segunda-feira, agosto 12, 2013

As simulações de Rui Vitória (1)

Depois de uma pré-época passada a usar o mesmo desenho da época passada, com um novo Ricardo a assumir uma ala, o treinador do Vitória resolveu testar um quarto centro-campista no jogo com o Gil Vicente. Perdeu 4x1. Voltou a insistir no mesmo desenho (leia-se adaptação de Barrientos) na Supertaça, juntou-lhe uma pressão alta que durou minuto e meio e estava a perder 2x0 ao quarto de hora. Mas fez mais: colocou Moreno no meio-campo e colocou Josué na defesa (com Freire no banco), deixando o seu titular experiente Leonel Olímpio no banco e deu a titularidade a Tomané no centro do ataque quando Maazou, contratado para ser o ponta-de-lança da equipa, estava disponível.

Perdeu e terminou o jogo a dizer que é uma equipa em construção e - cito, porque o ouvi - "estreámos 4 jogadores na primeira liga". Começamos a fazer contas e ficamos confusos:

- Pedro Correia tem 26 anos e tem 4 anos de experiência no estrangeiro (para além de um ano de Fátima a partilhar o flanco com Marco Matias e treinado pelo próprio Rui Vitória)

- Josué foi utilizado por Rui Vitória em 3 jogos da "primeira liga" da época passada, ainda que marginalmente e só não tem mais experiência por alguém não quis que tivesse; adicionalmente Leandro Freire, no Vitória há 4 anos e com mais de 1000 minutos de utilização na época passada, ficou no banco.

- Maazou, com 24 anos, foi contratado para ser o ponta-de-lança da equipa, tem experiência de 1.ª liga na Bélgica, França e Rússia (o CSKA pagou 5 milhões para o contratar em 2009)

- Tomané, com 20 anos, foi utilizado pelo Vitória na primeira jornada da "primeira liga" em 2010.

- Ricardo Gomes, o verdadeiro rookie que vem do Vizela.

Com este enquadramento, em que uma mistura abusiva de conceitos entre a estreia efectiva e a falta de experiência servem como solo fértil para a vitimização - de quem podia ter apostado em jogadores mais experientes que estavam no banco -, voltamos a viver um filme já visto na época passada e a renovar a impressão de que Rui Vitória ainda não percebeu quem é que lhe deu um título e qual deve ser o caminho seguir - por estratégia e não por acidente.

16 comentários:

Leão de Alvalade disse...

Mk,
não vi o jogo pelo que não posso comentar. Mas o resultado veio de encontro ao que eu esperava. O Vitória nos últimos anos foi forçado a fazer um violento downgrade da "matéria prima" que disponibiliza ao treinador. Este até conseguiu com muito menos fazer muito mais do que alguns que o antecederam. O ano passado correu bem, mesmo que em muitas ocasiões não houvesse grandes referências de bom futebol. À falta delas estiveram os resultados e deles não se pode dissociar o nome do Rui Vitória. Este ano o plantel não me parece melhor, antes pelo contrário. Admito poder estar errado por, ao contrário de ti, não ter conhecimentos muito profundos da realidade vitoriana, mas creio que o clube Vitória tem sorte em ter o treinador Vitória neste momento muito particular da sua vida.

master kodro disse...

Caro Leão, o meu problema não é a valia técnica de Rui Vitória e o papel fundamental que desempenhou na época passada. Não lho tiro, aliás, sempre que posso, exalto-o.

O que me faz comichões é esta constante vitimização de quem fez uma época tranquila e ganhou uma Taça graças aos putos (com um golo decisivo marcado pelo extremo que ele mesmo empurrou para lateral). Não foi o Nuno Assis e o Pedro Mendes que ganharam a taça para o Vitória, foi o Ricardo e o Paulo Oliveira.

Quando vires o n.º 2 desta série vais perceber melhor.

Leão de Alvalade disse...

Ok, fico à espera. Posso estar enganado mas parece-me que o Rui Vitória se está a defender e isso pode ter várias interpretações...

master kodro disse...

Pois está, Leão. Mas de quê? De uma massa adepta que passa um jogo inteiro a cantar pelo Vitória mesmo estando a perder 2x0 aos 15 minutos? A questão é essa...

General disse...

Concordo com o texto MK.

Parece-me de facto que Rui Vitória foi um verdadeiro anzol.

Moreno ao lado do Paulo Oliveira, o capitão Olimpio ao lado de André no duplo pivot defensivo, e Maazou em vez do bastante verde Tomané , deveriam quanto a mim figurar no onze para o jogo com o Porto.

Para não falar da dupla Crivellaro/Barrientos.

Não jogou o melhor onze em aveiro claramente.

Só espero que este erro não se transforme em teimosia ou então o Rui Vitória, arrisco-me a dizer, apanhou a doença do Pedro Emanuel.

Sentinela um Estremecer disse...

O Vitoria abriu as perninhas ao clube papal. Novidade nenhuma. Estava no contrato dos dois jogadores que foram buscar.

Hugo disse...

A imbecilidade de benfiquistas como o sentinela continua igual . Nao aprendem mesmo

Sentinela um Estremecer disse...

Estou a tentar chegar ao nível de imbecilidade dos comentadores corruptos que povoam este blog. Ainda estou muito longe disso, eu sei.

master kodro disse...

Comentadores corruptos...

Sabes uma coisa, Hugo? O Sentinela vai perceber um dia que os maiores do mundo e arredores passam os anos a "abrir as pernas" ao Porto. E isso ainda vai acontecer antes de ele conseguir perceber português.

Sentinela um Estremecer disse...

