quinta-feira, junho 21, 2012

O desafio de Bilek

O seleccionador checo sabe bem o que fazer para tentar equilibrar a eliminatória, que não é equilibrada à partida: "Vamos ajustar a tática ao jogo deles, de modo a ser mais defensivos". Isto vai obrigar Portugal a alterar o seu tipo de jogo preferencial durante o Euro 2012 (só temos mais percentagem de posse de bola do que a República da Irlanda na fase de grupos) e retirar espaços às maiores armas ofensivas lusas, que residem nas correrias incontroláveis de Ronaldo, Nani e Coentrão. Hoje é dia de assistência para trás e estoiro de Meireles (ou da cabeça de Pepe, dado que graças a ele nos tornámos numa potência mundial nas bolas paradas e já não trememos contra alemães ou dinamarqueses, neste capítulo).

master kodro

4 comentários:

Francis disse...

nem que seja com um auto golo do Milan Baros...

master kodro disse...

sem dúvida!

Mr. Shankly disse...

Tenho medo deste jogo. Somos claramente superiores, mas eles defendem bem e podemos ficar sem paciência e cometer erros. Como por exemplo contra a Turquia e Macedónia.

Francis disse...

ganhámos porra.