sequer) a suspeição que existe no futebol. Como é fácil de verificar pelos comentários neste e noutros blogues, não faltam motivos para lançar suspeições sobre tudo o que se mova: se não são os empréstimos, são as compras, os árbitros, as substituições, os presidentes que se sentam ao lado de outros presidentes, sobretudo de Pinto da Costa, os treinadores que estão todos (excepto o Paulo Bento e, eventualmente, o treinador do Benfica) a mando deste e, até, as carecas dos jogadores, por causa do doping, apesar de haver vários atletas com muito cabelo a acusarem positivo nos controlos anti-doping - o que não deve ser difícil de explicar, uma vez que está toda a gente dominada e, portanto, os técnicos do contolo anti-doping não devem ser excepção.

master kodro disse...

Littbarski, não reconsideras a nossa proposta de há uns meses? Estamos na fase ideal, com 66% dos editores com mulheres grávidas e o futuro a antever-se negro (blogosfericamente falando, claro)...

leaoconselheiro disse...

Littbarski,

Eu não queria que o Sporting comprasse o Beto. Agora, o Beto foi um dos destaques do Leixões, convocado para a Selecção. Seria normal que o Leixões o tentasse vender por 1 milhão de euros para o estrangeiro. Não o fez, vendeu-o por bem menos seguramente porque sabe que assim vai ter direito de preferência sobre os jogadores do Porto. Já aconteceu assim com o Cissokho, que tinha ofertas bem maiores de França do que os 300 mil euros que o Porto pagou.

O Sporting também tem jogadores emprestados, mas só os mantém até ao ponto em que acha que têm hipótese de integrar o plantel. Depois, liberta-os para não pagar salários. O Porto tem uma politica diferente. Tem muito (mas muito!) mais jogadores, mas continua a contratar e a renovar contratos. Seguramente que o objectivo não é perder dinheiro. É, antes sim, controlar o destino de uma série de valores medianos do campeonato e, com isso, poder obter favores trocados como, por exemplo, preços ridiculos em transferêcias internas. O Djalma, por exemplo, não vem para o Porto porque o Maritimo não faz parte desses clubes, senão vinha, porque tem mais futuro do que o Varela, por exemplo...

Não custa assim tanto perceber. É bastante óbvio, aliás...

jose disse...

leaoignorante, consegues provar que

- o Leixões não tentou vender o Beto para o estrangeiro?
- o Leixões vendeu-o por bem menos de 1 milhão de euros?
- o Leixões ficou com direitos de preferência sobre jogadores do FC Porto?
- o Cissokho tinha ofertas de França mais valiosas que a do FC Porto?
- o Djalma tem mais futuro que o Varela?

O que eu percebo é que tens muita garganta. Isso é que é verdadeiramente óbvio.

Littbarski disse...

Master kodro, a minha resposta mantém-se.

Espero que o blog consiga sobreviver a essa fase difícil de que falas.

master kodro disse...

Sobrevive, de certeza. Até ficaremos mais caseiros...