quinta-feira, fevereiro 24, 2011

Um susto desnecessário

Pois é, parece que a sorte do Porto se esgotou em Sevilha. Álvaro Pereira, Belluschi, Moutinho, Falcao, Hulk e Guarín deram um verdadeiro festival de golos desperdiçados, alguns deles de forma incrível. Fabiano foi mais eficaz, fazendo o golo da vitória da equipa andaluz, insuficiente, no entanto, para mudar o rumo da eliminatória. O Porto segue, com toda a justiça, para os oitavos, graças aos dois golos marcados fora. Resta esperar que contra o CSKA de Moscovo a pontaria dos jogadores portistas esteja mais afinada.

littbarski

31 comentários:

Joao disse...

apesar do desperdício, um bom jogo do Porto...

Ricardo disse...

A sorte que sobrou em Sevilha faltou hoje ao Porto. Faltou sorte e faltou qualidade na finalização. Incrível como se falham tantos golos em frente ao guarda-redes.

O Porto fez uma primeira parte de grande qualidade. A forma como todos os jogadores pressionavam não só o portador da bola mas as soluções que o mesmo tinha chegou a ter laivos de sufoco total. O Sevilha não saía, não sabia sair do seu meio-campo, a não ser por esporádicos lances pelas alas (a pressão do Porto no miolo assim o obrigava) que Navas e Perrotti iam procurando ter, esbarrando sempre nos laterais e centrais portistas. A diferença de reactividade na perda entre Porto e Sevilha era tão grande que a sensação que dava era a de que os portistas eram mais cinco ou seis. Grande primeira parte do Porto.

Na segunda, as coisas foram diferentes. Os médios sevilhanos finalmente libertaram-se da pressão (incompreensível como jogadores com a qualidade de Zokora e Rakitic falharam tantos passes e criaram tantas situações de perigo para a sua própria equipa) e equilibraram o jogo. A pressão do Porto também já não tinha nem a qualidade nem a intensidade do primeiro tempo e, portanto, o jogo começou a virar, ainda que de forma pouco clara, para o Sevilha. Só que, entre o jogo lento e mastigado dos sevilhanos, o Porto ia dando esticões à conta de um Belluschi e de um Moutinho capazes de encontrar o louco desvairado do Hulk para correrias sem fim, completamente inconsequentes por uma clara incapacidade de decisão. Assusta pensar em Hulk com mais de dois neurónios. Este homem, se soubesse jogar de forma colectiva (e, ainda assim, melhorou bastante esta época), tinha tudo para ser dos melhores do Mundo. Digamos: se tivesse um décimo da inteligência de Falcao (que jogador fenomenal!). As situações repetiam-se: 3 para 2; 3 para 1; 4 para 2; 4 para 1 (!) e nada. Bolas mal passadas, decisões erradas, remates à figura do guarda-redes. Até que o Fabiano decidiu mostrar ao Hulk como é fácil, se o neurónio luzir. E o Porto viu-se logo a seguir sem um jogador (coisa inédita no Dragão, só mesmo na Europa). E o Porto podia ter-se visto apertado, não fosse um Alexis ainda mais burro que o Hulk (a propósito: este Alexis devia ter estado na rua 30 minutos antes). Andou ali tudo meio às aranhas, Sevilha a tentar mas sem poder (Otamendi em grande) e o Porto quase pateticamente a perder contra-ataques em frente ao guarda-redes. No fim, perdeu e passou a eliminatória. Muito justamente, diga-se.


Sobre a arbitragem do senhor Webb, homem a quem tecem loas infernais e infinitas, uma palavra: nódia. Que péssima arbitragem. Sem critérios nos amarelos, não viu agressões, não viu nada, basicamente. E em prejuízo do Porto. E a lição para os portistas, que parece que ainda não sabiam: sim, é possível uma equipa ser melhor, ter melhores jogadores, jogar mais e... perder. Basta uma arbitragem manhosa. Vivemos isso esta época, algumas vezes. Vocês viveram hoje. Que sirva de lição. E, sim, é frustrante, não é?

Belhote disse...

Ricardinho, Ricardinho...essa azia mal escondida deve fazer-te muito mal rapaz.
Ler a merda que escreves ao lado do que escreve o littbarski torna-te tão pequenino.

Filipe disse...

Terceira derrota em casa do FCP em 2011. Só falta perder em casa para o campeonato para fazer o pleno.

