sexta-feira, março 11, 2011

CSKA Moscovo 0 x 1 Porto

A determinada altura da primeira parte, lembrei-me de algumas deslocações (de má memória) do Porto a Inglaterra, tal era o pânico na defesa portista, sempre que o CSKA saía disparado para o ataque. Felizmente, o jogo foi na Rússia (de onde o Porto guarda boas recordações), Helton fez uma excelente exibição, e as pilhas de Doumbia, Love & Cia. acabaram ao intervalo. Os dragões puderam então assentar o seu jogo, atacando com o mesmo perigo do primeiro tempo, mas anulando as investidas adversárias (excepção feita a um remate de Love na atmosfera). Guarín fez o golo (um grande golo) que coloca o Porto em vantagem na eliminatória. Uma vantagem importante. Mas, pela amostra, muito cuidado com o jogo da segunda mão.

littbarski

20 comentários:

cc disse...

Parabéns. Muito bem.
Como de costume, aliás: sobriedade, realismo, objectividade e honestidade na análise à actuação do nosso FCP.
Venha quinta e "até os comemos, carago!"
Aquele abraço e saúde da boa.

Pedro Almeida disse...

Qualquer equipa cria meia dúzia de oportunidades flagrantes de golo contra o FCP...

master kodro disse...

É verdade, Pedro. O PSG com meia equipa de fora chegou a meia dúzia de oportunidades antes do intervalo. Mais uma. Ainda não falhou desde que foi escrito. És capaz de te safar com o Portimonense.

Pedro Almeida disse...

Ahhhhhhhhh, tu escreveste para o futuro, era uma previsão/desejo!!!
Pronto está explicado.
Finalmente percebi, obrigado.

ps: imagino que em Paris, com a equipa completa do PSG, o Benfica irá ser certamente goleado devido à dúzia inteira de oportunidades que sofrerá.

Mundo Desportivo disse...

Querem fazer uma troca de links?

Mundo Desportivo

http://mundodesportivoblog.blogspot.com/

miguel_canada disse...

O Porto de facto viu-se à rasca na primeira parte. Viu-se porque não se adaptou à alcatifa e os Russos foram sacaninhas em não molhar a alcatifa porque sabiam que a alcatifa só se assemelha com um relvado verdadeiro se estiver molhada.
A bola não rolava, entalava-se entre as pernas dos jogadores e os remates não saiam. Foi muito complicado.
Inteligentemente, soubemos proteger o resultado e esperar que os russos estourassem. Assim aconteceu. Chama-se a isto pragmatismo, aquilo que julgávamos só estar ao alcance dos Manchesters, Reais ou Milans.

xerxes disse...

miguel, se os russos tivessem molhado a alcatifa quantos minutos demoraria a água a congelar?
Durante o jogo apenas receei que a alcatifa provocasse alguma lesão grave no Hulk: viu-se bem que não estava a adaptar-se às condições do "terreno", fosse pelas chuteiras nipónicas ou pelo frio ou por outra razão.

Ricardo disse...

Jogo intermitente do Porto, em que revelou as fragilidades e as qualidades. Foi um bom jogo, para quem gosta de analisar futebol, especialmente esta equipa. Muito forte do ponto de vista mental (como tem sido hábito ao longo dos anos), capaz tacticamente e guerreira na fase em que esteve mais pressionada. Teve alguma sorte, é verdade, mas também teve mérito, muito. É uma equipa personalizada, especialmente na Europa.

O que só nos faz questionar e ter pena de precisar de ajudas internamente. Mas tem um Presidente que, por ter reconstruído o Clube a partir da mentira, precisa, por ser aldrabão, de viver eternamente na mentira.

O Futebol Clube do Porto - não o FCP presidido por um corrupto há 30 anos - é um clube digno. O problema é que construiu as suas vitórias em cimento frágil, de tão adulterado.

O Porto está nos quartos. O Benfica e o Braga não sabem, o segundo provavelmente não e o primeiro terá muitas dificuldades.

Uma nota para o Sporting: mais uma vez deixam Portugal entregue a si próprio (leia-se: as outras equipas). Pode agradecer o Sporting a ida à pré-eliminatória da Champions do próximo ano aos que realmente fazem pelo ranking. Isto se - e é tarefa complexa - ficarem em 3º.

Hugo disse...

Óptimo post ao nível habitual. O Helton estará provavelmente a fazer a sua melhor época no Dragão. A braçadeira parece ter-lhe feito bem.

miguel_canada disse...

"O que só nos faz questionar e ter pena de precisar de ajudas internamente. Mas tem um Presidente que, por ter reconstruído o Clube a partir da mentira, precisa, por ser aldrabão, de viver eternamente na mentira."

