quinta-feira, agosto 30, 2012

Goleadores, negociantes e ilusionistas

Goleadores Uma boa parte da nação sportinguista está a descobrir que o holandês Wolfswinkel não serve para o Sporting. O rapaz foi contratado para marcar golos e custou menos do que Sinama Pogolle. Na primeira época nos leões marcou 25 golos. A referência do clube na posição nos últimos 10 anos, Liedson, só conseguiu marcar pelo menos 25 golos em 2 das 8 épocas em representou o Sporting. Olhando para os rivais de sempre e para os rivais de agora, Cardozo e Martinez (que custaram o dobro e jogam em equipas que conseguiram produzir uma goleada) marcaram, respectivamente, um golo (de penalty) e dois golos (um de penalty) e Lima ainda não marcou em 4 jogos (mas a equipa marca na mesma). Talvez achem que precisam de um ponta-de-lança para ganhar a Champions. Mesmo sem lá estarem.

Negociantes De volta ao exemplo de Pongolle, dado pelo kovacevic. Também tenho um - entre vários - no Vitória. Devemos mais de 1 milhão de euros por Targino, ao Benfica, num negócio que ainda não consegui compreender.  O Benfica comprou-o, adiantou dinheiro (dizem, o tal milhão) e alegadamente não ficou com ele por causa de uma lesão grave. Mas pagou (e logo 1 milhão) por conta de quê, então? Adorava ler o contrato... Hoje o Vitória, que há alguns meses era dono do passe do jogador, deve um milhão - por tê-lo vendido - e dispensou-o definitivamente, estando o rapaz a jogar no Olhanense. Mas pedimos o Lalkovic emprestado ao Chelsea. Brilhante, não é?

Ilusionistas A Cofina resolveu fazer investigação médica para chegar à conclusão, num título de Record, que o árbitro alemão agredido por Luisão foi desmentido pelo relatório da clínica alemã, com base na notícia original do Correio da Manhã. Mas o relatório desmente o quê, especificamente? Vamos pedir ajuda a um site médico: "Uma comoção é uma perda de consciência, e às vezes da memória, de curta duração que se produz depois de uma lesão cerebral e que não causa qualquer lesão orgânica evidente. As comoções causam uma disfunção cerebral, mas não têm consequências visíveis em termos de lesões estruturais. Podem ocorrer depois de um traumatismo craniano, por mais ligeiro que seja, dependendo do modo como tenha sido sacudido o cérebro dentro do crânio. Uma comoção, embora leve, pode deixar a pessoa algo confusa, com dor de cabeça e com uma sonolência anormal, mas a maioria recupera completamente em horas ou dias."

Então, voltando à notícia, o relatório desmente o quê? Os exames não revelaram lesões que não se revelam em comoções? Uau. Atenção à repetida utilização, em ambas notícias, das expressões "choque" e "encosto".

master kodro

7 comentários:

Filipe disse...

Um goleador razoável termina a época com 1/3 a 1/4 dos golos marcados pela equipa. Se o Sporting tivesse marcado 10, e ele estivesse a zero, isso queria dizer alguma coisa. O Sporting marcou apenas um em três jogos, logo é mais provável que a falta de golos do homem reflicta a falta de fulgor ofensivo da equipa.

último! disse...

Talvez encontres a resposta ao teu primeiro paragrafo no facto de Vockscoiso ter marcado apenas 5 golos no último campeonato tirando as penalidades, agora faz o mesmo aos outros que falas...

O grande erro está em achar que ele necessita crescer... quando são mesmo bons não necessitam de nada, marcam!

Aliás, o sporting sofre de um mal que qualque analista aponta, nesta altura o melhor jogador do Sporting (execpto o guarda redes) não é títular em nenhum dos grandes, atrevo-me a incluir o Braga, cuidado com os guerreiros que este ano até ver, assustam. E lá vai o Sporting lutar pelo 4º ou alguém duvida?

Filipe disse...

último, então não é que te esqueceste do último jogo? O miúdo marcou 8 sem ser de penalti para o campeonato.

Rearviewmirror disse...

O homem depois da "agressão" do Luisão foi a conduzir para o hospital.

Castigue-se já o moço do encontrão que isto já cheira mal.

Costa disse...

Eu também nunca vi um tipo ser agredido e poder conduzir nas 12 horas que se seguem...

Isso deveria dar apreensão de carta de condução.

G. disse...

Por um momento que fosse, gostaria de substituir a figura do Luisão pelo Bruno Alves, quando ainda estava ao serviço do Porto, e ver como seriam os comentários dos auto-intitulados "defensores da verdade desportiva"...

Orlando disse...

Imprensa inglesa garante que João Moutinho é do Tottenham por 27 milhões de euros

Os meios de comunicação social ingleses dão como consumada a transferência de João Moutinho do FC Porto para o Tottenham. O negócio custaria ao clube agora treinado por Villas-Boas 27 milhões de euros.

João Moutinho, actualmente com 25 anos, terá sido o eleito para compensar a saída de Modric do clube inglês para o Real Madrid.

Por enquanto, contudo, nem o Totenham, nem o FC Porto confirmaram, oficialmente, a transferência.

A consumar-se o negócio nos termos que estão a ser avançados nos media britânicos, o FC Porto, contudo, não irá embolsar a totalidade do valor que vai deixar White Hart Lane.

É que os "dragões" compraram o passe do médio ao Sporting em Julho de 2010 por 11 milhões de euros e três meses depois venderam 37,5% a uma empresa holandesa chamada Mamers B.V, por 4,125 milhões.

As movimentações em torno do passe de João Moutinho, porém, não ficaram por aqui. A dado momento (entre Outubro de 2010 e Agosto de 2011), esses 37,5% dos direitos económicos de Moutinho foram cedidos ao Soccer Invest Fund, um fundo registado na CMVM cujos nomes dos accionistas não são conhecidos publicamente (só o regulador sabe quem são).

Em Agosto de 2011, o Soccer Invest Fund vendeu 22,5% do passe de Moutinho ao FC Porto, por 4 milhões de euros, ficando com 15%.

Ou seja, dos 27 milhões de euros, os portistas deverão receber cerca de metade.

Mas não é só o FC Porto a lucrar com a provável venda do passe de Moutinho ao Tottenham. Também o Sporting encaixaria perto de 4 milhões de euros, equivalentes a 25% da mais valia acima dos 11 milhões (a verba pela qual os sportinguistas viram o médio deixar Alvalade para rumar ao Dragão).

in Publico.

reparem na diferença dos valores da venda de 37,5% do passe, e da compra de 22,5% do passe.