domingo, julho 21, 2013

O que o dinheiro não compra (ou os bancos não pagam)

Euro sub-19 Começou com uma derrota contra Espanha, mas a segunda parte deu-nos esperança (isto porque a primeira deixou poucas saudades para as nossas cores). Dois nomes a destacar, por razões opostas: Rudinilson foi um desastre, com meia dúzia de passes directos para adversários e desconfio que até agora o central não percebeu que alguém se desmarcou nas suas costas no golo espanhol; Bernardo Silva foi o distribuidor de serviço de passes perfeitos para zonas de remate, mas ninguém estava para aí virado.

A Honra Deve ter havido gente que, ontem à noite, perdeu o lugar ou no elenco oficial ou como segunda opção no plantel do Benfica. Por outro lado, João Mário e Esgaio continuam a mostrar que são mais A do que B e que esse tem que ser o caminho (e não o caminho de Jeffrens que estava lá - mais ou menos - para ajudar a explicar esta ideia). Nuno Reis lá se safou com o golo, depois de duas enormes asneiras, explicadas certamente por um secreto sonho do jogador em ser cancela.

Sem comentários: