sábado, abril 04, 2009

Cantinho do Vitória

É um pouco difícil não sofrer golos com uma defesa que comete tantos erros durante uma partida (Sereno está recuperado e tem que entrar rapidamente no onze para o lugar de Gregory) . Foram três mas podiam ter sido mais. Valeu que Farias não estava para aí virado. O Porto começou melhor, desperdiçando boas ocasiões, mas o Vitória respondeu bem, com um período curto, mas sólido, que valeu um golo a Roberto, depois de uma construção competente na ala esquerda. E é pouco mais que isto que o futebol do Vitória tem para oferecer, neste momento. Períodos curtos, muito curtos, de bom futebol. O resto do jogo foi passado a sofrer, a correr atrás de Hulk, a fazer dobras aos laterais (principalmente a Andrézinho, esse mestre do disparate defensivo), a fazer maus passes logo no início da construção de jogo. O Porto reentrou a marcar (Farias após assistência de Raúl Meireles,), depois de ameaçar, e a dar a volta, logo a seguir, num lance caricato concluído graças à destreza de Mariano Gonzalez. No fim, Cajuda partiu o jogo com a entrada de Santana Carlos (o maior investimento da época ainda não tem 200 minutos de jogo) e essa confusão quase resultou em boas oportunidades para marcar, que Cissokho e Rolando resolveram antes da hora do remate com intervenções determinantes. Rolando, após canto de Lucho, acabou com o jogo. Tivémos boas quase oportunidades. É isto o futebol do Vitória comandado por Nuno Assis.

master kodro

17 comentários:

condor disse...

Só depois de ler a crónica do Master
é que percebi porque é que o FCP ganhou ao Vitória!Ele é erros defensivos lances caricatos etc etc!
Sim senhores!E o FCP não fez nada para merecer?

rui disse...

Eu só acho impressionante à perseguição que o hulk está a sofrer...o homem nao pdoe mm jogar em portugal...ele deve ter sofrido umas 25 faltas das quais so metade é que foram assinaladas. Mais: dessas 25 metade são para amarelo...ele teve de sair pk já nao podia de tanta porrada que ele levou...assim não dá...

Começo a acreditar na teoria que pagaram aos jogadores do guimaraes, de inglaterra, para massacrarem (é mm este o termo) o hulk.


E num jogo sem 4 dos titularissimos do porto...enfim...

RuiBonga

Zé Luís disse...

Podes dizer mal, ou amesquinhar o que é sinónimo de arrelia tua, do teu V. Guimarães. Mas, para mim, é o melhor que se viu esta época. Bem melhor do que esteve na Luz, ainda quanto a mim.

Porque se melhor não pode fazer, ao contrário da tua indiferença e menoridade intelectual, foi porque o V. Guimarães ainda é, no seu melhor momento da época, inferior ao FC Porto. Tanto que até teve um golito de avanço. Um lance feliz, na primeira tentativa séria a pensar a baliza contrária.

Quanto aos vitorianos correrem atrás do Hulk, acho que foi um bocadinho mais feio do que isso. Mas não são só os jornalistas a pactuarem com o jogo violento e as faltas sistemáticas que com árbitros estrangeiros não passam impunes. Como é que Milhazes e Moreno escapam sem amarelo só ao nível de um Pedro Silva, Rochemback, Luisão e Maxi Pereira ou Carlos Martins.

Mas é este futebol que se defende e incentiva em Portugal. Muito pior do que achas ser "isto o futebol do Vitória".

E o futebol do Vitória "comandado por Nuno Assis". O jogador do doping que ia passar impune em Portugal nem na semana do castigo por simulação de penálti evitou fazer 3 claras situações de simulação.

Mas isto são pormenores, que o futebol de mão cheia do FC Porto é enorme demais para os pobres terráqueos portugueses alcançarem.

luissm disse...

Bem, dois minutos antes do golo, o roberto falhou outro de baliza aberta.

Se dizes que o golo foi a primeira tentativa...

Diogo Ferreira disse...

O VSC fez o jogo possivel frente a um adversário poderoso.

Eu até gostei do jogo que o VSC fez hoje, é bem verdade que os erros defensivos pagam-se muito caros e foi isso que aconteceu hoje. Gregory não é central para o VSC, pode fazer de vez em quando um bom jogo mas há falhas que são imperdoaveis.

Relativamente as criticas de alguns portistas que aqui andam, olhem para os amarelos que o VSC levou e para aqueles que foram perdoados ao FCP, para não falar em alguns lances muitissimo mal marcados contra o VSC.

Relativamente ao incrivel HULK, é bem verdade que sofre muitas faltas, mas mais verdade é ainda aquelas quedas que ele aprendeu a simular que são realmente fantásticas, como ele, só mesmo o João Pinto.. Ele deveria de se preocupar a jogar mais a bola, cair menos e também a reclamar menos com o arbitro, porque é incrivel como acaba o jogo sem levar um cartão amarelo.

Fernando disse...

Nuno Assis?! Eu pensava até que o treinador era Manuel Cajuda!

Nuno Assis foi o melhor jogador em campo do Vitória. Quase sempre conservou a posse de bola (sem ter que jogar para trás) com boas decisões. Não percebo a ironia, portanto.

Quanto ao resto do Vitória, gosto do meio-campo Custódio (que hoje esteve mal), Desmarets, João Alves e Nuno Assis. Dos outros sectores da equipa salva-se Moreno e Nilson, porque o resto, sinceramente, nem no banco os queria.

Cumprimentos.

leaoconselheiro disse...

Fantástica a forma como conduzes a tua leitura de forma a ires de encontro às tuas pequenas teimosias, MK.

Nuno Assis é evidentemente o menor dos problemas do Vitória. O jogo até correu bem, mas a diferença foi enorme e mais tarde ou mais cedo teria de vir ao de cima. Gosto é das melhorias que Cajuda vê numa exibição que só não acabou em goleada porque, como é evidente, o Vitória teve a sorte do seu lado.

Ricardo disse...

Kodro,

tens uma crónica interessante para ler sobre o Nené no MaisFutebol.

Quanto ao jogo: não desgostei da primeira parte do jogo vitoriano, em que, pressionando com intensidade e inteligência, o Vitória chegou a encostar o Porto às cordas (fazendo o golo e falhando um golo feito). Este bom período deveu-se, acima de tudo, à boa movimentação dos médios Desmarets, Custódio e, principalmente, Nuno Assis.
Estranhamente, a vinda para a segunda parte foi apática e pouco pressionante. A equipa começou a descer no terreno e partiu-se. Com a entrada do Santana de forma definitiva. Claro que do outro lado estava o Porto mas, ainda assim, é pouco compreensível que uma equipa a ganhar por 1-0 num jogo desta importância e mediatismo (logo, níveis de empenho altos) apareça na segunda parte quase desmotivada.

Não concordo nada com a crítica ao Assis. Se há quem pense bem o jogo na equipa vitoriana, é ele. Fossem todos o Assis (aquele Andrezinho, Eusébio me livre!)...

master kodro disse...

Magnífica caixa de comentários.

O Zé Luís viu o melhor Vitória deste ano e discorda de mim (e insulta).

O leaoconselheiro que já me criticou por criticar Cajuda em demasia e também por não dizer suficientemente mal de Cajuda, critica o Cajuda por este achar que o Vitória está a melhorar e discorda de mim (e foca aspectos da minha personalidade).

O Fernando acha que o Assis foi o melhor em capo do Vitória porque guardou bem a bola. Aparentemente, guardar a bola passou a ser o objectivo de um 10 de uma equipa que passa 33 minutos em vantagem. Os outros 60 são para ignorar, principalmente os 30 passados em desvantagem sem qualquer oportunidade de golo criada ou desenhada. Com boas decisões, claro.

