terça-feira, fevereiro 02, 2010

Argumentistas, precisam-se

Os incentivos Mas não se está mesmo a ver? No fim da quinta jornada, a vinte e cinco jornadas do fim da Liga, os responsáveis do Braga perceberam tudo: a única coisa que os separava do título, eles que eram tão bons, tão melhores do que o Porto e o Sporting, é o Benfica. E qual é a melhor forma de o conseguir? Pagar aos jogadores do Leixões, essa equipa de Maradonas que começa no Jean Sony, passa pelo Trombetta e termina no Pouga (que, curiosamente, já são pagos para ganhar ao Benfica e aos outros) para pontuarem na Luz. Um plano perfeito, com tudo para dar resultado.

O curioso empenhamento O camarada katanec já aqui se referiu ao caso com invulgares níveis de lucidez, com a mesma pontaria de quando se atira a nomear Nuno Assis como um dos melhores jogadores que já passou pelo Vitória: "Fica assim explicado aquele que era, para mim, um dos mistérios do ano: a forma estranhíssima como o Leixões se apresentou na Luz. Percebem-se agora os índices de agressividade (leia-se "violência"), a indignação dos matosinhenses por expulsões perfeitamente justificadas tendo em conta a paulada distribuída, a revolta de José Mota contra uma derrota natural - actos extemporâneos consequência de um curioso empenhamento."

Como é do conhecimento de quem acompanhou o caso, e partindo do princípio que a oferta existiu, os capitães do Leixões recusaram-na e queixaram-se ao seu presidente. Aqui se demonstra como a SAD bracarense, para além dos dons divinatórios, domina na perfeição os estratagemas de psicologia invertida. Vamos oferecer dinheiro aos gajos. Se eles aceitarem, roubam pontos ao Benfica (tau, é certeiro). Se recusarem, vão apresentar-se com um curioso empenhamento e elevados níveis de agressividade. Não é mesmo de se esperar esta resposta da complexa natureza humana? Estão a pagar-me para fazer uma coisa que eu já sou pago para fazer. Portanto vou recusar e depois vou esforçar-me o dobro para a fazer. Com porrada, de preferência, para que tenhamos um gajo expulso à meia hora de jogo, porque assim é muito mais fácil. Do ponto de vista do Braga, um caso de win-win, sem qualquer tipo de dúvida...

A revelação Ainda assim, o meu ponto preferido é o da revelação aos capitães do Leixões da fonte do incentivo. Joaquim Teixeira teria recebido a proposta e decidiu: vou dizer aos gajos do Leixões quem é que paga, não vão eles desconfiar que o dinheiro é de uma proveniência pouco fiável, do tipo do Estado ou assim. Depois há duas hipóteses: ou eles aceitam e ficam a saber quem é que lhes pagou (porque é muito importante para eles); ou eles recusam fazem queixa e eu vou ter que dizer que são mentirosos e em vez de ter uma queixa-crime contra mim, vou ter duas.

O que interessa realmente Não interessa se aconteceu ou não, nem se, tendo acontecido foi o Braga ou não. O que interessa é que este exclusivo Record (que aconteceu em Outubro e tem processo e investigações a decorrer desde então), dá para fazer umas capas muita giras como "PAGOS PARA TRAVAR O BENFICA". Tem pinta.

Agora a sério Mesmo com toda a estupidez que esta cena encerra, a ser verdadeira como foi contada, não estou completamente convencido que não tenha sido exactamente assim. Porque estou cada vez mais convencido que é mesmo a estupidez que move toda esta gente. A mesma estupidez que pune um incentivo deste género, que não prejudica ninguém, e que permite que um caso de corrupção seja punido com a perda de 3 pontos ou que permite que o dono de um clube seja director desportivo de um seu concorrente.

master kodro

41 comentários:

Rearviewmirror disse...

Senilidade

Filipe disse...

MK, discordo que os incentivos não sejam perigosos. Há um programa televisivo onde o Guilherme Aguiar fala de um jogador que lhe disse que ganhava mais de incentivos do que de salário.

