segunda-feira, fevereiro 16, 2009

O Incrível Hulk (Porto 3 x 1 Rio Ave)

Contra o Rio Ave, contra o Mundo, contra a trave:



master kodro

24 comentários:

JNF disse...

Enganei-me bem acerca deste tipo...

camarao disse...

Ao Cardozo exigem que marques golos sem ser de penalty, já com este ficam contentes quando acerta na poste. Opções.

Pedro Reis disse...

tens razão camarao, bom é o Di Maria que já cá está há 2 anos e só agora marcou o 1ºgolo para o campeonato...

MK,
faz lá um artigo sobre o "Genial" "Bomba" "Nas Asas de" Di Maria! lol

Nuno disse...

A jogada é boa, mas borra a pintura na hora do remate. Ainda que o pontapé tenha sido bom, não foi a melhor opção. Poderia, depois daqueles dois dribles anteriores, em que desequilibrou o adversário, ter soltado no Mariano, que ficava isolado. Preferiu resolver sozinho, não estando em tão má posição quanto isso para o fazer, mas deveria ter jogado no colega em vez de chutar. É só por causa disso que as suas qualidades não estão potenciadas como deveriam.

Pedro Reis disse...

Nem o Mariano estava isolado, nem é a melhor opção mesmo quando está!
Só tu é que fazias rir agora, oh Nuno! Para o Mariano???
A jogada é excelente, o enquadramento para rematar também, o remate é forte e colocado e só peca por ser "10 cms colocado a mais". São estas jogadas e estes jogadores que fazem os adeptos ir ao estádio! Agora o Mariano? lol

kovacevic disse...

Podia ter metido no Mariano, sim, mas nada garante que fosse golo.

Hulk está em posição frontal e faz um remate tecnicamente perfeito.

O homem traz a bola no pé desde a linha de meio-campo.

Fredy disse...

eu tou como o Pedro reis..meter no mariano!?!!? lololol

mas o Hulk é algum burro para estragar uma jogada destas com um cepo daqueles?

ao menos assim ainda foi à barra! se ele passasse das 2 uma, ou o mariano não conseguia dominar a bola ou então dominada era lento e o defesa ia lá busca-la!

Nuno disse...

Pá, as probabilidades de golo, passando a bola ao Mariano ou até mesmo ao outro jogador do Porto que vai a entrar pela direita (embora o passe aí fosse de mais difícil execução), seriam muito maiores do que rematando dali. Ainda não há muito tempo, no blogue do Lateral-Esquerdo, se relembrou aquele golo do Quaresma ao Guimarães, a época passada, na qual ele vem da esquerda para a direita com a bola conduzida e não a dá a ninguém, quando tinha uma vantagem numérica de 3 para 1, acabando por chutar à entrada da área e fazendo golo. Esse lance é em tudo idêntico a este e a consequência da jogada, o golo, não faz da tomada de decisão de Quaresma uma boa tomada de decisão. Como nesse lance, Hulk opta por rematar quando tem 2 companheiros em melhor posição, com uma linha de passe aberta para ambos. Se Mariano falhasse ou acertasse, não interessa. As probabilidades de dar golo seriam muito maiores caso a bola chegasse aos seus pés. Só para dar um exemplo em tudo idêntico, mas no qual a decisão foi outra: o segundo golo do Sporting. Vukcevic, depois do drible, tem espaço para rematar, está enquadrado e mais ou menos à mesma distância que Hulk está da baliza. No entanto, viu que Postiga estava em melhor posição e, em vez de arriscar o remate, optou pelo passe. Deu golo. Poderia não ter dado. A única coisa que interessa é que a opção aumentou em muito as probabilidades de dar golo. No caso do Hulk, aconteceu o contrário.

Nuno disse...

Pedro Reis diz: "A jogada é excelente, o enquadramento para rematar também, o remate é forte e colocado e só peca por ser "10 cms colocado a mais"."

Estás a falar da execução, quando eu falei da opção. Para mim, é igual que a bola tenha ido à barra com um remate perfeito, que a bola tivesse ido à figura, que a bola tivesse ido para a bancada, etc. A opção foi má. Tinha um colega (não interessa se era o Mariano), se não mesmo 2, em melhor posição.

"São estas jogadas e estes jogadores que fazem os adeptos ir ao estádio!"

Pedro, as pessoas que vão ao estádio por causa destas jogadas e destes jogadores, vão ao estádio para sentirem algo, para se emocionarem, para gritarem, para soltarem o que têm reprimido, para desabafarem. As pessoas que vão ao estádio por causa destas jogadas e destes jogadores não percebem nada de futebol. Vão ao estádio porque acham que o futebol é uma forma de emoção.

Jorge disse...

As linhas de passe de que o Hulk dispoe nao sao tao obvias como isso, os jogadores do Rio Ave tentam posicionar-se por forma a cortar essas linhas, e tambem nao e claro que um passe possibilitasse uma situacao de golo melhor.
O Hulk tem um excelente remate e tinha um corredor de remate frontal e bem amplo a entrada da area. Nao vejo porque e que deveria ter feito outra coisa senao rematar.

Fredy disse...

opah, se a epssoa que tenho para passar for a minha avó, mesmo tando ela de balzia aberta, a probabilidade dela acertar na bola e amrcar é 0%! o mesmo se passa com o mariano! nao sei qual é a duvida!

ahhh já sei..o hulk não é formado na academia do sporting lolol

rearviewmirror disse...

não sei pq que o adepto incondicional do guimarães não destaca o lance do golo do rio -ave, esse sim uma jogada com principio meio e fim (10 cm pra cá, ou 10 cm pra lá, deu um senhor golo).

Vitória clara do FCP, com penalty indiscutivel e segundo golo clarissimo (que impulssão).
Caminhamos nós, neste belo país á beira mar plantado, com vendas nos olhos, como os burros que somos, para mais uma campeonato tranquilo e claro como a água.

PS: azar tive eu em ir ao brasil, e a factura da minha minha viagem não ter sido paga pelo FCP, como aconteceu ao Calheiros. Alguem que me explique essa. tive um azar..ou então o calheiros teve muita sorte...

tp disse...

caro Rearview,

1. Impulsão só tem um s

2. Essa frase da factura da viagem ao Brasil já a vi escrita várias vezes. Insista antes na originalidade, um dia será recompensado.

3. Se a factura do Calheiros foi, por sorte paga pelo Porto, a viagem do Mário Luis à China não teve nada a ver com a sorte. Foi mesmo recompensa pelos serviços prestados ao sbordem.Quanto ao bemfas lá recompensará de outras maneiras, talvez com calçado....

Nuno disse...

Jorge diz: "As linhas de passe de que o Hulk dispoe nao sao tao obvias como isso, os jogadores do Rio Ave tentam posicionar-se por forma a cortar essas linhas, e tambem nao e claro que um passe possibilitasse uma situacao de golo melhor."

Tás a gozar? A partir do momento em que Hulk passa por Gaspar e, sobretudo, depois de ter dado o último toque e preparar o remate, Miguel Lopes sai-lhe ao caminho, deixando Mariano solto, com uma linha de passe clara. O avançado do Porto que se encontra do outro lado está igualmente aberto, mas o tempo que a bola demoraria a lá chegar seria maior, pelo que seria mais fácil aos defesas reagirem e anularem o lance. Agora, o Mariano, se recebesse a bola no momento em que o Miguel Lopes sai em direcção ao Hulk, ficava isolado e não haveria qualquer espécie de possibilidade de reacção por parte da defesa. Ficaria com a bola dominada, dentro da área, numa zona claramente mais favorável para marcar do que atrás da meia-lua, que é de onde Hulk chuta.

"O Hulk tem um excelente remate e tinha um corredor de remate frontal e bem amplo a entrada da area."

Jorge, é verdade que o Hulk tem um grande pontapé. Mas mesmo com um grande pontapé, as hipóteses de marcar dali são claramente inferiores às hipóteses que Mariano teria, dentro da área, sem qualquer oposição. Não pode haver sequer dúvidas em relação a isto.

Fredy diz: "se a epssoa que tenho para passar for a minha avó, mesmo tando ela de balzia aberta, a probabilidade dela acertar na bola e amrcar é 0%! o mesmo se passa com o mariano!"

Fredy, estavas mesmo a falar a sério. Pensei que estivesses no gozo. Pá, nunca esteve aqui em causa a qualidade do Mariano. Agora, não passar a bola a um colega por considerar que ele é fraquinho é das coisas mais primitivas e estúpidas que podias dizer. O Hulk tem 10 colegas em campo e tem de contar com eles de igual forma. Ele tem que olhar para o equipamento e não para a cara do jogador. Só um idiota faria um comentário tão estúpido.

"o hulk não é formado na academia do sporting"

Foi isso, Fredy, foi isso. Já tu, que tens uma formação espectacular e percebes de bola como o caralho, deves ter sido formado na horta dos teus pais.

António disse...

"Fredy, estavas mesmo a falar a sério. Pensei que estivesses no gozo. Pá, nunca esteve aqui em causa a qualidade do Mariano. Agora, não passar a bola a um colega por considerar que ele é fraquinho é das coisas mais primitivas e estúpidas que podias dizer. O Hulk tem 10 colegas em campo e tem de contar com eles de igual forma. Ele tem que olhar para o equipamento e não para a cara do jogador. Só um idiota faria um comentário tão estúpido."
Já passar a bola a um colega porque adivinha o que o outro vai fazer é completamente racional e, qual Maia, perfeitamente plausível. Diferenças extraordinárias e sobretudo lógicas. Mais um argumento à Nuno. Em homenagem, será conhecido como um "Nunomento": argumento sem lógica e desprovido de razão, que funciona quando o autor de um qualquer blog quiser. NOTA: não é preciso argumentação lógica, basta ofender as pessoas que discordem. Olha para aqui Paulo Portas, há potencial!

"Jorge, é verdade que o Hulk tem um grande pontapé. Mas mesmo com um grande pontapé, as hipóteses de marcar dali são claramente inferiores às hipóteses que Mariano teria, dentro da área, sem qualquer oposição. Não pode haver sequer dúvidas em relação a isto."
Se Mariano fosse esquerdino e, sobretudo conhecido por alguma espécie de capacidade concretizadora até concordaria.

Epá, ó Nuno, começa por compreender as palavras "lógica", "sensatez" e "inteligência". Depois começas a ver um bocadinho de futebol de vez enquando. Pode ser que um dia percebas algo. Se bem que umas das máximas é que a capacidade intelectual não evolui a partir dos 20 (né?), por isso já não tenho esperança. Vou ter que continuar a rir com tanto disparate.

Nuno disse...

"Já passar a bola a um colega porque adivinha o que o outro vai fazer é completamente racional e, qual Maia, perfeitamente plausível. Diferenças extraordinárias e sobretudo lógicas. Mais um argumento à Nuno."

António, onde é que eu disse isto? Tás parvo ou quê? Pá, inventares coisas que eu digo para afirmares que me contradigo, de facto, é um argumento espectacular.

"Se Mariano fosse esquerdino e, sobretudo conhecido por alguma espécie de capacidade concretizadora até concordaria."

Pá, caga nisso. Não conseguires perceber que qualquer jogador minimamente apresentável teria melhores hipóteses de marcar dentro da área do que o Hulk fora dela, é um problema teu. Não posso modificar isso.

Gabriel disse...

LOLOLOL Nuno x World
Não dá pra discutir assim, quem diz que o Mariano (sem estar em posição central e isolado) tá em melhor posição que o Hulk tem graves problemas de visão... ou será que é apenas o facto de não gostar do Hulk?

António disse...

"António, onde é que eu disse isto? Tás parvo ou quê? Pá, inventares coisas que eu digo para afirmares que me contradigo, de facto, é um argumento espectacular."

Nem no teu blog sabes o que escreves Nuno. Ora vai lá ler.
E quanto a esse "argumento espectacular", não é um recurso recorrente teu? Ora vê lá melhor na caixa de comentários do teu ultimo post.

"Pá, caga nisso. Não conseguires perceber que qualquer jogador minimamente apresentável teria melhores hipóteses de marcar dentro da área do que o Hulk fora dela, é um problema teu. Não posso modificar isso."

Sim claro. Sou eu que não percebo... Toda a gente sabe que basta chutar dentro da área para ser golo, é isso? Ou em qualquer ponto da área é mais fácil marcar um golo do que a partir da meia-lua?
É que o Hulk estava enquadrado com a baliza e em posição frontal, ainda com força e tem potência de remate. Sabes perfeitamente que se a bola vai ligeiramente mais baixa, entraria.
Mariano não é esquerdino, que naquele enquadramento seria inegavelmente uma mais-valia, não tem potência de remate, não tem uma técnica apurada, não tem especial capacidade concretizadora, está bem descaído para a esquerda... Enfim. Nem sei como não consegues ver isto de tão básico que é. Hulk tomou a melhor opção. Se foi o que ele pensou ou não na altura, epa, não é isso que se está a discutir aqui.

Meto a minha mão no fogo como se fosse Aimar, Farnerud, Carlos Martins e outros quantos que gostas de defender com unhas e dentes só porque sim, estaríamos aqui todos de acordo que aquele remate tinha sido fenomenal. Enfim... Enquanto não revires esses exageros e parcialidades é impossível ter conversas inteligentes. Não dás para mais. E depois dizes que não percebes como as pessoas não apresentam argumentos para debater. O facto é que é começam a usar armas idênticas às tuas. Mas, novamente, não dás para mais. Pára, pensa e respira homem.


E continua... Fácil demais :)

Offshore disse...

Rearview,
Como podes ter tanta certeza de que o Paiva defendeu a bola dentro da baliza ?
Mas concordo contigo, também me parece que a bola entrou totalmente na baliaza. Seria o 2x0

Nuno disse...

António diz: "Nem no teu blog sabes o que escreves Nuno. Ora vai lá ler."

Pá, eu não vou procurar por algo que não disse. Se quiseres, procura tu e põe aqui.

"Toda a gente sabe que basta chutar dentro da área para ser golo, é isso?"

Não, não é isso. Não sei se és burro, se gostas de embirrar. Nada garante que fosse golo, mas as probabilidades de êxito seriam maiores. Isso é inegável.

"Mariano não é esquerdino, que naquele enquadramento seria inegavelmente uma mais-valia"

Pelo contrário. Puxar a bola para o pé esquerdo resultaria na obrigação de rematar cruzado. Mariano deveria enquadrar-se com o pé direito e, provavelmente, escolher o segundo poste, chutando com a parte de dentro do pé.

"não tem potência de remate"

Àquela distância, não precisa.

"não tem uma técnica apurada"

Como assim? Tecnicamente não é bom, o Mariano?

"está bem descaído para a esquerda"

Não, não está. Está ligeiramente, o que pouco importa.

"Hulk tomou a melhor opção."

Não, não toma. Não é o facto de o repetires mil vezes que o tornará verdade.

"Meto a minha mão no fogo como se fosse Aimar, Farnerud, Carlos Martins e outros quantos que gostas de defender com unhas e dentes só porque sim, estaríamos aqui todos de acordo que aquele remate tinha sido fenomenal."

António, assim queimas-te. Vou-te dar dois exemplos de como não sou desonesto, como tu afirmas. Quando fiz o estudo sobre o Farnerud, lembro-me de um passe que na altura achei formidável para o Tiuí, mas que contei como uma acção negativa do sueco porque o lance foi cortado. Na verdade, a opção do sueco foi a melhor, jogar rasteiro, entre linhas. Mas Tiuí imaginou que seria bom correr para a frente e esperar um passe nas costas. Resultado: o lance perdeu-se. Apesar de achar que o Farnerud tinha feito o melhor, concedi que fosse considerada uma má opção. Segundo exemplo: sempre que o Liedson rubricou boas exibições, não me coibi de o dizer, indo contra o que geralmente defendo dele. Isto mostra que não defendo mais uns jogadores do que outros. Isto mostra que sou o mais imparcial que consigo ser. Se Aimar ou quem quer que fosse fizesse isto, diria o mesmo. Numa situação de 3 para 2, com 2 linhas de passe claras e a 5 metros da entrada da área, rematar é um disparate. Se fosse, por exemplo, um chapéu, talvez fosse diferente. Seria um remate com intenção de colocar a bola num determinado sítio e não apenas um remate em força, sem direcção. Mas assim nada feito. O que acontece é que, provavelmente, Aimar ou Farnerud leriam melhor o lance e jamais chutariam.

