segunda-feira, fevereiro 09, 2009

And now for something completely different

Desculpas Enquanto os caros leitores benfiquistas e portistas se dedicam a discutir em toda a blogosfera, em todo o país, se Hassan Yebda tem ou não o direito de atravessar o peito de um adversário com o intuito claro de fazer a palpação da axila oposta em busca de nódulos, ou se a "lei da vantagem" se aplica ou não à área como se aplica no resto do campo, isto relativamente ao único lance em que Lucho Gonzalez não caiu de cansado (o único, defende-se, em que devia ter caído), eu digo-vos que foi um verdadeiro jogo de merda, quase sem oportunidades de golo, sem velocidade, sem criatividade, com duas equipas a praticarem um futebol digno de fundo da tabela. Queixas de arbitragem num jogo desta qualidade, em que uma equipa nada fez para o ganhar e a outra, com toda a gente descansada, limitou-se a três remates de longe e a duas cabeçadas para fora, são absolutamente ridículas (como o são quase sempre).

Futebol americano
Tal como o futebol que o Sporting apresentou em Alvalade. Uma verdadeira novidade táctica com que Paulo Bento nos presenteou. Foi o habitual losango a meio-campo, mas um losango especial: o losango sobrevoado. Os quatro homens do meio-campo serviram apenas para ser pressionados (sim, Izmailov serviu para um pouco mais, quando a bola lhe chegou), pois quase todo o jogo se baseou num passe para o quarterback, Anderson Polga, que lançava o esférico em busca de corredores (foi ainda mais hilariante quando Abel fazia de quarterback). Ganhar jardas foi o objectivo principal. Depois levaram um banho de bola.

Equipas a sério Tudo isto descrito acima ganha especial gravidade quando são equipas com orçamentos gigantescos, com estruturas que não têm comparação na concorrência, com uma tradição inigualável e que não conseguem fazer o que o Braga está a fazer que é aliar resultados a futebol atractivo, seja em que campo for, na Pedreira, em Alvalade ou em San Siro. Jorge Jesus prometeu e cumpriu. E com este onze: Eduardo, João Pereira, Evaldo, Moisés, Leone, Vandinho, Alan, Luis Aguiar, César Peixoto, Meyong, Renteria. Com lesões à mistura (a dupla de centrais original não é esta). Com jogadores dispensados como Roland Linz ou Andrés Madrid. Magnífico, Jorge Jesus.

O Machado Depois há o Nacional de Manuel Machado que vai dar quatro à Figueira da Foz. Estamos a falar do treinador que levou o Moreirense da segunda B à Liga, quase sempre com o orçamento mais baixo das competições e que manteve essa equipa no escalão principal por alguns anos, contra todas as probabilidades, com alguma tranquilidade. Foi o treinador que voltou a qualificar o Vitória minhoto para as competições europeias depois de alguns anos. Foi um treinador que levou o Nacional às competições europeias. E parece que está com vontade de levar novamente. A estrela da companhia é Nené, um avançado que custou 200.000 euros aos cofres do Nacional e que marcou mais dois. 200.000 euros não são os 11 milhões de Cardozo nem os 5,5 milhões por metade do passe de Hulk.

master kodro

30 comentários:

LC disse...

Continuas a anedota do costume

Jorge disse...

Entao o Sporting nao tem "running game"?
O PB tem que resolver isso.

Jorge disse...

Um desses treinadores e bem capaz de ir substituir o PB no Sporting ou o Jesualdo no Porto.

Bananaman disse...

Tudo bem, ou mal, ou é-me indiferente...excepto o "futebol do fundo da tabela".
Se fosse do fundo da nossa tabela...era sinal que o nosso campeonato era o n.º 1.
Não concordo - de todo - com o comentário nessa matéria.
Mais, quer-me parecer que pelo facto de não ter havido 3 expulsões, 2 agressões por sancionar, 2 bolas no poste, 2cachorros quentes com excessiva mostarda para o sr. da fila F, fez com que a comunicação social em particular e o poBão em geral opinem que o jogo foi "mau" ou "fraco".

A verdade verdadinha, é que o Benfica comedido mas inteligente pôs os 3 "papões" da frente do Fócluporco (e o resto da equipa) em sossego. E digo-o insuspeito, porque como benfiquista sei que o tridente ofensivo do Fócluporto é muito forte. Muito imprevisível.

Finalmente vi um clássico em que não ouve nenhuma agressão (aparentemente) e nenhuma expulsão, e mesmo assim ficou envolto em polémica. Típico.

Luciano Rodrigues disse...

Bananaman, comentário típico do adepto dos "grandes". Alguma vez perdeu tempo a ver um jogo do fundo da tabela da nossa Liga? Eu só conheço uma com jogos de fundo de tabela melhores, a espanhola.

De resto, o Braga ontem provou que não fosse o roubo descarado, ia descansadinho na liderança da liga. Mas isto ainda é Portugal. Uma merda onde até um ditador é elevado a guru sexual. Enfim.

Pedro disse...

O azar é q o Glorioso fez o suficiente para controlar o jogo, não sofrer perigo e marcar golos para trazer os três pontos para a Luz. Infelizmente o gajo do apito não quis...

O resto são balelas para desviar conversa.

Manuel Machado e Jesus são dois bons treinadores. Curiosamente ambos têm uma forma peculiar de se expressarem.
:)

master kodro disse...

Oh, Pedro, só falta dizeres que o Moreira não fez nenhuma defesa difícil e que nenhum jogador do Porto rematou de cabeça isolado à frente do guarda-redes. Um controlo do caralho. Principalmente para quem marcou de canto.

Têm uma forma peculiar de se expressarem, sim, senhor e não são os únicos. O segundo também era capaz de falar na 'conjectura' económica.

Littbarski disse...

Esses lances não contam, master kodro. Aos 32' o Porto tinha criado 6 situações de perigo (Lucho - 4' e 9', Fucile - 18', Hulk - 25', Rolando - 28' e Lisandro - 32'), duas delas flagrantes (Lucho e Lisandro) contra uma do Benfica (Reyes - 38'). Isto sem tocar na "xixa"! Em nenhum período do jogo o Benfica exerceu um domínio tão evidente. Mas rezam as crónicas que o Benfica fez uma exibição de luxo. Um golo de bola parada e dois contra-ataques na segunda parte. Que luxo!

O problema do Porto é que não tem ninguém no banco para fazer a diferença, quando é preciso. Guarín e Tomás Costa são úteis para situações de vantagem, em que é necessário manter o resultado. Mas quando as coisas correm mal e é preciso mexer para ganhar, o melhor que se arranja é um Mariano que, regra geral, tem tanto de esforçado como de inconsequente.

rui disse...

Os benfikistas como de costume, quando é para a abir a boca so saem disparates...sim o benfica poderia ter ganho, mas o empate é justo.o porto na segunda parte num jogou nadinha, mas na primeira fez por isso..o benfica limitou se a tentar empatar e ver se lhe saia o brinde.(quem joga sem avançado a partir dos 60' mostra bem a disposiçao da equipa).

Ah e depois como de costume esta epoca mais uma expulsao perdoada a um jogador do benfica...mas isso nao interessa falar...enfim

Ah e bora fazer uma jogatana?É que assim posso distruibuir chapadas ao pessoal que pelos vistos não é falta...realmente so em portugal...


RuiBonga

Pedro disse...

O Moreira fez defesas dificeis??? Ena...

Por acaso numa dessas vezes em q um dos azuis(Lisandro) cabeceia isolado até está em fora de jogo q o fiscal de linha deixa passar...mas deixa lá isso...

O Benfica não controlou o jogo? Não foi o mais perigoso?

Ok...

A expulsão perdoada foi o pisão do Lisandro ao Katsouranis ou o coice do Bruno Alves ao Suazo?

Isso...enterrem-se mais...
:)

jamsilva disse...

só p informar que aos 25 min o "placar dos remates" era 13 a 2 para o FCP.

sim o gloria-eterna foi demolidor.....

Red_Devil disse...

No dia seguinte a mais uma arbitragem vergonhosa anti-benfica, não seria de esperar outra coisa do Master Kodro que não fosse o branqueamento daquilo que se passou. E dizer que o penalty é discutível diz muito sobre este "personagem" da blogosfera.

