segunda-feira, maio 10, 2010

Benfica quatro jogos e meio contra dez

Benefícios de quem dá prioridade ao ataque.

Diz a Lusa: "O Benfica, campeão nacional de futebol, jogou 401 minutos em superioridade numérica, ao longo das 30 jornadas da Liga portuguesa e apenas 18 em inferioridade. Os encarnados terminaram o campeonato com um saldo de 383 minutos em vantagem, após expulsão de jogadores adversários em 11 jogos".

Refira-se que o Braga jogou 170 minutos em superioridade numérica, o FC Porto 150 e o Sporting 62. As contas de todos os clubes estão disponíveis aqui.

kovacevic

25 comentários:

João disse...

precisavamos agora era de ver a percentagem de golos marcados após e antes das expulsões...

ratogoleador disse...

João, o que necessitamos de saber é se foram ou não justas as expulsões o resto são lérias, o outro tb falou de um lance de guimarães (onde a falta é clara)mas esqueceu-se de falar dos seus lances contra guimarães, marítimo nos dois jogos, paços e outros... fonix, será tão dificil assim digerir a vitória da melhor equipa!?

Mr. Shankly disse...

Ora bem: 383 minutos em superioridade.
O campeonato tem 30*90 minutos=2700.

Dá 14%, ou seja, menos de metade de um terço.

O que é que Domingos disse? Sem ambiguidades, disse uma mentira.

Rearviewmirror disse...

Ou seja, dos 2700 minutos da liga, 2281 foram em igualdade numérica, o que dá cerca de 84% do tempo de todos os jogos.
E diga-se já que as expulsões foram todas imerecidas.

Completamente levados ao colo.

Rearviewmirror disse...

o Autocarro do Braga pronto para a festa em www.averdadedaliga.blogspot.com

littbarski disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
littbarski disse...

Registo, para memória futura. Isso e os 11 penalties de que o Benfica beneficiou esta época. Na temporada passada, aos 7 ou 8 (dos 9 de que o Porto beneficiou), já se ouvia o João Gobern a implorar que deixassem de marcar penalties a favor do Porto. Como é a favor do Benfica, Portugal agradece.

MST, na sua crónica semanal para A Bola, questiona o que teria feito o Porto, se tem disposto de 11 penalties a favor, um terço dos jogos em superioridade numérica (na verdade foi mais de um terço, foram 36,7% dos jogos) e Hulk em jogo, durante os três meses em que o douto Ricardo Costa fez o favor (a Portugal) de o retirar de cena. Sinceramente, não sei o que teria feito o Porto, se tivesse beneficiado destas ajudas directas ou indirectas (e continuo convencido de que há uma parte relevante da história da época do Porto que não é explicada por isto). Mas sei, ou melhor, imagino só - que para saber, só visto - o berreiro que teriam feito os dirigentes e adeptos do Benfica. Imagino - apenas, como já expliquei - o presidente do Benfica a mandar chamar a PJ, e o MP a criar três equipas especiais para investigar o campeonato. Para trazer de vez, de uma vez por todas, a transparência e a verdade desportiva a Portugal e ao futebol português.

Bruno Pinto disse...

Ora bem: o Benfica jogou mais de 4 jogos em superioridade numérica, o Braga menos de 1 jogo. Para um campeonato que se decidiu na última jornada - apesar de alguns iluminados dizerem que este Benfica foi o campeão mais incontestado da história (!!!!!) - ajuda... e de que maneira!!

Rearviewmirror disse...

"um terço dos jogos em superioridade numérica (na verdade foi mais de um terço, foram 36,7% dos jogos) "

O Domingos falou em 1/3 do CAMPEONATO e não dos jogos.
Se o Benfica jogou 16% dos 2700 minutos em superioridade numérica, parece-me que essa percentagem fica aquem do valor dito pelo grande treinador do Braga.

Atenção, que nos 10 jogos em que o BEnfica beneficiou das expulsões, em 6 deles já ganhava aquando desses acontecimentos.
Num dos jogos já estava a perder o jogo acabou assim,(FCP), outro empatou (Olhanense, agressão de M.GArcia aos 90min), outro deu 5 ou 6 ao Leixões (Expulsão de POuga merecida aos 27min) e no outro ganhou 1-0 na segunda jornada ao Guimarães, onde Nuno Assis e Flavio são expulsos por acumulações de amarelos (o segundo amarelo do Flávio resulta da mão na boal que deu o penalty).

Não sei onde estão as injustiças...

Sérgio_alj disse...

O Benfica teve 11 penaltys, mas o Porto teve menos 3!!

