quarta-feira, dezembro 11, 2013

Yes, we can't

Primeiro o óbvio: não há táctica que resista a quatro bolas nos ferros (para somar às duas, na derrota caseira com o Zenit) e a um penalty falhado. No entanto, a sensação que fica é que esta infeliz casualidade não acontece por acaso. E, confesso, a verdadeira surpresa, para mim, a partir de determinada altura do jogo, foi o Atlético não ter metido mais nenhum na baliza de Helton.

Este é o espelho do Porto, esta época: uma equipa de faces opostas, capaz do melhor e do pior, logo no instante seguinte, que aparece e desaparece sem porquê, que ameaça muito mas concretiza pouco. Em suma, uma equipa que parece mas não é, porque lhe falta sempre um bocadinho assim (do tamanho de uma vitória em casa, contra o Áustria Viena) para chegar onde quer. Será que chega para a Liga Europa? Tenho dúvidas.

PS - Pelos vistos, Quintero foi mesmo «queimado» numa ala.

16 comentários:

Ace-XXI disse...

Curioso que se o FCP tivesse ganho em casa ao Viena tinha passado mas se não tivesse ganho em Viena estava fora da europa com o Viena na fase seguinte da Champions!

Hoje voltaram a fazer 1 bom jogo mas além do azar voltaram a sofrer golos de amadores, a forma como Maicon abdica do lance do 2-0 é má demais para ser verdade.

Zé Luís disse...

Para quem ainda há dias achava que os números diziam muito, talvez tenhas aprendido alguma coisa mais (a sério?), pelo menos mais do que o (burro? só teimoso? inexperiente?, bacoco?) treinador.

Faz lá comparações de números para não teres o desagrado de ficar com impressões de outros males...

:)

littbarski disse...

Meu caro Zé Luís, eu contigo estou sempre a aprender.

littbarski disse...

Mas já que queres tanto comparar números, e para perceberes o que valem os «teus» (e de outros) recordes, compara o melhor registo de sempre do Porto, numa fase de grupos da Liga dos Campeões, conseguido por Oliveira, em 1996/1997 (e que lhe serviu para ir levar 4 a Manchester), com (este, sim) o pior registo de sempre do Porto, numa fase de grupos da Liga dos Campeões, conseguido, logo na época seguinte, pelo mesmo Oliveira...

Pode ser que me ensines mais alguma coisa.

DC disse...

Mas já não há posts com arranques de não sei quem comparados com o de PF? Agora é só à chegada que se fazem contas? Vá lá.

littbarski disse...

Contas há para todos os gostos. Por exemplo, houve alguém que disse que o Áustria Viena era a pior equipa da Champions e, depois de fazer as contas, apostou que os austríacos não fariam um único ponto. Não errou por muito: foram 5 pontos e houve só 8 equipas que fizeram menos.

Para mim, fazer 5 pontos e cair para a Liga Europa é tão mau como fazer 8 pontos e cair para a Liga Europa. Para mim, falhar o apuramento em casa, contra o Áustria Viena, é tão mau como falhar o apuramento por ser incapaz de fazer mais do que um ponto em dois jogos com o campeão do Chipre. E, para mim, será tão mau perder por 3 ou por 6 nos 1/16 de final da Liga Europa como foi perder por 5.

Tenho, em relação a Paulo Fonseca, o mesmo grau de exigência que tinha em relação a Vítor Pereira. Fiz uma comparação entre os números dos dois, numa determinada altura, num determinado contexto, para rebater uma ideia. Mas não vou ficar especado a olhar para o registo desportivo ambíguo de um treinador (que saiu do Porto porque quis, para um clube que lhe pagou mais), à espera que o tempo me dê uma oportunidade para dizer: eu avisei!

DC disse...

Sim, falhei a aposta. Mas mantenho o que disse. Era a pior equipa da Champions. Mas se calhar estou a ser benevolente com o Paulo Fonseca. Às tantas a pior equipa da Champions até era o Porto.

Mas eu como não sou idiota ao ponto de achar que o Steaua é superior ao Chelsea, ou até o Olympiakos é superior ao Benfica, mantenho que o Áustria era sim, a pior equipa da Champions.

Quanto ao resto, fizeste a comparação que te convinha, na altura que te convinha, criticando fortemente quem na altura te indicou os inúmeros sinais que nos trouxeram até aqui. Na altura os resultados eram justificação para tudo e quem criticava a equipa era um fanático, "um pereirista" ou "pereirinha" ou lá o que o teu amigo joão gostava de nos chamar, um agoirento, etc...
Agora se calhar percebes que éramos apenas adeptos para os quais era demasiado evidente que esta equipa está entregue a um incompetente que está a arrasar uma equipa que oferecia competência, controlo e segurança.