O mais incrível neste jogo foi o moço de serviço na sportv. Quando o Guarin falha na cara do guarda-redes diz que Guarin quase faz o 2-0. No final gaba AVB que com esta vitória atinge as 9 na europa e passa Mourinho! Como é que a sportv escolhe estes imbecis?

miguel_canada disse...

Porto a respirarem ofegantemente após um sprint.

O Sr.Webb teve erros dignos de um qualquer Bruno Paixão.
Conforme refere o Ricardo, esqueceu-se de ver varias agressões contra os jogadores do Porto, esqueceu-se de ver faltas graves a favor do Porto e, acima de tudo, esqueceu-se de expulsar o Alexei aos 42' da primeira parte.
Curiosamente, expulsou o mesmo jogador aos 78' por este cometer exactamente a mesma falta que havia cometido no final da primeira parte.
Quanto a expulsão do Álvaro, nada a dizer. Mais do que justa.

Enfim, fomos uns injustos vencedores em Sevilha e uns injustíssimos vencidos no Dragão, num jogo onde poderíamos, e tivemos oportunidades suficientes para isso, para golear de forma categórica o Sevilha.

Siga para bingo que o CSKA vem já a seguir.

Hugo disse...

Otamendi e Bellushi foram gigantes e Kanouté mostrou que é um senhor jogador com 33 anos

MM disse...

Belhote,
Nao sei se o "Belhote" vem de "Velhote" mas, se vier, permita-me ainda assim dizer-lhe que essa sua intervencao e tirada a papel quimico de um qualquer manual do benfiquismo. Ou seja, e zero. Nao serve para nada.

Sobre o post,
Lendo-o e lendo a estimada opiniao do Ricardo sobre o jogo que confirma o desperdicio de muitos golos feitos por parte do Porto, fiquei sem perceber a parte que relaciona a derrota com uma "arbitragem manhosa" ...
Sem ter visto o jogo este resultado ainda que possa ser profundamente injusto face ao futebol que ambas as equipas terao produzido, deve ter deixado os sevilhanos com um amargo de boca ...

O golo mal anulado na 1'a mao a equipa da casa teria sido suficiente para carimbar a passagem do Sevilha a eliminatoria seguinte.

MM disse...

Ja agora e para dar por encerrada a minha participacao neste formidavel espaco (estou um bocadinho farto de todos vos). Sem qualquer ironia, o formidavel, obvio, caso contrario nem teria aqui gasto tanta letra nestes mais ou menos 3 meses que guardarei com afecto e saudade no meu intimo armario de Sportinguista/Desportista. O seguinte e off-topic mas e importante que seja dito e espero com isto que se perceba algo de uma vez por todas:

Oscar,
A intervencao que o caro deixou na Bancada Nova. Gostei muito de le-la e ela e muito importante porque sao intervencoes desse tipo que revelam o indispensavel substracto que devemos meter um qualquer coisa que facamos. Perceba o seguinte Oscar: da mesma forma que nao existe qualquer relacao entre a iliteracia e a capacidade de se ter correcto entendimento sobre algo (voce tem razao, nao existe, quantas e quantas dezenas, centenas e milhares de milhoes de pessoas tem entendimento mas nao possuem forma de expressa-lo correctamente?, em linguagem escrita sobretudo), a critica que se faz ao benfiquismo e ao Carnide nao provem dessa errada relacao. Essa para a qual voce muito bem alertou. Da mesma forma que voce por ter comecado a trabalhar aos 13 anos em infindaveis ciclos de 15 horas por dia nao esta mais habilitado a possuir entendimento sobre algo, e muito menos futebol, ou clubes, ou as duas misturadas. Entende Oscar? Nao funciona para nenhum dos lados. E porque? Porque o correcto entendimento provem sobretudo da decencia, intuitiva inteligencia, sensibilidade ...
E isto que falta aos benfiquistas e a 95% dos adeptos simpatizantes do Benfica. Eu nao sei se lhe dizem isto Oscar, ou se voce o sabe mas, o caminho para a regeneracao passa justamente por ai, pela capacidade que o caro evidenciou. As coisas sao como sao, esta e a nossa realidade e vamos portanto sem complexos assumi-lo e tratar de crescer. De que forma? Com decencia e humildade. Tal qual aquela que voce demonstrou. Nao por ter introduzido os elementos que introduziu mas, por no seu coracao e intimo ter-se sentido no dever de chamar a atencao para algo que o incomodou. E isto Oscar, o caro exemplificou-o na perfeicao. Crescer e isto. Terra-a-terra, sem medo, entender as coisas como elas sao e agir sobre isso. Preservar o bom. Limpar o mau. Ter capacidade de distinguir ambos e claro, nao ter receio de assumi-lo, com verdade.

