domingo, junho 17, 2012

Inacreditável vaca grega

Nem consigo comentar o que se passou no Grécia x Rússia por ser tão deprimente este apuramento grego para os quartos-de-final do campeonato europeu de futebol. Desde o final do mundial 2010, estes foram os adversários que a Grécia defrontou, em jogos oficiais e particulares, até chegar ao top8 europeu:

Sérvia, Geórgia, Croácia, Letónia, Israel, Áustria, Canadá, Malta, Polónia, Malta, Equador, Bósnia, Israel, Letónia, Croácia, Geórgia, Rússia, Roménia, Bélgica, Eslovénia, Arménia, Polónia, República Checa e Rússia.

Parece que andam escondidos há dois anos, a esquivar-se a pingos de chuva torrencial. Só lhes falta que a Dinamarca ganhe o grupo B e apanhar a Ucrânia na final (nem me apetece fazer contas para ver se isto é possível). Ainda por cima com um golo de Karagounis, depois de mais um festival de teatro. Quero estar contente por Fernando Santos, mas depois penso que não deve dar assim tanto trabalho dizer ao Karagounis para saltar, rebolar e simular o choro, ao Samaras para voltar atrás depois de driblar e voltar a driblar o mesmo defesa (à espera que algum colega apareça num raio de 10 metros) ou dizer ao gajo que consegue entrar na área com a bola controlada (o que acontece duas ou três vezes por jogo) para rematar.

Ufa. Ultrapassado o desabafo, vamos ao que interessa: como é que centra o lateral direito checo, Gebre Selassie?

master kodro

10 comentários:

Filipe disse...

A mim espantam-me mais os checos. Uma equipa que foi goleada e tem diferença negativa entre golos marcados e sofridos termina em primeiro do grupo. Aquele corte incrível no último minuto dos descontos... Por outro lado, se passarmos teremos um adversário acessível.

Riga/V-1-Boy disse...

e mais um golo de caca: lançamento lateral e o zhirkov fica a beber um cafezinho antes de começar a correr atras do karagounis( do tipo espera ai que ja o apanho).

depois foi aplicar o sistema de 2004(ok onde é que eu ja vi isto, em 2004 passaram a fase de grupos pela diferença de golos).


pelo que vi o gebre selassie é um rapazinho que cruza raoamente bem, que passa o tempo no meio campo adversario, mas nao me pareceu forte a defender

Tomé silva disse...

Eu também fiquei a pensar como uma equipa como a Grécia deixou a Rússia pelo caminho.

Os Deuses do Futebol devem estar loucos.

Pelo que vi do Grupo A e do Grupo B confesso que ficarei com uma tremenda azia se Portugal não chegar ás meias-finais.

Abraço.

www.Vamosjogarnototobola.blogspot.com

Sérgio_alj disse...

Muita azia pela passagem da Grécia, mas a Russia não jogou ontem. Citando o Oliver Kahn, ontem jogaram umas divas, que pensavam que o jogo estava ganho.

Mérito para a eficácia grega (por pouco não ficava 2-0). e para mais uma demonstração de futebol defensivo.

Não têm craques, não têm nenhum primado da técnica que varra aquele meio campo e sirva os avançados e por isso jogam com as armas que têm ao seu dispor.

Se o Karagounis deu festival de teatro, o que dizer do Dzagoev, Shirokov e Zhirkov (belas simulações também).

Infante disse...

Bem, se não fosse o comentário do Sérgio, eu ia pensar que estava a ficar louco. Querem ver que a Grécia agora até tem de emitir um comunicado a pedir desculpa por ter ganho o jogo e passado aos quartos?

Que não gostemos deles tudo bem, mas dêmos-lhes um bocadinho de mérito, ou pelo menos critiquemos um pouco a Rússia por ter pensado mesmo que isto era a feijões.

E a Rússia é uma boa equipa mas não é a Espanha ou a Alemanha, não exageremos com essa historia dos "deuses devem estar loucos".

Malvados gregos, tadinha da Rússia...

