segunda-feira, agosto 30, 2010

Rio Ave 0 x 2 Porto

Jogo difícil para o Porto. O Rio Ave foi uma equipa aguerrida, sem medo e que criou sempre dificuldades à equipa portista. Mas é nestas alturas que Hulk sobressai, descomplicando aquilo que está complicado. Mais dois golos do brasileiro, o segundo dos quais após uma construção perfeita da equipa (com Hulk no início e no fim da jogada), e uma vitória suada, mas justa dos portistas.

Há uma clara diferença entre o Porto de Villas-Boas e o de Jesualdo. Este Porto não se contenta com a diferença mínima no marcador. Não abdica de tentar ter a posse da bola, o controlo do jogo. Nunca tira os olhos da baliza. Esta postura perante o jogo tem valido golos, pontos e um espectáculo mais atraente. Veremos se vale o campeonato.

Mais duas notas. A primeira para Hulk, em declarações à Sport TV. Pergunta (quanto a mim algo idiota) do jornalista: "essa revolta interior tem ajudado a mostrar o seu potencial?" Resposta sóbria do brasileiro: "o que ajuda é estar a trabalhar bem durante a semana". Para quem (segundo dizem) não tem cabeça, não está nada mal. O segundo apontamento é para Álvaro Pereira, que mais uma vez atacou bem e defendeu mal. A forma como, duas vezes no mesmo lance, disputou a bola dentro da sua grande área, foi, no mínimo, desleixada. Desta vez, valeu-lhe que a queda artificial de Tarantino enganou o árbitro. Para a próxima, pode valer-lhe um golo contra. A não ser que apareça algum Hugo Leal para cobrar o penalty. Mas é melhor não contar com isso. Até porque Helton não está a precisar de matar o frango. Afinal foram três.

littbarski

19 comentários:

Pedro disse...

Hugo Leal não foi vosso jogador?

Ó que será preciso para que os árbitros marquem um penalty contra o clube corrupto? Está visto que até fazer duas faltas seguidas não é suficiente...

A roubalheira já vale 9 pontos...assim qqr expert de powerpoint passa por bom treinador...

Deixa Tar Que Eu Faço disse...

Caro littbarski não sou muito de deixar comentarios, apesar de ler este blog com regularidade..No entanto dou-lhe os parabéns pelas análises que faz aos jogos do seu Porto.
Cumprimentos
LT

Hugo disse...

Chorem lá mais um bocado...

Tasqueiro Emigrante disse...

O tal penalti que falam do Alvaro Pereira nem devia ser falado porque na jogada mesmo antes disso, existe um fora-de-jogo não marcado ao rio ave.
Mas claro, quando um Benfiquista refila só vê para um lado.

Visitem:
http://tascadepalmeira.blogspot.com

low desert puke disse...

Tasqueiro emigrante, a mesma anàlise nao fizeste tu no segundo golo da académica na Luz, precedido de um penalty.

Littbarski, queres explicar melhor essas mensagens subliminares no fim do teu texto?

Rearviewmirror disse...

"Desta vez, valeu-lhe que a queda artificial de Tarantino enganou o árbitro. Para a próxima, pode valer-lhe um golo contra"

O incrivel é que na repetição, da zona onde está colocado o super-dragão Jorge Sousa nunca poderia ver o derrube do Alvaro Pereira porque estava tapado pelo corpo do Uruguaio. Deveria ter sido o fiscal de linha a analisar o lance, porque foi nas suas barbas, e não tinha ninguem á sua frente.
Mas a forma perentoria com que JS corre para dar o amarelo, é algo que me surpreende.
Ou talvez não.

Escárnio disse...

Qualquer comentador que tenha uma imagem de perfil a dizer "mágico slb", não merece a mínima credibilidade. Demonstra somente uma grande pobreza de espírito. Para rematar, os comentários de duas faltas no mesmo lance, certamente se estará a referir à falta inicial do Rio Ave, seguida pela segunda tentativa de corte de Álvaro Pereira, que é, efectivamente penalty. Agora, atribuir os 9 pontos que o Porto já conquistou aos árbitros, é prova irrefutável da falta de isenção, coerência e até mesmo inteligência deste senhor. Nada de anormal nesses adeptos...

Jorge disse...

Vi o jogo na ESPN e o comentador ingles continuou com duvidas apos ver as repeticoes todas.
Pode ter havido toque do jogador do Porto mas o jogador do Rio Ave ao arrastar a perna esquerda e dar o golpe de rins tipicos de quem esta a simular uma falta, no minimo, cria duvidas.
Depois de inumeras repeticoes fiquei com a certeza que o jogador do Rio Ave cai daquela forma porque simula o que podera ter camuflado uma possivel falta...

