terça-feira, julho 31, 2012

Na Corunha é que se aprende

Eu ia jurar que alguém da estrutura de futebol profissional do Benfica tinha dito, durante a época passada, que era no plantel (e com Jesus) que os miúdos aprendiam. E que, sem empréstimos, o jovem jogador português não tinha onde jogar. Afinal, é na Corunha que Nélson Oliveira vai aprender e crescer. Com Roderick, Zé Castro, André Santos, Bruno Gama, Diogo Salomão e Pizzi.

master kodro

18 comentários:

Riga/V-1-Boy disse...

mas pelo menos há dineiro para dar 9 ou 11 milhoes como se diz pelo salvio.


vai ser a equipa com mais extremos e avançados do campeonato

Joao disse...

Apostar em miudos com talento, cheios de ambição a preços de saldo...

MM disse...

Riga, dinheiro nunca falta, e mesmo para clubes falidos aquilo que poupar-se de um lado desaparecerá sempre por outro. Não interessa o que se tem ou o que se vende: dinheiro para contratações existirá sempre. Não são eles que pagam, bruxo, mas as instituições que herdam as dívidas.
Futebol Português, é só inteligência ...

Filipe disse...

O Salvio vai ser pago com o dinheiro da venda do Emerson.

Joao disse...

Fossem estes gajos sul americanos e era ver os nossos clubes a pagarem milhões para os terem...

N. disse...

Eu ia jurar que alguém da estrutura deste blog tinha dito, durante a época passada, que não se devia cortar as pernas a Nélson Oliveira, que é o que tem acontecido no seu clube, nos últimos anos, a quem ouse ser português, jovem e ter algum talento (e seja da casa).

camarao disse...

É uma questão de se fazer as contas. Apesar desses 2 empréstimos e dos 20 portugueses da equipa B do SLB, esta é a equipa dos 3 grandes que tem mais portugueses:

Benfica = 8 jogadores Portugueses no plantel / 3 jogadores da formação
*Entre parêntesis fica o clube da formação

Paulo Lopes (Benfica)
Mika (Leiria)
Luisinho (Vila Real)
Miguel Vitor (Benfica)
João Cancelo (Benfica)
Djaló (Sporting)
Carlos Martins (Sporting)
Hugo Vieira (Santa Maria)

Porto = 7 jogadores Portugueses no plantel / 1 da formação
Rolando (Belenenses)
Miguel Lopes (Benfica)
Sereno (Elvas)
Emídio Rafael (Sporting)
João Moutinho (Sporting)
André Castro (Porto)
Varela (Sporting)

Sporting: 7 jogadores Portugueses no plantel / 7 da formação
Rui Patrício (Sporting)
Daniel Carriço (Sporting)
Pereirinha (Sporting)
Cédric (Sporting)
Adrien (Sporting)
André Martins (Sporting)
Wilson Eduardo (Sporting)

master kodro disse...

N, mas podes jurar mesmo. Não podes é inverter a lógica das coisas, porque não faz sentido. Não tenho nada contra o empréstimo, nem aponto nada nesse sentido, se conseguires ler sem preconceitos, o que duvido que esteja ao teu alcance, depois dessa intervenção. Eu mantenho a minha opinião. A estrutura do Benfica mudou de opinião. Tu atacas-me. Bravo.

Camarao, no fim da época falamos sobre este assunto outra vez. Quando os actuais 7/8 representarem 2% do tempo de utilização, como na época passada e também eram muitos nesta fase de pré-temporada.

Rearviewmirror disse...

Isto é o chamado preso por se ter cão, ou preso por não se ter.
Se ficassem no Benfica, a critica era feita porque não jogavam e não davam hipóteses (embora Cardozo, Rodrigo, Garay e Luisão estarem num patamar muito superior ao Nelson e ao Roderick)

Entre fazer 3/4 jogos na Liga Portuguesa sendo terceira ou quarta opção, e poder ser a primeira num clube que está na melhor Liga Europeia, esta foi a melhor opção em termos de evolução para os jogadores.


Em termos futuros, os jogadores e o Benfica só poderão ganhar com isto.

Se conseguirem fazer bons jogos com Real Madrid e Barcelona, a visibilidade e projecção que poderão ganhar só nesses jogos não tem comparação com qualquer jogo do futebol português (infelizmente).

camarao disse...

Mesmo que joguem zero minutos, aquilo que foi dito é que era no plantel (e com Jesus) que os miúdos aprendiam... Ninguém disse que era no 11 titular que eles aprendiam...

N. disse...

É isso, MK. Boa continuação.

master kodro disse...

N, é isso mesmo. Não dizes nada sobre o assunto do post e escreves como se eu tivesse mudado de ideias, embora isso não esteja escrito em lado nenhum. É extraordinário.

Camarão, quem fez a comparação entre os três grandes foste tu, baseando-te no número de jogadores portugueses que hoje estão nos plantéis. Eu respondi-te a isso: neste momento é precoce esse tipo de análises até porque os plantéis não estão fechados.

Agora mudaste o assunto para o processo de aprendizagem? Achas que o Paulo Lopes, o Luisinho, o Carlos Martins e o Djaló ainda vão aprender assim tanto?

N. disse...

Eu ontem decidi que ia vestir uma camisa, mas hoje mudei de ideias e vesti uma t-shirt. Foda-se, sou um pulha.

Rearviewmirror disse...

Paulo Lopes, o Luisinho, o Carlos Martins e o Djaló não têm 20 anos.

camarao disse...

Tens 8, tiras 4, e ainda ficas com 4 jogadores portugueses que estão no plantel para aprender. Qual é o número que achas aceitável? A partir de que número é que tu já não criticavas? Cinco? Seis?

master kodro disse...

N, continuas a inventar ideias e atribuí-las a mim. Ninguém chamou pulha a ninguém, ninguém chamou nada a ninguém.

Mas resumo facilmente o que fizeste até agora:

1. Eu escrevo um post a mostrar como alguém mudou de ideias.

2. Tu escreves um comentário num post, sem comentar o post, e a tentar mostrar que eu mudei de ideias.

3. Eu digo-te que não mudei de ideias.

4. Tu passas a dizer que que eu acuso quem muda ideias de ser pulha ou algo do género, ainda sem comentar o post.

Não, N, tu não és um pulha. Mas a argumentar vales muito pouco, realmente.

master kodro disse...

Sim, Rearview, foi isso que eu disse.

Camarão, não sei porque é que estás a ver as coisas do prisma de "criticar". Eu estou a tentar dizer-te que a 1 mês do fecho do mercado é muito cedo para dizer que são 4 ou 8 que ficam no plantel, que mesmo que fiquem 10 no plantel e não jogarem isso significa pouco ou nada, a não ser que sirva para aprenderem, mas pelos vistos já não é assim tão importante. Aliás, ainda é menos importante quando este ano é obrigatório (por causa da UEFA) que lá estejam mesmo portugueses ou formados. Não penses que foram buscar o Paulo Lopes porque ele é muito bom e porque estão muito preocupados com o jogador português.

camarao disse...

E que tal fazer uma actualização relativamente a este post? Não interessa, não é?

E sobre o SCP, que seguindo os regulamentos devia baixar de divisão por causa do que fez o seu dirigente? Não interessa, não é?

E sobre os 17,94 milhões que o FCP pagou em serviços de intermediação na compra, venda e renegociação de passes de jogadores - um montante superior ao de qualquer clube da Premier League.
Não interessa, não é?