segunda-feira, fevereiro 23, 2015

Futebol lateral

Mais futebol lateral, mais futebol lateral e, de vez em quando, um lançamento longo inconsequente. Futebol incisivo, rápido, vertical, praticamente zero, exceção feita (obrigado, Quintero) ao lance que Jackson não deveria ter desperdiçado, já no último minuto da primeira parte. Espero que este tenha sido um daqueles enfadonhos pré-requisitos para chegar à vitória e que a segunda parte seja melhor.

--

Mais do mesmo na segunda parte, com a sorte, a meias com Carlos Santos, a desbloquear o caminho a Jackson e com Brahimi a confirmar os 3 pontos, no único contra-ataque que o Porto conseguiu ligar, no Bessa. Fraquinho, mas, verdade seja dita, não vi o Benfica fazer melhor, em Moreira de Cónegos. Pelo menos, até ao momento em que entrou em campo o suplente de luxo encarnado.

2 comentários:

artnis disse...

Tu que pareces ser um moço equilibrado nas tuas análises, em que momento é que deste pela entrada em campo do suplente de luxo azulado?

miguel.ca disse...

Também não percebi essa do suplente de luxo encarnado. Pelo que se tem visto durante a época toda aquilo que os encarnados tem de luxo entra em campo à frente das duas equipas logo no início do jogo.
O jogo do Porto... Litt, já nada me surpreende e acho que não há muito mais a dizer.