PS
Espero que continues a fazer analises deste nivel sem veres necessidade de afirmacoes bombasticas e/ou hipocritas.

Mr. Shankly disse...

"Qualquer comentador que tenha uma imagem de perfil a dizer "mágico slb", não merece a mínima credibilidade."

E na caixa de comentários abaixo, dizes que os benfiquistas não podem comentar arbitragens.

Temos que ir registando, não vá o escárnio (nome que indicia que os seus comentários são credíveis e, até, doutrinários) chatear-se.

Tenho uma dúvida: sou benfiquista. Posso comentar arbitragens de andebol? Outra: posso comentar arbitragens de ligas estrangeiras? Se sim, só as europeias, ou também as asiáticas, americanas, africanas...?

Escárnio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Escárnio disse...

Queres q estenda o raciocíonio a quem diga super dragões, ou algo a ver com sporting ou outro clube qualquer? A avaliar por comentários anteriores, não me quer parecer que sejas tão redutor em termos de interpretação...

Mr. Shankly disse...

"Queres q estenda o raciocíonio a quem diga super dragões, ou algo a ver com sporting ou outro clube qualquer?"

Agradecia. Só para ficar mais esclarecido.

Escárnio disse...

A psicologia explica.

Mr. Shankly disse...

Plenamente de acordo, escárnio. Aliás, Escárnio.

littbarski disse...

Pedro, a época passada o Benfica beneficiou (salvo erro) de 11 penalties, alguns deles anedóticos. Falou-se de futebol total, esmagador. Os adversários foram fortes, mas o Benfica foi melhor. Foi um supercampeonato, em suma, pois só numa superqualquercoisa pode caber o maior do mundo. Esta época, à terceira jornada, fala-se de benefícios permanentes e escandalosos, e já há quem diga que o sistema está de volta. Terá tido boas férias, ao menos?

Deixa Tar Que Eu Faço, obrigado pelo comentário e pelo elogio. Não é nada fácil fazer posts com a qualidade dos que o master kodro, o kovacevic e o katanec fazem. No entanto, vou tentar corresponder às expectativas dos editores e dos leitores deste blogue. Cumprimentos.

Low desert puke - Foi apenas uma pequena provocação. Embora, admito, deixe algum espaço para a imaginação. Mas a culpa não é só minha, é também do treinador da equipa que, jogando na Luz em vantagem numérica durante mais de uma hora, acha que "não podiam ir para a frente porque podiam ser surpreendidos porque podiam levar três, quatro ou cinco golos". É curioso, que eu era capaz de jurar que levaram 3 na mesma. Valeu a pena? Manuel Fernandes acha que sim: "Dignificámos o Vitória e a cidade". Sobre o lance do penalty falhado por Hugo Leal, o treinador do V. Setúbal diz: "o Jesus vai voltar a contar com Roberto, era o melhor que podia ter acontecido a Jesus, ao Roberto e ao Benfica". Os benfiquistas agradecem a preocupação. Os vitorianos não sei.

Rearviewmirror, é verdade que o árbitro está um pouco longe, mas não podes garantir que ele não viu o lance (ainda agora estive a rever as imagens). Quanto ao árbitro assistente, foi o mesmo que, em posição igualmente privilegiada, não viu o fora-de-jogo que antecedeu a jogada. Portanto, é natural que não fiques surpreendido.

Jorge, mas é precisamente isso que eu acho: o facto de Tarantino ter caído de forma espalhafatosa acabou por o prejudicar e camuflar uma falta que, na minha opinião, existiu mesmo. Agradeço o elogio e o conselho.

Mr. Shankly disse...

"alguns deles anedóticos"

Admites que isto é no mínimo passível de contestação?

littbarski disse...

Claro, shankly. Eu dou a minha opinião.

Grilo Falante disse...

Ó Pedro vai chamar corrupto à cona da tua mãe!
Fico a aguardar o competente processo disciplinar...

Rearviewmirror disse...

Essa história dos penaltys do Benfica já é velha, e vai acabar por se tornar mais um mito urbano...

Apenas num jogo, o Benfica precisou do golo de penalty para pontuar (Leiria), em todos os outros jogos que beneficiámos do castigo máximo e marcámos (e só me lembro de um mal marcado, contra o Leixões) já estávamos a ganhar.

Mesmo assim ainda conseguimos marcar 70 golos sem ser de penalty.