domingo, fevereiro 22, 2009

Cantinho do Vitória - O fim da época

1. Fez-se justiça. O V. Guimarães 0 x 1 Trofense foi estranho, mas teve um resultado acertado. O Vitória bateu dois recordes mundiais no campo da inutilidade: o da posse de bola inútil; e o dos cruzamentos inúteis, metade deles lançados a meio do meio-campo adversário, para o terceiro poste, para trás da baliza ou para o central adversário mais próximo. O Trofense teve cerca de 35% da posse de bola e conseguiu fazer quase o dobro dos remates do que o Vitória. O Trofense teve a melhor oportunidade da primeira parte, desperdiçada por Chad, isolado (a que o Vitória respondeu com um centro falhado por João Alves, que quase deu golo, como melhor oportunidade), marcou um golo na segunda, por Chad, isolado mesmo com toda a sorte do mundo, e teve tantas oportunidades de golo como o Vitória nesse período. Não há mais nada a dizer.

2. O futebol do Vitória é o espelho do que Nuno Assis faz em campo. Pega na bola na meia esquerda. Flecte para o centro em corrida frenética. Encontra um obstáculo. Finta para trás com a óbvia conivência do opositor (que se está bem a cagar para que Nuno Assis esteja, agora, dois metros ao lado e um metro atrás da sua posição inicial). Havendo, ou não, novo obstáculo, Assis passa a bola para trás para o mesmo rapaz que já lá estava no início do movimento. O resto é simples. Passe para a ala, seja de quem for, seja para quem for, e cruzamento para o monte. O jogo varia com um toque de calcanhar de Alves ou Assis ou num momento de loucura de Luciano Amaral, possuído pelo espírito de Maradona (pela parte da coca) que vai sempre em frente simulando que dribla os vários adversários que, atónitos, o deixam passar sem resposta. Estes momentos acabam, normalmente, com uma perda de bola ou com - obviamente - um centro falhado.

3. Acabou a época. Chegou a hora de se perceber o que se quer. Se querem que Cajuda fique, ele que comece a preparar a nova época já, a experimentar juniores de preferência, algo a que o técnico é alérgico. Se não é para Cajuda continuar, troquem já e deixem que o novo treinador comece a preparar a nova época. Eu estou com muitas dúvidas, neste momento. Muitas mesmo. A equipa devia estar a evoluir, mesmo que não repetisse os resultados do ano passado (foi um milagre e cada vez que se vê um jogo do Braga percebe-se que só por milagre é que épocas como a do ano passado acontecem), mas está a regredir. Não sei o que pensar, ainda. Sei que, muito antes de Cajuda, trocava de direcção. Sem piscar os olhos.

master kodro

16 comentários:

luis disse...

.2 Finalmente uma excelente descrição do Nuno Assis. Sem tirar nem pôr.

leaoconselheiro disse...

Sobre o Nuno Assis, parece-me muito injusto. Mesmo muito, tendo em conta o que por lá há.

é muito ingrato mas a verdade é que o vitória para melhorar mesmo tem de ter outro treinador. Com Cajuda é possível fazer épocas de engate, como pode acontecer com qualquer treinador. Mas para se manter em certo nível, com Cajuda, só mesmo se a equipa fosse melhor que os adversários directos...

Mk, faz um favor a ti próprio e marca já qualquer coisa para o próximo domingo à noite. é menos um jogo, mas mais uns quantos anos de vida...

Vimaranes disse...

Ora aí esta Kodro. Antes de Cajuda, há muita coisa para limpar.

Nuno disse...

Esta descrição do Nuno Assis ilustra uma coisa: a impressão que se tem do jogador é influenciada por aquilo que se sabe dele. O facto de vir do Benfica e de ter 31 anos foi de imediato um rótulo. Apesar disso, Assis mostrou que é dos melhores da equipa. É o jogador mais inteligente até quando não toca na bola. Com ele, o futebol do Vitória ganha sempre um traço concreto. O facto de já não ser de hoje e o facto de se ter tornado mais inteligente com a idade, fazem com que não seja jogador de grandes riscos, de correrias loucas ou dribles fantásticos. E por causa disso os tolos acham que não presta. Enquanto não perceberem que o futebol não é um jogo de rasgos individuais, que essas coisas são as excepções e que só interessa que existam quando o resto funciona, os jogadores como Nuno Assis serão sempre caracterizados de forma caluniadora. É por isto, não é por mais nada, que os adeptos de futebol, na sua grande maioria, não merece sequer ver futebol. Olham para as coisas apenas pela satisfação momentânea que elas lhes podem causar. E não as percebem. E acham que podem falar...

Aurélio Estorninho disse...

a amante do benfica não ganha a ninguém, quem faz alianças como os parasitas arrisca-se a ser destruido, não é vitoria?

master kodro disse...

