sexta-feira, novembro 06, 2009

Venha de lá esse Ajax

1. Considerando que o campeonato é a bússola, a época está perdida. Sem o treinador vitalício, sem director-desportivo, sem o dirigente sombra do futebol na última década, resta o presidente eleito com 90 por cento dos votos. O homem está irritado, magoado, revoltado. Será este estado de espírito a chave do quarto escuro em que se aprisionou o futebol verde-branco?

Ao fim de quatro meses desastrosos na presidência, JEB encara a oportunidade de refundar a política desportiva. O Sporting assume de vez um projecto estilístico de identidade na linha de Ajax e Arsenal ou há condições para aproximar o investimento no futebol dos orçamentos dos rivais?

Assim de memória, não parece mal o ex-Ajax Co Adriaanse. O leão precisa de um modelo com personalidade forte para superar o desmame do efeito Bento. Alguém com audácia e desassombro para tirar a casca à qualidade existente no plantel.

2. O homem que substituiu o Sporting no coração de tantos sportinguistas, o Ferguson anunciado e desejado, sai sem pedir dinheiro, pelo próprio pé, sem curvar a cabeça, com tranquilidade. E leva quatro títulos no currículo, além de uma ou outra pequena façanha, como os 5-3 ao Benfica, as vitórias na Luz e no Dragão, os apuramentos para a Champions.

Paulo Bento é um treinador competente e provavelmente encontrará o sucesso já no próximo projecto. Jesualdo Ferreira, numa homenagem sentida, diz mesmo que agora sim é o início de uma carreira. Mas quase nada na vida é imutável, em especial se envolve pessoas. O Paulo Bento mais-valia de ontem (até Julho de 2008, embora já concluindo o campeonato a 14 pontos do primeiro) tornou-se no Paulo Bento problema de hoje. Por culpa própria, certamente, mas não exclusiva.

3. Um dia de emoções, diz o presidente oriundo da banca, incapaz de erguer a voz no meio dos escombros e apontar o caminho. Assumindo a impreparação para o momento, José Eduardo Bettencourt prolongou ele mesmo os actos de terrorismo contra o Sporting. É inaceitável o que o presidente diz publicamente da casa que lhe cabe chefiar e promover. O auto-retrato, que já incluía pobreza e (suposta) escassez de qualidade, tem agora ingredientes adicionais: guerra civil, desnorte. O Leonel treina enquanto não chegar o indivíduo caucasiano do sexo masculino.

Miguel Ribeiro Telles e Pedro Barbosa demitem-se com Paulo Bento. Na SAD do Sporting, aparentemente, o treinador vem primeiro do que o clube na hierarquia de solidariedade.

Esta tarde, na conferência de imprensa, tivemos o presidente do Paulo Bento Clube de Portugal. Quando o presidente do Sporting Clube de Portugal regressar ao planeta Terra, pode ser que nos brinde com ideias sobre o futuro, que nos revele o diagnóstico que diz ter sobre as fraquezas da organização, isto claro se tal não for uma grande maçada nem violar os valores éticos e morais que o norteiam.

Depois do desempenho -- vamos chamar-lhe invulgar -- de JEB, depois do episódio da disponibilidade para agredir um adepto, ganham outra dimensão as palavras do cronista do regime, publicadas ontem, n'O Jogo: "os adeptos gravitam noutra esfera, em que impera a paixão, que cega a razão".

Como escreve Bruno Prata no Público, Paulo Bento surgiu hoje sereno, lúcido e corajoso, enquanto um descontrolado JEB pulou de erro em erro até ao disparate final, respondendo, na derradeira pergunta dos jornalistas, que o próximo treinador do Sporting será "do sexo masculino e caucasiano".

