quinta-feira, agosto 21, 2008

Brilhante Nélson Évora

A quarta medalha de ouro, a 22.ª medalha, para Portugal em todos os Jogos Olímpicos, Nélson Évora entra na galeria restrita de heróis do desporto nacional. Obrigado Nélson e parabéns!


Foto: Jornal de Notícias

ps - Para que se compreenda quem é Marco Fortes, para além de um atleta com um treinador amador, deixamos esta peça jornalística sobre Nélson Évora.

master kodro

13 comentários:

Marco disse...

O Nelson e o seu treinador merecem esta medalha.
Mas ainda ninguém se lembrou que o Nelson Évora foi muito infeliz nos Jogos Olímpicos de Atenas. Se se lembrassem disso, os nossos analistas e comentadores desportivos talvez fossem mais cuidadosos quando comentam a participação pouco feliz de vários atletas portugueses nestes jogos olímpicos. É que podem estar a condenar futuros campeões olímpicos.

Hugo disse...

Grande Nélson!
Estava com medo do inglês,mas o Nélson esteve sempre muito bem. A motivação que traz um bom primeiro salto!

PS: Obrigado MK pela prenda! Já recebi

Filipe disse...

Aquilo que o comité olímpico fez ao Fortes é indecente. Ainda por cima quando o prepotente comandante parece ir fazer marcha atrás na sua decisão de saída do cargo.

Filipe disse...

Já agora, o futebol feminino deu aos estados unidos a milésima medalha de ouro...

androctonvs disse...

Vivam as soccer moms, então :)

Aquele senhor do COP é ridículo. Para fora do tacho, já! 30 anos?! Mas o senhor não trabalha?

Menphis disse...

Eu gostei foi da capa do Record de hoje. El Reyes a piscar-nos o olho.

Filipe disse...

Mais um recorde nacional que caiu, 50 km marcha homens. Os nossos marchadores, homens e mulheres estão de parabéns. Dois recordes nacionais nestes jogos.

O presidente do CO merece ir para a rua pois para além de objectivos disparatados (4 medalhas?), não soube defender os atletas quando os jornalistas começaram a cheirar sangue. Estes jogos acabam por ser dos melhores de sempre: prata e ouro, recordes nacionais, uma medalha na vela falhada por um ponto. No entanto a imagem que passa para o público é a da rebaldaria e falta de profissionalismo.

Ter cedido à pressão da imprensa, e ter enviado um atleta para casa por uma graçola infeliz, não é perfil que se queira para quem chefia a delegação olímpica.

João Melo Alvim disse...

A capa do Record mete asco. Se querem vender-se como futebolístico vendam, mas assumam que se estão a borrifar para o desporto. Apetece começar uma campanha de boicote a esta "imprensa" mediocre...

E parabéns ao Nelson Évora, que brilhante exemplo do que é ser um campeão!

Yazalde74 disse...

Brilhante Nélson Évora! Pouco a dizer, apenas que é merecidíssimo e agradecer pela imensa alegria e orgulho de que nos encheu! :)

------------------------------

Para a capa do Record, apenas uma palavra: ridícula! Mas, nada que surpreenda vindo do pior jornal dos já de si fracos e sensacionalistas desportivos portugueses. É um autêntico pasquim.

Filipe disse...

Não é que discorde da opinião sobre o record, mas seria interessante ver as vendas que os três jornais tiveram hoje.

O ecletismo é muito bonito mas não paga ordenados. Se conseguiram uma maior quota de mercado, nos tempos que correm, o director do jornal fez a obrigação deles.

João Melo Alvim disse...

O Record pode ter vendido até mais que os outros 2 juntos, mas que assuma claramente, e não como hipocritamente afirma nas suas páginas, que é um jornal sobre futebol e não um desportivo. È que esta imagem valeu mais que mil reportagens.

Gonçalo Cabral disse...

Eu tambem alinhava nessa do boicote à imprensa desportiva.

Mr. Shankly disse...

O Record não é sequer um jornal. Estar a discutir se é desportivo ou não é o mesmo que estar a discutir se um petit chinois é negro, caucasiano ou asiático.