domingo, janeiro 04, 2009

Com tranquilidade

A exibição do Sporting não foi especialmente brilhante, mas não se pode dizer que a vitória dos leões tenha estado alguma vez em discussão. Nem depois da expulsão de Carriço. Enquanto houver o habitual Liedson (um golo e uma assistência), o Sporting pode continuar a pensar no título.

master kodro

8 comentários:

FIL disse...

Repetindo o comentário feito no Sector a minha avaliação, em linhas gerais:

(Excelente)

-Liedson e Moutinho (enormes, numa palavra)
-Patricio, porque sem se dar por isso vai ganhando confiança nas saidas a cruzamentos, um dos seus pontos a corrigir
-Algumas boas combinações ofensivas
-Vitória importante fora
-Bom arranque em 2009 (contrariando a má tradição dos últimos anos) e o tónico que isso pode trazer.

(Médio)

-O aparecimento de Vukcevic a titular, embora mto longe do seu melhor e mto complicativo.
-Ismailov (algo apagado à direita?).
-Postiga, muito combativo mas poucas vezes servido.
-Polga, Caneira e Carriço (algo infeliz ontem mas sendo tão jovem, foi titular consecutivamente com poucos erros de monta)

(Mau)

-O adormecimento exagerado na 2.ª parte a demonstrar um Setubal a querer e a não poder e um Sporting a poder e a não querer.
-M.Veloso lento e desacertado no passe, quase sempre a cobrir com os olhos (é no campo que se mostra valor, não com tretas e choraminganços do pai).
-Abel, uma caso sério de trapalhice e má cobertura defensiva (do lado dele sairam faltas e vários cruzamentos, tb este cobre mtas vezes com os olhos). Julgo que mesmo assim, vale mais do que demonstrou mas Pereirinha deverá crescer naquela posição.
-Benquerença, para variar, um árbitro de fraquissima qualidade, sem pinga de bom-senso e que de repente, desatou a distribuir cartões como se de um jogo violento se tratasse (a expulsão a Carriço é um absurdo de rigor e falta de critério).

Leão de Alvalade disse...

Caro MK:
Sou levado a questionar-me se mesmo o peso do grande Levezinho não será de menos para fazer pender os pratos da balança para o Sporting. Obviamente digo isto com pena, pois gostaria que fosse suficiente. Mas um jogador pode disfarçar durante algum tempo as carências colectivas mas só um colectivo forte permite sonhar com o título. E pelo que se viu ontem a defender a coisa parece estar consolidada mas o processo atacante está ainda muito perro.

Nuno disse...

"Enquanto houver o habitual Liedson (um golo e uma assistência), o Sporting pode continuar a pensar no título."

O habitual Liedson? Enquanto houver o habitual Liedson, o Sporting não vai a lado nenhum. Ontem, contudo, o Liedson da primeira parte não foi o habitual Liedson. Foi um jogador que tomou quase sempre a melhor opção e com isso contribui para algum bom futebol da sua equipa. Nos golos, o habitual Liedson teria emperrado a jogada com uma má decisão. Como não foi um Liedson habitual, tomou uma boa opção e a jogada prosseguiu. Se ele jogasse sempre assim, o Sporting era claramente mais competitivo.

condor disse...

Por acaso não se arranja um penaltesito por marcar?

João disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
João disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
João disse...

Já tinha saudades do Nuno. Pelos vistos nenhum dos 126 golos do Liedson o valorizam, porque raramente "toma a melhor opção", citando aqui o Mourinho da blogosfera portuguesa. Quantos golos ele já devia ter, 529, como o Peyroteo? É óbvio que o Liedson não é um jogador perfeito, tem bastantes defeitos. Se fosse melhor do que é, de certeza que não estaria no Sporting, nem no campeonato português.

sar disse...

Queira Deus que o Liedson continue a tomar más opções...

Um gajo lê cada coisa...
Enfim.