quarta-feira, março 10, 2010

Presunção e água benta...


katanec

13 comentários:

JLC disse...

Não compreendo quem acha estranhas estas declarações, da mesma maneira que não compreendo quem achou muito estranho o Djalo dizer que este ano o sporting ia ser campeao, ou o Helton dizer que o Porto ainda ia recuperar.


Um jogador de futebol tem de jogar para ganhar, sempre. E esta foi a declaração de um jogador que acreditava em si, na sua equipa e que mostrou confiança ao grupo e aos adeptos.

JLC disse...

(Carreguei no post por engano).

...

E que depois perdeu, mas também não me parece que as declarações ganhem ou percam validade dependendo do resultado do jogo (tinhas feito o post se o Real tivesse ganho?).


Este post fazia sentido se o Real tivesse perdido a eliminatória por substimar o adversário. Não foi o caso, entraram com garra, tiveram boa parte do jogo a ganhar e o Higuain teve nos pés dois golos que ampliavam a vantagem.



Concluindo, faz-me mais confusão o post do que a capa do jornal.

katanec disse...

Nos últimos dias, a imprensa espanhola, os jogadores e dirigentes do Real tiveram um comportamento atroz, de sobranceria, arrogância e mania da superioridade. E não é só por esta capa. Mas tudo bem, não estava à espera que achasses bem o meu post, porque tu nunca achas bem o que eu escrevo.

Infante disse...

Nos ultimos dias ??

A Marca é SEMPRE assim, acho que já ninguém leva isso a peito. Este tipo de capas é o pão nosso de cada dia em Espanha (um tipo de jornalismo que os tugas, especialmente o Record tentam imitar a todo o custo).

E até parece que nunca vemos capas destas em Portugal...

E a sobranceria e arrogância fazem parte do DNA do Real Madrid, nada a fazer nesse aspecto. Não te chateies tanto.

Fleming disse...

"O Depois" - http://www.marca.com/multimedia/primeras/10/03/0311.html

Hugo disse...

Ainda me lembro das ridículas capas da Marca durante o Euro 2004...

José Leal disse...

Acho que é importante distinguir situações em que um jogador está a ser sobranceiro mesmo pela sua natureza, das outras em que simplesmente está a interpretar um plantel para o publico (jornais, adeptos, etc).

É algo que prejudica uma equipa como o Real, que neste momento não tem estaleca para as andanças europeias e se devia concentrar em formar um grupo para o futuro.

Mr. Shankly disse...

"Nos últimos dias, a imprensa espanhola, os jogadores e dirigentes do Real tiveram um comportamento atroz, de sobranceria, arrogância e mania da superioridade."
O Real, a Marca e o As são sempre assim. e o Sport com o Barça.

Já agora, os do Lyon portaram-se bem, foi? O Puel foi um exemplo.

Pedro disse...

Ontem provou-se q uma equipa com os melhores jogadores do Mundo mas com um treinador banal dificilmente terá sucesso...

Filipe disse...

Esta capa teve consequências. Um ex-jogador do Porto tentou andar à porrada no túnel do Barnabéu por causa desta "provocação."

Francisco Chaveiro Reis disse...

Penso que o discurso dos jogadores dos grandes clubes tem que ser sempre positivista e ambicioso.

Para galvanizar os adeptos e para se auto-motivar.

Não deve é ser irrealista. Mas o Real ganhar 3-0 ao Lyon não seria nenhum escandalo...

Abraços

N. disse...

Eu gosto é da foto do Camp Nou.

MB disse...

Não existem jornais desportivos em Espanha. Existe propraganda. São todos rídiculos e nem sequer tentam parecer jornais sérios.

A sério ao pé dos "jornais desportivos" espanhóis, os jornais desportivos portugueses parecem um modelo a seguir.

Em relação ao comentário do Sérgio Ramos (sobre os 3-0), penso que foi bastante infeliz, por dois motivos:

-O adversário quando lê estas declarações fica muito mais motivado.

-tinha o exemplo do ano passado em que o presidente interino do Real Madrid disse que o Real Madrid ia "chorrear" o Liverpool, e depois foi o que se viu.

Por outro lado o S.Ramos não tem fama de ser inteligente, por isso não é de espantar.