domingo, maio 31, 2009

Eriksson

Dificilmente as coisas podiam estar mais claras: ou Eriksson confirma o acordo nos próximos dias ou a candidatura de Paulo Pereira Cristóvão sofre um golpe de credibilidade insustentável.

PPC pôs-se no buraco, vamos ver como sai de lá.

kovacevic

últimas aqui e aqui

2 comentários:

JLC disse...

Acho que mesmo que o PPC apresente o treinador, criou um buraco enorme na candidatura.


Andou tanto tempo a falar de gente jovem e motivada. De gente com valor, e não de notáveis pagos de forma principesca. De devolver o Sporting aos sportinguistas.

O Eriksson não encaixa em nada do que a lista disse até à passada sexta feira.


PS: Pelos vistos também já voltou atrás com a ideia de não apresentar jogadores até às eleições...

João disse...

O grande problema de Cristóvão é estarmos em 2009 e não em 1989. Se estivéssemos em 1989 ele teria grandes possibilidades de vencer as eleições. O problema é que desde então já conhecemos Jorge Gonçalves, já conhecemos Sousa Cintra. E já conhecemos, no outro lado da rua, Vale e Azevedo e Luís Filipe Vieira. Assim sendo, por muitos defeitos que tenha o regime da última década e meia no Sporting, qualquer adepto relativamente racional recusará o regresso a um populismo que, diz a história, não resulta. Bettencourt pode estar descansado. Mesmo que tenha os astros todos contra ele no dia 5, nunca fará menos de 70%.