Estratosférico!

littbarski disse...

Não, Sérgio_alj. Estratosféricos são os mais 12% (76/68) de pontos que o Benfica conseguiu, por comparação com o Porto. E os mais 11% (78/70) de golos marcados, os menos 23% (20/26) de golos sofridos e todas as estatísticas que façam sobressair a superioridade do Benfica em relação ao Porto.

Os mais 38% (11/8) de penalties a favor, os menos 50% de penalties contra (1/2), os mais 167% (401/150) de minutos de jogo em superioridade numérica e os menos 76% (18/74) de minutos de jogo em inferioridade numérica são, obviamente, irrelevantes. Assim como a ausência de Hulk dos relvados, durante 3 meses.

Ainda assim, se não te importas, eu prefiro ter os dados todos. Ajudam-me a perceber até que ponto houve demérito do Porto e mérito do Benfica.

Sérgio_alj disse...

Irrelevante também é o facto do Benfica provocar mais faltas ao adversário devido ao caudal ofensivo, mas pronto...

O Sporting de Peseiro teve jogadores adversário expulsos em 16 das 34 jornadas, mas o Trapatoni é que foi levado ao colo...

O Jardel marcou 17 golos de penalty, mas isso já foi normal...

Já que falam de Hulk, porque é que o FC Porto perdeu na Luz, com um jogador desse gabarito em campo? Porque é que levaram 5 do Arsenal? Porque é que ficaram atrás do Braga?

Já agora, porque é que não culpam o vosso presidente por ter emprestado o Renteria ao seu principal rival e que por acaso ofereceu 6 pontos ao Braga?

Mr. Shankly disse...

"MST, na sua crónica semanal para A Bola, questiona o que teria feito o Porto, se tem disposto de 11 penalties a favor, um terço dos jogos em superioridade numérica (na verdade foi mais de um terço, foram 36,7% dos jogos)"

Claro que os penalties foram oferecidos e as expulsões também. O Benfica partiu em vantagem porque nos deram isto. Não foi reflexo, como bem diz o kova, do futebol ofensivo praticado.
Registas para memória futura? Já sei quem tu és: és o Pôncio Monteiro :)

littbarski disse...

"Já que falam de Hulk, porque é que o FC Porto perdeu na Luz, com um jogador desse gabarito em campo? Porque é que levaram 5 do Arsenal?"

Eu já respondi a esta pergunta, quando disse que havia uma parte relevante da história da época do Porto que não era explicada pelas expulsões nem pelo túnel da Luz. Mas, uma vez que não gostaste da resposta, respondo-te com uma pergunta: por que é que o Benfica levou 4 em Liverpool e 3 no Dragão (jogando, para não variar, em superioridade numérica), com jogadores do gabarito de Cardozo e Di María em campo?

littbarski disse...

Shankly, agradeço a comparação. No entanto, julgo que o meu arquivo não chega aos calcanhares daquele que o Pôncio Monteiro possui e que serviu várias vezes para desmontar algumas verdades absolutas apregoadas, época após época, pelos benfiquistas.

Mas sabes o que é extraordinário? É que o Porto já por várias vezes foi campeão com o melhor ataque, com uma percentagem de pontos elevada e com vantagens significativas sobre a concorrência. O que o Porto não conseguiu, nem nas épocas do penta, foi 11 penalties assinalados a seu favor, como o Benfica, esta temporada, e, muito menos, os 17 que o Sérgio_alj diz que o Jardel marcou (mas não ao serviço do Porto...). E também não me lembro de, pelo menos nos últimos anos, o Porto ter jogado mais de um terço dos jogos em superioridade numérica. Talvez a culpa seja do Pinto da Costa, que continua a pagar quinhentinhos aos árbitros, o que, hoje em dia, não dá para mais do que umas faltazitas a meio-campo. Quando dá - nos casos dos jogos levados a tribunal pelo Apito Dourado, consta que nem para isso deu. Agora imagina o que o Ricardo Costa e a superequipa especial liderada pela MJM não fariam com essas percentagens tão simpáticas que ajudaram o Benfica a tornar-se, segundo juram alguns benfiquistas, no melhor campeão da história do futebol português!

Mr. Shankly disse...

"Agora imagina o que o Ricardo Costa e a superequipa especial liderada pela MJM não fariam com essas percentagens tão simpáticas"

Segundo sei, não podem fazer nada com percentagens. Pelos vistos nem sequer com escutas telefónicas.

pitons na boca disse...

Tenho algumas questões que gostaria de te colocar, littbarski, se não te importares.

1 - O Hulk agrediu alguém no acesso aos balneários da Luz?