Infante disse...

E vocês têm de pensar também no lado mistico do Euro! Há lá coisa mais lírica que um Grécia-Alemanha nesta altura? Isto tem potencial para ser maior que o Maradona em 86.

Tomé silva disse...

Infante bastava teres pensado um bocadinho que entenderias onde se encaixa "os deuses devem estar loucos",ou então perguntavas.

Claro que a Rússia não é nenhum bicho papão como uma Espanha,Itália,Alemanha,etc.

Mas foi a equipa que "mais futebol" (entre aspas porque é sempre muito subjectivo)apresentou no final dos 3 jogos que cada equipa fez.

A Grécia marca 3 golos em falhas gritantes das defesas (sim eu sei que conta tanto como golos bonitos) e pior que isso apresentou um futebol demasiado fraco para quem quer chegar longe.

Claro que o que conta são os golos/resultados e por isso mesmo foram "melhores" que a Rússia e a Polónia e por isso estão nos 1/4 de final.

Mas nestes 3 jogos ainda conseguiram jogar pior que em 2004 e confesso que pensei que seria difícil cometer essa proeza.

www.Vamosjogarnototobola.blogspot.com

Infante disse...

"Claro que o que conta são os golos/resultados e por isso mesmo foram "melhores" que a Rússia e a Polónia e por isso estão nos 1/4 de final."

"sim eu sei que conta tanto como golos bonitos)"

"Claro que a Rússia não é nenhum bicho papão como uma Espanha,Itália,Alemanha,etc"


Pronto, explicaste melhor do que eu por que razão "os deuses devem estar loucos" não faz sentido. E, sim, eu percebi perfeitamente por que disseste isso, estava só a mandar uma boquinha. :)

Para mim, não existe "futebol para se chegar longe". Existe ganhar ou perder, meter a bola lá dentro ou não meter. Sei que não é bonito ou lírico achar isto, mas é o que é. Tudo o resto é secundário.

O que me tem feito impressão é toda a gente atacar a Grécia por ter ganho, como se a Rússia tivesse "direito natural" a estar nos quartos só porque jogou bom futebol nos jogos anteriores. Se a Grécia é assim tão fraca, ora, mais uma razão para a Rússia não ter desculpas.

Tomé silva disse...

Infante quem jogar "melhor" terá sempre mais possibilidades de vencer que o contrário embora nunca seja com 100%certeza.

Para mim o futebol é muito mais que os golos,embora seja esse o objectivo e sejam os golos que decidam quem são os "melhores" e "piores".

Para mim futebol é 10 horas antes de um jogo muito importante para o meu clube ou selecção é já estar com um nervoso miudinho.
É a atmosfera que se vive nas bancadas.
É vibrares a cada boa jogada e insultares um jogador porque fez um mau passe.
É a tristeza numa derrota e a alegria de uma vitória.

É tudo isto e muito mais.

A Grécia é uma merda,autocarro de 4 andares estacionado e esperar que a "sorte" os acompanhe nas poucas vezes que se lembram que é preciso chegar pelo menos 1 vez á outra baliza para se vencer um jogo.

Claro que este último parágrafo é susceptível de ter muitas opiniões contrárias,mas equipas daquelas não fazem falta a estas competições porque são equipas "anti-futebol".

Não faltam casos de equipas "mais fracas" que vençam "equipas melhores" e isso é que torna o futebol imprevisível,mas não é por isso que serão melhores.

Agora que Portugal vença e passe á fase seguinte e apesar de ser muito difícil adorava encontrar a Grécia nos 1/4 de final.

Filipe disse...

A Rússia apresentou mais futebol? Nos dois últimos jogos marcou um golo e com uma saudável dose de vaca. A anomalia da prestação russa foi o jogo com os checos.

Quanto ao Selassie, se o Bento adoptar a formação do final do jogo com a Dinamarca (Nelson Oliveira a fechar o flanco esquerdo quando a equipa defende) não devemos ter tantos sobressaltos.