sexta-feira, fevereiro 04, 2011

Vitória 1 x 0 Académica

Em versão telegrafada:

- Paciência, sempre a infinita paciência, contra uma equipa montada para não perder. E depois de estar a perder para perder por um. É difícil jogar agradavelmente assim. É um lento carrossel que, estranhamente, funciona.

- Peiser foi fabuloso. Fa-bu-lo-so. Faouzi também, mas só por dois segundos.

- Fala o Record em deserto de ideias. O Vitória teve mais oportunidades flagrantes de golo do que as duas equipas juntas da outra meia-final.

- Não sei quem comentou para a Sport TV, mas dizer que o Vitória marcou quando a Académica estava por cima... Tudo é relativo... Sim, tinha passado o meio-campo com a bola controlada duas vezes seguidas, ok...

- O Vitória marcou pouco depois da única oportunidade flagrante da Académica, que não se pode dizer criada porque resultou de um charuto no ar de Ricardo que, não contente pela asneira original, com a bola à sua mercê, escorrega e cai, deixando um companheiro contra dois. Mas ainda havia Nilson.

- A posição é boa, mas está longe de ser confortável.

ps - Zandingas, o prazo para as substituições da Liga Zandinga vai ser adiado até à próxima sexta-feira, dia 11, às 20:00. Via mail.

master kodro

24 comentários:

Ricardo disse...

- Sim, certo, a Académica entrou (e manteve-se) muito previdente. Mas isso parece-me normal, tendo em conta que a passagem à final passa por dois jogos. Quanto ao Vitória, procurou, nem sempre bem, desequilibrar a defensiva academista. O momento do golo é um momento em que houve uma certa desconcentração (o Helder Cabral tinha saído de campo, não se sabia se definitivamente ou não) mas há que dar valor ao trabalho fantástico do Faouzi.

- Excelente, Peiser. Sim, o Faouzi foi mesmo só aquilo. E é estranho, porque podia, se quisesse, dar mais, muito mais.

- Também achei pouco, Kodro. Poucas ideias, principalmente na segunda parte em que começou com superioridade numérica. Afunilava muito o jogo ou, mais uma vez, procurava o Alex para centros e mais centros para a área. Faz falta um organizador com outra criatividade ao Vitória.

- Acho que era o Paneira. Sim, foi algo exagerado mas podemos ver isto por dois prismas: essas duas ou três incursões que a Académica fez antes do golo foram pontuais ou poderiam estar a marcar uma tendência. Com o golo e a debilidade física do Cabral, percebe-se que a Académica tenha optado por manter o resultado.

- Aquele Ricardo não é grande espingarda. Já o outro, o Freire, esteve certinho. Não o conhecia. É das cantera?

Uma nota sobre os adeptos do Vitória: por vezes não ajudam nada a equipa. São demasiadamente sôfregos. Antes do golo, a equipa procurava trocar a bola, tentando que os academistas subissem no terreno e os adeptos só queriam pontapé para a frente e assobiavam sempre que havia um passe lateral ou recuado.

O Renan pareceu-me reforço de qualidade. E o João Alves tem dois neurónios.

MM disse...

Qualquer que seja o desenlace da meia-final será um positivo. Guimarães ou Académica no Jamor, será bonito, porque sendo 2 clubes com muita história há muito tempo que lá não vão. Neste particular será uma final emotiva porque ambos os finalistas - o quase confirmado Benfica e o que resultar da 2ª mão em Coimbra - terão oportunidade de matar saudades.

O Guimarães tendo mais coisas ganhas do que o Braga devia no entanto ter muito mais títulos. A diferença que existe em títulos do Boavista para o Guimarães não se justificava quando durante tantas décadas o Boavista foi um clube irrelevante no panorama futebolístico nacional, sua expressão. Terá o Guimarães uma bela oportunidade de ganhar algo. Que não a desperdice porque apesar de tudo terá pela frente um finalista pouco tarimbado quando olhamos para os últimos 15 ou 20 anos.

Boa sorte para a 2ª mão em Coimbra.
Aos adeptos do Vitória e aos adeptos da Académica.
Que ganhe o melhor.

DUX_XXI disse...

O jogo não foi bom, à semelhança da outra meia-final. Não gostei da Briosa, nesta fase da época não está a revelar a nossa característica alma Coimbrã. Sim, eu sei, os tempos são outros.

Amaury Bischoff foi expulso e questiono-me se estes critérios são para manter ou somente são válidos para nós - uma tendência que se acentua.

Parabéns ao Vitória e aos vitorianos, mereceram ganhar.

Mas não se esqueçam, ainda faltam 90m de jogo cá em Coimbra e nós continuamos a acreditar...

MM disse...