António disse...

"Não, não é isso. Não sei se és burro, se gostas de embirrar. Nada garante que fosse golo, mas as probabilidades de êxito seriam maiores. Isso é inegável."

Exacto. As probabilidades de marcar golo são sempre maiores dentro de área, não é? É tão inegável...


"Como assim? Tecnicamente não é bom, o Mariano?"

Como já respondi mil vezes às outras questões nem me vou dar ao trabalho de voltar a repetir. Resumo tudo nessa, Mariano não é especialmente bom tecnicamente, nomeadamente a nível de remate, pela segunda vez. Por favor, não me obrigues a repetir, pensa um bocadinho.


"Não, não toma. Não é o facto de o repetires mil vezes que o tornará verdade."

Isto vindo de quem vem, torna-se anedótico. Estás familiarizado com a palavra hipocrisia? Para não me obrigares a escrever mais sobre o tema, explico já que estou a falar de Liedson.


"Isto mostra que sou o mais imparcial que consigo ser."

Aqui resumes tudo Nuno. Em não questiono que tu sejas o mais imparcial que consigas ser. Só que não és nem de perto nem de longe, o que pode ser considerado como imparcial para um comum mortal. Tens dois pesos e duas medidas, é inacreditavel como aches o contrário e só prova as minhas suspeitas.


Boas noites.

Nuno disse...

António diz: "Exacto. As probabilidades de marcar golo são sempre maiores dentro de área, não é? É tão inegável..."

Lá estás tu a desconversar. Não, não são. Seriam, no local onde o Mariano apanharia a bola.

"Mariano não é especialmente bom tecnicamente, nomeadamente a nível de remate, pela segunda vez."

António, o Mariano, para marcar golo do local onde receberia a bola, não precisa de ser bom a esse nível. Nenhum jogador o precisa. Vou fazer-te uma pergunta. Se fosse o Liedson e não o Mariano, achas que o Hulk deveria ter passado? É só para ver se o problema é só o facto de ser o Mariano. É que o Liedson não tem um bom remate, mas dentro da área costuma ser decisivo. E é-o porque não precisa de ter um bom remate. Ali é só ser frio, escolher um lado. O guarda-redes não tem tempo para reagir, mesmo que o remate não seja uma bomba.

"Estás familiarizado com a palavra hipocrisia"

António, a diferença é que eu repito as coisas, argumentando-as. E de todas as vezes que as repito, procuro argumentar respondendo directamente às objecções que me levantam. Tu repetes as coisas só por repetir, porque achas que elas são assim. Não apresentas argumentos novos. Pára e pensa: que argumentos é que apresentaste para refutar o que eu disse? Apenas que o Mariano é mau a rematar, o que é um argumento sem ponta por onde se pegue.

"Aqui resumes tudo Nuno. Em não questiono que tu sejas o mais imparcial que consigas ser. Só que não és nem de perto nem de longe, o que pode ser considerado como imparcial para um comum mortal. Tens dois pesos e duas medidas, é inacreditavel como aches o contrário e só prova as minhas suspeitas."

Pá, dei-te dois exemplos. Se não queres aceitar, não aceites. A minha imparcialidade vem do facto de não dar nada como certo, de questionar tudo a toda a hora. Vocês acham que eu embirro com certos jogadores e que depois tudo o que digo advém dessa embirração, quando o que acontece, de facto, é que eu perdi tempo a reflectir sobre coisas e vocês deram tudo como garantido. Dão como garantido que o Farnerud não presta porque dizem que não presta e não se dão ao trabalho de pensar por vocês; dão por garantido que o Liedson é Deus e não se dão ao trabalho sequer de reflectir sobre a verdade desse postulado. No dia em que perceberes que as coisas não são simples, que tudo merece reflexão, talvez consigas perceber que 90% das coisas que se dizem são ditas levianamente, sem verdadeiramente serem pensadas e que muitas dessas coisas, quando pensadas, talvez não correspondam à verdade.