Oscar, so para finalizar. A magia do Sporting e muito essa sabia? Eu quando digo que o Sporting e dos 3 maiores clubes portugueses o unico realmente grande, digo-o com motivo. E o motivo e este: o Sporting e o unico clube que ao mesmo tempo que vai sendo o mais ganhador em Portugal - embora no futebol perca na comparacao com os outros 2 - e o unico que apesar de construir um vasto registo de vitorias e titulos ... nao se define por eles. O que o define sao outras coisas. E e por isso que o Sporting e magico Oscar. Nao ha diferencas entre o Sporting e a Academica, o Sporting e os Vitorias, ou o Braga, e nao ha diferencas porque o Sporting mantem-se fiel aos fundamentos e mandamentos que o viram nascer, mandamentos esses que sao comuns a todos os clubes, na sua genese.
De todos.

MM disse...

E ora, no Sporting, as vitorias nao tem capacidade de corromper os ideais, quando o Sporting e o mais ganhador de todos. Isto e formidavel Oscar. Emocionante, nao ha outra palavra. Falemos ao nivel de dirigentes e representantes do Clube ou, mais importante, mas muito mais importante ... os seus adeptos. Fidelidade a origem. Pureza. Nos sabemos quem somos e a nossa dimensao nao se mede por mais de 14 000 titulos e 25 ou 26 competicoes Europeias ganhas, sendo que so existem 2 clubes na Europa que tem mais, Real e Barcelona, quando o Sporting na soma dos titulos internos e Europeus supera inclusive o clube de Madrid. O espolio de todos os outros clubes portugueses somados nao chega a metade do do Sporting.

Mas Oscar, o Sporting nao e isto. Isto sao resultados so. A magia do Sporting e ter todo este somatorio de titulos mas ... conservar a sua pureza. A mesma pureza que identificamos num grupo de adeptos da Academica, Setubal, Belenenses, Leixoes ou Vitoria de Guimaraes. E porque e que identificamos essa pureza em todos eles? Porque nao possuem vitorias em numero suficiente que lhes tivesse corrompido o puro espirito com que nasceram. O Sporting, e o unico clube em Portugal que tem as vitorias e, tendo-as, nao se deixou corromper. Ao nivel das praticas, pensamento e forma de estar. No seu universo de adeptos, sobretudo.
Isto e magico. E e isto que faz do Sporting o unico grande clube em Portugal.
Possuimos a transparente decencia e bondade e possuimos tambem o ganho desportivo. Ganho este que nao nos define, no entanto. Da mesma forma que as suas habilitacoes literarias nao o definem a si Oscar, nem as minhas me definem a mim, ou as do benfiquista Ricardo as definem a ele. Tudo isso e desimportante Oscar, quando somos decentes. Por isso seja - enquanto benfiquista - decente, e sendo-o, defina-se por essa mesma decencia. Quando voce e muitos de vos o fizerem, o Benfica, ai, deixara de ser Carnide e ocupara o seu lugar enquanto grande clube desportivo em Portugal que de momento nao e. Nao tem os requisitos, porque os requisitos nao sao esses que (vos) julgam que sao ...

E isto Oscar.
Um abraco e tudo de bom na sua vida. Muita sorte, boa fortuna e mais uma vez: parabens. Sao agora 3 os benfiquistas que respeito na blogoesfera. Antes eram 2, agora sao 3. Este merito e ser Oscar, de ninguem mais.

low desert puke disse...

O MM a incutir humildade em alguém é mesmo a unica coisa extraordinariamente épica que me faltava ler...Isso e o projecto de lei do Berlusconi contra a prostituiçao.

E ainda bem que é ele que està um bocadinho farto de todos nòs. Imaginemos se fosse ao contràrio?

Bon voyage, loser.

M disse...

vi uma aposta que quarta ou quinta volta?

Rebello disse...

O Porto perdeu porque teve uma 'arbitragem manhosa'... esta é de génio.

O futebol muitas vezes é tão simples.
O Porto perde porque não marcou golos. Teve 7 oportunidades claras de marcar e só por incompetência própria é que não marcou.

O sevilha teve sorte? a sorte procura-se. Até podiam ter feito o 2o golo quando o Navas centra pela direita e o nr 9 sozinho frente à baliza adianta-se e a bola passa-lhe por cima.