Ricardo, pequena nota ainda sobre a meia-final de há 2 dias e suas discussões:
A repulsa não te alvava, como é óbvio. Porque não és ignorante. És benfiquista e sofres do fenómeno de convencimento que qualquer benfiquista possui - uns mais outros menos - mas não és ignorante, e isso faz toda a diferença.
É normal seres assim de resto - parte I - porque és benfiquista claro. E não tem mal nenhum que o sejas - convencido - porque ao fim do dia podes sempre fazer marcha-atrás e corrigir qualquer coisa. Tens essa capacidade, coisa que de resto costumas fazer e muito bem. Os teus colegas de comentário, não. Carregam no convencimento mas sendo ele misturado com ignorância não lhes deixa margem para muito mais.

Pode doer ler, mas é verdade e é para ser dito.

E só mesmo para terminar isto de uma vez por todas: o típico benfiquista pode ser aquela coisa pequenina e analfabeta que conhecemos mas, é algo bem mais grave do que isso. É hipócrita e desonesto como muitos dizem e bem. Lida mal com a verdade, lida mal com o insucesso, lida mal com o sucesso, lida mal com toda e qualquer coisa. Não tem bem a noção do que faz ou diz, embora diga que faça tudo e mais alguma coisa. É aqui que o benfiquismo e o portuguesismo se confundem, naquilo que podemos resumir como labreguismo. Labreguismo este que nada tem que ver com textura social, classes ou origens. Houve um tempo em que Portugal sendo um país de saloios era um país decente, de gente boa, forte. A saloiada é uma característica boa e os nossos avós, bisavós e tetravós provam-no sem margem para dúvidas. Já o labreguismo tem de ser erradicado porque não é mais do que todo um conjunto de características humanas muito negativas.
Portugal tem muito disso, Portugal tem que sobra disso. E o Benfica é só mesmo isso. E esta associação entre o país e o Benfica ainda existe e permanece como resultado daquilo que durante 30 ou 40 anos alguém quis instituir e fazer-nos acreditar: Portugal nunca passará de um país pobre, analfabeto, oprimido, sem liberdade e que viverá a sua vida em torno de um culto cujo rosto era o de um ditador que nos manterá atado às suas ideias, visão e autoridade, oferecendo em contra-partida a inevitável santa trindade do ópio: Colonização e suas guerras, Benfica e Amália. Com o fim da ditadura chegou ao fim a repressão. Mas com o fim da ditadura não chegaram obviamente ao fim os vestígios dessa repressão: analfabetismo + ausência de cultura + opressão intelectual + modo distorcido de ver o mundo e as coisas + liberdade = labreguismo. Sim, é tão simples quanto isto. Salazar cultiva labregos mas depois atirava-lhes a PIDE ou a polícia para cima, não lhes dando muito espaço de expressão. Hoje, os labregos ainda existem mas vivem em liberdade, felizmente. Felizmente. E o que é um labrego em liberdade? O que faz um labrego em liberdade? Aquilo que o Almeida ou o Vómito por exemplo fazem. Sabem ligar o seu computador, sabem dar à chave e pôr os seus carros a trabalhar, sabem inclusivamente ler, somar e subtrair mas, na hora de mostrar mais qualquer coisa para lá não atingem da marca que o eterno grito do labrego sempre deixa,:
Fosse-mos, quise-se, for-mos, irrelevan-tes labregui-nhos.
Tudo contra nós, se e quando perdemos.
Tudo normal, se e quando ganhamos.
Conversas que envolvam vaselina, desprezo e desvalorização dos adversários.
Nós, os melhores.
Os outros todos, menores.

Ora é tudo isto, esta afirmação irreal e fantasista de inexistente superioridade aquilo que justamente faz deles seres pequeninos.
Este é o problema, e por mim, o assunto fica assim encerrado.
Renovo os votos de boa sorte ao Vitória e à Académica e dou já agora mais uma vez os parabéns ao Benfica pela vitória de há 2 dias.

low desert puke disse...

E depois de mais uma descarga de azia, observamos o MM a desejar boa sorte para ambos os adeptos do Vitòria e da Académica. Sabendo que o Vitòria tem "uma bela oportunidade de ganhar algo. Que não a desperdice porque apesar de tudo terá pela frente um finalista pouco tarimbado quando olhamos para os últimos 15 ou 20 anos."

E continuando a chapinhar no seu leito de inveja, e depois de mais um longo paràgrafo a tentar infligir desgraçadamente o Benfica, o MM revela mais uma vez nao ser ele a demonstrar "desprezo e desvalorização dos adversários."

Concluo com dois excertos lidos num blog sportinguista hà uns dias:

"Soumos risota pa toda a gente!
Afinal parece que não foi 2,1 milhões que recebemos por Liedson.(...)"

"O gajo ta louco!
Couciro hoje:
-"...Temos um plantel com soluções, com outros jogadores e, no futebol, muitas vezes na ausência de uns surgem outros..."
(...)
Ridículo serem esses os nosso avançados e ter-mos um dirigente a dizer estas loucuras."

Soumos;
Couciro;
ter-mos.

http://vivesporting.blogspot.com/search?updated-max=2011-02-02T14%3A45%3A00-08%3A00&max-results=7

Preocupa-te mais com o teu..."clube", simplòrio.

Ricardo disse...

MM, eu já percebi o teu ponto. Aliás, desde o primeiro comentário que te li há uns meses atrás que o teu ponto foi entendido. Que o faças, dissertando energicamente com 50.000 caracteres 10 vezes ao dia, estás no teu direito; que me queiras impor esse discurso absurdo sobre idiossincrasias, já eu estou no meu de achar que faz algum sentido ou achá-lo absolutamente absurdo e revelador de muita coisa. Podia agora, a partir daquilo que revelas no que escreves, extrapolar para uma teoria sobre sportinguistas e a sua, deles, incapacidade de sobrevivência sem uma inveja congénita e uma necessidade premente de versar sobre o Benfica, mesmo que o assunto seja a problematização da educação no Chade. Podia. Mas isso seria parvo.

Pedro Almeida disse...

Este MM é mesmo o tipo mais imbecil que anda por aqui.
Diz as maiores barbaridades com umas generalizações completamente absurdas.
E é tão estúpido que nem percebe que quem acha que todos os outros são ignorantes menos ele, é porque na realidade é ele o maior ignorante de todos.
Alguém que ache que todos os simpatizantes de determinado clube sejam isto ou aquilo, seja qual for o clube, só pode mesmo ser um grande imbecil.

low desert puke disse...

é uma opçao.

MM disse...

Ricardo, também percebo os teus. Pontos de vista.
"Que o faças, dissertando energicamente com 50 000 caracteres 10 vezes ao dia, estás no teu direito" - obviamente.
"(...) que me queiras impor esse discurso absurdo sobre idiossincrasias (...)" - não te quero impor nada.
"Podia agora, a partir daquilo que revelas no que escreves, extrapolar para uma teoria sobre sportinguistas (...)" - faço-o muitas vezes embora as conclusões sejam naturalmente diferente, mérito do Sporting e do Sportinguismo.
"(...) inveja congénita (...)" - não possuo felizmente muitos sentimentos de inveja e, os que possuo, não entrançam com futebóis. Sabes isso decerto, porque quando se gosta muito de um clube não se ambiciona a mais nada que possa existir fora desse clube. Que uses o termo "inveja", como os teus colegas de comentários tantas vezes fazem, é uma pena. Deriva do convencimento e faz-te errar, sendo só isso que faz.

Ricardo, sobre o mais, compreendo que rejeites as ilações que se retiram do típico comportamento benfiquista ou do Benfica, mas tudo tem consequência. Bom seria que pudessem agir como ratinhos e ninguém vos dissesse nada, certo? É uma pena.
Rejeita a generalização, é natural que o faças. Se fosse mauzinho, pedia-te que rejeitasses também - neste contexto - as noções quando aplicadas aos individuais elementos que as tornam verdadeiras mas, não o faço. Fá-lo-ás tu um dia, se te apetecer. Olha, sobre esses 2 ratinhos que intervieram depois de ti, por exemplo. Para alguma coisa servirão, que seja para isso ...

M disse...

será que escreve a olhar para um espelho? será que escreve em voz alta, grava e depois mostra aos amigos, em cima de um púlpito qualquer,numa qualquer tertúlia elitista?

estou impressionado, fdx...

Pedro Almeida disse...

Eu estou esmagado...
Será parente do Rui Santos???

Filipe disse...

MM, o VSC tem mais coisas ganhas que o Braga? Estás a referir-te em tudo ou apenas futebol seniores masculinos? O VSC ganhou uma supertaça, o SCB ganhou uma taça de portugal e uma taça da FPF (um antepassado da taça da liga).

Pedro Almeida disse...

"O Guimarães tendo mais coisas ganhas do que o Braga devia no entanto ter muito mais títulos."

Errado!
"mais coisas ganhas do que o Braga"
O "do" está a mais. É uma redundância.

Errado!
"ter muito mais títulos"
Devia ter dito "muitos mais títulos".
Como se refere a títulos tem que se usar o plural.

"A diferença que existe em títulos do Boavista para o Guimarães não se justificava quando durante tantas décadas o Boavista foi um clube irrelevante no panorama futebolístico nacional, sua expressão"

Errado!
"não se justificava"
O correcto é "justifica", se a diferença existe, então estamos no presente, é errado usar-se o pretérito.