Nem pereirrismos, nem fanatismos, nem o que tu e outros como tu queriam fazer passar. Apenas a profunda desilusão de ver um projecto estável trocado por uma espécia de projecto miserável que terá tudo para acabar mal.

P.S. eu, tu e toda a gente que vê futebol em Portugal, sabe que o VP saiu porque não fizeram questão que ficasse. A não ser que tu também costumes aceitar contratos de 1/10 do que te oferecem lá fora. Quando JJ ganha 4M por ano, oferecer um contrato que, com objectivos, pode chegar a 400m por ano, é apenas passar a responsabilidade da não renovação para o outro lado. Mas parece que ainda deu para iludir alguns.

Pedro disse...

Cc, desculpa, mas porque o jn ganha 4ok, gb nós deveríamos cair na tentação de oferecer algo semelhante ao VP?

littbarski disse...

Ou seja, é a pior equipa da Champions, só porque tu dizes. E, mais uma vez, devemos todos acreditar, ou somos idiotas. Mais uma argumentação construtiva...

Eu não fiz a comparação que me convinha. Eu não apresento números pela metade, meu caro. Eu não falo só dos números do campeonato, escondendo os outros, para dizer que um treinador perdeu um jogo em 60. Eu não mostro apenas os resultados em casa da Champions, para dizer que este é o pior Porto de sempre e reforçar o «eu avisei!». Eu comparei aquilo que achei justo comparar na altura: os primeiros jogos dos dois treinadores em todas as competições. Porque me estavam a tentar convencer de que Paulo Fonseca é 10 vezes pior do que Vítor Pereira. O que é, obviamente, ridículo.

Quanto ao resto, o João fala por ele, se lhe apetecer. A mim já sabes que não me convences, por mais que me insultes.

PS - Vítor Pereira, a tentar iludir os portistas:

«Depois de três anos consecutivos no Porto achei que seria bom ter uma vida e experiência diferentes. Algumas oportunidades não se concretizaram mesmo em cima da hora. Dentro das que foram possíveis, este era para mim o projecto mais aliciante. Do ponto de vista desportivo e financeiro era o melhor, do ponto de vista familiar tinha aquilo que eu procurava, razões pelas quais optei pelo Al Ahli.»

«Não posso esconder. Não sei quantos anos precisava de trabalhar para ter o retorno financeiro que tenho aqui. Isto é completamente diferente.»

DC disse...

Pedro, não digo que VP merecesse 4M, mas merecia mais.
Se tens jogadores a ganhar 3M por época no Porto, ter o treinador a ganhar 400m depois de 2 campeonatos é um bocado ridículo, não achas?

Littbarski, obviamente ridículo é tu achares que 10 jogos duma época podem ser comparados com 10 jogos de outra, quando os adversários eram diferentes e todas as condicionantes à volta da equipa eram totalmente diferentes.
E fica difícil estar sempre a tentar explicar-te o mesmo.

E por favor, para com a treta da vitimização e dos insultos porque eu não te insultei em nenhum momento. A palavra idiota está num contexto referido a mim até, é um bocado ridículo estares, mais uma vez, a dizer que te insultei.
Mas enfim, daqui a pouco vais para o RP dizer que foste insultado outra vez. Já tive colegas de turma assim, mas foi na primária.

E a frase que tu colocaste desmente o que eu te disse em quê? Qual é a parte do "oferecer um contrato que, com objectivos, pode chegar a 400m por ano, é apenas passar a responsabilidade da não renovação para o outro lado" que não entendes? Qual é a dúvida se eu te disse que o Porto apresentou uma proposta de renovação muito mais baixa que outras que ele tinha em mão. É assim difícil de entender?

littbarski disse...

Bem, nesse caso, todas as comparações (a não ser as de laboratório) são ridículas, porque há sempre qualquer coisa que muda, nem que seja o vento... Há uma coisa chamada interpretação dos números que deve ter em conta as variáveis (que serão seguramente mais se compararmos 2 anos com 3 ou 4 meses de trabalho). Mas isso só te preocupa às vezes. Por exemplo, um dia destes alguém escreveu que este era o pior Porto de sempre, fazendo uma comparação entre os vários registos caseiros do Porto na Champions. Foste lá dizer que era ridículo, porque que os adversários eram diferentes e todas as condicionantes à volta da equipa eram totalmente diferentes? É evidente que não, juntaste-te aos números sem os contestar. Não é a mim que tu precisas de convencer, DC. Eu já estou convencido há muito...

Claro que não insultas ninguém, DC.