Tens visto jogos do Vitória, leão conselheiro? Tirando aquele em que disseste que eu não dizia suficientemente mal do Cajuda, já depois de teres dito que eu dizia mal do Cajuda injustamente (quando ainda não tinhas visto jogos do Vitória). Eu vi quase todos os da época passada e vi quase todos desta época.

Viste o jogo, nuno? Eu estou a falar do que vi no jogo. Tu viste o jogo? "Acham que podem falar" é lindo.

Cósmico disse...

No dia em que o vitória treinar, dou a minha mão à palmatória ao sr. Cajuda. Até lá, já estarei (ainda mais) das suas mentiras.

A direcção é a principal culpada por esta situação, mas o Cajuda está chateado com o Vitória e estagnou-o.

Como é possível que o jogo ofensivo do VSC na 1ª parte sejam os tão profílicos cruzamentos do meio campo?

Fredy disse...

o master Kodro, não ligues ao que o Nuno diz..donde foi formado o Nuno Assis'?? do sporting né?

então para o nuno, o assis é o maior do mundo!! qual deco, qual ronaldinho! o nuno assis é que é o maior pah! devia ter ganho a boila de ouro em evz do cristiano! lololol

leaoconselheiro disse...

Mk,

Eu nao falo sem conhecimento de causa e muitas vezes te fui dizendo que o vitoria tinha mais pontos em casa do que merecia.

O que eu te disse sobre o cajuda é o mesmo que te digo hoje. Ou seja que merece toda a tolerancia e respeito dos adeptos. Agora hoje como antes é banal (e eu ao contrario de ti nao digo isto de 99% dos treinadores). é um pouco o mesmo que o inacio para o sporting.

Mas tambem me lembro de te ver dizer que o vitoria nao estava pior preparado que os outros candidatos à europa apesar de ser flagrante a falta de qualidade da equipa desde a pre epoca...

Bruno Pinto disse...

MK,

Eu vi o jogo e acho a apreciação que fazes ao Nuno Assis muito injusta a incorrecta. Foi, a par de João Alves, o melhor jogador do Vitória. Ele é mas é daqueles jogadores que precisa que o colectivo funcione para poder tornar-se útil. Ora, o Vitória não existe enquanto equipa, tem alguns jogadores bem maus, o ambiente em redor é péssimo, os adeptos em vez de ajudarem, só dificultam as coisas, portanto, culpe-se o clube e a equipa deste mau momento e não se centralize as responsabilidades em jogadores que tentam lutar contra a maré, porque isso não é certo.

E falando do jogo de ontem, se querias descarregar a frustração em alguém, fazia mais sentido fazê-lo em Desmarets ou Luciano Amaral, por exemplo, que fizeram um jogo ridículo.

master kodro disse...

E continuo a dizer. Achas que o plantel do Vitória é pior do que o do Leixões ou do Marítimo, por exemplo? Ou do que o do Nacional? Melhor: achas que o plantel do Vitória é equivalente ao do Estrela, que até tem jogadores que não recebem salários há meses e tem os mesmos pontos do que o Vitória?

Isto que defendo, que mesmo assim o plantel é melhor do que o de alguns "rivais", não invalida que não se tivesse feito melhor, principalmente porque a oportunidade de jogar a Champions era única na história do clube.

master kodro disse...

Bruno, João Alves e Nuno Assis? Os dois grandes responsáveis pela organização de jogo atacante (precisamente a que não existiu)?

leaoconselheiro disse...

Não falo de plantel, mas os 13-14 que jogam são piores do que Maritimo, Nacional e Braga, seguramente. Leixões e Belenenses (agora) são perfeitamente equiparáveis. Como houve lesões e distracções (europa e taças), a coisa tornou-se ainda mais complicada.

master kodro disse...

Dos 13-14 que jogam, 8 (Nilson, Andrezinho, Moreno, Luciano, Flávio, Alves, Desmarets, Fajardo) já jogavam no ano passado e ficaram em terceiro.

Os outros são, por exemplo, o Nuno Assis, o Luis Filipe, o Douglas (que marcou mais num terço do campeonato do que o Mrdakovic no ano passado inteiro). Se calhar a culpa é toda do Gregory.

leaoconselheiro disse...

Mk torna-se dificil argumentar contigo. Agora estás a querer dizer que o nível individual do Vitória deste ano é equivalente ao do ano passado?!

O ano passado tinhas um 11 razoavel que jogava sempre (sem mais jogos para alem da liga), que não se lesionava e que, como disse, engatou a partir de determinada altura. Na altura não tinhas, sequer, a 5ª equipa do campeonato em termos individuais. Este ano as condições foram muito piores e o plantel também. Não é dificil de perceber que este vitória pode jogar melhor mas que o seu lugar normal é no meio da tabela.

Red Glock disse...

Chad puta, que amanhã não há!