Paulo Bento percebeu o óbvio: os seus métodos, mensagem e princípios de jogo deixaram de ajudar a equipa, que caminhava para um beco sem saída. JEB, pelo contrário, não percebeu, ou não quis perceber, nada. Precisou que técnico lhe fizesse o desenho. E chegou ao cúmulo de repetir a graça do forever ao assegurar que nunca demitiria Paulo Bento.

Entretanto, os jogadores choram.

kovacevic

19 comentários:

Saulo disse...

"Miguel Ribeiro Telles e Pedro Barbosa demitem-se com Paulo Bento."

A lógica seria essa, mas não, demitem-se horas depois de Paulo Bento.

Amanhã será a vez de JEB???

Saulo disse...

Paulo Bento: "Houve uma depressão muito grande devido à pré-temporada do Benfica" Jornal Nacional TVI

Afinal a explicação dos maus resultados é a óbvia!

Mr. Blue disse...

Muito bom retrato do que, visto pela cor azul, se passa em Alvalade.

Ficou hoje claro que Paulo Bento estava ali a mais. A surpresa, para mim, é que ele não era o elo mais fraco.

Priceless a frase: "O Leonel treina enquanto não chegar o indivíduo caucasiano do sexo masculino."
Resume bem tudo aquilo que JEB tinha para dizer aos sportinguistas.


PS - Espero, para bem da competitividade da Liga Portuguesa, que não optem pelo sr. Adriaanse. Sei bem do que falo...

Cativo Vermelho disse...

18 anos depois, o que se recorda?

Vejam em cativovermelho.blogspot.com

Pedro_M disse...

Ja vi vários nomes que podem substituir Paulo Bento aqui http://visaodemercado.blogspot.com/

Mister D disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Férenc Meszaros disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Férenc Meszaros disse...

Grave é sentir que, com a saída do treinador da equipa de futebol, o clube fica orfão.

Virgílio disse...

Kova:

Boa resenha do que foi este triste dia para o SCP...

Triste, pelo desempenho do seu presidente, que mais parece um puto birrento e mimado.

Está na hora de JEB crescer e ganhar outro 'calo'. E que o faça urgentemente para bem do SCP! Que aproveite este revés (para ele) e o transforme numa oportunidade de melhorar a estrutura do futebol profissional do SCP.

Menos coraminguice e mãos à obra. Está na altura de mostrar se tem arcaboiço para liderar o SCP.

SL!

Hugo disse...

JEB parece estar completamente à deriva

rearviewmirror disse...

"Paulo Bento despediu-se dos jogadores hoje. Falou com os jogadores um a um e emocionou-se um pouco, tal como os jogadores", referiu Pedro Silva, à saída da Academia do Sporting, em Alcochete.


Gostava de ser uma mosca, para ter sabido do teor do diálogo pessoal que Paulo Bento teve com o unico guarda-Redes que actua na liga portuguesa com lugar garantido no Mundial da África do Sul de 2010...


Nota: Nada de muito importante, mas só para relembrar que 3 equipas portuguesas jogaram para a liga europa esta quinta-feira. POdem-se ter esquecido de fazer referencia aos jogos, ou então ninguém os viu. É possivel.
Mas é estranho que uma hora depois do FCP ter vencido o APOEl, dando 2 pontos ao nosso país para o coeficiente da UEFA, já havia uma singela referencia a tal facto, e os 4 pontos que Benfica, Nacional e Sporting conseguiram obter, não tiveram uma singela linha no 4-4-2 a referir tal facto

Zé Luís disse...

Uma óptima resenha do dia triste que, se eu fosse sócio do Sporting, me levaria a devolv er o cartão.

