quarta-feira, dezembro 19, 2012

Escrita em dia

Vitória Perdemos com o Paços, mas há sinais muito positivos, mesmo de Amido Baldé, que falhou 3 golos feitos (um penalty incluído). Pela primeira vez na época - e é uma impressão repetida, portanto com alguma consistência - a equipa parece demonstrar que tem influência na definição do ritmo e cariz do jogo, o que era uma miragem até há bem pouco tempo. Depois Baldé falha, como falham outros muito mais experientes e celebrados, mas mostra pormenores de qualidade inequívoca: a rotação que o isolou perante Cássio (não sei porquê ia chamar-lhe Peçanha) é excelente; a forma como troca a bola com os parceiros é digna de registo. A equipa está a cumprir. Resta que a direcção faça o mesmo.

Cícero Trata-se apenas de uma curiosidade estatística relativa ao ponta-de-lança do Paços, autor do bis que derrotou o Vitória: aos 26 anos de idade, o homem marcou, neste jogo, 2 dos 5 golos da sua carreira na primeira liga portuguesa. Precisou de 35 jogos para marcar 3 golos e resolveu bisar no 36.º, contra o Vitória, que representou (talvez não seja a melhor palavra) em 2008/09.

master kodro

Sem comentários: