domingo, abril 19, 2009

Académica 0 x 3 Porto

Primeira parte de domínio absoluto do Porto, mas poucas oportunidades flagrantes, isto apesar de uma entrada aparentemente (era mesmo só aparência ainda por cima fugaz) forte dos estudantes. O resto do jogo foi passado a defender com quase todos, até aos golos pelo menos. Esses só surgiram na segunda parte e de rajada: livre de Meireles (mais uma assistência) para Rolando marcar (era contra o Manchester, meu!); lançamento longo e Lisandro a obrigar Amoreirinha a fazer penalty, convertido em golo pelo argentino (estava a precisar depois de tanta asneira na primeira parte...). O jogo foi relativamente descansado para os dragões e acabou com mais uma assistência de Hulk, pela esquerda, para Mariano finalizar.

master kodro

28 comentários:

ArameFarpado disse...

Depois de não falares no golo anulado ao Sporting ontem, já esperava que não falasses do penalty não assinalado a favor da Académica nem do 3º golo do FCP em fora-de-jogo...

É mesmo o teu 2º clube, o FCP...

Deves sofrer muito com o corte de relações entre VSC e FCP...

"Eu tenho dois amores..."

leaoconselheiro disse...

Boa análise, MK!!

Só faltou aó um pormenor que agora também me está a escapar. Deve ser alguma coisa subtil. Algo "normal" de um árbitro que a Uefa aprecia e que só nós, os tolinhos é que achamos que tem decisões, estranhas. No minimo...

Pegando na conversa do post abaixo... Ainda bem que o PB ontem condicionou as arbitragens, porque senão o Olegário ainda cometia um erro grosseiro a favor do Porto.

Ah, claro...
Isto no final, entre favores e desfavores, fica tudo equilibrado!

Um "off-topic":

O Pinto da Costa recebeu um árbitro na vespera de um jogo porque ia tratar de assuntos pessoais do pai do árbitro.
"Normal"!

JLC disse...

Hoje não viste o jogo em nenhum lado com comentador inglês MK?

Luís Viegas disse...

"O jogo foi relativamente descansado para os dragões..."

Claro que foi, já deviam saber de antemão que iam ganhar, fosse de que maneira fosse.

" e acabou com mais uma assistência de Hulk, pela esquerda, para Mariano finalizar."

Sim, uma excelente jogada. Em fora de jogo.

master kodro disse...

Arame Farpado, não discuto lances de arbitragem - se são falta ou não, se decidiram o resultado de um jogo, se são sinal de corrupção - há alguns anos. Relativamente ao meu clube, estás no teu direito de achares o que quiseres e até tens o direito de me chamares mentiroso, porque é o que estás a fazer quando dizes que sou adepto do Porto. É só mais um insulto idiota e mentiroso.

leão conselheiro, sobre arbitragens, tu que já cá andas há muito tempo, já deves saber que não comento os lances. O que me leva a tentar perceber qual é o teu objectivo com esta intervenção. Mais abaixo no teu comentário percebo-o. O comentário é para mim e inclui "Ainda bem que o PB ontem condicionou as arbitragens" e "O Pinto da Costa recebeu um árbitro na vespera de um jogo porque ia tratar de assuntos pessoais do pai do árbitro.
"Normal"!". Relativamente a estas questões peço-te que dês as tuas opiniões e que deixes as minhas para mim.

Não, jlc, hoje ouvi as portuguesas. O tvtuga não deu link shoxt para os jogos de hoje (para nenhum, aliás).

Se achas que a jogada foi excelente, estás no teu direito Luís Viegas. Eu não o escrevi. Se alguém estava fora de jogo é para quem gosta de discutir essas questões, pelo que não poderás contar comigo. Se achas mesmo que os jogadores do Porto já sabiam de antemão que iam ganhar, aconselho-te a PJ e/ou o DIAP.

leaoconselheiro disse...

MK,

Não comentas arbitragens, mas no último (ridiculo, é verdade) Estrela-Benfica, tivemos aqui uma alusão aos lances, ou não? Porque é que desta vez não há, mesmo que não comentes a decisão em si?

Não percebeste o "normal"?

Tem a ver com este post e a discussão posterior

http://quatroquatrodois.blogspot.com/2009/02/olegario-benquerenca-no-chelsea-x.html

Ou já não achas que os erros em Portugal são "normais"? Como um jogador que faz um penalti?

Mas eu não te pergunto se foi opinião sobre a mão do Meireles.

Pergunto-te: achas que ele não viu o lance?

master kodro disse...

Uma alusão aos lances não é a discussão dos mesmos, nem a divina definição de quem seria o vencedor justo se não houvesse erros de arbitragem.

Sim, acho que os erros dos árbitros são tão normais como os erros dos jogadores, os que falham de baliza aberta, os que largam a bola, os que passam aos adversários.

Os árbitros são, na generalidade, incompetentes, tal como os dirigentes, tal como os jornalistas que nem imparciais sabem ser, existindo a diferença essencial de os últimos serem profissionais a tempo inteiro, algo que os primeiros não são.

Não sei qual é a ligação ao resto que escreveste, mas imagino que faça sentido para ti.

condor disse...

Ai que chatice!!!Estou danada danada e danada!O Porto ganhou!!!Ai que raiva!!!
Até quando meu Deus?
Vão lamber sabonetes!O lance do Meireles se fosse ao contrário nem merecia comentários!O rapaz não teve intenção de tocar a bola com o braço!Ou tocar o braço com a bola?Já nem sei,cada um interpreta como melhor lhe aprouver!
Quanto ao terceiro golo as normas são bem explicitas,em caso de duvida beneficia-se a equipa que ataca!Que chatice!!!

Filipe disse...

Nada de especial, vitória fácil do Porto. Desta vez a Académica não teve a sorte dos postes e até os erros de arbitragem foram para o outro lado.

Eu continuo a achar que o Braga
ganhava este campeonato nas calmas se por alguma razão que me transcende o Jesus não fosse obrigado a meter o Renteria a jogar.

condor disse...

Ah Ah Ah! Outro iluminado!

Pedro Santos disse...

Realmente, MK, foi tudo um mar de rosas, especialmente depois daquele lance a fechar a 1ª. parte. Os jogadores do porto devem ter ficado mesmo descansados, não há dúvida! Quem não ficaria? Se tudo está controlado! Ainda por cima quando têm mais uma demonstração de total solidariedade do boi do apito ao anular um golo à Briosa num lance que os jornaleiros vendidos da Sporttv não mostram e que, tenho a certeza absoluta, se fosse no outro lado do campo era considerado válido! Realmente foi um jogo descansado (concordo contigo) e acabou, como dizes, com mais um golo do porto, sim, mais um golo do porto que não deveria valer se o futebol português fosse credível!

leaoconselheiro disse...

Em que é que ficamos? É normal ou são incompetentes? Isso inclui o Olegário? É que defendeste o contrário no post que referi...

Mas não respondeste à pergunta:

achas que o árbitro viu o lance (não te estou a perguntar se é penalti ou não...)?

Se tiveres alguma dúvida sobre o que escrevo, não hesites em perguntar que eu esclareço. Vais ver que é mais fácil do que parece...

leaoconselheiro disse...

Nota que eu não estou a dizer que o Porto não estivesse a merecer ganhar ao intervalo ou até que não pudesse faze-lo depois de estar a perder, porque de facto foi muito superior na primeira parte...

Mas ontem o Sporting também foi melhor na primeira parte e sabe Deus como é que ganhou depois de ter-se visto a perder (já agora, depois de mais um erro "normal" em que 1 árbitro espera que o jogador marque golo para assinalar uma falta que não existiu)...

master kodro disse...

Não percebeste mesmo. É normal que sejam incompetentes. Outros com mais responsabilidades, porque exercem a tempo inteiro, são tão ou mais incompetentes do que eles.

Depois há corrupção e/ou má fé em todas as áreas.

Eu, por exemplo, e sem discutir lances, estou à espera de ler um sportinguista que que puxe a conversa de que houve dois lances de pé em riste (ou não) que o árbitro assinalou em que ficou um jogador de cada equipa isolado. Mas ainda não li.

Estou à espera de ler um benfiquista que puxe a conversa do grau do toque de Hélder Cabral em Reyes comparado com o grau do toque de Yebda em Lisandro e ainda não li.

Estou à espera de ler um portista que puxe a conversa de que se na mão de Meireles fosse marcado penalty, muito provavelmente o Porto não teria ganho, porque estava 0x0 e ainda não li.

Estou à espera de ler um academista que puxe a conversa do fora-de-jogo tirado a Lisandro isolado que os comentadores da SportTV disseram que foi um erro e que o comparem com o lance do último golo do jogo.

Mas posso esperar sentado, leão conselheiro. Até digo mais. Pior do que os árbitros e do que os dirigentes são os adeptos. E eu não quero ter nada a ver com isso, mesmo que me continuem a faltar ao respeito em caixas de comentários porque eu não falei na arbitragem (não foi o teu caso).

Relativamente à tua pergunta, não sei, sinceramente. Às vezes dá para ver que um fiscal de linha não pode ver através de um jogador (como foi o caso do Pedro Silva), mas neste caso ñão reparei na colocação do árbitro nem se estava ou não a olhar para lá.

E tu? Viste logo ao vivo ou precisaste da repetição? E os dois pés em riste viste?

Esquece, não respondas. Não quero ter nada a ver com isto.

leaoconselheiro disse...

Os adeptos são como são. Tendenciosos e são eles que branqueiam o arrastar desta situação porque nunca apontam o dedo a quem falha quando os favorece, indo ao ridiculo de defender o indefensável. Aí de acordo.

Mas isso não significa que se deva fechar os olhos ou ignorar o que se passa e os seus efeitos. Eu respeito e até acho bem que não comentes lances de arbitragem, mas há coisas que não são normais.

Não é normal que um árbitro como o Olegário esteja a olhar para a bola (se não viste, vê porque ele está de frente para o lance) , ela bata claramente no braço do Meireles e ele não marque. Não é normal que o Bruno Paixão marque uma falta só depois da bola ter entrado na baliza do Vitória (não foi o fiscal porque ele não assinalou nada). Não é normal que um árbitro marque um penalti por uma mão que não vê. Não é normal que um árbitro varie os critérios da maneira que o Paulo Batista fez na Luz frente ao Braga. Não é normal que um auxiliar não veja o fora de jogo do Vukcevic em Vila do Conde. Não é normal que uma equipa que luta pelo título tenha mais penaltis contra do que a favor. E há muito mais coisas que não são normais, seja para clube forem...

Tudo isto não é normal, desvirtua por completo a verdade desportiva e não é por concordar na responsabilidade dos adeptos que eu posso ignorar esse facto.

E tu, não é por não te pronunciares ou fingires que nada se passa que deixas de ter alguma coisa a ver com isso. Porque essa é também uma posição que legitima a normalidade de todas estas anormalidades e enquanto se legitimar a situação ela poderá continuar... Até porque nos tribunais portugueses, como se percebe, também é tudo visto como normal...

PPA disse...

LOL
Não se comentam arbitragens (não contam para nada) quando se vai em 1º.
Posição confortável não?

PedroBM disse...

MK,

Em relacao ao teu ultimo comentario, eu sou portista, admito que houve um erro grave contra a Academica ao nao assinalar o penalti. Mas tenho muitas duvidas que isso viesse a alterar o rumo do jogo... porque a academica jogou mesmo com 0-0 como se estivesse a ganhar, a defender o resultado, por isso continuaria a jogar do mesmo modo... Se o Porto nao tivesse marcado nenhum golo ou apenas 1 eu concordava que a academica teria sido despojada de pontos, mas nao neste caso...

Como tu, tambem prefiro ver o jogo pelo jogo e nao comentar a incompetencia dos arbitros que beneficiam e prejudicam todas as equipas varias vezes... Acho mais importante distinguir quando uma equipa joga suficiente para merecer ganhar ou nao (situacao clara por exemplo em relacao ao SLB em que contra o Estrela merecia perder e contra a Academica merecia ganhar - arbritos modificaram os resultados, mas as coisas equilibram-se nos pontos...)

tp disse...

Sobre vários comentários acima, nomeadamente do Leão Conselheiro, gostaria de dizer que:

1. Acho incrível como um sportinguista vem falar de " quantidades" de penalties. Nos últimos 14 ou 15 anos ( desde que 1 vitória passou a valer 3 pontos e, portanto, 1 penalty passou a " valer" potencialmente mais )o Sporting ( que nesse período ganhou apenas 2 campeonatos e só teve o melhor ataque 2 ou 3 vezes ) é a equipa, dos 3 grandes, que tem MAIS penalties a favor e MENOS penalties contra.
Aconselha-se assim mais pudor aos sportinguistas quando falam de penalties.
2. O Leão Conselheiro é, além de perito em métodos quantitativos aplicados às grandes penalidades, perito também no sistema judicial português. Lá vem a subtil alusão aos tribunais portugueses. Meu Deus, que original.....
3. Finalmente e já qua alguns sportinguistas adoram mencionar que o PC recebeu um àrbitro em sua casa, gostaria de lembrar o interessante caso do Mário Luís, árbitro nunca acusado do que quer que fosse, que, no dia seguinte a uma final da Taça Sporting-Porto, arbitrada polemicamente por ele ( escuso de escrever quem ele beneficiou ) embarcou para uma visita à China com a equipa e comitiva do Sporting. Vestia, este bravo rapaz, um fato feito à medida e igual ao de todos os outros membros da comitiva.

Assim, gostaria que ficasse registado que o alfaiate do Sporting recebia árbitros em sua casa antes de estes apitarem jogos dos verdinhos. " Normal!"

Zé Luís disse...

Os árbitros são, na generalidade, incompetentes, tal como os dirigentes, tal como os jornalistas que nem imparciais sabem ser, existindo a diferença essencial de os últimos serem profissionais a tempo inteiro, algo que os primeiros não são.

Como normalmente o MK acerta no que diz, não se considere estranho que sublinhe aqui aquilo em que concordo a 100%.

No que se alude a adeptos, nuns comentários abaixo, ainda bem que o leão conselheiro foi o primeiro a concordar também a 100%.

Zé Luís disse...

Realmente, o Sporting falar de árbitros, penáltis e pés em riste deve ser muito bonito de cada vez que implica outros clubes.

Duas precisões apenas, para quem gosta de dedicar-se aos lances que as tv's gostam de repetir para entreter imbecis:

- quanto a pé em riste, é natural que o golo anulado ao Sporting tenha sido bem ajuizado, só que com Bruno Paixão envolvido nunca se sabe se ele viu mesmo ou intuiu como o outro. Curiosamente, há uma jogada imediatamente antes do golo anulado em que há claramente um pé em riste creio que de Adrien sobre Fl. Meireles e o árbitro marcou falta ao contrário. Portanto,
é sempre a sanidade mental de BP que está em causa. E, claro, de quem lhe permite ter esperanças de estragar jogos por mais 11 anos, como ele se gabou de saber que vai apitar assim tanto tempo enquanto ninguém o afastar.

- a respeito da relação amor/ódio árbitros/Sporting, depois do ataque a Lucílio Baptista só mesmo ver o Sporting a atacar Bruno Paixão. Ninguém diga que está bem. Um dia o Benfica ainda há-de crucificar João Pode ser o João Ferreira.

- sobre o penálti em Coimbra, tal como no pé em riste estranho marcado fora de tempo a Carriço em Guimarães, seria bom perguntar se Olegário viu mesmo falta de Bruno Alves e, pior ainda, se merecia o amarelo.

- É que de falta não se vê e se o árbitro, depois desse primeiro erro, não vê o penálti por mão de Meireles, como Lito não viu a baliza à sua frente depois de não ter visto penálti antes e ficou incrédulo com a sua falha, talvez a Olegário também tenha entrado um cisco no olho... Já se viu que isso sucede...

- Ainda de penáltis, no Fevereiro de todos os penáltis alguns árbitros até os viram a dobrar contra a mesma equipa. Artur Soares Dias, por exemplo, parece que desta vez nem com 0-4 conseguiu ver um penálti e mais uma falta das inúmeras que passam impunes a jogadores como David Luiz. Ou a sarrafeiros nunca amarelados como Pedro Silva.

Zé Luís disse...

Sobre futebol, para quem se interessar sobre o jogo propriamente dito, uma reflexão:

- porque é que as equipas aflitas na luta pela permanência têm essa desculpa para pensarem só nos pontos e "poderem" jogar mau futebol, enquanto algumas já "descansadas" na tabela em vez de pensarem em jogar futebol continuam a especular com o resultado?

- a tradição da Académica é assim?

- Domingos não sabe fazer mais um bocadinho?

João disse...

TP, sobre essa história do Mário Luís, passada faz este ano 30 anos, a única coisa que sei é que ele acompanhou o Sporting numa viagem à China depois de uma finalíssima da Taça que ele arbitrou e o Sporting ganhou, aparentemente com polémica. Mas ele foi à China apenas para ver os jogos do Sporting ou para arbitrar? É que não é anormal árbitros apitarem no estrangeiro por convite. De qualquer forma acho que foi estúpido da parte do Sporting expor-se dessa maneira. Só me pergunto é porque é que o Porto não fez nada nessa altura, não mandou investigar, não apresentou queixa... Se se tratou de um acto de corrupção o Sporting tinha de ser punido, claramente.

Seja como for, é indiscutível que foi uma acção muito mais transparente do que pagar uma viagem ao Brasil a um árbitro, que ainda por cima viajou com um nome alterado. E se o Augusto Duarte precisava de ajuda pessoal, nas vésperas da apitar o Porto, porque não recorreu, por exemplo, a Mesquita Machado, que é da terra dele e é indiscutivelmente um tipo poderoso?

leaoconselheiro disse...

Vamos lá ver se nos entendemos...

Eu não posso jurar que o Sporting nunca teve dirigentes a influenciar arbitragens. Mais, não acredito que durante anos em que essa era prática mais do que comum em todo o país, algum clube tenha escapado imaculado e incluo aqui o Sporting. Não acredito.

Também reconheço que o Sporting já beneficiou de vários erros de arbitragem mesmo em tempos mais próximos do que aqueles a que me refiro acima. Alguns deles dificeis de entender (por exemplo, o do Vukcevic este ano).

No que se refere a esta liga é demasiado evidente. Não sei porque perdi a conta dos golos mal invalidados ao Sporting, mas sei que temos mais penaltis contra do que a favor (2 no total!), o que deve ser inédito na história do futebol para um candidato ao título.

O resto são palas que eu recuso usar. Use-as quem quiser, mas não me venham é pedir para achar que é tudo "normal", ou queixar-se quando as "anormalidades" passarem a funcionar contra vocês (sim, porque isto é podre mas é ciclico e o amanha não sei que tipo de podridão trará).

De uma coisa podem ter a certeza, eu não preciso de me prostituir mentalmente (citando o Mourinho) para viver bem com as minhas posições.

tp disse...

caro João,

1. o Mário Luís não foi arbitrar.

2. Nessa altura não havia a histeria generalizada que há agora nos media. No ano seguinte o Sporting precisava de ganhar na última jornada em Guimarães para ser campeão. O único golo , para o Sporting, e que valeu um campeonato, foi apontado pelo defesa central do Guimarães, Manaca. Sem ninguém a incomodá-lo, elevou-se dentro da àrea e cabeceou imparavelmente para.....a sua baliza.O único resultado disso foi o Manaca ser despedido pelo Guimarães. De resto ninguém investigou.

3. Eu não sei se o Porto teve ou não acções transparentes no caso Calheiros.Este usou uma agência de viagens que o Porto também usava. No meio de centenas de facturas de viagens enviadas ao Porto pelos vistos a da viagem do Calheiros foi também enviada para as Antas. Foi paga juntamente com as outras centenas.Foi pagamento de favores ? Posso aceitar que sim desde que me digam em que jogos é que beneficiámos de arbitragens desse sujeito. Nos casos do Mário Luís e do manaca dei 2 exemplos concretos. Saldo: 1 Taça e 1 Campeonato.

4. Sobre o Augusto Duarte, foi uma história necessária para justificar a visita.Um bocado mal amanhada mas pronto, foi o que se arranjou. Mas mais uma vez: em que jogos beneficiamos com as arbitragens desse senhor?

PPA disse...

Não.
O Guimarães 0 - Sporting 1 de 1980 não foi na última jornada; a última foi um Sporting 3 - Leiria 0.
E antes das mentiras aparecerem fiquem a saber que o Sporting vencia na mesma o campeonato sem o jogo de Guimarães.

O Sporting ganhou em Guimarães e a classificação foi:
Sporting 52
Porto 50

Se tivesse empatado era:
Sporting 51
Porto 50

Se tivesse perdido era:
Sporting 50
Porto 50

com o Sporting campeão porque ganhou ao FCP em Alvalade e empatou 1-1 nas Antas com um golo do Freire.

tp disse...

Caro PPA,

Muito bem, foi na penúltima jornada, não na última.
De resto, diz lá quais são as outras mentiras, nomeadamente sobre o fatinho do Mário Luís, o ESCANDALOSO auto-golo do Manaca num jogo decisivo para o Sporting, o facto de o Guimarães o ter depois posto a andar, etc.

Eu sei que isso não é nada comparado com os quinhentinhos mas olha, foi o que se arranjou.......

João disse...

Tp:

1) Não faço ideia do que Mário Luís foi fazer à China, os relatos apenas referem o facto de ele ter viajado com o Sporting. Seja como for não deveria ter ido, porque colocou uma mancha na história do Sporting. Pelos vistos a única no que diz respeito a este tema. E espero que assim continue.

2) O PPA explicou tudo. O Sporting não ganhou o campeonato devido ao golo de Manaca. Mas admito que tenha sido um lance suspeito. Mais valia ter-lhe aparecido uma lesão muscular na véspera do jogo, para evitar suspeições.

3 e 4) Os factos (viagem paga e visita a casa) são concretos, ninguém os inventou. Dos benefícios só consultando arquivos, que eu não possuo. Lembro-me de muitas situações engraçadas, especialmente nos anos 90, quando acompanhava mais o futebol nacional, mas em muitos casos já não me lembro de quem eram os intervenientes.

Zé Luís disse...

"Seja como for não deveria ter ido, porque colocou uma mancha na história do Sporting. Pelos vistos a única no que diz respeito a este tema. E espero que assim continue".

Caro João, nem vale a pena ironizar. Nos anos 50, sb a égide de um facínora do regime salazarento, de nome Goes Mota que era o líder da Mocidade Portuguyesa ou Legião Portuguesa, este indivíduo entrou no balneário do árbitro, de pistola em punho, ao intervalo de um jogo em Alcântara, um Atlético-Sporting. Que o Sporting viria a ganhar 3-1.

A promiscuidade dos árbitros com os dirigentes é transversal no futebol português. Ninguém está impune. Mas há marcas mais marcantes do que outras... Há é gente que finge não ouvir. Ou não saber, vide o campeonato que o FC Porto ganhou apesar de Calabote e que os benfiquistas não aceitam que se denomine assim só porque o FC Porto ganhou.

Podia indicar arbitragens medonhas de Lucílio Baptista em vários jogos Sporting-Porto. Ou de Bruno Paixão, mas como Paulo Bento continua convencido de que foi prejudicado também na Taça de Portugal, que se há-de fazer?

Assobiar e esperar que a caravana siga o seu caminho.