Isso desvirtua a competição e pode inclusive prejudicar o clube com que têm contrato. Os jogadores em vez de jogarem para a sua equipa acabam a jogar para outras equipas do campeonato. Nada os impede de se pouparem em jogos que até seriam acessíveis para poderem jogar no jogo em que recebem os incentivos.

Mas o grande problema é a relação que se pode estabelecer com as apostas ilegais.

luis disse...

O bom senso e a ética seriam suficientes para resolver estas conversas.

O problema deste futebol é este mesmo (e o do país): fala-se imenso de eventualidades, cabalas e suspeitas e, sem o mínimo de provas, estabelecem-se lógicas, inocentes e culpados.

Ao contrário, quando as evidências são óbvias, a culpa morre solteira.

luis disse...

E quando vens a Lisboa???????

Filipe disse...

Parece que a época acabou para o Targino.

JNF disse...

Pôncio, és tu?

jose reyes disse...

Por que será que os comentários mais infantis são de adeptos benfiquistas? Curioso caso de estudo.

katanec disse...

"Mesmo com toda a estupidez que esta cena encerra, a ser verdadeira como foi contada, não estou completamente convencido que não tenha sido exactamente assim".

Nesse caso, por que é que apoucas as minhas observações anteriores, que aliás são extremamente próximas das ideias centrais deste teu post?

P.S. É Jorge e não Joaquim. Deixa lá o Joaquim Teixeira em paz :)

katanec disse...

E já agora, mais duas coisinhas. Como é que sabes que eles recusaram? Porque os jogadores do Leixões disseram que sim? Ah, bom! Então quando o Vieira diz que nunca fez nada de ilegal, tu ficas descansadinho, certo?

Também achei curiosa a forma como te referes em tom jocoso à fragilidade do Leixões. Fez-me lembrar um artigo do Sousa Tavares onde zombava da possibilidade de o Porto pagar a um árbitro num jogo contra o pobre e frágil Estrela da Amadora.

Homem Aranhão disse...

Katanec, deixaste a inteligência no frigorífico? Se os jogadores tivessem aceite o presente não iriam divulgá-lo. Também te esqueceste de dizer quem foi o bufo que avisou Luís F. Vieira. Terá o benfica uma 5ª coluna infiltrada nos balneários das equipas da 1ª Liga?

Hugo disse...

Nesta história toda, acho piada como Luis Filipe Vieira sabe de tudo antes do presidente do Leixões.

Pedro disse...

LOL
Querem ver q afinal o culpado ainda é o SLB...

Estes gajos não têm emenda...

td disse...

Caro MK,o que vale é que os Tindersticks estão cá... sendo assim, nem tudo é mau!Mas tenho que ter atenção e cuidado com o tunel do CCVF,acho que vai andar por lá um "STUART"

pitons na boca disse...

Pedro, ainda não reparaste que, para a maioria dos adeptos dos outros clubes, é mesmo isso. O SLB mandou alguém oferecer incentivos aos jogadores do Leixões para que estes ganhassem pontos ao SLB?
É a negação da psicologia invertida, mas ao contrario do avesso. ;)

master kodro disse...

Oh meu caro katanec, apouco - e é pouco - a parte do teu post que faz a ligação entre a existência de incentivos e a performance do Leixões nesse jogo.

Quanto às perguntas, como é que sei que eles recusaram? Pelo mesmo processo que te faz dizer que "Não há já dúvidas de que houve incentivos, tendo os jogadores do Leixões confirmado os mesmos na investigação", com a diferença que eu continuo com dúvidas e tu, pelo que escreveste, não.

Não baralhes o meu tom jocoso com o de MST. Não compares o princípio e o objectivo de pagar a jogadores do Leixões para ganhar na Luz com os de pagar ao árbitro do Porto x Estrela para ter uma arbitragem favorável, por favor.

luis disse...

Não são comparáveis ambos os comportamentos? Não são ambos ilegais?

master kodro disse...

