sexta-feira, junho 29, 2012

Magnífica surpresa

No mundo do futebol - neste mundo falado irresponsável do futebol - há, essencialmente, os que  respondem constantemente a moinhos de vento e os que se maravilham com a novidade e a superação. Prandelli está de parabéns em toda a linha. Mudou o futebol da selecção italiana por completo - um futebol italiano que tem estado bem longe do seu auge, nos clubes e na selecção, depois de um Mundial catastrófico - e está na final depois de um grande Europeu. Aguentou a decisão de manter Balotelli até ao fim, apesar de tudo, e ganhou a aposta, com o miúdo desmiolado a ser absolutamente determinante na eliminatória com os alemães. Quantos jogadores com 21 anos (ou com qualquer idade) podem dizer que apuraram a sua selecção para a final de uma competição deste nível?

A Alemanha também fez um grande Europeu - e teve momentos brilhantes neste jogo - e a esmagadora maioria destes jogadores vai voltar a estar nesta fase e em finais de torneios. E este é o melhor elogio que se pode fazer a esta Itália: foi mais eficaz que estes alemães; foi competente defensivamente, nos limites do possível, perante a avalanche ofensiva alemã (com o bónus de ter conseguido responder em moeda semelhante, tal como fizera contra Espanha na ronda inaugural).

ps - às vezes, parece um sonho ler/ouvir palavras ditas no mundo do futebol real, infelizmente lá fora, longe da barreira de banalidade que mina o nosso, a este nível da comunicação. Prandelli sobre Balotelli, há uma semana: "Is Mario a foreign body on the team because he's in his own world a bit? That's how he is. But fundamentally he's a good lad. He has to take that extra step to become a champion, and he has to learn how to accept criticism and being on the bench, as well as the team asking something extra from him. The day that he realises that no one wants to do him any wrong and that we're here to help him is when he'll become a champion"

master kodro

11 comentários:

SportingSempre disse...

tu é que não davas nada por esta Italia, não deves ter estado atento á Fiorentina do Prandelli.

Filipe disse...

Grande Itália, que mostrou aquilo que já tínhamos visto no jogo de Portugal: a defesa alemã era muito vulnerável. O que era preciso era ter na equipa alguém (para lá do Ronaldo) capaz de uma razoável eficácia em rematar à baliza.

Entretanto a minha alma está parva: proibição de empréstimos de jogadores entre clubes da mesma liga? Negociação centralizada dos direitos televisivos? Será que os clubes perceberam finalmente que não têm que defender os interesses dos grandes?

Fredy disse...

ninguém dava nada por esta itália assim como ninguém dava nada por Portugal!

a verdade é que ambas chegaram até aqui, sendo que a Itália até à final vai!

e acho que ninguém tava errado ao pensar isso antes do europeu, porque apesar do que aconteceu, quer Portugal quer Itália continuam não ter o nivel desta espanha ou alemanha..mas lá tá..num torneio destes tudo pode acontecer! até surpresas como uma grécia campeã :s

master kodro disse...

Eu não dava absolutamente nada por esta Itália, pelo menos para estar na final deste Europeu. Mas já percebi que há inúmeros especialistas do futebol mundial com enorme conhecimento sobre a Fiorentina do Prandelli e conhecimento minucioso da valia do Bonucci e companhia. Eu fico maravilhado por estar errado.

Grandes passos estão a ser dados, Filipe. É uma revolução. Não tarda fodem o homem, antes que ele se ponha com mais ideias "parvas".

Fredy, passando o grupo, Portugal estava muito bem encaminhado para chegar à meia-final. Agora de certeza que pouca gente estava à espera de uma Holanda tão falível (só os enormes conhecedores da Fiorentina do Prandelli), pelo que a dúvida, legítima, estava aí. Falo por mim, pelo menos, que pensava exactamente assim. Não +e propriamente imediato sermos favoritos contra uma equipa que tem Sneijder, Robben, Huntelaar e Van Persie. Mas depois dos primeiros jogos dos holandeses, passou a fazer todo o sentido.