Mas quantas coisas mais tristes ficaram por sublinhar-se?
- o presidente corno que assumiu não o ser tendo sido o último a saber
- o treinador que fala do complexo de inferioridade dos adeptos face ao Benfica esta época... mas sai na hora que se aproxima de defrontar o Benfica contra quem, nos jogos directos, teve muito mais sucesso/bons resultados do que os muitos títulos que teimam em juntar aos seus pés.
- Paulo Bento assumiu que, entre muitas coisas no jogo com o Marítimo, decerto o penálti escandalosamente transformado em falta fora da área não só impediu a vitória como o fez perceber que as arbitragens devolviam-lhe as muitas desfeitas que ele fez aos árbitros, tantas vezes sem razão.
- Lamentável, neste campo que ficou inclinado para o Sporting apesar dos 10 penáltis em 15 jogos em casa na época passada, é ter tocado ao de leve no penálti com o Marítimo lembrando erros de arbitragem nos jogos com Porto e até Braga que nunca aconteceram.

Uma vergonha prevista para este desenlace anunciado.

Paulo Bento colheu o que semeou.
Quatro anos depois, a juventude leonina parece que continuou rejuvenescida quatro anos. Alude-se a orçamentos muito inferiores aos rivais quando o último R&C revelou não os "míseros" 20 ou 25ME, mas 56 ME gastos com o futebol.

Quem quer enganar quem?

Hattori Hanzo disse...

Concordo contigo Kova. Paulo Bento estava já no problema do Sporting mas não era o principal problema. Não me parece que Adriaanse seja o treinador indicado neste momento para o Sporting. Mas também me parece que primeiro do que escolher um treinador é preciso decidir um rumo que neste momento claramente não há e dizer aos sócios esse rumo delineado.

master kodro disse...

O Oceano é que ficou lixado.

JLC disse...

Curiosamente o Cristovao aos poucos vai voltando a aparecer na com social.

Os seus amigos que invadiram a net por altura das eleições voltam uns meses depois com os mesmos posts sobre a mudança e sobre o presidente diferente.


Mas devem ser obras do acaso.

Pipos disse...

Kova,

90%, por extenso, NOVENTA POR CENTO!
Votaste? eras da minoria?

Deixem o JEB trabalhar que quem tinha de decidir decidiu e e por LARGA, LARGUISSIMA MAIORIA!

Antes o alvo era o PB, agora o EB, quem será o próximo?

APOIEM O SPORTING!

SEMPRE A COMBATER!

nm disse...

Paulo Bento saiu porque não havia mais margem para continuar, mas o problema do Sporting está (muito) longe de se resolver com a saída do treinador e mesmo com as saídas do Ribeiro Telles e do Pedro Barbosa, este último um claro erro de "casting". Eu tenho dúvidas que o Sporting tenha, neste momento, capacidade para assumir um projecto que compita em investimento com o FC Porto e Benfica e parece-me bom (para o clube e para o futebol português) que assuma um papel diferenciador, apostando na tal linha formativa à semelhança do Ajax e do Arsenal. O problema é que isso não pode significar desinvestimento. O Sporting tem que ser mais criterioso nas suas contratações (veja-se, por exemplo, o caso do Sevilha em Espanha)e arriscar, sem perder o rumo, em abrir os cordões à bolsa por jogadores que possam fazer a diferença (como Hulk, no FC Porto, ou Di Maria, no Benfica, para citar dois exemplos). Investir bem, esta época, significaria, entre muitas outras coisas, não ter deixado ir Hugo Viana para Braga. E significa, por exemplo, recuperar o Danny no mercado de Inverno, se realmente houver abertura do Zenit para um empréstimo, e perceber se, em ano de Mundial, Quaresma não estaria disposto a recuperar a confiança e a alegria de jogar em Alvalade. Estas podem ser interessantes soluções para o curto prazo, mas o Sporting, para sair da crise onde está, tem que pensar já numa estratégia de futuro.

atribodofutebol

Menphis disse...

O mais curioso, quiça, irónico de tudo é que Paulo Bento, O Ferguson de Alvalade, sai no dia em que Alex Ferguson fez 23 anos que está à frente do Manchester United.

António Pista disse...

E quantos títulos têm o Arsenal e Ajax nos últimos anos??

Blog Águia de Ouro