segunda-feira, outubro 12, 2009

442 Memória (2)

O rescaldo do empate de Portugal em casa, contra a Suécia, a 29 de Março deste ano, gerou um verdadeiro regabofe. A ponderação e a análise crítica foram substituídas pelo impulso, pela ilógica, pelo fel dos comentários. De tudo se inventou. Felizmente que, por estas bandas, se apelou a algum bom-senso. É bom saber que às vezes compensa. Diálogo num blogue e numa caixa de comentários perto de si, 29 de Março de 2009:

Katanec: "Portugal tem agora poucas hipóteses de chegar ao primeiro lugar e o apuramento será sempre difícil. Mas o que hoje li, vi e ouvi é vergonhoso. A imprensa afirma EXPLICITAMENTE que Portugal já foi eliminado («Adeus África», titula O Jogo) ou que seria necessário um milagre para nos apurarmos quando Portugal tem possibilidades matemáticas de vencer o grupo, podendo até chegar ao play-off mesmo sem ganhar todos os jogos."

Resposta do nosso amigo cparis: "Pode chegar ao playoff mesmo sem ganhar todos os jogos? Tens a certeza? [...] Se estás a pensar no melhor segundo aconselho-te a leres melhor o regulamento. [...] «Bye Bye Ronaldo... Nós estamos a caminho do Mundial» era o título da imprensa sueca. Será que é a nossa imprensa que é pessismista ou és tu que te enganaste nas contas? Diz-me lá tu qual o cenário onde 19 pontos dê para passar?"

Contra-resposta de Katanec: "O que eu disse foi que podemos chegar ao playoff sem ganhar todos os jogos, o que é possível em diversos cenários (dupla derrota da Suécia com Dinamarca, entre outros). Por fim, essa da Suécia ir a caminho do mundial tem imensa graça. A Suécia tem uma vitória em 4 jogos. Já empatou com a Albânia e não marcou nenhum golo a Portugal. Tem 6 pontos, menos 4 que a Dinamarca. Mas está no Mundial. Faz tanto sentido dizer que a Suécia está no mundial como O Jogo dizer «adeus áfrica»."

katanec

15 comentários:

último! disse...

"A ponderação e a análise crítica foram substituídas pelo impulso, pela ilógica, pelo fel dos comentários. De tudo se inventou. Felizmente que, por estas bandas, se apelou a algum bom-senso."

A ponderação e o bom senso deveria-vos ponderar a publicação deste post apenas após o play-off, é que assim correm o risco.

Sinceramente entendo ambos, depender de outros nunca nos trouxe sorte (desconfio que foi a primeira vez) mas esta possibilidade também existia, vá lá correu bem.

Agora sobre o play-off é que fico mais desconfiado, a jogar como jogámos será muito complicado.

rui disse...

Será? Eu não consigo perceber o porquê da selecçao estar a jogar mal...Será que a malta nao percebe que uma equipa pode estar a praticar bom futebol sem fazer o futebol do barcelona? Portugal não cria oportunidades de golo? Não domina os jogos? Que mais é que vocês querem? O único jogo que péssimo foi mesmo o da albânia lá...isso foi de uma sofreguidão total...agora os restantes...

E não, o queiroz nao teve sorte, porque uma equipa perder um jogo como nos perdemos cá contra a dinamarca, da forma que foi, acontece uma vez em 100000...e foi esse jogo, a diferença entre estarmos nos playoff e automaticamente qualificados...às vezes simplesmente não acontece...e nisso o queiroz teve azar...


ruibonga

último! disse...

Pronto Rui, ainda bem que para ti foi apenas azar... na minha opinião foi muita sorte porque se tivesses visto o Dinamarca vs Suécia entendias que foi mesmo muita sorte aquele jogo poderia ter caído para qualquer um dos lados.

Eu estou sempre por Portugal mas achar que estamos bem é ser no mínimo pouco exigente.

Agora acredito que chegando ao Mundial tudo pode acontecer, o Brasil e a França viram.se a rasca para se qualificarem no ano em que foram campeões

rui disse...

Eu estava a dizer ke foi azar no jogo de portugal...em relação ao dinamarca-suecia até acredito em si. Agora não deixa de ser verdade que caso o nosso contra a dinamarca tem corrido "normal", pouco interessava esse da suecia com a dinamarca...

Ruibonga

Luciano Rodrigues disse...

Se corresse normalmente a recepção à Dinamarca, tinha ficado 5-0 ou 6-1 e era um jogo para a história. E mesmo na Albânia, se corresse normalmente, tinha ficado 0-3 ou 0-4. Tal como na Dinamarca, se tem corrido normalmente, tinha ficado 0-2 ou 1-3. E sim, não é preciso jogar maravilhosamente para jogar bem. E nós temos jogado bem. E já maravilhámos, na tal recepção à Dinamarca (pessoalmente a melhor exibição a que assisti da selecção nacional (tirando os ultimos 8 ou 9 minutos).

master kodro disse...

Bem e melhor do que os outros não chega, Luciano. É o Queiroz.

Eu acho que só não merecemos (ou não fizemos o suficiente) ganhar na Suécia.

último, se reparares bem, neste post não está escrito em lado nenhum que estamos apurados. Neste post está escrito que alguém escreveu que estávamos eliminados. E não estamos.

Luciano Rodrigues disse...

Na Suécia fizemos o que tinhamos de fazer, empatar. Nestes grupos tem de ser assim, empatar fora contra os 3 adversários directos e ganhar em casa. O que não se ganha em casa tem de se ir buscar fora.

