quarta-feira, fevereiro 04, 2009

Benfica 2 x Guimarães 1

Segunda parte menos conseguida, sobretudo nos primeiros quinze minutos. Valeu um autogolo prodigioso e o primeiro tento de Aimar com a camisola encarnada (belo passe de Katsouranis). Dois factos negativos a registar, porém: a tremideira nos últimos minutos (vista e revista durante esta temporada) e a convicção de que Quique é um homem estranho: como explicar que Mantorras não tenha jogado depois do sucedido no sábado? Como explicar a troca de Cardozo por Di Maria com o resultado em 0-0? Como explicar a insistência no trapalhão e inconsequente David Luiz na esquerda? Demasiados erros...

Uma nota final para Paulo Garcia e Jorge Baptista, que continuaram na sua onda anti-benfiquista, ora encontrando foras-de-jogo onde eles não existiam (o caso do golo de Aimar), ora prosseguindo com a sua estranhíssima narrativa do "encontro equilibrado". Estou a implicar com os senhores jornalistas? Pois fico-me apenas com a última intervenção de Paulo Garcia: "Estão pois apurados os dois finalistas desta Taça. Vamos ter um Benfica-Sporting. Ou um Sporting-Benfica, para não ferir susceptibilidades...". Um brilhante exercício de auto-referência, meus caros.

katanec

7 comentários:

Sara disse...

Se não viste um "encontro equilibrado" não prestaste atenção ao jogo. Aliás a estatística dizia isso mesmo no final do jogo!

Se calhar também reparaste no pormenor de "A Taça da Liga que é o único titulo nacional que falta ao Benfica!" Mas claro, os jornalistas são anti-benfiquistas, os árbitros são anti-benfiquistas e com um jeitinho, Deus (que não o Deusébio, claro) também é anti-benfiquista!

katanec disse...

"A Taça da Liga é o único título nacional que falta ao Benfica"? Essa frase é delirante! Se calhar não é anti-benfiquismo, é mesmo só estupidez!

Pedro disse...

O q eu mais gostei foi do gajo considerar "obstrução" toda e qqr falta cometida. Amorim faz um tackle, obstrução. Martins puxa a camisola, obstrução. Luisão salta para cima do adversário, osbtrução. Hilariante.

Acho q andas a embirrar com o David Luiz sem qqr razão.

Quique teve q queimar uma substituição por causa de Sidnei. Acredito q se assim não fosse Mantorras teria entrado perto do fim. A saída de Cardozo para entrar Di Maria foi estranha mas caravaggio estava com Quique pois Di maria ganhou logo o canto q deu golo...

Filipe disse...

A primeira parte pareceu desiquilibrada porque os defesas do Vitória resolveram ignorar o homem alto. Pelos vistos tiveram razão, esta época o Cardozo precisa de três jogos para marcar um golo.

Não tarda nada e o Assis passa-lhe à frente na lista dos melhores marcadores.

master kodro disse...

Para isso é preciso que o Vitória crie oportunidades de golo, Filipe. Mas, realmente, é só isso que é preciso.

Bananaman disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Bananaman disse...

Sem dúvida nenhuma katanec. Concordo completamente.
O Jorge Baptista esguicha ácido anti-Benfica (logo em tom azul e verde)pelas narinas durante toda a santa trasmissão. E depois, eu, que até sou benfiquista e que já estou extremamente satisfeito pelas performances de elevado calibre da minha equipa (detecte-se aqui uma certa ironia), ainda tenho de ouvir o Sr. a discorrer a sua verborreia.
Qualquer jogada de teor - no mínimo - discutível, é sempre seguida duma frase em tom pejorativo ou desfavorável ao Benfica.

Só posso compreender numa de duas perspectivas. É que o dito Sr. seja também ele lampião de berço e/ou que queira a toda a força ser o próximo acessor do Rui Costa (ou até quiçá começar como engraxador de botas do plantel dos Juniores).

Dito o anterior, uma coisa é inegável. Que, dado o jogo, o Benfas bem podia ter empatado ou perdido e ninguém ficava escandalizado.