quinta-feira, outubro 25, 2012

Porto 3 x 2 D Kiev

Com um golo e meio de Jackson (a outra metade é de Lucho) e um golaço de Varela, o Porto conseguiu a sua terceira vitória e encontra-se numa posição privilegiada para alcançar os oitavos-de-final da Liga dos Campeões.

O resultado foi melhor do que a exibição e o D. Kiev foi uma equipa bem mais incómoda do que o PSG. Helton foi parando as bolas venenosas de Miguel Veloso, mas foi impotente para travar o cabeceamento de Gusev, no meio (e abaixo) dos centrais, e o tiro à queima-roupa de Ideye, numa altura em que eram os ucranianos que mandavam no jogo.

E como explica Vítor Pereira a quebra de rendimento portista, na segunda parte? Falta de competição. Depois de ter deixado quase toda a gente a descansar, no jogo da Taça, Vítor Pereira queixa-se de falta de competição, que, pelos vistos, tem um efeito negativo sobre o rendimento dos jogadores. Varela concorda com o treinador: «um jogador, quando joga mais, as coisas acabam por ir ao sítio e fica-se com mais confiança». Isto foi dito por um jogador com 433 minutos de utilização, em 10 jogos. Pergunto-me o que pensará Kelvin, que esteve no banco a fazer número - o prémio da Taça que, na prática, é igual ao castigo de Iturbe -, dos seus 61 minutinhos de utilização.

littbarski

13 comentários:

Jorge disse...

Sempre a atacar o VP... Qualquer coisa serve.
Os teus posts nos ultimos anos sao previsiveis e muito pouco interessantes.

Joao disse...

Parece-me que esta equipa prefere os grandes jogos para jogar futebol...

Vítor Pereira queria casa cheia para receber o Dinamo mas o "povo" portista não têm pachorra para gastar dinheiro num espéctaculo que nos últimos dois anos foi mínimo...

Costa disse...

Vais ter que (continuar) esperar...

Carlos disse...

já agora, e porque só podem jogar 11, quem saia para dar lugar a kelvin e iturbe?

littbarski disse...

Jorge, eu posso, como é evidente, estar errado, ser previsível e pouco interessante, mas, pelo menos, tentei fundamentar as críticas que fiz a Vítor Pereira. Acho que não faz sentido o treinador do Porto deixar de fora os habituais titulares e depois reclamar porque os jogadores que ele utilizou, vários deles com zero minutos de utilização, lhe deram muito menos qualidade do que ele queria. E faz ainda menos sentido justificar, logo a seguir, a quebra de rendimento da equipa com a falta de competição desses mesmos titulares que ele optou por deixar de fora, no jogo anterior.

Carlos, eu não defendi a titularidade de Iturbe ou de Kelvin e muito menos dos dois em simultâneo. E isto não tem de acontecer, para que ambos tenham oportunidades de mostrar o seu valor (ou falta dele). Vou dar-te o exemplo de Mangala. Na época passada, o francês foi, se não me falharam as contas, utilizado em 14 jogos e teve 1164 minutos de utilização. E, no entanto, o Porto também não podia jogar com os 4 centrais (Maicon, Otamendi, Rolando e Mangala), em simultâneo. Aquilo que eu espero é que Kelvin e Iturbe não saiam do Porto, sob o pretexto de não terem valor para fazerem parte do plantel, sem nunca terem tido uma verdadeira oportunidade de demonstrarem aquilo que valem. Até porque nestes dois jogadores foram investidos cerca de 5 milhões de euros. E não me parece que a SAD do Porto possa continuar a dar-se ao luxo de desperdiçar dinheiro em jogadores que, por falta de oportunidades e/ou de valor, acabam por não ser devidamente rentabilizados.

Mr. Blue disse...

O Vítor Pereira referiu, e bem, que não seria o jogo do Sta. Eulália a dar ritmo aos habituais titulares, tivessem eles jogado nesse jogo.
O Vítor Pereira, e bem, tem estado a mostrar ao Iturbe que aquilo que ele tem feito não é suficiente para a equipa do FC Porto, nem sequer (do que eu tenho visto) para a equipa B...
O Iturbe era habitual suplente do Cerro Porteño.
O Iturbe tem 19 anos.
Não há um James (titular da Banfield na 1 divisão argentina)no Iturbe, convém ter noção disso.

littbarski disse...

Por pouco que fosse o ritmo competitivo que os hatibuais titulares conseguissem com o jogo da Taça, seria certamente mais do que aquele que obtiveram, ficando parados.

Que aquilo que o Iturbe tem feito quando? Nos 31 minutos que teve contra o Beira-Mar?

E quanto à comparação com o James, até podes estar coberto de razão (o que não significa que o Iturbe não tenha valor para ficar no plantel), mas não me parece que a comparação que fazes seja suficiente para chegar à conclusão que chegas, sobretudo tendo em conta a idade e a margem de progressão dos jogadores.

Carlos disse...

O pouco que iturbe tem feito, incluindo no jogos da B, não chega - a meu ver - para que mereça ter uma oportunidade na equipa principal.
Justifica-se que seja opção antes de Atsu ou Varela ? penso que não.

Joao disse...

Iturbe precisa é de jogar futebol, sobretudo na equipa b. É ali que pode ganhar o calo para singrar no mundo da bola...

Creio que Kléber, Kelvin e Iturbe deviam estar neste momento a jogar unica e exclusivamente na equipa b, acho que apesar da despromoção podia ser uma boa maneira dos jogadores ganharem a confiança necessária para ser utéis para Vítor Pereira...

littbarski disse...

Joao, que vão jogar para a equipa B, tudo bem. Mas isso só faz sentido, se for para os preparar para a equipa principal. E isso implica dar aos melhores oportunidades a sério na equipa principal. Caso contrário, a equipa B faz tanto sentido (para estes jogadores que esperam por oportunidades a sério) como estes jogos da Taça que nem sequer para treino da equipa principal servem e em que o prémio de quem joga bem é igual ao castigo de quem joga mal. Estou para ver quantos jogadores da equipa B vão entrar na equipa principal, nos próximos tempos.

Costa disse...

Proponho que se institua o método de quotas...
Cada jogador joga X minutos na equipa principal.

Como o povo diz, mais vale cair em graça, que ser engraçado e na verdade o 'TwitterMan' caiu em graça...

littbarski disse...

Bem, se a vedeta do Twitter, mais conhecido por TwitterMan, que não tem sequer valor para a equipa B e devia ir rodar para a terceira divisão, conforme foi escrito nas caixas de comentários deste blogue, caiu em graça, nem quero imaginar como será se um dia cair em desgraça. Com sorte, deixam-no jogar nos distritais, enquanto não arranja trabalho nas obras.

Costa disse...

Quando digo, "caiu em graça", refiro-me a um outro blogger por aí...

Não me refiro, obviamente, a quem comanda os destinos do FCP.

Estou mesmo convencido, que se soubessem o que sabem hoje, tinham-no deixado lá ficar no Cerro Porteno.