Calma, Master Kasagrande, estou só a meter-me com vocês. Estiveste bem a disfarçar no post, questionando o porquê dessa revolução toda de um momento para o outro, na "tua" equipa. Já houve alturas em que disfarçaste pior. No sábado ainda tiveram de se fazer ressentidos da pré-época, mas a 29 de Setembro já estarão prontos para comer a relva, para tentar alegrar ao teu dono papal.

miguel.ca disse...

Bom, enquanto o Vitória de Guimarães mantiver boas relações institucionais com a "entidade papal", vai-se conseguindo manter na primeira liga e com o plantel reforçado por dois excelentes empréstimos ao contrário de outros tempos em que se aliou ao amigo que faz as coisas pelo outro lado e a quem o João Ferreira dá garantias e o resultado foi o que se viu. Foram enganados ao ponto do Emílio Macedo reconhecer publicamente em entrevista ao JN que a aliança com o filifificas foi o maior erro que cometeu na vida.
Depois, é factual que se reconhece na tua azia, a indisposição gerada pelo facto de o filifificas ter mais uma vez aberto as pernas ao FCPorto a duas jornadas do fim. Creio que foste dos poucos que não percebeu que... "estava no contracto".

Hugo disse...

Nao vale a pena MK. Esta estirpe de benfiquistas nao se cansa de mostrar a sua burrice e imbecilidade .
Mas e bom que existam muitos assim . Quando aparecerem mais benfiquistas lucidos como o Shankly ficarei preocupado .

master kodro disse...

Sentinela, vou tentar explicar pausadamente o espírito do texto. Eu não contesto a "revolução". Eu apoio a "revolução". Foi a "revolução" que nos deu a primeira Taça de Portugal da história do clube, com um puto de 19 anos a sair da lateral, a driblar o melhor trinco do mundo e arredores e a marcar o golo da vitória.

O que contesto é a vitimização de quem se queixa que não tem ovos maduros e os deixa no banco.

Sobre essas constantes insinuações sobre a intensidade dos jogadores dos clubes adversários nos jogos com Benfica e Porto, tenho a dizer-te que, se o Rui Vitória tem algum passado ligado a algum clube, é ao Benfica, não ao Porto.

E com o Benfica, na final da Taça, também houve "revolução": Kanu, Paulo Oliveira, Tiago, Ricardo, Baldé. 5 sub-21, Sentinela. E nem assim.

Sabes que nos últimos 3 campeonatos (6 jogos, portanto)o Vitória fez um ponto com o Porto e o Benfica 2? Até o Sporting fez 3, pá... Quando começares a pensar em pernas abertas, começa por olhar para as tuas, reflecte, e depois fala dos outros.

Infante disse...

A história das "pernas abertas" é das acusações mais nojentas que pode haver.

E não é exclusiva dos benfiquistas, (baste ler as crónicas do MST, por exemplo). Aliás, é mesmo dos mantras dos adeptos de qualquer clube: "contra nós comem a relva, contra os outros abrem as pernas".
Quando são adeptos de tasca a dizer isto, ainda vá. Quando são comentadores que teriam, supostamente de manter alguma distância, é que se torna mesmo enervante (o caso do Rui Santos e do Leixões, aqui há uns anos).

E neste caso em particular, é mesmo ridículo. A ideia de que o FCP só deu 3 secos ao VSC por estes terem permitido é mesmo de quem não conhece a verdadeira valia das duas equipas.

E dar a ideia de que o VSC do ano passado tinha uma maravilhosa equipa que jogava um futebol fantástico, como já li por aí, só pode ser para rir.

Sejamos sinceros, o Vitória ganhou a Taça de Portugal sem saber ler nem escrever (e diria o mesmo do Benfica, o jogo foi horrível dos dois lados). Dar a entender que era uma super-equipa que agora decidiu "abrir as pernas" é ridículo.

O Vitória tem boa imprensa, sim, mas não é preciso exagerarmos.

Em relação ao post do MK, eh pá, acho que tens um nível de exigência demasiado alto, tendo em conta a verdadeira situação do teu clube. Sim, as declarações do Rui Vitória foram despropositadas. Mas, lembra-te sempre que, neste momento, o Vitória podia estar a jogar com o Fafe para a IIB. Estar na Supertaça e na fase de grupos da Liga Europa, sendo condierado exemplo para os outros clubes e tendo grande apoio dos adeptos e uma imprensa extraordinariamente favorável... isto não me parece nada mau.

Lighten up!

Sentinela um Estremecer disse...

Infante, vim só gozar um bocado com estes detritos internauticos, e olha como eles vão caindo nesta caixa de comentários. Repara como o Master Kasagrande altera logo a conversa para os "sub-21", fala nuns quantos nomes e pensa que andamos todos a dormir, como se o Balde, Ricardo, Tiago e Paulo Oliveira não tivessem jogado vinte jogos ou mais, durante a época. Como se não tivessem sido titulares quase absolutos na segunda volta. E pensa que ficamos todos a convencidos que houve revolução na final da taça. Até o Kanu, que fez 9 jogos, tinha sido titular nos jogos de Março e Maio. Mas houve a tal revolução, diz ele. Claro. E os tais comentadores de que eu falei ali em cima, virão todos bater palminhas, como verdadeiros imbecis, enquanto o Hugo tenta chamar isso a outros, sem perceber sequer a intenção do meu comentário. São assim.

Imbecil é quem não percebeu o meu comentário e quem acha que era mesmo a sério. Mas eles vão-se mostrando todos. E é tão fácil espicaçá-los, marram logo.

miguel.ca disse...

Ok, Sentinela... vou fingir que acredito na tua prosa. E quando o filififica ganhar o primeiro jogo nesta liga que se avizinha, eu também vou tentar mandar umas piadinhas sobre abrir as pernas, pagar favores, cumprir contratos e outras graçolas do género so para ver se te pico um bocadinho, ok? Mas vai ser tudo a brincar, ok?