sábado, junho 23, 2012

Impressionante exercício alemão

Deu para testar um trio atacante novo (com os 22 anos de Schurrle, os 23 de Reus e, mais tarde, os 20 de Gotze, enquadrados pelo eterno Klose) e para continuar a dominar, atacando velozmente, a um ritmo avassalador, parecendo fácil aquilo que esta gente consegue fazer a quase qualquer equipa. Mais impressionante ainda é a facilidade com que a Alemanha se regenera, gerando novas fornadas de jogadores extremamente talentosos e guiados por uma mesma visão colectiva que é extremamente rara de encontrar no futebol mundial, ainda mais quando estamos a falar de uma equipa tão jovem. Tenho a impressão que o primeiro drible exagerado foi de Ozil e já tinha passado o minuto 70, mas posso estar a exagerar.

master kodro

2 comentários:

PeLiFe disse...

Caro Master Kodro,

Ainda bem que disseste quase e não todas as equipas.
Os gajos não o fizeram connosco.
Nem pouco mais ou menos.
Não dominaram e não atacaram velozmente e a um ritmo avassalador.

Abraço,
PeLiFe
BASEL84.BLOGSPOT.PT

Hugo Viseu disse...

Não esquecer que a Alemanha tem mais árbitros federados do que Portugal tem jogadores.
Já sei que não temos o mesmo dinheiro, mas há muito que se podia fazer em termos de política desportiva que simplesmente não é feito.
Eles não têm melhor equipa porque têm mais "jeito". Têm melhor equipa porque são mais organizados desde o início das camadas jovens até ao mínimo detalhe da selecção A.