quinta-feira, abril 11, 2013

Os credíveis e a gestão de topo

No carro, na fila do drive in, ouço um tal de Paiva dos Santos a explicar que as rescisões de contrato até podem ser 'um mal menor' para o Sporting, porque se o Sporting quer reduzir custos 'tem de indemnizar' os jogadores que 'mandar embora'.

Não me engasguei porque ainda estava à espera do hambúrguer. Parece impossível, mas os credíveis continuam sem perceber a diferença entre uma SAD e uma fábrica de salsichas.

Paiva dos Santos também disse à Antena 1 que reuniu 8 vezes com bancos no período eleitoral e que foi convidado pela banca para ser candidato.

Deve ser isto a gestão de topo.

2 comentários:

Repórter H disse...

Também ouvi e juro que se estivesse ao pé do gajo que lhe tinha dado um pontapé na cabeça. Que asco!

Férenc Meszaros disse...

Pois é Kova. Mas dá lá uma voltinha na net. Estes é que são bons e é destes que o Sporting precisa. Pelo menos não há conferencias de imprensa a dizer que está tudo dado como garantia à banca...