quarta-feira, janeiro 09, 2013

Elias, mais um negócio com marca

Felizmente, não elegeram o Bruno de Carvalho - ou outro aventureiro - e o Sporting está nas mãos de gente honesta.

Honesta e sobretudo competente.

Ora vejam: de acordo com o site globo esporte, o Flamengo prepara-se para receber Elias por empréstimo, encaixando assim a custo zero um jogador por quem o Sporting pagou nove milhões de euros, o mais caro da história do clube.

Em agosto de 2011, escrevi aqui:

"Como é que o Sporting - logo o Sporting - dá 9 milhões de euros por um jogador de 26 anos? Conforme nota o Miguel no Sector B32, são 25% das receitas da SAD num ano inteiro e menos do que o valor da presença na Champions League 

Sendo Elias um rejeitado pelo Atletico de Madrid, que pretendia livrar-se dele por excesso de estrangeiros, como é que o Sporting dá mais dois milhões de euros do que os espanhóis pagaram pelo médio brasileiro há uns meses?"

Pois é. O último a adivinhar o nome do empresário envolvido nestas esquemas é uma preguiça.

O que tem piada é que ainda em 2011, um mês depois de comprar Elias, o Sporting “alienou à Quality Football Ireland Limited, em regime de associação económica, 50% dos direitos económicos do jogador Elias Mendes Trindade, pelo montante de 3.850.000 euros".

Ou seja, um mês em Alvalade e Elias desvalorizou mais de um milhão de euros!

E agora, quando o seu custo de aquisição pelo Sporting é ainda de cinco milhões de euros, deduzido o que o fundo pagou, Elias sai por empréstimo. Assim, como se nada fosse.

Volto ao início: felizmente, esta gente é honesta. Imaginem se há eleições... O que será do Sporting?

kovacevic

5 comentários:

Joao disse...

A continuar assim o Sporting dentro de dois anos, no máximo, acaba...

Neste momento o Sporting não têm grande poder negocial e os seus concorrentes sabem disso. O Sporting precisa de vender, seja para realizar dinheiro seja para aliviar a folha salarial, (excepto se for para pagar 100 mil euros/mês ao Miguel Lopes QuÉÉEÉÉÉÉÉ!!!!!!??????!!!!?!?!?!?!?)

Na próxima época nem às competições europeias vão, portanto para o ano ou conseguem dois ou três bons reforços da equipa b ou então só eventualmente conseguem alguém por empréstimo...

Leão de Alvalade disse...

Kovacevic,

O que farias agora o Elias, vendias abaixo do preço de custo, emprestavas ou pura e simplesmente dispensavas?

Rearviewmirror disse...

A Quality Football Ireland Limited é que foi enganada, porque com o dinheiro que deram, deveriam ter ficado com 100% do passe.

cincoAzero disse...


Neste jogo como seria de esperar uma vez mais só poderia haver 1 vencedor: o mesmo que já ganha da mesma forma desde a era de Salazar. Assim ficou demonstrado ainda na 1ª parte com o 1º golo irregular num claro fora-de-jogo. Ainda assim Makelele num extraordinário lance individual fazer o 1-1 naquele que deveria ter sido o 0-1. Saleiro, fez o 1-2 que deveria ter sido o 0-2 e arrumado a classificação para as meias-finais a favor da Académica. Mas Manuel Mota, o jovem ladrão à procura de futuro tinha de repor "o resultado certo". No seu único golo legal em todo o jogo, a equipa de Lisboa fez o 2-2, e por fim o tal Manuel Mota fechou os olhos (como em várias outras ocasiões incluindo 1 penalty) a uma entrada duríssima sobre um jogador da Académica, dando oportunidade à equipa da casa de fazer o 3-2. Assim se passou de 1-2 que daria o apuramento para a Académica para um manipulado 3-2 que dá o habitual colo ao "Grande Rebanho".
Para concluir, e porque a equipa a equipa Sul Americana não tinha o apuramento ainda garantido, o árbitro jogou pelo seguro e expulsou R.Ferreira na Briosa, não fosse a Académica ainda atingir o empate. 3ª expulsão nos 3 jogos desta Taça da Treta. Fiquem com ela.

Esperemos apenas que não haja roubos tão óbvios, não haja golos com a mão em fora-de-jogo, no jogo em Coimbra na próxima semanas dos quartos-final da Taça de Portugal.

kovacevic disse...

LdA,

é fácil: não tinha dado 9 milhões ele.

quem é que aprovou a aquisição por esses valores?

esses é que têm de responder, não sou eu

mas sempre te digo: internacional brasileiro e ninguém lhe pega?