Moral da historia, óh Ricardo:
Na Europa, passeamos a nossa classe defrontando as mais prestigiadas equipas do velho continente com reconhecido mérito, atitude guerreira e competência táctica.

Mas em Portugal, para bater-mos um Benfica que tem andado à deriva desde os tempos do Manuel Damásio, com uma sequência escabrosa de Presidentes incompetentes e falhas de estruturação monumentais que afastaram o clube dos dois primeiros lugares por uma data de anos, temos de corromper uns árbitros com uns envelopes de 600 euros para sacar-mos um empate ao Beira Mar e uns juízes com uns meros bilhetes de 30 euros!

Ok... não faz sentido nem ao meu filho de dois anos!

MM disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
MM disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
MM disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
MM disse...

Queria reiterar nas pessoas do Bruno Pinto e do Littbarski o excelente resultado que o Porto mais uma vez conseguiu. Mais um, a somar a tantos outros. Parabenizar também o bom resultado do Sporting Clube de Braga e, já agora, dar as felicitações pelo positivo resultado do Benfica. Ao que parece o Paris Saint-Germain teve muitas soberanas ocasiões de golo no 1º tempo e desse modo salvou-se apenas o resultado. No entanto, parabéns pela magra vitória benfiquista. Que estes últimos 2 europeus anos vos façam esquecer rapidamente os 15 anteriores de repetidas humilhações e fracassos, é o meu desejo. Dos 3, aquele a quem deixo os votos de maior sucesso será obviamente o Braga do Domingos: excelente, numa palavra. Que essa excelência e bom espírito minhoto sejam recompensados. Sevilha, Belgrado, Londres e Glasgow, portos conquistados pela armada de Braga, armada essa que agora fará os seus estragos na histórica, mítica e "beatle" Liverpool. Que os deuses acompanhem o Braga para que este possa prosseguir a sua muito valiosa epopeia futebolística europeia.

Nota curta e em off-topic, mas uma que não pode passar em claro,
Ricardo, não tens medo que te expulsem do coro? Espero que não, "ao contrário de uns broncos, que só sabem denegrir sem argumentar, fundamentar, fazer absolutamente nada sobre as ideias que têm (...) ou vir para esta caixa de comentários "gozar" com o Nuno por aquilo que ele escreve noutro blogue. Isto chega a ser patético." (É a Humanidade, nada de novo, acrescento, se é que posso copiar-te, copiar-te em forma de puro elogio), espero que não Ricardo porque coisas deste tipo devem ser as normais percepções que se têm. Depois, a partir daqui, estar-se mais chegado à Lua ou ao Sol consoante a disposição. Porque a disposição influencia tudo, claro está.

MM disse...

Espero que o imbecil do Pedro Almeida ou o imbecil do JNF que tentou lançar o mote para o rol de patetices que o post anterior a este pedia (sem que no entanto e pelas razões já explicadas se misturasse com essas patetices) não te expulsem do coro de anormais que faz da blogoesfera um sítio tão pobre, a muitos níveis. Para o teu Benfica bom seria que sim, que (a esmagadora maioria, generalidade) te expulsasse. A ti e a todos os benfiquistas com o mínimo de inteligência e decência, e que vós trouxessem convosco o clube Benfica, pois isso significaria a sua passagem a clube grande e fá-lo-ia entrar no universo dos clubes respeitáveis. Universo esse que neste momento em Portugal vê-se ocupado pela esmagadora maioria dos clubes portugueses exceptuando o Benfica, o Porto, o Boavista e outros que não conhecendo o seu modo-de-vida a fundo certamente entram nessa categoria de pequenos, ou pouco respeitáveis. Por motivos diferentes, claro está também.
Em particular, e para que uns quantos analfabetos e pobres de espírito como o Pedro Almeida possam depois confirmar por actos: é isto que - individualmente - precisam de fazer. Isto que se segue, para verem como não só faço o diagnóstico mas ainda vos forneço gratuitamente a cura:
Saindo do off-topic agora, e pegando novamente nos bons comentários do Ricardo, aqui já, neste post:
- Porto, livrar-se e rejeitar (se é que ainda vão a tempo) dos dirigentes corruptos e desonestos que têm. Esta rejeição - exceptuando raras excepções - nunca foi ao nível da massa adepta do Porto (força viva e "bem" maior que qualquer clube pode ter, e aquilo que lhe transmite personalidade) feita. Nunca. E se não o fizeram quando os indícios se tornaram demasiado óbvios temo que já não irão a tempo de faze-lo num futuro próximo. A mancha colou-se ao Porto, e essa mancha será uma nódoa eterna, uma mancha grave e pesada. Uma ferida onde por entre competência desportiva e muy nobre e invicta história uma bela e pura massa popular de apoio como são os portuenses / portistas vê o seu digno azul clube ser massacrado e infectado - a um nível irreparável, talvez - por esse doente bolor e cinzento pus que sai dessa ferida. Doença que se mistura com todas as qualidades que se conhecem. Doença curável ou crónica?: dirigismo portista, que no Porto, confunde-se com o próprio clube.