Mas depois deste "post", ainda alguém acredita que o Master Kodro, debaixo da camisola do Vitória de GUIMARÃES, VESTE A CAMISOLA DO F.C. PORTO.?????

disse...

Impõe-se a questão:

Queres que te mande, ou vais sozinho?

Mr. Shankly disse...

"nenhum jogador do Porto rematou de cabeça isolado à frente do guarda-redes"
Houve um. Estava fora-de-jogo.

Atravessar o peito do adversário? Minha nossa.

tp disse...

O Benfica fez ontem contra o Porto mais ou menos o mesmo que o Marítimo e o Trofense e menos que o Leixões. O Benfica foi medíocre e o Porto, como quase sempre esta época no Dragão, foi mau.

Estou-me a borrifar se foi ou não penalty. Foi de certeza na 1ª parte. Há 1 penalty igualzinho, contra o Van Basten, no Europeu de 88.

Que digam que o Porto jogou mal está correcto. Mas que tentem passar a ideia que o Benfica jogou bem é absolutamente patético! Mas quando temos um tipo como o Bruno Prata, que se poderia pensar que ainda não partilhava totalmente a cartilha Cartaxaniana a escrever textos repelentes onde fala no penalty mais vezes do que o Obama em mudança, estamos conversados.

O que o benfica vale mostrou-o à saciedade na taça Uefa. Não arrastem o Porto para essa discussão.

master kodro disse...

Eu não disse que foi por dentro, shankly.

Houve mais dois de cabeça para além do que estás a falar. Mas peço-te que não retires (na tua cabeça, não é na caixa) essa minha frase do contexto em que foi escrita - uma resposta a um comentário em que foi escrito:

"O azar é q o Glorioso fez o suficiente para controlar o jogo, não sofrer perigo e marcar golos para trazer os três pontos para a Luz."

mago disse...

Littbarski,

nessa contabilidade falta aí a primeira do Reyes, de cabeça sozinho nas costas dos centrais. Logo aos 15 minutos, ou coisa que o valha.

jamsilva,

se esse era de facto o placard de remates aos 25 minutos (não duvido que o fosse), isso diz muito mais sobre o que se passou no resto do jogo: o Benfica acabou com 15 remates e o Porto com... 17. Ou seja, 4 remates nos restantes 65 minutos de jogo, sendo um dos quais o famigerado penalty. Avassalador, sem dúvida.

jamsilva disse...

mantenho o que disse :
o gloria-eterna foi completamente demolidor....

Littbarski disse...

Mago, nos primeiros 32', o Benfica teve uma oportunidade, do Reyes, aos 13' (e não aos 38', o erro foi meu), a centro de Aimar. Repito, em nenhum período do jogo, o Benfica teve um domínio tão evidente.

Na primeira parte, o Benfica teve duas oportunidades de Reyes (13' e 38') e o golo, de canto, no último lance do primeiro tempo. O Porto teve 6. Na segunda parte, o Porto desapareceu do jogo e o Benfica equilibrou as estatísticas. Mesmo assim, Hulk teve 2 bons remates que Moreira defendeu com dificuldade.

O empate acaba por ser justo. Quem falou como se só uma das equipas tivesse criado perigo foi o pedro.

rearviewmirror disse...

Boas noites.
Permitam-me que deixe aqui o meu singelo comentário ao jogo de domingo á noite.

1- Na eurosport (onde a vergonha chegou!), o lance do "penalty" do lisandro, foi referenciado como o facto negativo da jornada europeia.
Dizer o que quer que se queira para justificar o penalty (Lisandro dilacerado pelo braço do Yebda lol), é tentar tapar o sol com uma peneira e passar um atestado de incapacidade intelectual a todos os portugueses que têm 2 dedos de inteligência na cabeça.

2- A 2 metros do lance, marcar este penalty só pode significar uma de duas coisas:
a) Um problema com as lentes de contacto do animal de preto,
b) sinal que a "fruta" era de qualidade.
Opto pela segunda opção

Estranho muito a opinião dos que defendem que seria penalty o lance entre o Lucho e o reyes,(basket =/ Futebol) qdo esses mesmos "analistas" chamaram de preto burro ao suazo, por este ter sido tocado pelo Guarda-redes julio césar no jogo com o Beleneneses e ter caido mais á frente... aí já não há lei da vantagem??
Estranho... já ninguém fala disso..


