sábado, julho 07, 2012

Mais uma questão de prioridades

Está a decorrer um campeonato europeu em sub-19. Na segunda jornada, Portugal defrontou, ontem, a selecção espanhola, detentora do título. Portugal empatou 3x3. Portugal garantiu o apuramento para o Mundial sub-20. Qual é o critério editorial que leva a uma escolha de um título como "Jesé é uma máquina"?

master kodro

11 comentários:

Riga/V-1-Boy disse...

fazer publicidade a um jogador que um certo clube supostamente está interessado.

o problema é que esse jogador marcou 3 golos a uma selecçao do pais de onde é o jornal que publica isso, mas isso sao apenas promenores

littbarski disse...

Acho que é mais ou menos este: 1.º Benfica, 2.º Porto (quando perde), 3.º Sporting, 4.º selecção nacional, 5.º Real Madrid, 6.º resto do mundo, 7.º Porto (quando ganha).

Filipe disse...

No Jogo o feito dos sub-19 é uma nota minúscula na capa. É muito mais importante a selecção olímpica do Brasil.

Jota Pê disse...

Pessoalmente, também não percebo estes critérios.

Regendo-se, nos dias de hoje, os negócios por uma perspectiva de integridade e ética (e nunca pela facturação) e podendo-se dar destaque a organismos como a selecção de sub-19 ou sub-20, o fc porto, o sporting ou outros afins vai falar-se num indivíduo desconhecido que, imagine-se, meteu 3 golos à selecção portuguesa.

É, de facto, muito estúpido.

master kodro disse...

Jota Pê, não sei se tens noção que o rapaz é um jogador do Real Madrid (ponto final) e que a selecção portuguesa se apurou para o mundial sub-20. Se achas que o Record vende mais por isto...

Também te deixo excerto do estatuto editorial da publicação:

"Record é independente de clubes, associações, partidos ou crenças religiosas, e rege-se por critérios jornalísticos de rigor e isenção, respeitando o ser humano e a diversidade de opiniões, e cumprindo a Lei de Imprensa, o Estatuto do Jornalista e as orientações definidas pela Direção do jornal.

Record aborda os acontecimentos exclusivamente pelo seu valor jornalístico e faz uma clara distinção entre as notícias, a análise e a opinião."

master kodro disse...

Não vi, Filipe. É outra estupidez de todo o tamanho.

master kodro disse...

Aproveitei para ver a Bola também. É o Rodrigo que também vai para os Jogos Olímpicos e o assunto nem é focado. Isto é deprimente.

Jota Pê disse...

Só uma questão: porque raio é que a selecção nacional tem de ser mais importante que as outras coisas?

Isso do patriotismo é uma merda, pá! O patriotismo ficou no tempo do eusébio. que o diga o figo, esse grande patriota...

Infante disse...

A capa é ridícula em termos de interesse desportivo propriamente dito, mas em termos de interesse popular não sei se será assim tão ridícula.

O jornalismo desportivo português é uma porcaria, sem dúvida, mas verdade seja dita, os adeptos portugueses também são. Estão bem uns para os outros.

Eu se fosse director de um desportivo não sei se não faria o mesmo, para dizer a verdade.

SportingSempre disse...

concordo 100%. o Rascord no seu melhor.

Rearviewmirror disse...

"Luís Duque, administrador da SAD do Sporting, confirmou a aprovação da norma, ainda não anunciada oficialmente pela Liga, argumentando que a votação na proposta do Nacional da Madeira tornou irrelevante a intenção do seu clube.
"Vai, sobretudo, dar mais transparência ao futebol português", disse o dirigente, recordando que a proibição de empréstimo de jogadores a clubes da mesma divisão "é um facto em campeonatos como o inglês"."

Adebayor
Wayne Bridge
MAcheda
Fabio
etc...

Calado seria um poeta...