quarta-feira, julho 03, 2013

Ainda o grande Brasil das Confederações

Foi mais de espectáculo do que de qualidade (lembro os dois penalties cometidos e, por acaso, falhados pelos adversários), mas não se podem ignorar vitórias claríssimas contra Itália e a papona Espanha, nem a batalha duríssima vencida contra os uruguaios. A prova é um mini-Mundial, em que os brasileiros foram claramente superiores aos adversários, com Neymar a brilhar intensamente (adivinha-se espectáculo do melhor que a história do futebol nos deu, na parceria com Xavi, Iniesta e Messi), com a solidez de Paulinho e a eficácia de Fred (o melhor marcador do Brasileirão 2012 e segundo de 2011, com 42 golos em 53 jogos nos últimos dois anos).

Interessante também é a prudência dos comentadores desportivos brasileiros, tendo o Mundial 2014 em perspectiva, certamente maior do que a dos portugueses, lembrados estão que o Brasil também venceu as duas últimas edições da Taça das Confederações, mas que não foi por isso que entrou nos quatro primeiros lugares dos torneios mundiais que se seguiram, e que os espanhóis falharam a final da edição passada depois de eliminados pelos Estados Unidos.

Agora que este Brasil promete espectáculo e que Scolari está de parabéns, isso é inegável.

5 comentários:

Sentinela um Estremecer disse...

"o melhor marcador do Brasileirão 2012 e segundo de 2011, com 42 golos em 53 jogos nos últimos dois anos"

Quantos foram de penalty?

master kodro disse...

7 penalties em 42, que é um bocadinho diferente de 13 penalties em 37 golos do teu amigo. Mas que isso não te iniba.

Sentinela um Estremecer disse...

Perguntei pelos penalties do Fred, pois parece ser um tema que vem muito à baila neste blog, quando se fala de pontas de lança. Não pedi comparação com ninguém. Tu escolheste um suposto amigo meu. A tua doença cada vez se nota mais. Já agora, que não me iniba do quê?

Fredy disse...

TAU!!!! MESMO EM CHEIO HAHAHAH

não perdoes MK hehehehe

começa a nova epoca, nova utopia e eles começam a sair da toca após aquele final de epoca epico muahahha

Sentinela um Estremecer disse...

Tau do quê, Fredy? Mesmo em cheio no quê, precisamente? Larga as drogas, rapazinho. Ainda vais a tempo de ser alguém. Questionei pelo numero de penalties nos golos de Fred, coisa que já se fez neste blog para muitos avançados. De onde veio tudo o resto? E explica aí o porquê da inibição, se não te custar muito.