Errado!
"no panorama futebolístico nacional, sua expressão."
Esta construção de frase não faz sentido, o "sua expressão" é claramente desnecessário.
Aliás de que expressão falamos e de quem é essa expressão?
Muito confuso...

low desert puke disse...

"Confuso" é uma das palavras que, actualmente, melhor descrevem o "Sporting e o Sportinguismo".

"Mérito" do eterno refluir à sua insignificancia secante.

Pedro Almeida disse...

Analisados os erros de semântica, vejamos o conteúdo intelectual da frase:

Primeiro diz que o Guimarães tem mais "coisas" ganhas que o Braga, mas depois mais à frente diz que o mesmo Guimarães tem uma bela oportunidade de ganhar algo.
Mas afinal ganhou coisas ou é agora que irá ganhar algo???
Não se percebe a ideia.

Depois não se sabe muito bem nem como nem porquê, passa a ser o Boavista o termo de comparação com o Guimarães em deterimento do Braga.
Será por saudades dos Ban???

Pedro Almeida disse...

Diagnóstico após a análise semântica e intelectual da frase:

O sujeito sofre de um caso agudo de iliteracia.
Recomenda-se a leitura urgente dos livros de Português do ensino básico.

MM disse...

Filipe, falava mesmo de futebol sénior. Fazia ideia que o Vitória tinha Taças de Portugal, plural. À semelhança do outro Vitória por exemplo. Pelos vistos nem 1 tem. Lá está, quando fazemos um esboço qualquer mental que relacione clubes o Guimarães está sempre lá no topo, porque sim ... porque é o Guimarães, lembramo-nos sempre das suas constantes classificações nos 5 primeiros, nas competições europeias disputadas ano-sim-ano-sim durante muito tempo, no nº de adeptos que move, sentimento que gera pelas suas gentes, toda aquela mística do antigo D. Afonso Henriques, o ter sido durante muito tempo o clube em Portugal com as melhores instalações para o futebol, o 1º a ter um complexo desportivo gigante nas proximidades do seu estádio para as suas equipas, et cetera.
É inevitável.
E depois não existe correspondência em coisas ganhas mas, não sabia que nem 1 Taça de Portugal tinham.
O Braga sim, sabia desse único e singular título que possuem, apesar de ser também ele um histórico e um clube grande, embora mais por via de constância do que outra coisa qualquer. Braga é para todos os efeitos a 3ª cidade do país - embora Coimbra possa discordar - e o seu clube de futebol é aquele que logo a seguir aos 3 mais titulados conserva mais presenças na I divisão, mais até do que o Belenenses, o 4º mais titulado clube português. Gosto muito do Braga também, e são 2 títulos pelos vistos, desconhecia esse 2º, mas fossem 1 ou 2 são tão poucos que nunca imaginei que o Guimarães não os superasse.

Significa isso que a também ela histórica Académica tem mais títulos que o Guimarães.
Grato pela correcção.

low desert puke disse...

é para isto que servem os amigos afinal?

Quando te ensinei umas coisas sobre a història europeia do teu clube e quando te informei sobre a idade ou ano de fundaçao do sporting. Ou ainda quando foste ao ponto de confundires jogadores mediocres do teu plantel, pensando que, de tao mediocres que eram, terem feito parte dos quadros do Benfica...Repito, ensinei-te todas estas coisas mas a mim nunca te mostraste grato pelas correcçoes.

Hàs-de vir com vozinhas mansas para a pròxima...

Pedro Almeida disse...

MM, o Mozer manda-te cumprimentos e o Liedson manda-te saudades!

Filipe disse...

O VSC quase que ficou com o 3o lugar à mercê. Não fora a paciência do Corinthians que não levou logo o Liedson.

O registo do Sporting em casa é assustador.

Ricardo disse...

A festa de doidos com o 3-3 a um minuto do fim contra o último.

Isto é Sporting, ainda?

Adeus, Liedson. Não foste grande exemplo fora do relvado mas lá dentro mostraste serviço. Hoje ainda, a salvar o clube da desgraça total. E agora?

low desert puke disse...

Eu aposto um pires de tremoços em como o Couceiro està a treinar a equipa daqui a 5/6 jogos.

Pedro Almeida disse...

Surprise! Surprise!

Djalma confirmado no FCP para a próxima época.


- E sai mais uma sodomia tripeira a sangue-frio para a lagartagem.

- Quantos jogadores/treinadores da primeira liga estarão "apalavrados" com o FCP para épocas futuras???

BWWAAAHAHAHAAAA disse...

"MM, o Mozer manda-te cumprimentos e o Liedson manda-te saudades!"