sábado, abril 11, 2009

Benfica 0 x Académica 1

Contrato vitalício com Quique, já! Trata-se de um treinador inovador. Temos um excelente organizador de jogo no plantel? Coloca-o a segundo avançado. Como não resultou, vamos lá testá-lo a médio-esquerdo. Aimar não é estúpido, e por isso procura zonas centrais e cria perigo, mas as consequências tácticas da absurda decisão de Quique estão à vista. O mesmo vale para Reyes (um excelente médio-esquerdo a actuar na ala...direita). Ah, e como o meio-campo é a zona mais fraca da equipa, também me pareceu correcto deixar de fora o nosso melhor médio. Na criatividade, Quique leva nota máxima.

Nota-se também que os processos ofensivos estão muito bem treinados. O facto de ninguém saber o que fazer à bola no primeiro momento de construção é naturalmente um pormenor. Ressalve-se que Quique programou dois movimentos atacantes: Sidnei-charuto-para-o-Cardozo ou, em alternativa, mete-no-David-Luiz-e-logo-se-vê. Ambas são estratégias irrepreensíveis.

Não quero ser injusto. O Benfica demonstrou atitude q.b. e teve oportunidades suficientes para ganhar o jogo. Foi azarado algumas vezes (bola no poste e na barra), incompetente noutras (ai David Luiz!) e francamente prejudicado em duas ocasiões (golo mal anulado e um penalty por marcar). Mas a verdade é que o desnorte táctico voltou a ser a regra. Em 12 jogos na Luz, o Benfica marcou na primeira parte apenas por duas vezes (!) e ficou em branco em três partidas. Assim não dá.

Uma nota final para a Académica. Não é por acaso que os "pequenos" recorrem sempre ao autocarro contra os "grandes": é porque às vezes compensa. Os estudantes nada fizeram que justificasse este resultado, criaram duas ocasiões de golo e limitaram-se a ficar lá atrás, a ver o que dava (e a perder algum tempo para que a coisa se apressasse). E valeu a pena.

katanec

16 comentários:

rui disse...

com todo o respeito: penalti não é. Passo a explikar: nao ha contacto com as pernas do jogador da academica com o david luiz;ha um braço que o jogador da academica coloca SOBRE o ombro do david luiz fazendo um movimento de "puxão"; ora como as LEIS DA FISICA dizem que ao puxar o corpo cai para tras e nunca para a frente, logo não é penalti. Caso contrario terao de admitir que o do lisandro tb o era...

Muito gosto de ver o benfica a mandar cuspidelas po ar e depois ter lances identicos...andam com azar.

De resto não tenho absolutamente mais nada a acrescentar ao que foi postado.

RuiBonga

PS realmente acabar o jogo a bombear bolas pa area pa cabeça do aimar nao lembra ao diabo :S ...

FIL disse...

Especial detaque para a expulsão da Académica, com delicioso movimento de Reyes...Para Óscar! Não o Cardoso, que esse coitado é pior que o Suazo e N. Gomes, mas para aquele de Hollywood...

katanec disse...

Já era de esperar que os abutres aparecessem...

jose disse...

Katanec, estás a ser um bocado parvo. Os anteriores comentadores trataram-te com todo o respeito, tu é que estás um vidrinho por não saberes perder. Mas é boa altura para aprenderes, uma vez que o novo ciclo vieirista que aí vem só te trará mais do mesmo.

pitons na boca disse...

Então ao excelentíssimo FIL quero fazer a seguinte pergunta:

- tens uma jogada em que um jogador teu é empurrado pelo GR adversário dentro da area e é assinalada falta contra o jogador empurrado, anulando um golo que faria o empate;
- um jogador é (eventualmente) mal expulso com o resultado em 0-1 e o resultado final é 0-1 à mesma;

diga lá então qual dos erros teve alguma influencia no resultado final?

Não fiquei esclarecido sobre se houve ou não toque do defesa academista no Reyes, mas até é possivel que não tenha havido.
Penalty não há. Mas o golo anulado é de bradar aos céus.
O N.Gomes é empurrado durante uns 3 metros e é-lhe assinalada falta?? É que nem foi ele que procurou o contacto, ele estava quieto.

Ricardo disse...

Katanec,

pela primeira vez acontece discordar de praticamente todo o teu texto. Na minha opinião, não escapaste ao resultadismo. Perdemos, é verdade, mas vimos dos melhores jogos do Benfica esta época. Jogos destes - jogos em que o azar, a incompetência na finalização e o castigo de sermos prejudicados pela arbitragem - acontecem muito raramente mas acontecem. Hoje aconteceu. Mas é inegável que fizemos tudo (e, a espaços, com bom futebol e, no geral, com uma boa exibição) para vencer este jogo com margem descansada.