Agora percebo alguns iluminados da praça que acham que o Benfica é normalmente prejudicado.
Ainda não entendem o conceito de competência/incompetência.

Por falar em arbitragens. Vi o jogo no estádio e acredito que alguns lances possa ter ficado com a ideia errada mas a arbitragem de ontem foi terrível.
Um arbitro profissional recomeça o jogo com 'bola ao ar' e esquece-se que tem de estar 1 jogador de ambas as equipas a disputar o lance. Recomeçou só com um jogador de uma equipa...
O que se teria dito se fosse Português.
Incompetência há em todos os países.

Palito e Falcão são jogadores fantásticos, a sua presença dinamiza por completo o jogo da equipa. A equipa ganha outra confiança.

Rearviewmirror disse...

Um clube que deixa cair o Basquetebol, o Voleibol, o Rugby e o Hoquei em Patins, que nem um pavilhão tem para as modalidades ditas amadoras, que se auto-intitula o clube das modalidades, mas nem uma pista de atletismo tem para manter a coerência com aquilo que apregoa aos 7 ventos, realmente merece ser considerado GIGANTE.

E viva o ténis de mesa!!

littbarski disse...

É verdade, João, o Porto fez um bom jogo. Um jogo que poderia (e deveria) ter vencido tranquilamente, por dois ou três golos de diferença, mas acabou perdendo. Porque foi ineficaz no ataque, e não por causa do árbitro. Tal como não ganhou em Sevilha por causa do árbitro. Ganhou porque o Sevilha não teve a sorte do jogo e falhou duas ou três situações claras de golo. A ironia da eliminatória é esta: o Sevilha não merecia ter perdido em casa e perdeu; não merecia ganhar no Dragão e ganhou. Mas no conjunto das duas mãos passa a melhor equipa, aquela que melhor jogou, a que se superiorizou ao seu adversário durante mais tempo e a que criou mais situações de golo.

Infante disse...

Littbarski, já o disse e volto a dizer: és mesmo um óasis no comentário desportivo (blogs ou imprensa) neste momento. Será que é assim tão difícil ser-se claro, distanciado e minimamente profundo ao mesmo tempo? Parabéns!

Offshore disse...

Littbarski,
Tomara o Porto ter sido tão certeiro como são os teus comentários.

O melhor em campo para a Marca
LO MEJOR

Javi Varas
Partidazo del canterano rojiblanco, que realizó innumerables paradas y mantuvo a su equipo con vida hasta el último suspiro. ¿Ha llegado el momento del relevo en la portería? Parece que sí.

Joao disse...

Ainda há dúvidas da competência do treinador André Villas Boas?

Joao disse...

já agora, isto é genial...

"Soccer is against God"

http://www.youtube.com/watch?v=yBkbj_S3etY

Ricardo disse...

A iliteracia é um conceito bastante mais abrangente do que aquele que não permite a um bípede juntar as letrinhas e encontrar uma frase.

Jorge disse...

Rebello:

No futebol nao ha bola ao ar.
Nao e necessario um numero minimo ou maximo de jogadores para disputarem uma bola ao solo (dropped ball). Quando o jogo e parado pelo arbitro para prestar assistencia a um jogador e comum ser apenas um jogador da equipa que tinha a posse da bola no momento da interrupcao a disputar a bola ao solo.

Rebello disse...

Jorge,
disse 'bola ao ar' por ser comum chamar-se assim, sei que na lei se chama bola ao solo. Daí o uso de pelicas.
Tens razão, não é preciso um número mínimo de jogadores para disputar a lance. Não sabia.
Mas a verdade é que nunca vi nenhuma bola ao solo ser disputada só por um jogador.

Bruno Pinto disse...

E o FC Porto continua a sua caminhada rumo à vitória nesta Liga Europa. Depois de ganho o campeonato, tudo o que não seja ganhar esta competição europeia será frustrante, até porque o principal adversário (precisamente o Sevilha) está fora.

Pedro Almeida disse...

Que terá sido o PALHAÇO que escreveu isto há uma semana atrás?

"Finda a noite europeia:
Porto, brilhante, uma vez mais.
Sporting, praticamente nos 8ºs. Pena o empate entre Lille e PSV.
Benfica, terá de suar na Alemanha."

AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH!!!!!!!!!!!!!

cc disse...