António disse...

"Lá estás tu a desconversar. Não, não são. Seriam, no local onde o Mariano apanharia a bola."

Tens razão, estou mesmo. Até que enfim percebeste. É a minha forma favorita de lidar com pessoas que adoram parcialidade.


"António, o Mariano, para marcar golo do local onde receberia a bola, não precisa de ser bom a esse nível. Nenhum jogador o precisa. Vou fazer-te uma pergunta. Se fosse o Liedson e não o Mariano, achas que o Hulk deveria ter passado? É só para ver se o problema é só o facto de ser o Mariano. É que o Liedson não tem um bom remate, mas dentro da área costuma ser decisivo. E é-o porque não precisa de ter um bom remate. Ali é só ser frio, escolher um lado. O guarda-redes não tem tempo para reagir, mesmo que o remate não seja uma bomba."

Nunca disse que Liedson tinha uma remate prodigioso. O passe também seria uma boa opção, no entanto, tendo em conta as capacidade físicas e de remate do Hulk, já agora comparando-as com a sua capacidade de passe e inteligência decisional, não acho que o remate tem sido uma má decisão. É preciso ver que Hulk está numa posição directa e frontal à baliza, mesmo que na hora do remate esteja quase na linha da meia-lua.


"António, a diferença é que eu repito as coisas, argumentando-as. E de todas as vezes que as repito, procuro argumentar respondendo directamente às objecções que me levantam. Tu repetes as coisas só por repetir, porque achas que elas são assim. Não apresentas argumentos novos. Pára e pensa: que argumentos é que apresentaste para refutar o que eu disse? Apenas que o Mariano é mau a rematar, o que é um argumento sem ponta por onde se pegue."

Não Nuno. Tu fazes exactamente a mesma coisa, procurando a cada nova insistência rebaixar o argumento alheio com insultos e atitudes arrogantes. Ao que a mim dentro de uma conversa estúpida é-me indiferente. Quando cresceres e te tornares um homenzinho vais reparar que o insulto barato só leva a que comeces a argumentar para o boneco porque ninguém está para aturar isso.
O problema aqui é que tu nem consideras os argumentos alheios, queres ter razão só por ter e ficas com ela, dentro do teu Mundo... Enfim. Opções! O teu companheiro de blog, por exemplo, é muito mais consensual e as suas opiniões são convergentes com as tuas.


"Pá, dei-te dois exemplos. Se não queres aceitar, não aceites. A minha imparcialidade vem do facto de não dar nada como certo, de questionar tudo a toda a hora. Vocês acham que eu embirro com certos jogadores e que depois tudo o que digo advém dessa embirração, quando o que acontece, de facto, é que eu perdi tempo a reflectir sobre coisas e vocês deram tudo como garantido. Dão como garantido que o Farnerud não presta porque dizem que não presta e não se dão ao trabalho de pensar por vocês; dão por garantido que o Liedson é Deus e não se dão ao trabalho sequer de reflectir sobre a verdade desse postulado. No dia em que perceberes que as coisas não são simples, que tudo merece reflexão, talvez consigas perceber que 90% das coisas que se dizem são ditas levianamente, sem verdadeiramente serem pensadas e que muitas dessas coisas, quando pensadas, talvez não correspondam à verdade"

Não posso aceitar porque não são verdadeiros. Tu questionas o que quiseres mas é mais do que óbvio que tens preferências e cismas vincadas e a forma como as defendes dá a entender que a tua opinião é muito mais radical do que provavelmente é. Se tivesses um bocado mais de moderação, apostava em grande que terias muitas mais opiniões favoráveis em relação ao que escreves. E nem falo dos posts do teu blog...


Estás a ver? Não te armas aos cucos, eu não me armo aos cucos e a conversa vai tomando um rumo decente. Caso contrário, eu também sei coisas...

matrafisco disse...

Cada vez que leio o texto do MK,
engano-me a ler "mundo".
Que estranho.