O que dizes sobre Aimar e Reyes não me faz sentido. Os dois têm rendido mais vindo dessas posições do que quando começam nas suas "posições de origem". Por exemplo, nunca Aimar esteve tão interventivo no jogo e, quanto a mim, isso deve-se precisamente ao facto de partir de zonas com menos pressão para, depois sim, fazer diagonais ou aparecer em desmarcações atrás das defesas.


Concordo com uma coisa: o jogo da Académica é miserável. Mas resultou.

Pedro disse...

pitons a expulsão é justíssima. Reyes ía disparado a fugir do jogador da Briosa qd este lhe mete a mão no corpo dando um puxão. É um facto q as imagens mostram. Se foi suficiente para Reyes cair nunca saberemos pq não existem "intensitometros". E atendendo às leis da física, tão em voga, Reyes caíu para trás como devido. A mão estava lá, Reyes estava já isolado à frente do jogador da Briosa, houve contacto, jogador caíu. Nada a dizer.

Já o lance do David Luiz não me parece penalty. Agora o golo anulado gostava de obter uma explicação para o mesmo...

rearviewmirror disse...

faltou o fora de jogo aos 5 minutos...

João disse...

Por acaso o Sporting esta época já teve um lance semelhante ao do Nuno Gomes. Não me recordo em que jogo foi, mas lembro-me perfeitamente da imagem do Derlei a ser empurrado pelo guarda-redes adversário na área contrária (e até foi fora da pequena área, ao contrário do Gomes) e a ser-lhe apontada falta a ele. Bem, se os árbitros mantiverem sempre esta coerência já não é mau.

Little Phil disse...

Epá o que eu me rio com esta malta.
Não é que agora já falam em intensiómetros, contactos com o braço e leis da física? A última vez que os vi a analizar um lance deste género, se bem me lembro as palavras mais utilizadas eram corruptos e ladrões, lol.
Não esquecer que o Reyes fica agarrado ao pé, como se a falta tivesse acontecido a esse nível. Sem dúvida merecedora de Óscar esta actuação, como alguém aqui já referiu.

Quanto ao golo anulado... mas qual golo anulado? O árbitro marca obstrução ainda a bola nem vinha perto da área, e em rigor o jogador que cabeceou devia ter visto amarelo.

João disse...

Já me lembro: Derlei foi empurrado por Paulo Lopes no Trofense-Sporting e o árbitro também marcou falta do atacante. Curiosamente aí A Bola não falou em "arbitragem adversa" na capa.

pitons na boca disse...

O toque que eu falava no meu comentário anterior era no pé. Não acho que tenha havido puxão, por isso essa do "intensiometro" para mim não serve. Há uma repetição que dá a sensação de um toque no tornozelo, mas fico com a duvida.

Gosto particularmente da visão do Little Phil sobre a jogada do golo anulado. Obrigado por me fazer rir logo assim de manhã.

Pedro disse...

"e em rigor o jogador que cabeceou devia ter visto amarelo."

LOLOLOLOLOLOL

Eu acho q era vermelho!!! Sumaríssimo já!!!

FIL disse...

pitons, eu acho o lance do golo de facto muito duvidoso, mas atenção, o árbitro apita muito antes, por considerar obstrução, sendo que não há nenhum golo anulado. Se o critério é duvidoso admito, mas é um critério segundo o qual o guarda-redes não pode ser perturbado/obstruido na pequena área e é apitado mal a bola foi batida, isto é, sem conhecimento de que daria golo.

Nota: O toque em Reyes é minimo, uma mão nas costas. Qd acontece o jogador não caiu. Passados uns metros, sem ninguem a tocar-lhe manda-se para o chão quando até podia ter continuado o lance...é de Óscar, realmente.

Little Phil disse...

"LOLOLOLOLOLOL

Eu acho q era vermelho!!! Sumaríssimo já!!!"


Já que respondes a provocações exageradas, podias ao menos completar a tua teoria e explicar quais são as leis da física que permitem ao Reyes ter dores no pé, depois de um contacto com o braço (intensiómetros aparte).

katanec disse...

Caro Ricardo, tens muita razão no que escreves. Foi um texto escrito a quente, e talvez tenha sido demasiado injusto num jogo mais que razoável. Considero contudo que Quique continua a persistir em equívocos tácticos e que a utilização de Reyes à direita não nos interessa nem um bocadinho. Obrigado pelo teu comentário!