Quanto a estarmos apurados ou não, digo o seguinte: agora está feito. É só ganhar a Malta e depois no playoff ganhar em 2 mãos a Irlanda, Eslováquia, Bósnia ou Ucrânia. Estas selecções são "Hungrias". Num jogo são perigosas, a duas mãos seríamos uns otários se não os mandássemos À viola.

Luciano Rodrigues disse...

Ah, e aí os detractários de Queiroz tinham toda a razão, era o fracasso completo e absoluto! Até aqui sinceramente não vejo qualquer motivo para as críticas loucas, já nos deram como mortos (só um perfeito idiota não via que nós já tinhamos despachado todos os jogos lixados enquanto por exemplo Suécia e Dinamarca ainda nem tinham jogado nenhuma vez). Agora, com a "papinha" feita, é que não há margem para erro.

miguel_canada disse...

O que nos valeu é que o Simão AINDA CHEIRA A BENFICA!!!!!!
Foi a nossa sorte!

cparis disse...

katanec,

Eu dizia que Portugal com 19 pontos arriscava-se a não passar.
Se tudo correr como expectável, Portugal terá o oitavo melhor segundo lugar. Isto em nove grupos. Pensava eu que a Escócia ficaria nesse lugar. Enganei-me. Mas vai ver os jogos em que errei as previsões para ver se era assim tão absurdo ter pensado isso. Olhando de novo para trás, não me arrependo do que pensei.

Quanto à imprensa sueca, usei-a como prova de que esse era o sentimento comum na altura. Os suecos estiveram muito perto da qualificação e quem viu o jogo percebe o que eu quero dizer. A Dinamarca ganhou e isso foi bom para nós. Óptimo. Queiroz prepara-se para continuar a manter Portugal nos grandes palcos.

rearviewmirror disse...

era engraçado darem uma vista de olhos neste texto

"Brasugal a caminho do Mundial" em www.averdadedaliga.blogspot.com

katanec disse...

Caro "ultimo", como referiu o mk, aqui ainda ninguém disse que Portugal está apurado ou vai estar apurado. Apenas se disse, sempre, que era absurdo que se publicassem notícias (notícias, atenção!) afirmando que Portugal estava eliminado quando não estava. Não venhas confundir as coisas.

Caro cparis, não tenho mto tempo agora, mas eu não acho que as tuas previsões fossem descabidas. Acho porém que foram exageradas ao sugerir que era praticamente impossível apurarmo-nos, em quaisquer circunstâncias. Afinal os 19 pontos sempre davam para alguma coisa (se ganharmos a Malta, claro). É que tu não dizias que "Portugal com 19 pts arriscava-se a não passar". Tu dizias "Diz-me lá tu qual o cenário onde 19 pontos dê para passar?". É um bocadinho diferente, tens de admitir...

E essa do 8º em 9º não cola. A Escócia ou Noruega tinham caminho horrível, não é por acaso que têm 10 pts (e Portugal 13, ainda à frente de França e Irlanda, por acaso...). Portugal sempre teve hipóteses razoáveis de ficar em 2º sem ser o "pior" segundo. Sempre.

Bruno Ribeiro disse...

O problema das notícias não foi o cenário - afinal na fase de qualificação anterior não estivemos melhor - mas sim o seleccionador. Aqui não quero apenas dizer que um seleccionador português terá sempre maiores problemas do que um estrangeiro (porque isso é um facto) ou que é só por ser o Queiroz (embora também seja por isso).

A questão tem a ver com a relação com a imprensa. Scolari, que continuo a achar tacticamente mediocre, é um excelente relações públicas e soube cultivar uma boa relação com a imprensa através de favores e exclusivos. Sempre teve um conjunto de cães-de-fila preparados a defendê-lo e a atacar quem o criticasse. Queiroz não tem ou não quer ter essa vertente, e como tal está mais exposto, tanto mais que vários jornalistas "perderam" acessos exclusivos com a mudança de seleccionador. Como tal, atacar Queiroz é mais fácil.

No que toca aos adeptos o mesmo se aplica. Claro que depois há sempre a típica cultura portuguesa - não estou a apontar nenhum caso em particular - em que cada vitória é insuficiente e cada derrota o fim do Mundo conhecido.

Defendi sempre que Portugal estaria em condições de passar até em primeiro lugar, o que não se veio a verificar mas que seria possível. Agora faltam 1 ou 3 jogos para conseguir o passaporte.

Gabriel disse...

Basta ler a idiotice da crónica do Alexandre País para perceber como funciona a porcaria da imprensa Portuguesa.

último! disse...

Boas, embora concordando com os autores pois não afirmaram que Portugal está já apurado, por mim ainda não faria já este texto ou a festa porque falta o playoff e os detractores poderão vir a ter razão. E ao contrário do que afirma o Luciano Rodrigues:

"...no playoff ganhar em 2 mãos a Irlanda, Eslováquia, Bósnia ou Ucrânia." ..."a duas mãos seríamos uns otários se não os mandássemos À viola..."

Discordo absolutamente, vi o jogo da Irlanda e o Trapattoni continua um senhor a Itália viu-se e desejou-se para conseguir o apuramento, a Bósnia tem três atacantes qual deles o melhor e a Ucrânia é sempre complicada (a Eslováquia sinceramente não conheço mas para estar onde está não deverá ser favas contadas.

Por mim só quando o apuramento for conseguido! Com o Queiroz espero tudo :)