Não foi isso que o katanec disse, luis, e não foi a isso que respondi. Enquadra-te, por favor.

master kodro disse...

Mas respondendo a essa questão, não, não são comparáveis, na mesma medida em que comprar um árbitro e não prover a ordem num túnel sob nossa responsabilidade não são comparáveis, embora sejam os dois ilegais e puníveis pelo regulamento disciplinar da liga.

Leão de Alvalade disse...

MK:
dizem as más línguas que o protagonista da cena vive há mt de expedientes e que são esses que lhe permitem levar a vidinha que tem. Mas até um personagem menor como ele mereceria melhor guião. Não são precisos argumentistas no futebol português, se me permites. É preciso é maior exigência dos espectadores. E às tantas já se nota em cada estádio deste País uma certa indigestão destas novelas TVI mode.

luis disse...

Sugeri que são comparáveis porque referem-se, ambos, ao mesmo objectivo: adulterar o resultado de um jogo.

Estou apenas a querer discutir este assunto no geral, e não me estou a referir ao caso Braga, até porque considero que não faz sentido nenhum.

Para já o que temos:

1. jogadores confirmam abordagem
2. jogadores e clube assumem que a oferta foi recusada
3. a postura do Leixões, em campo, foi considerada "anormal", dado o excesso de agressividade

O que poderemos ter:
1. acreditar que o Braga, à 5ª jornada, já se preocupava com a liderança (o que defendes no post, e com o qual concordo não fazer sentido)
2. os jogadores foram abordados e aceitaram o dinheiro, o que desmentem, agora
3. o clube soube da situação (Leixões) e nada fez, o que é estranho
4. o empresário foi a mando de um outro clube (FCP, por exemplo) e com a missão de meter o Braga ao barulho

Mas, mais uma vez, temo que este caso não passe daqui. Ninguém será considerado culpado de nada e, no limite, não aconteceu mesmo nada, lesando várias pessoas com tanta mentira.

master kodro disse...

Luis, discordo de um ponto que tomas como adquirido. Como é que podes falar em adulterar a verdade desportiva? Até parece que a verdade desportiva implica que o Leixões tem que perder com o Benfica... Os jogadores do Leixões são pagos para ganhar ao Benfica (e aos outros), portanto mesmo que se confirme, ninguém tentou adulterar a verdade desportiva.

Quanto aos cenários hipotéticos, são isso mesmo.

Rearviewmirror disse...

Se os jogadores do Leixões (ou qualquer outra equipa do meio da tabela para baixo) recebessem mais 50000€ por jogo, para o não perder, haviam ali meninos que comiam a relva. E em relação á verdade desportiva, essa seria logo alterada.
Essa quantidade de dinheiro de certeza que não faria falta a um Bruno ALves, a um CArdozo ou um Liedson, que têm salários milonários mas para jogadores como Braga, Laranjeiro, Nuno Sousa, etc com certeza iriam dar um jeitão para pagar prestações de casas/carros, etc.
Se aceitaram o dinheiro ou não, isso não sei. São "cenários hipotéticos".
Mas que o nivel de agressividade dos jogadores do Leixões nesse jogo, comparado com outros (tipo no estádio do Dragão), foi muito acima da média, lá isso foi. Foram de longe a equipa que mais cacetada deu no Estádio da Luz.
E quem se lembra do jogo, e das crónicas da Comunicação Social, sabe bem que foi isso que se passou.

50000€ podiam não fazer o sr. MK alterar a sua vida profissional, porque deve ter nascido em berço de ouro, mas com certeza que 99% dos portugueses sentiriam uma vontade acrescida para fazerem o seu trabalho diário de uma forma muito mais aplicada e 'aguerrida'.

ratogoleador disse...

Caro Master Kodro,

Lá por seres ingénuo não é necessário tentares colar a tua característica aos outros, saberás tu que o Éder e o Carlão foram vistos este fim de semana a almoçar com o Carlos Freitas, não achas estranho? Porque será?