Respondam os portistas: tem a palavra o Bruno Pinto e a sua notória capacidade de alinhavar ideias e passá-las para o papel.

Benfica, para além de todos os problemas que também tem ao nível dos seus iletrados e desonestos dirigentes, embora numa escala muito menor que a do Porto: renovar / melhorar o seu corpo de adeptos, ou talvez adquirir novos, outros, de outra espécie e feitio. Esta missão é muito mais complicada que a do Porto porque como é evidente demora muito tempo: tem que ver com educação, cultura, bons hábitos sociais, princípios, coisa para que se tivesse começado ontem os primeiros resultados fossem vistos daqui a 15 ou 20 anos. E não, ainda não começaram.

MM disse...

Pelo contrário, cada dia é pior, porque em cada alto nascer do Sol o típico benfiquista consegue a estonteante proeza de descer mais uns quantos degraus do seu degredo. São esses os fáceis e óbvios caminhos do benfiquismo: o podre degredo social que o empurra e o vazio cultural e intelectual que o caracteriza. Neste particular universo do 4-4-2 retiro da generalizada (sentido literal) amostra o Ricardo, o Óscar, e um bocadinho do Luís porque apesar de meio bacoco consegue ir dizendo umas coisas jeitosas, de vez em quando. Ou pelo menos tentar, e isso já merece nota positiva. Todos os outros, exemplificam e são espelho desse profundamente defeituoso e cheio de micróbios pântano encarnado. E é isto. Têm aqui a cura.

Ajudem por favor os vossos clubes a procurá-la porque o Desporto e o Futebol em Portugal precisa do contributo de todos. O Sporting sozinho não compensa todos estes defeitos: está muito ocupado a somar títulos e a ombrear com o Fútbol Club Barcelona pelo 1º lugar do pódio de Reis do Desporto Europeu, naquela que é a desportiva soma de todas as práticas e nobres modalidades que fazem parte da vida das mulheres e dos homens desde o princípio dos Tempos, nos jovens e nos mais idosos. Juventude, Bem-estar público, Decência social, Dignidade na velhice e superior Honra nos Valores. Espírito majestoso e real, de onde, e de resto, a figura do Leão é muito mais do que mero acaso ...

Para o ano, com a casa arrumada, poderá o Porto tirar o cavalinho da chuva porque o verde rugido do leão ouvir-se-á em toda a parte. Já o Benfica, pode gozar os 2 anos que teve e voltar a ser o que sempre foi, nos últimos 20: muitas vezes 3º, algumas vezes 4º, ainda noutras 6º, ficar fora da Europa - 2 anos seguidos, "lol" - e ser goleado por um qualquer Celta ou Valladolid.

MM disse...

Assim é que é, juntos os parabéns ao Littbarski e Bruno Pinto pela vitória portista na Rússia, só para que fique representado um bocadinho de tudo.

Rebello disse...

Concordo com o Hugo quando diz que Helton está a fazer a melhor época no clube, mas continuo a achar que não é um guarda-redes seguro e são poucas as vezes que faz a diferença.
Para um clube que luta pelo título e participa sempre em competições europeias seria de esperar mais qualidade e segurança na baliza.

A eliminatória não está ganha de todo, a equipa russa tem qualidade para ganhar no Dragão, principalmente em contra-ataque.

Foi pena o Sporting ter sofrido um golo mesmo a acabar a eliminatória. Já é muito bom termos 3 equipas na Liga Europa com qualidade para trazer mais pontos para o ranking, mas 4 seria fantástico.

low desert puke disse...

lol

Fredy disse...

realmente ninguém percebe a logica do ricardo e dos benfiquistas em geral.

o Porto na europa brilha contra grandes equipas, joga à bola, etc e eles dão os parabéns, assumem que somos melhores e etc etc

ja cá dentro, contra clubes fracos, só lá vamos com ajuda da corrupção supostamente.

já o clube deles, o benfica, na europa é eliminado e humilhado por equipas medianas e desconhecidas, para passar equipas medianas só com muito esforço e perto do fim.

mas cá dentro são supostamente os melhores, mais ainda que o Porto?



ninguém nota uma falha de raciocinio aqui aqui??

onde tá a lógica??

enfim.