"Sobre a arbitragem do senhor Webb, homem a quem tecem loas infernais e infinitas, uma palavra: nódia. Que péssima arbitragem. Sem critérios nos amarelos, não viu agressões, não viu nada, basicamente. E em prejuízo do Porto. E a lição para os portistas, que parece que ainda não sabiam: sim, é possível uma equipa ser melhor, ter melhores jogadores, jogar mais e... perder. Basta uma arbitragem manhosa. Vivemos isso esta época, algumas vezes. Vocês viveram hoje. Que sirva de lição. E, sim, é frustrante, não é?" by Ricardo

Absolutamente nada. É que é completamente ao contrário. Posso (portista) queixar-me da arbitragem, e queixo. Agora dizer que foi determinante no resultado final? é que nem pouco mais ou menos! Falcão à trave, hulk "n" vezes à frente da baliza e batatinhas, guarin a perguntar "para onde queres?" e mandar à figura..., moutinho a queimar o poste em um remate pelo menos, e, e, e...
E a culpa foi do árbitro??? foda-se!
Continua na pele quixotesca de árbitros malandros e roubos de igreja! não... de catedral! mas pelo menos tenta usar exemplos crediveis. Este foi tiro na água.
E enquanto me lembrar dos frangos do roberto no inicio da época, podes apagar o grelhador com árbitros porque em agosto e setembro, Dom Roberto tinha a churrascaria 24 horas aberto.
Ah, e parabens pela vitoria de hoje. Sem espinhas e no limite da perfeição. Chato é se a gente se encontrar numa fase avançada da competição. Era na final, carago!

Ricardo disse...

CC, abraço. Espero que sim. Isso seria qualquer coisa de fabuloso.

qualquercoisa disse...

http://www.mentiradesportiva.com/artigos/331-brigada-antidoping-em-olhao-porque.html

Nuno disse...

Já fui deixar lá o meu comentário qualquercoisa,espero que publiquem:D

cincoAzero disse...

as gayvotas devem ter fornecido o material à rapaziada de Olhão

http://oantilampiao.blogspot.com/2011/02/de-pequenino-se-dopa-o-menino.html

O Anti Lampião disse...

novo ataque de caganeira na luz.
ontem foi o Saviola

http://oantilampiao.blogspot.com/2011/02/uma-epoca-de-caganeira.html

miguel_canada disse...

Qualquercoisa...LOL! Como é que o Porto, que controla a liga, os árbitros, a Federação, os Juízes, os observadores, a disciplina da FPF, o tribunal desportivo Europeu e agora, pelos vistos, também os "vampiros", se dá ao luxo de perder dois campeonatos para o principal rival, só nos últimos 5 anos????
Há coisa que não se conseguem explicar, por mais voltas que se dê!

Ricardo disse...

"A SIC e o jornalista José Manuel Mestre exigem ao Estado 52 mil euros de indemnização, na sequência da sua condenação por difamação ao presidente do FC Porto, numa sentença entretanto rejeitada pelo Tribunal Europeu dos Direitos Humanos.
Em recurso extraordinário de revisão de pena o jornalista pede 4.099,91 euros de indemnização por danos patrimoniais e 15 mil euros por danos não patrimoniais, uma vez que a condenação lhe «obstaculizou, de forma relevante» o exercício da profissão na área da sua especialidade, o desporto.

A SIC pede, por sua vez, 33.099,47 euros, por danos patrimoniais.

Aos valores pedidos deverão juntar-se juros e deduzir-se o que o Estado português foi condenado a pagar pelo tribunal europeu: 12.104,72 euros ao jornalista e 10.687,37 euros à estação de televisão.

Em causa está uma entrevista em 1996 ao então secretário-geral da UEFA, em que José Manuel Mestre questionou Gerhard Aigner sobre como era possível que o presidente da Liga de clubes, que, ao mesmo tempo era presidente de um clube, se sentasse no banco de suplentes, à frente do árbitro, de quem era, «por inerência», patrão.

Pinto da Costa sentiu-se difamado com a pergunta e conseguiu que os Juízos Criminais do Porto condenassem o jornalista e a SIC ao pagamento de uma multa de 3.990 euros, numa decisão confirmada pelo tribunal de apelação em 2002.

Já em 2007, o Tribunal Europeu dos Direitos Humanos considerou que a decisão da justiça portuguesa foi «ilegítima, injusta e infundada».

O tribunal de Estrasburgo questionou que se sancionasse um jornalista «por ter formulado as suas perguntas de certa maneira» e considerou que com aquela sentença, a Justiça portuguesa «violou um direito fundamental do cidadão», o da liberdade de imprensa."

Lusa/SOL