O Braga não sei se o faz em nome de outros ou não mas sei quem o faz e desde a primeira jornada, o ódio é quase tão grande como o teu e como sabes com esse ódio é fácil tomar essas atitudes.

Por acaso sabias que no tempo dos escudos, ao Jorge Jesus era oferecido 50 mil contos (quando treinava o Setubal) para roubar pontos ao Benfica, os incentivos funcionam e existem... por muito que tu penses que são argumentistas que os criam.

Agora imagina nessa altura era 50mil quanto será agora?

Filipe disse...

Três meses depois saem os castigos do Braga. Aquela malta da liga trabalha depressa...

O Vandinho não joga até final da época.

Rearviewmirror disse...

Estiveram á espera que o Braga contratasse o Olberdam e o Luis Aguiar para terem jogadores para jogar no lugar dos castigados.
Se estes castigos tivessem saído na altura devida, jogavam com o Andrés Madrid e outro qualquer no meio campo...

Espetaculo....

katanec disse...

Eu disse que há a certeza de que houve incentivos. Houve. Os jogadores confirmaram que houve. O facto de o não terem aceite não invalida o que escrevi: houve incentivos. Escrevi e escrevo outra vez. Desmentes isto?

katanec disse...

E a comparação entre o que dizes e o MST é pertinente. É uma questão de "crença". O MST "crê" que o Porto nunca poderia pagar a um árbitro para o Estrela perder, porque o Estrela é muito mais fraco que o Porto.

Tu "crês" que o Braga nunca poderia pagar ao Leixões para se esforçar mais contra o Benfica, porque o Leixões é muito mais fraco que o Benfica e o incentivo não teria qualquer efeito.

Eu, pelo menos, duvido sobre a existência de tal história, como escrevi. Tu vais pela "crença" de que tudo isto é absurdo. E depois falas-me em "lucidez". Está bem...

master kodro disse...

Katanec, estamos a discutir uma pergunta tua. Eu recordo-a e recordo-te a minha resposta:

Pergunta tua: "Como é que sabes que eles recusaram? Porque os jogadores do Leixões disseram que sim?"

Resposta minha: "Pelo mesmo processo que te faz dizer que "Não há já dúvidas de que houve incentivos, tendo os jogadores do Leixões confirmado os mesmos na investigação""

Vou usar a tua pergunta no contexto do que escreveste:

"Como é que sabes que houve incentivos? Porque os jogadores do Leixões disseram que sim?"

Mesmo processo, mesma resposta. Sim.

master kodro disse...

Rearview, tenta acompanhar sem histerias. Então achas que todos os jogadores deviam ganhar o mesmo? Os grande clubes, pagando mais aos seus jogadores do que os pequenos, estarão a adulterar a verdade desportiva?

Rato Goleador, o argumento é tão bom que acho que agora foram 50.000euro. É a crise.

master kodro disse...

katanec, tu estás a ver isso do ponto de vista do valor da equipa relativamente ao adversário. Eu estou a acrescentar-lhe o ponto de vista da eficácia do cumprimento do objectivo e do princípio por trás da opinião. MST acha que o Porto "não precisava" de fazer aquilo. Eu acho que o Braga "não tinha como" fazer aquilo daquela maneira.

katanec disse...

Alto lá! Sabemos que houve incentivos porque a) os jogadores do Leixões confirmaram; b) Jorge Teixeira confirmou; c) o treinador e presidente do Leixões confirmou; d) os procuradores públicos confirmaram. Não é propriamente uma informação onde faltem fontes!

katanec disse...

Mas fico contente por estares a fazer uma auto-crítica, quando reconheces que afinal houve incentivos. Talvez assim se torne claro o quão fraquinha era a passagem do teu post onde gozava com a minha suposta falta de lucidez.

E não é que a informação que veiculei, alvo da tua zombaria, afinal era verdadeira e aceite por ti...!?!

Rearviewmirror disse...

