sexta-feira, junho 26, 2009

Play it again, Sam # 42 - Nick Cave

Just look at that fucking moon
Disse ele maravilhado com a generosidade da dita, entrecortada por uma neblina do outro mundo, que lhe serviu de enquadramento para um concerto memorável de há alguns anos em Paredes de Coura. Antes disso, eu tinha vindo da maior concentração de camisolas do Vitória por metro quadrado, na rua, jamais vista - por mim - sem ser em dia de jogo. Até o hotel se chamava Meira. Poucas vezes me lembro de me sentir em casa, tão longe dela. É nestas coisas que penso quando vejo a guerra a aproximar-se. Entretanto encontrei o primeiro ponto positivo da contratação de Nelo Vingada: ele não se chama José Romão...

Música: "Straight to you" & "Into my arms"
Álbum: "Henry's dream", 1992 & "The boatman's call", 1997
Interpretação: Nick Cave (and the Bad Seeds)



Mais, a música que Nick Cave cantou no funeral de Michael Hutchence, dos INXS. Nem quero imaginar como foi:



master kodro

8 comentários:

Ricardo disse...

Eu ouvi o Nelo Vingada a falar em... título?

Oh God.

zlatan disse...

MK... tu foste a Paredes de Coura?

master kodro disse...

Ricardo, deve estar a falar do torneio de sueca do bairro.

Verdade, zlatan, em 2005. E as costas nunca mais foram como antigamente.

master kodro disse...

Com direito a Pixies em dia de aniversário, acrescento.

zlatan disse...

estou abesbérico... ou nas palavras de Gabriel Alves.... Abulico...

master kodro disse...

É as gajas, pá...

Littbarski disse...

Gosto do primeiro tema.
Uma vez estive quase a conhecer o Nick Cave pessoalmente, na Ribeira, depois de um concerto no Coliseu do Porto, mas fui ultrapassado por uma garrafa de whisky. Adiante. Para matar saudades da dita cuja, intemporal, killing & beautiful. E com um poema a acompanhar:

Que segredos guardas tu, ó Lua,
quando, névoa, rebordo incons-
tante de formas, húmidos reflexos,
ténues vibrações, me transcendes?
A que lugar, a que tempo pertences?
Em que olhar, em que mãos te deterás?

Ó luz efémera e seminua, Deusa, antes do medo,
por que te perco, por que te persigo?

Eu sei, eu sei, mas era isto ou a irmã de Carolina Salgado a tentar bater a máxima "não há duas sem três". Ou Pinto da Costa a dizer que por 15 milhões menos 1 euro o Cissokho não sai do Porto. Portanto... bom fim-de-semana.

master kodro disse...

Bom fim-de-semana. :)