1.a - Se sim, à vista do regulamento em vigor (alterado no inicio da época, através de uma proposta do F.C.Porto) o Hulk deveria ter continuado a jogar até se saber o castigo?

2 - O CD da Liga ultrapassou o tempo legalmente imposto para se chegar a uma conclusão sobre as agressões?

3 - Até à data da saída do tal castigo de 3 meses ao Hulk, o CD da Liga desrespeitou algumas das regras que tinha de seguir neste caso?

4 - Admitindo que a redução de 3 meses para 3 jogos está correcta. O jogo de castigo a mais que o Hulk ficou de fora é razão para impugnar o campeonato, mesmo sabendo que o Porto ganhou esse jogo em que se viu privado do Hulk?

5 - Supondo que os stewards não poderiam estar nos acessos aos balneários, que castigo mereceria o Benfica? (tal como o Braga, porque se não me engano, nas cenas do túnel de Braga também estavam lá agentes da tal empresa de segurança, a 2045 ou lá que é)

Desde já obrigado pela eventual disponibilidade para responder a estas questões.

É que eu gostava de perceber até que ponto vocês vão levar adiante essa desculpa dos tuneis...

littbarski disse...

Tal como com as escutas, há dois tipos de estatísticas, Shankly: as que não provam nada e as que provam tudo. Ora, como sabes, o Ricardo Costa tem o dom de transformar as coisas. Transformou stewards em agentes desportivos, indícios em provas e estou certo de que ele faria milagres, se lhe chegassem às mãos números tão simpáticos e que ele pudesse juntar a escutas que não valem e a palavras de perjura.

littbarski disse...

Pitons, esse assunto já foi debatido e eu já dei a minha opinião sobre isso. Mas, para que não penses que estou a fugir às tuas questões, vou tentar responder.

1 - Dizem que sim. Eu não vi.
1.a - Pelos vistos, depende da interpretação do regulamento e da vontade do interpretador. Em Braga não foi ninguém suspenso preventivamente.
2 e 3 - A CD da Liga levou 3 meses a decidir porque partiu do pressuposto (errado, conforme desde logo se previu e depois se confirmou) que os stewards eram agentes desportivos e que as punições seriam de 6 meses a 3 anos. Não estou a ver a CD a enquadrar o caso desde logo numa punição de 1 a 4 jogos e depois levar 3 meses para decidir o castigo...
4 - Admitindo que a redução de 3 meses para 3 jogos está correcta, o Hulk ficou 15 jogos a mais do que devia sem poder jogar.
5 - Tendo em conta os antecedentes do Benfica, no que a túneis de estádios (e zonas adjacentes) diz respeito, certamente mais do que uma mísera multa. Que eu saiba, em Braga, não houve provocações dos stewards aos jogadores do Benfica. Mas mesmo que elas tivessem existido, não havia o antecedente da época passada e que indicia claramente que aquilo que se passou no túnel da Luz foi uma emboscada aos jogadores do Porto.

Sérgio_alj disse...

Oh Littbarski, o Hulk ficou suspenso preventivamente por 2 meses, devido a uma lei aprovada pelo FCP!!!!!

D-O-I-S (2) MESES!!!

Quer o castigo fosse de 70 jogos ou 1 jogo, ele ficaria sempre 2 meses 2 de fora!

Logo perdeu alguns 4-5 jogos... temos pena! Um pouco de mais controlo psicológico no ringue de boxe do Dragão e não teria agredido ninguem!

Mr. Shankly disse...

"as que não provam nada e as que provam tudo"
Claramente as que referes não provam nada. As escutas parece-me que provam alguma coisa, embora não tenham sido aceites como meio de prova. O problema foi a forma, não o conteúdo.

Acho lindo comparar estatísticas e escutas como prova de corrupção.

pitons na boca disse...

Incrível... mas não surpreendente.


1 - Claro que não viste, nem ninguém. Aliás, não aconteceu, provavelmente. Relatórios de árbitros, delegados da liga e agentes policiais não valem nada, está tudo comprado. Muito menos aquelas filmagens, que infelizmente nem podem ser usadas pelo CD.

1.a - Em Braga: Vandinho. Cardozo e Leone não tiveram processo aberto porque pelos regulamentos é diferente uma rixa entre 2 jogadores e uma entre um jogador e agentes desportivos/publico (ia escrever stewards, mas já vi que não faz sentido).

2 e 3 - Errado. Foi uma agressão a um agente desportivo/publico. Porque antes de se decidir se é agente desportivo ou publico, o processo tem de ser aberto à mesma. Logo a suspensão preventiva aconteceria sempre.