3- Quanto ao jogo em si, vi que o moreira fez duas defesas para a fotografia, defesas essas que o guarda-redes da selecção nacional calmamente encaixava, e vi o Helton a fazer uma boa defesa na primeira parte do desafio, (Reyes, 38') e uma excelente defesa a remate de Ruben Amorim, na segunda parte.

4- O FCP em 180 minutos de futebol contra o Benfica, marcou 2 golos de penalty, o que quer dizer algo.

5- Os 2 pontos de vantagem (que na prática seriam 3), que teriamos, e que nos foram roubados, transformam esta superliga(?) num campeonato falso, e mentiroso.
Para que gastar rios de dinheiro em jogadores que só viamos jogar pela tv (Aimar, Reyes, Suazo) se para ganhar titulos em portugal basta comprar "fruta" de qualidade?

PS: Tenho um azar do carago, por ter ido ao Brasil o ano passado e a viagem de avião ter sido facturada na minha conta, e não na conta do FCP. Sortudo do CALHEIROS, é preciso ter galo!!

rui disse...

lol mais asneiras do costume...
mas será que a cegueira nao tem limites?



RuiBonga

Littbarski disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Littbarski disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Littbarski disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Littbarski disse...

Fui eu que removi os comentários. Peço desculpa.

rui disse...

Littbarski acha mesmo que as pessoas para as quais colocou o link vão conseguir ler?? Eu tnho as minahs serias duvidas pois a partir do momento que vem lá a palavra porto as palavas distorcem e o texto aparece como "SLB SLB forever, slb prejudicado, arbitros devem ser irradiados, slb sao uns pobres coitados tao todos contra nos...", uma especie de "slbes"; custa-me a crer que eles consigam ler portugues.
enfim...

RuiBonga

Littbarski disse...

Ok, pelos vistos apaguei tarde (ou respondi cedo). O link era este: http://www.ojogo.pt/24-355/artigo779249.asp. O grosso do texto é repetido. Mudam alguns pormenores (o jogo, o nome dos intervenientes, etc.), o resto mantém-se para próximas oportunidades.

LC disse...

"Esses lances não contam, master kodro. Aos 32' o Porto tinha criado 6 situações de perigo (Lucho - 4' e 9', Fucile - 18', Hulk - 25', Rolando - 28' e Lisandro - 32'), duas delas flagrantes (Lucho e Lisandro) contra uma do Benfica (Reyes - 38')"

4' - perigosíssimo remate a passar mais de 5m ao lado
9' - um cabeceamento a aliviar para pontapé de baliza
13' - Reyes sózinho cabeceia para pontapé de baliza (esta não foi flagrante)
18m - mais um remate perigosíssimo com a bola a ir para a bancada.
25' - Hulk tenta marcar 3 pontos para o país de gales mas falha os postes.
28' - excelente cabeceamento de licha e moreira responde com uma boa defesa.
38' - excelente defesa de Helton após remate de Reyes.
45' - Golo

Rematar só não chega, especialmente para a quinta.

Littbarski disse...

LC, o facto de o Lucho, completamente isolado, ter rematado defeituosamente não invalida o perigo da jogada. Caso contrário, e seguindo o teu raciocínio, este lance do melhor jogador do mundo não foi minimamente perigoso. Afinal, a bola foi para a bancada.

rearviewmirror disse...

Na Eurosport, onde o editor de programação deve ser um grande benfiquista, o facto negativo do fim-de-semana, de TODA A EUROPA, foi o lance do penalty entre o Lisandro e o Yebda.

Epa, é preciso ser muito fanático e facsioso para dizer que "aquilo" que se passou naquele canto da grande área do benfica é penalty.

Querem cair no ridiculo, caiam sozinhos.

PS: Tenho um azar do carago, por ter ido ao Brasil o ano passado e a viagem de avião ter sido facturada na minha conta, e não na conta do FCP. Sortudo do CALHEIROS, é preciso ter galo!!