Se fossem todos o Assis, passávamos os jogos a jogar ao meio, Ricardo.

Fernando disse...

Conservar a posse de bola numa equipa que joga à velocidade do Vitória parece-me fundamental. Obviamente não foi condição única na apreciação do Assis.

E pensei que as oportunidades de golo fossem criadas pela equipa e não somente pelo Assis. Ainda me pergunto o que estaria Assis a fazer no Vitória se ele sozinho conseguisse fazer o que os outros 10 não conseguem. Consegues dizer-me um outro jogador vitoriano que tenha feito ontem uma melhor exibição que o Assis, exceptuando Nilson?

Cumprimentos.

master kodro disse...

Fernando, o Assis é o 10.

Fernando disse...

Sim, e...? Que esperas dum 10?

master kodro disse...

Certamente que não espero de um 10 que guarde bem a bola quando passamos 60 minutos de um jogo sem estar a ganhar.

Fernando disse...

Porque não? Conservar a posse de bola no meio-campo adversário, com sucessivas trocas de posições e constantes passes à procura de brechas na defesa contrária parece-me uma boa táctica. Novamente, que querias que um 10 fizesse?

master kodro disse...

Que encontrasse, criasse e aproveitasse as brechas. Nem uma para amostra.

Zé Luís disse...

MK, eu vi o melhor Vitória deste ano. É relativo. Este ano, de facto, não tinha visto fazer melhor. Gostei? Não. Acho fracote. Mas já vi muuuuuito pior. Portanto, em termos relativos, está melhor. Parece-me. Mas é-me indiferente. Se quiseres lembrar, na época passada do glorigozo 3º lugar, repeti várias vezes que achava a equipa fraca, sem merecer o 3º lugar. A não ser, claro, que os outros sejam piores, como eram. O 4º, então, até se regozijou de "não termos sido massacrados" no Dragão.

É tudo relativo, portanto, mas acho que uma apreciação mais isenta, honesta e pela positiva, pelo lado do melhor e não pelo lado de quem perdeu e vegeta pelo meio da tabela, seja algo de notável da tua parte.

Para além do desprezo, sintomático, da porrada infame que sofre Hulk, que ninguém protege, nem os adeptos, nem os críticos e supostos apreciadores de bom jogo e bons jogadores, nem os árbitros, os fracassados e cobardes de sempre, nem Vítor Pereira, esse verme qure quer ser o primeiro e talvez único espécime da arbitragem profissional em Portugal e que prometeu ter dado instruções aos seus apaniguados de que os jogadores de qualidade seriam protegidos.

Haja vergonha!

E tu és capaz de bem melhor, porque és muito melhor. A minha esperança é essa, daí o reparo que as mais das vezes evito fazer quando leio tanta verborreia, não só aqui mas também aqui.

No momento em que o futebol português é maltratado em campo - mas tem uma equipa nos quartos da Champions e é oásis de sempre cá na parvónia - e as discussões, mais idiotas que verdadeiramente espúrias, sobre os méritos da justiça desportiva, atroz de carácter como a arbitragem e, por arrastamento, o dirigismo de quem achava ser o taberneiro da Liga capaz de destacar-se dos demais, em detrimento da justiça comum/civil, ficar acima do nível rasteiro que tem marcado todos os assuntos à volta da bola já é um feito. Se alguém o conseguir.

leaoconselheiro disse...

MK,

O que eu te disse sobre o Cajuda foi que ele te merecia mais tolerância depois do que fez no clube. Disse-te isto no inicio da temporada e também já te dei a opinião de que com ele o Vitória nunca evoluirá muito mais.

Noto também a tua enorme sensibilidade para assuntos ligados com o teu carácter. Que fique claro (apesar de ser óbvio) que "teimosia" refere-se a um caso especifico e não a uma apreciação geral do teu carácter, porque, evidemente, não te conheço para fazer tais tipos de generalizações.