4 - Como se pode ver pelo ponto anterior, a suspensão preventiva aconteceria sempre, portanto até sair o eventual castigo sair o Hulk não poderia jogar. Fossem 3 meses ou 3 jogos, estaria sempre suspenso preventivamente. Depois do "acerto" do castigo perdeu 4 jogos (para o campeonato) sendo que o ultimo (que supostamente poderia jogar) ganharam.

5 - Gostei particularmente desta resposta. Principalmente o "zonas adjacentes", exclusivo nosso, claro. Mas focando no que importa para este caso - dentro dos túneis - afinal podem estar stewards lá ou não? E quando falas em "antecedentes da época passada" estás a falar outra vez dos jogadores do Porto a tentar arrear porrada? Porque foi a única coisa que se viu. Mas tenho a certeza que terás mais pormenores (e certezas) sobre esse episódio, também.

littbarski disse...

Shankly, eu também acho lindo que o meu clube seja acusado (e condenado na CD e absolvido nos tribunais) de corrupção, mas depois estes recordes estatísticos beneficiem outros clubes. Lindo e estranho. E não foi só uma questão de forma. Podes reler aqui, se quiseres. Aliás, foi precisamente a análise das escutas que fez com que a "escritora" fosse acusada de testemunho falso.

Pitons, incrível é tu conseguires ver a agressão do Hulk e não teres visto mais do que jogadores do Porto a tentar arrear porrada, nas imagens da época passada. Portanto, não vale a pena continuar às voltas. Tu ficas na tua, o Vandinho foi suspenso preventivamente e a CD da Liga fez escrupulosamente aquilo que tinha a fazer. Eu fico na minha. E a minha é a resposta que eu te dei, com a correcção dos 3 meses de tempo de suspensão preventiva que foram 2 (senão o Sérgio_alj não dorme sossegado).

Mr. Shankly disse...

"Shankly, eu também acho lindo que o meu clube seja acusado (e condenado na CD e absolvido nos tribunais) de corrupção, mas depois estes recordes estatísticos beneficiem outros clubes."
Como? Estes "recordes estatísticos" não são recordes para começar e ocorreram vários anos depois dos factos documentados nas escutas. Qual é a relação?
A escritora foi acusada de testemunho falso? E então? É ou não verdade que as escutas não foram aceites como provas da acusação? E é ou não verdade que parece que PC alicia árbitros nas escutas? Pergunta de "Sim" ou "Não".

cparis disse...

Pensava que aqui no 4-4-2 se dava mais valor à estatística e se evitavam estas contas de trazer por casa.
O SLB jogou 410 minutos em vantagem numérica, no decorrer de 11 jogos. Desses 410 minutos, só em 104 minutos o resultado final do jogo era melhor no final do encontro do que antes da expulsão. Mais em concreto, em apenas 3 jogos o resultado final beneficiou do facto da equipa estar em vantagem numérica,
O Braga jogou 188 minutos em vantagem numérica, no decorrer de 8 jogos. Destes, 172 foram jogados em jogos onde o resultado final foi melhor do que o que se verificava antes da expulsão. Mais concretamente em 4 jogos que o Braga beneficiou do facto de estar em vantagem numérica
Para que não fiquem dúvidas, aqui vão o registo de 8 jogos onde a expulsão não teve influência no resultado (dentro de parêntesis o resultado na altura da expulsão):
Benfica 6-1 (5-1) Nacional-85m Patacas
Marítimo 0-5 (0-1) Benfica-31m Olberdam
Benfica 3-0 (2-0) Leiria-75m Elias
V. Setúbal 1-1 (1-1) Benfica-90m Neca
Benfica 1-0 (1-0) Belenenses-78m Bruno Vale
Benfica 5-0 (1-0) Olhanense-9m Delson
Porto 3-1 (1-0) Benfica-51m Fucile
Benfica 2-1 (1-0) Rio Ave-11m Wires

Sobram 3 jogos onde não aconteceu isso
V. Guimarães 0-1 (0-0) Benfica-61m Flávio Meireles
Benfica 5-0 (0-0) Leixões-27m Pouga
Olhanense 2-2 (2-1) Benfica-26m Djalmir

E no Braga tens estes:
Olhanense 0-1 (0-0) Braga-44m Hugo Ventura
Braga 2-0 (0-0) Setúbal-34m Luis Carlos
Leixões 1-1 (1-0) Braga-50m Braga
Braga 3-2 (1-1) Guimarães-77m Valdomiro

Acho estes números bem mais reais sobre o que se passou, mas claro que não interessam muito.