MK

Não entendeste bem o que quis dizer. E como tal concluiste algo por mim, que eu não disse. E que nunca direi, porque não estamos na China comunista. Mas desculpo-te por isso, porque pareces ser boa pessoa ;)

O que eu disse é que por 50000€, tirando se calhar os jogadores dos 3 grandes (e dei 3 exemplos), todos os outros jogadores deste campeonato se iriam matar no relvado da luz para não perder o jogo.

E viu-se que o nivel de agressividade dos jogadores do Leixões nesse jogo, foi muito alto. Em comparação com o jogo que eles fizeram no Dragão (e onde foram também goleados).

Há muitos jogadores na primeira liga a ganharem 2000/3000€ por mês, e para esses 50000€ é dinheiro. E muito.

master kodro disse...

Não, katanec, sabemos que houve incentivos porque os jogadores do Leixões confirmaram, ponto final. Jorge Teixeira negou:

http://www.record.xl.pt/noticia.aspx?id=80184394-b16b-4748-9782-c333250ddd6f&idCanal=00000006-0000-0000-0000-000000000006

E o presidente e o treinador souberam porque os jogadores lhes contaram.

Portanto, sabemos que houve incentivos da mesma forma que sabemos que foram reusados: acreditando na palvra dos jogadores.

master kodro disse...

Rearview, duas coisas para terminar:

1. O que se consegue com graus de agressividade elevados, contra o Benfica, pelo menos, são expulsões. E com expulsões não se conseguem ganhar jogos, normalmente.

2. A questão que ponho nos incentivos não é se dão jeito ou não aos jogadores, pá. É que não adulteram nenhuma verdade desportiva.

luis disse...

"2. A questão que ponho nos incentivos não é se dão jeito ou não aos jogadores, pá. É que não adulteram nenhuma verdade desportiva."

Mas se o dinheiro extra funciona como um tónico nesse jogo, não te parece que, no jogo contra o clube pagador, esses jogadores vão, mesmo que inconscientemente, facilitar?

E a questão da promiscuidade? Não existe?

Na F1 ha carros melhores do que outros. Como no futebol, a competitividade fica mais reduzida. Mas é diferente teres um carro lento à tua frente que se desvia, por que tem de o fazer, do que teres um carro que te impede de o ultrapassar (mesmo que seja posteriormente desqualificado, já é tarde, já te prejudicou).

Tiago disse...

Oh MK, pareces avençado para lançares este tipo de teorias. Vale tudo para prejudicar o Benfica...

E um post sobre os sumarissimos este ano? E por agressões, quantos houve?

E quanto tempo demora a CD e decidir sobre uns casos e outros?

Estranho...

master kodro disse...

Avençado? Prejudicar o Benfica? Se conseguires perceber o que tu próprio escreves, concretiza.

master kodro disse...

luis, se pensas que esses jogadores poderão facilitar nos jogos contra quem lhes pagou o incentivo contra outrém, então pensas que esses mesmos jogadores, quando emprestados a clubes concorrentes, vão facilitar contra a casa-mãe. E isso é permitido.

Por outro lado, se seguirmos a ideia já não sei de quem dos incentivos adulterarem a verdade desportiva, talvez não seja má ideia acabarem com os prémios de jogo.

td disse...

Meus caros,estão a confundir a historia dos 50.000€. Meus amigos quando é para ganhar o bolo(50.000€)é para repartir por todos.É assim que funciona,ou acham que é 50.000 para cada um?!Quando é para perder escolhe-se 2 ou 3 jogadores e estes calam-se e mamam bem.Entendem?Continuam a achar muito os 50.000€?

Deixa Tar Que Eu Faço disse...

MK esta historia esta muito mal contada isso nao ha duvidas!!!
A mim tal como ao Katanec parece-me pouco provavel que o Braga naquela altura imagina-se que poderia estar a lutar pelo titulo.
Parece-me tambem ridiculo quem diz que foi o benfica que pagou ao empresario para ir la em nome do Braga (porque ha quem diga isso)
Mas isto é o nosso futebol, um circo!!!

Lt