Infante disse...

A Fiorentina do Prandelli não era assim tão desconhecida como isso, MK. Este várias vezes nas provas europeias e na altura era considerada uma equipa mais atacante do que a generalidade das equipas italianas (não tinha era a qualidade dos jogadores das principais equipas).

É um bocado curioso ver-te a mandar bocas dessas quando aqui há tempos eras criticado precisamente por referires constantemente o Montpellier e por aí fora. :)

Mas não deixa de ser verdade que é uma grande surpresa ver a Itália na final. E é giro ver como a outrora adorada Espanha passou a ser tão odiada (tal como o Barça, por exemplo). Pessoal que aqui há tempos dizia que Itália estava a destruir o futebol, está agora a torcer incondicionalmente por eles. E isto não tem só a ver com Prandelli.

SportingSempre disse...

não precisas de ser insolente por não perceberes nada desta merda kodro, aceita e aprende.

master kodro disse...

Eu faço um especial insolente sobre a Fiorentina do Prandelli só para ti, Sporting Sempre. Só tens que perceber que não falo do que não conheço. E fico extremamente satisfeito por haver tantos especialistas da Fiorentina do Prandelli. Eu aceito e aprendo que não deve ser surpresa para ninguém que os quartos lugares da Fiorentina do Prandelli (e o 11.º) me deviam levar a desconfiar que a Itália ia à final do Euro 2012, depois de eliminar a Alemanha, com dois golos do Balotelli.

Infante, referir constantemente o Montpellier não devo ser eu... Só se for o Tottenham, mas é porque vejo quase todos os jogos que posso...

master kodro disse...

Já há pouca coisa que me admira: ainda hoje li que o profeta desconfiou disto assim que viu que o Muller não ia ser titular na Alemanha.

Abençoada ignorância, a minha.

Infante disse...

Pá, concordo que é ridículo dizer que as épocas do Prandelli na Fiorentina são suficientes para justificar a ida de Itália à final. Mas também não devem ser assim tão desvalorizadas. Existe futebol europeu para além da Premier League e Real/Barça e existe um pequeno grupo de "fanáticos" que acompanha os principais campeonatos europeus (naturalmente mais fácil com Internet).

É um facto que o homem conseguiu coisas óptimas no clube (levá-lo à Champions dois anos seguidos, que foram três, na verdade e que não é assim tão fácil em Itália, por muito que gostemos de desvalorizar o Calcio) e que era, de facto, considerado um treinador mais atacante que os seus colegas italianos. Saber isso não significa necessariamente que a pessoa queira armar-se em bom. Eu diria, aliás, que o grande problema dos comentadores de futebol (e aqui estou a falar dos profissionais) é saberem muito menos do que deviam e fazerem avalizações com base em clichés.

SportingSempre disse...

eu não achava que a Italia ia chegar á final..

mas dizer merda como tu disseste antes do Europeu duma equipa com aquele historial, a base de um optima Juventus, excelentes jogadores do redes ao avançado, um treinador com ideias diferentes e mais ofensivas do que costumam ter e que fez a sua melhor fase de apuramento dos ultimos anos parece no minimo andar á nora..

por isso agora não venhas com essa conversa de merda dos iluminados da Fiore do Prandelli, se calhar andámos a ver mais futebol e menos as actuações espectaculares do Pedro Proença.

master kodro disse...

Oh Sporting Sempre, não conhecendo o Prandelli, nem os seus quartos lugares e o 11.º, limitei-me a analisar nomes. Se não esperavas que a Itália chegasse à final, certamente não esperarias que a Itália eliminasse Espanha ou Alemanha (ou Portugal) num eventual jogo das meias-finais. Devias estar tão maravilhado como eu. Eu continuo maravilhado por estar enganado e tu estás todo chateado, não sei com quê, mesmo conhecendo o Prandelli, a escrever "merda" de parágrafo em parágrafo. Devias estar contente. É por causa do Proença, no fundo, não é? Se não é, parece.