sábado, julho 27, 2013

A história de Roberto, a.k.a Mantorras branco | A multi-personalidade do clube comprador-vendedor-mendes-mentes - e os manhas a gritarem encarnações de eusébios brancos

25 de Junho de 2010, Comunicado da Benfica SAD, publicado pela CMVM:
 
 
3 de Julho de 2010, Record
 
 
05 de Julho de 2010, Correio da Manhã
 
 
3 de Agosto de 2011, Comunicado da Benfica SAD, publicado pela CMVM:
 
 

Relatório e Contas da SL Benfica Futebol SAD de 2011/2012, após aprovação em Assembleia Geral:

"Desta forma, no início da época 2011/2012, a Benfica SAD alienou os direitos desportivos do atleta Fábio Coentrão ao Real Madrid pelo montante de 30 milhões de euros (...) No mesmo período, transferiu o atleta Roberto para o Real Zaragoza pelo valor de 8,6 milhões de euros"

2 de Agosto de 2011, Luís Filipe Vieira, citado pelo jornal A Bola:

"Roberto valerá muito mais do que aquilo por que foi vendido"

26 de Julho de 2013, site oficial do Atletico Madrid:



 

4 comentários:

Joao disse...

Estes negócios parecem-me um bom caso de estudo...

littbarski disse...

Eu vendo, tu compras, ele empresta, nós recompramos, vós revendeis, eles reemprestam.

miguel.ca disse...

Nada de novo... nem condeno ninguém! O futebol de hoje chegou a isto e os países periféricos que sonham com planteis de luxo tem mesmo de puxar pela imaginação.
A única coisa que me fascina neste assunto é o guarda redes em questão ser dos piores que vi em Portugal e que deu depois continuidade as suas exibições miseráveis no Saragoça e os valores de que se fala serem de facto astronómicos para um guarda redes que valerá pouco mais de 500.000 euros.
Mas se a CMVM engole esta historia toda, quem somos nós...?

H disse...

Mail enviado para a CMVM sobre este assunto http://orapazdeverdeebranco.blogspot.pt/2013/07/mail-enviado-para-cmvm.html