quarta-feira, abril 17, 2013

Vendas no Vitória

Segundo alguns órgãos de comunicação social, Ricardo e Tiago Rodrigues estão vendidos ao Porto, em negócio que não está confirmado por ninguém, nem os respectivos contornos, a não ser um valor de 2 milhões de euros. Apesar de algumas vozes discordantes (sendo legítimo esperar mais dinheiro dessas vendas), existe uma clara diferença entre o passado recente e o momento actual: em vez de trintões com salários milionários (à escala) e emprestados a valorizar para outras equipas, temos jovens a render milhões, poucos ou muitos, são milhões que entram e que salvam um clube (SAD) que foi herdado com um poder de negociação de uma puta de 70 anos. É este o caminho, só há este caminho e parabéns e boa sorte aos miúdos que tanto nos deram este ano, dentro de campo e, infelizmente, aos nossos credores.

9 comentários:

Hugo Viseu disse...

Master, parte do princípio que há que por a casa em ordem. É o caminho a seguir. Haverão mais jogadores bons a vir dos escalões de formação. Agora, com o tempo, esperemos que os consigam manter mais tempo e vender mais caro. E de preferência, vender para fora, não para a concorrência interna (uma vez que imagino poderão vir a ser emprestados a um clube rival).
Mas concordo com o post. Muito melhor isto, do que a alternativa de ter trintões com salários "milionários".

João disse...

Mudar(?) para ficar na mesma.

Joao disse...

Para o Porto são excelente escolhas, dois jogadores com boas perspectivas de carreira, poupa-se nas comissões manhosas (espero eu...), e a pouco e pouco torna-se o plantel um pouco mais português. É bom lembrar que o Porto teve dois anos de sonho com um plantel maioritariamente português...

É uma boa ajuda financeira para o Guimarães, infelizmente nos próximos tempos o clube terá apenas de se preocupar em recuperar financeiramente do caos...

João disse...

"É uma boa ajuda financeira..."

Que benemérito que anda o Porto.

Filipe disse...

O FCP a reforçar a equipa B, quer ser o primeiro grande a ganhar a liga de honra.

Joao disse...

Ou então a precaver o futuro, já que nos próximos tempos é natural que o investimento na equipa A seja muito menor...

O Porto contrata por dois milhões de euros, dois jogadores que há pouco mais de um ano eram completamente desconhecidos (e muito dificilmente conseguiriam sequer chegar à equipa A do Guimarães...). Se aproveitaram o facto de o Guimarães não estar numa boa situação financeira para fazer o negócio, paciência, são as leis do mercado...

Podemos também referir o facto que o Porto nos últimos tempos teve de vender jogadores a um valor muito mais baixo do que era expectável e isso deveu-se também às dificuldades financeiras no clube...

António Pista disse...

Se fosse o Benfica a comprar por 2M € dois jogadores com o potencial do TR e do Ricardo, não havia de faltar...

Gabriel disse...

Ao último comentário eu só lembro 1 coisa: Tiago, Armando Sá e Quim, pot 3M€, sendo que 2 destes eram já na altura jogadores de selecção.

Filipe disse...

Gabriel, e qual era o orçamento típico dos clubes portugueses nessa altura? Qual o valor típico de uma compra de Benfica e Porto na altura?