segunda-feira, abril 20, 2009

V. Setúbal 0 x 4 Benfica

Só esteve uma equipa em campo desde o início da partida. Foram quatro mas podiam ter sido outras tantas. No fim da primeira parte uma estatística Sport TV mostrava um número impressionante: 23 ataques e 20 remates para o Benfica... Foi um festim para Óscar Cardozo e Nuno Gomes (o paraguaio chegou ao 11.º e o português ao 9.º da época) que conseguiram bisar. Pode ser que seja só impressão minha, mas este Benfica com Ruben Amorim e Carlos Martins no centro do meio-campo em vez da estaca Katsouranis (golos de cabeça, mas, dizem, a cabeça na Grécia) e Yebda (muito bom quando a bola está do outro lado e ele é mesmo o trinco) fez duas das melhores exibições da época. Pode ser só impressão minha até porque sou suspeito nos dois casos. Nos sadinos, nada.

master kodro

4 comentários:

FIL disse...

"Nos sadinos, nada."

Quo vadis Vitória? Há jogadores que já regressaram ao Brasil e outros a caminho ou com vontade de o fazer. O dinheiro não aparece e os milagres são coisas raras, como se sabe. Já no Restelo, a ideia que fica dos sadinos é de pouca vontade e muitos braços caídos. Que trará a 2.ª divisão a quem lá cair nesta conjuntura?

leaoconselheiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ricardo disse...

Não é impressão tua, Kodro. Pena que o Quique veja isso tarde. E mesmo assim porque tinha indisponíveis ou lá o que era.

Já agora, Katanec (falámos disto no último jogo): continuas a achar que o Reyes está a ser mal utilizado na direita? Eu acho que tem sido das melhores coisinhas que o Quique tem feito desde que está no Benfica. Uma aposta ganha.

master kodro disse...

O katanec mandou-me uma msg a dizer que não viu o jogo, daí que eu tenha avançado com o comentário.