«Ou mente propositadamente e portanto é desonesto, ou mente por não ter capacidade para raciocinar e portanto é estúpido. Não o insultei, coloquei apenas as duas únicas hipóteses que considero possíveis. Se tivesse 5 anos consideraria outras hipóteses associadas à infantilidade.»

Reconheces o padrão? É isto que tu dizes a quem tem uma opinião diferente da tua. Sem insultar, claro.

Aquilo que eu disse foi que Vítor Pereira saiu porque quis. É o próprio Vítor Pereira quem o confirma:

«Falou-se da possível renovação, mas acabou por deixar o Porto. Sentiu que já tinha cumprido a sua missão ou estava cansado das críticas?

Senti que estava na hora de mudar, o ciclo tinha terminado e pareceu-me melhor agarrar outro projecto e dar ao clube oportunidade de se renovar. Do ponto de vista familiar, permitiu uma vida mais tranquila porque a exposição que temos no nosso país não nos desgasta só a nós, desgasta a família. Mais por eles que por mim senti que era hora de descanso e ir para outro lado. Fico-lhes eternamente agradecido [ao FC Porto].»


Qual é a dúvida?

Pedro disse...

DC eu nunca vi, em lado nenhum, números oficiais de salários no Porto. Seja staff, jogadores ou até o guarda abel. Os únicos salários conhecidos, são dos elementos que constituem a SAD.

Se me puderes facultar isso, onde eu possa confirmar, que existem jogadores, plural, no Porto, a ganharem 3kk por época...agradecia

DC disse...

Littbarski, mas desculpa lá. Tu estás a tentar ter uma conversa séria ou estás aqui para a palhaçada?

È que se vens dizer que te insultei, te digo que não te insultei e vais buscar uma conversa que tive com o Duarte há 1 mês ou 2 para justificar as tuas queixinhas, só posso crer que estás aqui a brincar. Deixa-te de criancices, pareces um puto de 5 anos (ai desculpa, se calhar vais dizer que te insultei outra vez). Enfim, já houve alturas em que pensei que davas mais do que isso, mas cada vez estás pior.

Pedro o Porto não apresenta os salários discriminados e sim o valor global para custos com pessoal no R&C. O que sei, como você também deve ter lido certamente por jornais entre outras fontes mais ou menos credíveis, é que os valores dos salários de jogadores como Hulk, Lucho ou Danilo rondam esses valores, mais coisa menos coisa.

Zé Luís disse...

Littbarski, essa do Oliveira já eu escrevi no portistasdebancada e o que eu escrevo, diariamente, é susceptível de verificação constante, diária, e não de elocubrações vagas e ocasionais de quem escreve uma vez por semana mas é apanhado em contradições.

És um idiota, porque te aproveitas do que não deves e escapas ao que temes.

Ainda a equipa estava na senda de ganhar todos os jogos e já escrevi integralmente tudo o que veio a suceder depois. Inclusive que este treinador não serve para o Porto, coisa que nunca fiz mas que agora achei que devia fazer e para já tudo se confirma.

Já dissequei que os números nunca traduzem o futebol jogado e os resultados nunca são tudo, sob pena de qualquer amanuense dizer que ganhamos está bem, perdemos está mal e empatamos está mais ou menos.

Não é uma questão sequer de opinião motivada por gostos. Não é o "eu gosto", mas o "eu vejo que isto dá ou não dá" e aplicam-se conhecimentos e factos, não números.

Números bastam ao Jorge Jejum, números não chegam para o Porto.

Nem me ensinas o que é o Porto ou sequer acompanhas o que eu acompanho há 40 anos do Porto, nem sequer aprendes e "snobas" o que podes aprender sem ensinares alguma coisa a alguém.

És um idiota e o DC, que não conheço de lado algum, enfatizou-o de forma cabal.

És finito, ainda que nunca tenhas sido sequer grande coisa.

Quando quiseres escrever diariamente e sustentar o que dizes sem a circunstância dos resultados talvez possas crescer, vendo-te ao espelho a cada escrito.

littbarski disse...

Zé Luís, o Portistas de Bancada, casa de opiniões diversificadas e espaço de discussões saudáveis, é finito há muito tempo. Sobraram os insultos e a intolerância verborreica do Zé Luís. O que, obviamente, não me interessa. E, por isso, não vou lá, nem para ensinar, nem para aprender.

Se não te interessa aquilo que eu escrevo, tens uma solução simples. E podes levar o idiota e as «elocubrações» (seja lá o que isso for) contigo.

ℙΣ₦₮∀ ➀➈➆➄℠ disse...



o significado de elucubração aqui

abr@ço
Miguel | Tomo II